“Meu pai me ensinou tudo que sei”, conta Renato Pedroso 743

Novo presidente da Previsul Seguradora conta detalhes da transição da companhia para o Grupo Caixa

A personalidade sempre atenciosa de Renato Pedroso impressiona quem o conhece pela primeira vez. Presidente da Previsul Seguradora desde fevereiro deste ano, o executivo possui um histórico de relacionamento de dez anos com a companhia, atuando na área jurídica, na diretoria de negócios e agora à frente da companhia.

Desde que o Grupo Consulfac, o qual é comandado por seu pai, Ernesto Pedroso, adquiriu a Previsul em 2006, Renato mostra-se altamente engajado nas questões do mercado segurador. Na época, a seguradora completaria 100 anos, o que tornava as expectativas da família Pedroso ainda maiores. “Faz dez anos que estou envolvido com a Previsul. Lembro muito bem que em 2006 realmente era um desafio muito grande. Com o tempo, fomos desenvolvendo uma forma de pensar junto à seguradora, e então ela conseguiu se desenvolver de forma muito positiva, principalmente mostrando ao corretor que ele é o nosso único canal de vendas”, detalha em entrevista exclusiva concedida ao Grupo JRS.

Foi graças à valorização dos corretores de seguros que, segundo ele, foi possível aumentar o volume de vendas significativamente, colocando a seguradora entre as 25 maiores da época em seguro de pessoas. “Graças a Deus, hoje em dia, não paramos de crescer no ranking. No ramo prestamista, por exemplo, já estamos entre as 15 maiores seguradoras do Brasil, com players de mercado muito importantes”, completa.

A Previsul Seguradora estava no auge do seu desenvolvimento quando foi vendida para o Grupo Caixa. De 2008 a 2012, chegava a emitir R$ 5 milhões por mês. Na época da troca de controle acionário, emitia R$ 12 milhões só no segmento vida e, já não contava mais apenas com 400 corretores parceiros mas, sim, com mais de 2.200. “Isso mostra que já estávamos no caminho certo, principalmente focando no segmento vida. Com a entrada da Caixa Seguradora tudo mudou, pois além de ter o aval de um grupo segurador que é um dos maiores do mundo, o que traz uma solidez ainda maior para a marca de 109 anos, nos ajudou a enriquecer nosso portfólio, já que acabamos tendo sinergia com outras empresas do grupo e a Caixa trabalha de odonto a ramos elementares. O que nos oportuniza a ter know how em outras frentes que a Previsul possa abrir”, conta.

Além disso, o Grupo Caixa optou por respeitar a independência e autonomia da Previsul. “Quando adquiriram 70% das ações da empresa, a Caixa entendeu que tínhamos profissionais que realmente entendiam do negócio, de trabalhar com a frente corretor e do ramo vida de forma profunda”, revela.

Com 32 anos, Renato Pedroso faz parte de um seleto grupo de jovens que estão à frente de grandes empresas no Brasil. Ele acredita que muito se deve ao fato do Grupo Caixa possuir uma gestão que não tem medo de apostar em diferentes talentos e inovar. “A minha promoção com apenas 32 anos me enche de emoção, mas também mostra para o Grupo como um todo e também para o mercado que o jovem acaba por entender alguns meandres da inovação e consegue trazer alguns pontos diferenciados”, salienta.

Em sua gestão, o executivo aposta em tecnologia e relacionamento. “O que está mudando de verdade são as formas de comercialização e as formas de relacionamento com o nosso consumidor final, então temos que dar estes mecanismos para o corretor através de ferramentas tecnológicas e também não perder essa proximidade, que é fundamental em qualquer relação de consumo”, enfatiza.

Toda caminhada de Renato Pedroso, não só dentro da Previsul Seguradora, mas também em sua vida pessoal e profissional, está atrelada a Ernesto Pedroso. É a ele que Renato atribui seu sucesso: “Meu pai me ensinou tudo que sei. Eu posso dizer que com ele eu aprendi a ousadia, não ter medo de arriscar e não ter medo de defender nosso ponto de vista”.

Guilherme Bini é o novo Diretor Territorial RS/SC da Mapfre 1088

Sandro Moraes passa a Diretor de São Paulo

A Territorial Rio Grande do Sul e Santa Catarina da Mapfre está com novo diretor. Guilherme Bini assume no lugar de Sandro Moraes, que passa a Diretor de São Paulo.

Bini possui treze anos de companhia e antes ocupava o cargo de gerente da sucursal de Curitiba, no Paraná. “Vir para Porto Alegre é um grande desafio, mas é uma região que eu aprecio muito, pois a cultura é muito forte, os corretores são muito estratégicos e, dentro da minha realidade paranaense, estamos culturalmente muito próximos. É um prazer estar aqui, dando continuidade ao trabalho respeitável do Sandro”, destaca. “Relacionamento com o corretor é a peça chave do crescimento de uma Territorial, pois, sem isso não é possível construir grandes negócios. Aos corretores, eu digo que as portas e meus contatos estarão sempre abertos”, complementa.

De acordo com Sandro Moraes, agora Diretor São Paulo, a maior entrega que ele conseguiu realizar no período de dois anos e sete meses que ficou em solo sulista, foi o fortalecimento da relação da seguradora com os corretores de seguros. “Ter realizado, junto com a equipe, um trabalho para que um melhor atendimento pudesse ser dado para os nossos corretores e nossos distribuidores foi fundamental”, conta. “Quem faz os negócios são as pessoas e temos que sempre cuidar isso”, acrescenta.

Para São Paulo, o diretor diz que o desafio é grande, mas confia que as estratégias darão certo. “No Rio Grande do Sul fui muito feliz, as pessoas e profissionais me acolheram com muito carinho. Pelo sucesso que foi possível alcançar com os parceiros da região, o presidente da companhia me fez o convite para assumir São Paulo, que é um grande desafio, mas que vou encarar levando todas as coisas boas plantadas aqui”, afirma.

A Mapfre está promovendo alterações em cinco das suas nove Territoriais brasileiras. “É muito importante fazer mudanças diante do sucesso. A região Sul é de sucesso, ganha prêmios, tem um bom relacionamento com os corretores e cresce muito. E quando temos que fazer mudanças, temos que fazer dentro disso, com a tranqüilidade de que sai Sandro, um excelente profissional que aprendeu muito aqui, e que entra Guilherme, que também é excelente e que tem a oportunidade de olhar com os novos olhos e melhorar o que está bom”, comenta o presidente da seguradora, Luis Gutiérrez Mateo.

O Brasil representa 15% do faturamento global da Mapfre, ficando atrás apenas da Espanha. “Ainda temos um trimestre para terminar 2019 e esse está sendo um ano bom, com muitas mudanças, mas com a confiança de que em 2020 vamos continuar com esse caminho e colocar a Mapfre sempre em ótimas posições, sobretudo com a parceria com os corretores e clientes”, finaliza.

Destaques do CVG RS: RSul Vida Seguros vence como Corretora de Seguros do Ano 740

Grande noite aconteceu na sexta, 27

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS) promoveu na sexta-feira (27) a grande Festa dos Destaques, em Porto Alegre/RS. Este ano, a eleição aconteceu através do voto online.

A RSul Vida Seguros foi eleita a corretora de seguros do ano. O CEO Amauri Bueno recebeu a premiação das mãos da diretora do CVG RS, Suellen Castro, na Associação Leopoldina Juvenil. “Eu sempre considero que este prêmio é o primeiro, pois todo o trabalho e desempenho da nossa equipe, tudo que se faz durante todo o ano, acordando cedo e viajando, pois a corretora também está em Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia e Brasília, demanda um esforço da nossa parte”, destacou. “Sermos reconhecidos, principalmente através do voto, ainda mais que esse ano a eleição do CVG foi diferente pelo voto online, que trouxe uma seriedade ainda maior, pelo número de votos que a empresa recebeu, diversificado na pessoa física e na pessoa jurídica, nos dão a clareza de que estamos no caminho certo”, completou.

Destaques do CVG RS: César Saut é a Personalidade do Ano 1189

Homenagem aconteceu em Porto Alegre/RS

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS) promoveu na sexta-feira (27) a grande Festa dos Destaques, em Porto Alegre/RS. Este ano, a eleição aconteceu através do voto online.

Há alguns anos, a diretoria da entidade elege um executivo ou executiva de destaque como a Personalidade do Ano. Em 2019, César Saut, vice-presidente corporativo da Icatu Seguros, foi o eleito. Saut recebeu o reconhecimento das mãos da presidente do CVG RS Andreia Araújo e do vice-presidente Clodomiro Dorneles na Associação Leopoldina Juvenil.

“As outras vezes que fui agraciado foi decorrente de concurso ou competição e, agora neste ano, o CVG não me colocou nesse processo e me colocou na homenagem especial que faz há alguns anos. E essa colocação é diferente porque não é na jurídica, é na física, o que torna a responsabilidade um pouco diferente porque de uma maneira geral, a diretoria identificou que o eleito tem exemplo para dar e que ele tem que inspirar”, destacou o vencedor.

Em seu discurso, o executivo, agora Personalidade do Ano, passou uma mensagem ao mercado de seguros. “Quis me direcionar principalmente para os entrantes ou o que estão em desenvolvimento no mercado, sobre o caminho e a respirada que se deve dar. Hoje eu falei sobre finitude, falei também que no salão não estão concorrentes, porque com essa transformação toda do mercado, hoje, o segredo do sucesso é parceria, engajamento e união”, disse. “A responsabilidade se torna maior porque, mesmo que não se queira, tem gente olhando e dizendo: esse cara, que tem mais de 30 anos de trajetória, trilhou um caminho e vamos observar o exemplo”, acrescentou.

Destaques do CVG RS: Josiana Lemes vence como Executiva de Seguradora do Ano 1081

Premiação aconteceu na sexta, 27

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS) promoveu na sexta-feira (27) a grande Festa dos Destaques, em Porto Alegre/RS. Este ano, a eleição aconteceu através do voto online.

Josiana Lemes foi eleita a Executiva de Seguradora do Ano. Ela recebeu a premiação das mãos da diretora de comunicação e marketing do CVG RS, Júlia Senna, na Associação Leopoldina Juvenil.

A executiva trabalha na Icatu Seguros há mais de vinte anos. “É um motivo de muito orgulho e satisfação receber um reconhecimento como esse do mercado segurador gaúcho, principalmente de uma entidade tão respeitada. É um misto de orgulho e de muita responsabilidade, porque ser reconhecida te traz uma responsabilidade principalmente por terem recebido esse prêmio grandes nomes do mercado segurador gaúcho. É muito orgulho”, destacou ao lembrar a importância da sua equipe e da figura de seu pai em sua trajetória.

Destaques do CVG RS: Claudia Piccinini vence como Comercial de Seguradora do Ano 943

Premiação aconteceu na sexta, 27

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS) promoveu na sexta-feira (27) a grande Festa dos Destaques, em Porto Alegre/RS. Este ano, a eleição aconteceu através do voto online.

Claudia Piccinini foi eleita a Comercial de Seguradora do Ano. Ela recebeu a premiação das mãos do diretor financeiro do CVG RS, Fabio Souza, na Associação Leopoldina Juvenil. A executiva está no mercado de seguros há 25 anos. “Foi um longo caminho, mas que não percebi passar. O reconhecimento oportunizado pelo nosso querido CVG me fez parar e olhar para a trilha. E me emocionei com o que vi e com o que lembrei”, contou. “Olhar para trás nesse contexto, faz o coração transbordar de alegria e de amor pela vida que escolhi. Se puder resumir, a emoção por esse reconhecimento se traduz na gratidão por cada momento vivido na jornada e na certeza de que cada passo valeu à pena”, acrescentou.