“Não importa se você é de direita ou de esquerda, política econômica boa é uma só”, analisa Victoria Werneck 797

Economista-Chefe da Icatu Seguros participou de almoço ao lado do cientista político Francisco Ferraz

Almoço reuniu público seleto na sede da Federasul, em Porto Alegre (RS). William Anthony/JRS
Almoço reuniu público seleto na sede da Federasul, em Porto Alegre (RS).

A população brasileira continua sem perspectivas de solução para o atual momento de crise vivido pelo País há aproximadamente dois anos. A afirmação fica reforçada pela última pesquisa divulgada pelo Ibope nesta quarta-feira. O levantamento realizado com 2.002 pessoas em 142 municípios aponta que apenas 10% da população aprova o Governo Dilma, ante 69% de avaliações negativas. Com esta premissa, o almoço “Tá na Mesa”, realizado semanalmente na sede da Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), abordou os próximos capítulos de nossa história política e econômica. “E agora Brasil?”, foi a principal questão emitida a Francisco Ferraz, professor e cientista político, e Victoria Werneck, economista-chefe da Icatu Seguros.

O lala
O cientista político Francisco Ferraz.

Em uma análise da atual conjuntura política, Ferraz atentou que a democracia brasileira não é consolidada. “Nosso sistema político sofre mudanças a cada cinco anos, em média. Nossos problemas não serão resolvidos com mais uma reforma política”, disse. Durante coletiva de imprensa, 0 cientista político demonstrou como diversos países consolidaram instituições e regimes. “Precisamos de estadistas que lembrem do ontem, pensem no hoje e também no amanhã”, explicou.

O professor também reitera o famoso “toma lá, da cá” político. Onde uma votação para o impedimento de um Presidente da República acaba “de forma escancarada” em troca de cargos. “Qualquer ação deste governo com o Congresso sempre envolve alguma transação e não enxergo que isso vá mudar”, apontou. Francisco Ferraz alerta que ainda não é o momento para se realizar análises de um provável governo do Vice-Presidente Michel Temer. “O quadro é bem maior do que a simpatia do povo por um líder político”, complementou ao lembrar da tentativa do Governo Federal em nomear o ex-presidente Lula como Ministro de Estado.

O mercado segurador se fez presente durante o encontro. Na imagem Rodrigo Pelaipe, diretor executivo da Emergency Corretora; Guacir Bueno, presidente-eleito do SindSeg-RS; Odete Dias, executiva da Emergency Corretora; Jota Carvalho, editor-chefe do JRS e Ricardo Rezende, diretor comercial da PlaniLife.
O mercado segurador se fez presente durante o encontro. Na imagem Rodrigo Pelaipe, diretor executivo da Emergency Corretora; Guacir Bueno, presidente-eleito do SindSeg-RS; Odete Dias, executiva da Emergency Corretora; Jota Carvalho, editor-chefe do JRS e Ricardo Rezende, diretor comercial da PlaniLife.
Victória Werneck, economista-chefe da Icatu Seguros.
Victoria Werneck, economista-chefe da Icatu Seguros.

“Independentemente de quem esteja governando haverá uma grande queda no Produto Interno Bruto do Brasil este ano. A inflação ficará acima do teto da meta, que é de 6,5%. E, no próximo ano, teremos um crescimento muito baixo”, contou Victoria Werneck. Ela ainda previu que “teremos quatro ou cinco anos de queda do PIB per-capta. A sensação de que você rema, rema e rema sem sair do lugar. No cenário internacional, o Brasil é um dos poucos países que está indo para trás”, argumentou.

A chefe de economia da Icatu Seguros também reitera que urgentemente o Brasil precisa deixar este momento de estagnação. Tomar um rumo é fundamental para sair da crise, segundo Victoria. Ela lembrou de erros sistemáticos, como as chamadas “pedaladas fiscais”, e o desrespeito ao famoso conceito do tripé macroeconômico. “Não importa se você é de direita ou de esquerda, política econômica boa é uma só”, lembrou a economista quando questionada sobre o sucesso de Lula no campo econômico em seu primeiro mandato.

 

Assista novamente a participação de Victoria Werneck no Seguros Sem Mistério em 2014:

Confira todas as imagens:

“Não importa se você é de direita ou de esquerda, política econômica boa é uma só”, analisa Victória Werneck

Insurtech & Inovação – Galeria Especial de Imagens 1610

Insurtech & Inovação - Galeria Especial de Imagens

JRS divulga galeria especial de imagens de evento realizado em São Paulo

O JRS esteve presente na 2ª edição do evento Insurtech & Inovação, promovido pelo Centro de Qualificação do Corretor de Seguros (CQCS), na última semana, em São Paulo (SP). Durante os dois dias de programação, palestras e conversas que colocaram a disrupção e a humanização da tecnologia como alvo a ser alcançado pelo mercado brasileiro de seguros. A ideia da cocriação e da transparência na relação com o segurado permeou as falas dos especialistas das insurtechs, seguradoras, prestadores de serviços e demais participantes do momento.

Galeria Especial – Insurtech & Inovação

Bradesco Seguros enxerga novas oportunidades e o empoderamento do corretor 1698

Bradesco Seguros enxerga novas oportunidades e o empoderamento do corretor

Companhia pretende atender novas preferências do consumidor

A Bradesco Seguros, maior seguradora do Brasil com atuação multilinha, traça novas estratégias, enxerga novos riscos e desafios, mas projeta novas e grandes oportunidades para o profissional da corretagem de seguros, cada vez mais empoderado. Neste sentido, o Superintendente Executivo da Regional SP da Bradesco Seguros, Anderson Mundim, planeja cada vez mais proximidade com o corretor local. “A companhia pensa cada vez mais no corretor de seguros e em soluções que facilitem o seu desempenho. Um grande exemplo é o forte investimento em aplicativos como o Bradesco Dental, que funciona até mesmo offline, além da B.I.A., a Bradesco Inteligência Artificial, que concretiza o direcionamento da seguradora e do grupo para a disrupção”, afirma.

O Diretor Comercial da Bradesco Seguros, Leonardo Pereira de Freitas, explicou como a Bradesco Seguros pretende atender as novas preferências do consumidor. “As pessoas estão cada vez mais informadas e pesquisando sobre os produtos. O consumidor está conectado e nosso engajamento está em identificar o que influencia nessa preferência. O empoderamento do corretor de seguros é fundamental para isso. Enxergamos novos riscos, novas ameaças, mas também, muitas oportunidades para todos”, completou.

Previsul Seguradora coloca inovação para o corretor de seguros como prioridade 1331

Previsul Seguradora coloca inovação para o corretor de seguros como prioridade

Companhia atua há 110 anos e está orientada para o futuro

Com 110 anos, a Previsul Seguradora destaca a inovação como fundamental para o sucesso ao longo desta trajetória. “Por isso também estamos sempre atentos para disponibilizar ferramentas que facilitem os processos diários do nosso parceiro de negócios. Por isso estivemos em São Francisco e no Vale do Silício, para respirar essa inovação e incorporar ao nosso dia a dia”, conta a Diretora de Negócios e Marketing da Previsul, Andreia Araujo.

A companhia participou na última semana do CQCS Insurtech & Inovação, evento realizado na capital paulista entre os dias 12 e 13 de junho. “O corretor de seguros tem um papel consultivo fundamental junto ao segurado”, comentou o presidente da Previsul Seguradora, Renato Pedroso. O presidente da seguradora digital, orientada para o futuro, participou do painel “Porque o Corretor é o Futuro da Proteção”. Pedroso explicou como o corretor pode ser agente de prospecção para o mercado de seguros.

Pedrinhas comemoram festejos juninos e concentram esforços na felicidade 1604

Pedrinhas comemoram festejos juninos e concentram esforços na felicidade

Entidade promoveu encontro com palestra de Pedro Vianna e muitas surpresas 

“A Ciência da Felicidade” foi o tema da apresentação de Pedro Vianna no encontro promovido, nesta segunda-feira (11), pelo Clube da Pedrinha em Seguros do Rio Grande do Sul. O tradicional encontro da entidade aconteceu no Restaurante Casa do Marquês, no Bairro Higienópolis, da Capital Gaúcha.

Vianna demonstra satisfação em participar deste momento ímpar com outros operadores do mercado, uma vez que o seguro está diretamente ligado aos negócios da família. “O seguro está no meu DNA, meu avô, minha mãe e meu pai trabalham com seguro”, explica.

O conceito de felicidade, grande parte das vezes, está associado ao sucesso, beleza, fama e glamour. No entanto, a apresentação de Pedro Vianna demonstrou com dados que nem tudo que parece é. “Acredito que todo mundo tem intrinsecamente a vontade de ser feliz e hoje a ciência nos traz alguns dados bem importantes e que muitas vezes aponta a contramão daquilo que as pessoas estão buscando. A ideia é apresentar coisas que funcionam e não funcionam. A maioria das coisas que funcionam para ser feliz são gratuitas. A ideia é quebrar um pouco dos paradigmas que indicam felicidade na sociedade”, completa.

A presidente do Clube da Pedrinha, Ana Maria Pinto, enfatizou a relevância dos encontros entre os profissionais do mercado gaúcho de seguros. “A confraternização sempre é um dos grandes objetivos do Clube. Tudo isso sempre com algum conteúdo ou palestra, que visam agregar valor tanto para a nossa vida pessoal e profissional”, resume.

Ana Maria, que também é Diretora de Marketing e Comunicação do GBOEX, demonstra ainda a importância contida na fala apresentada por Pedro Vianna. “É preciso olhar para as coisas da vida e trabalhar com isso, lidar com o estresse e a simplicidade em ser feliz. É uma palestra que desperta a curiosidade e também temos brincadeiras e um encontro especial, alusivo ao período das Festas Juninas”, completa.

Encontro Mensal do Clube da Pedrinha – Imagens

Diretor Comercial do Grupo MBM participa de almoço do CCS-RJ 363

Diretor Comercial do Grupo MBM participa de almoço do CCS-RJ

Encontro acontece na próxima quinta-feira (13)

O Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) terá como convidado para o seu almoço do mês de junho o diretor comercial do Grupo MBM, Luiz Eduardo Dilli. O evento será na próxima quinta-feira, 13 de junho, às 12h30min. A diretoria e os associados vão se reunir com o executivo na capital fluminense.

Fundado em 1980, o Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro tem como objetivo estimular encontros e debates que contribuam para o desenvolvimento do setor e da categoria. A entidade promove também a articulação estratégica e contínua com os demais participantes do sistema nacional de seguros privados. Saiba mais neste endereço.