Posse da nova diretoria do Sindseg-RS ocorre dia 14 529

Informe-se sobre as principais notícias do dia no #GirodoMercado desta segunda-feira, 11 de abril

Posse da nova diretoria do Sindseg-RS ocorre dia 14

GuacirBueno

A posse da diretoria eleita em fevereiro do Sindicato das Seguradoras do rio Grande do Sul (Sindseg-RS) acontece na próxima quinta-feira (14) em coquetel comemorativo no Instituto Ling, às 20h. A ocasião também marca o início da gestão de Guacir Bueno a frente do Sindicato. Bueno afirma que a ideia é dar sequência ao trabalho que vinha sendo feito nas últimas gestões. Nascido em Porto Alegre no dia 30 de novembro 1955, no hospital São Francisco, Guacir formou-se no Curso de Formação de Oficiais da Brigada Militar em 1976 e em Administração de Empresas pela PUCRS, em 1988. Foi Tenente Coronel da Brigada até 1997 e, em 2000, fundou a Associação de Servidores da Área de Segurança Portadores de Deficiência no Rio Grande do Sul (Asasepode), a qual preside até hoje. Em 2008 iniciou na MBM Seguro de Pessoas, onde hoje é presidente do conselho de administração. Também é vice-presidente do Clube Farrapos e conselheiro fiscal do Secraso-RS.

Sincor-SP divulga programação do XVII Conec

XVIIConec

O Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo definiu a programação do XVII Conec, que acontece de 6 a 8 de outubro, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo. Em sintonia com o tema do evento, “Aprender, Empreender e Ser Corretor: o caminho seguro da distribuição”, o Palácio das Convenções do Anhembi contará com três auditórios: Aprender, Empreender e Ser Corretor, nos quais serão apresentados palestras e fóruns voltados à discussão de questões relevantes ao setor de seguros e ao aprimoramento profissional da categoria. Em paralelo ao evento, acontecerá a Exposeg, a feira de negócios que reúne as principais seguradoras e empresas relacionadas ao ramo. No local, os corretores de seguros poderão ter acesso direto às companhias, estabelecendo relacionamento com os executivos do mercado, além de tomar conhecimento de novos produtos e serviços. Através do site do Sincor-SP é possível ter acesso à programação completa das palestras, debates, sorteios e shows, além dos demais conteúdos relacionados ao evento. A programação prevê também uma série de atividades e palestras para o público feminino. Para encerrar o encontro, em alto astral, além do tradicional jantar, está programado um show com o cantor Michel Teló. O valor para o Congresso será reajustado a partir do dia 15/04, por isso, o Sincor-SP alerta os corretores a fazerem as inscrições até a data.

Susep explica situação atual do Seguro Dpem

23012012feriasIG098

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) vem trabalhando junto ao mercado supervisionado e ao Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) na tentativa de retomar com a maior brevidade possível a oferta do Seguro DPEM. No entanto, desde 31 de março deste ano, este seguro deixou de ser ofertado, apesar da edição da Circular nº 530, que alterou os valores da tarifação, tornando mais condizente com a realidade dessa operação, tendo como objetivo viabilizar a comercialização do seguro. Além da Circular, foi editada também a Medida Provisória 719, de 29 de março de 2016, que trouxe várias melhorias à Lei nº 8.374, de 1991, que dispõe sobre o Seguro DPEM, como a criação de fundo especial para cobertura de vítimas de embarcações inadimplentes e não identificadas, a ser gerido pela Agência Brasileira Gestora de Garantias e Fundos Garantidores (ABGF). A Medida Provisória também torna sem efeito a exigência de apresentação do Seguro DPEM no ato da inscrição das embarcações, bem como em eventuais vistoriais e inspeções por parte da Marinha do Brasil, quando não houver, no mercado, sociedade seguradora que ofereça o seguro. Com relação as indenizações às vítimas das embarcações que possuam o Seguro DPEM vigente, serão realizadas normalmente pela seguradora que subscreveu os riscos. Quanto às vítimas de embarcações não identificadas, ou que não possuam o Seguro DPEM, não haverá neste momento nenhum tipo de indenização.

Confira a programação do XXVI Congresso da Copaprose

congresso-copaprose11-04-2016_11-45-05

Está tudo pronto para o XXVI Congresso Panamericano de Produtores de Seguros da Copaprose Brasil 2016, que a Fenacor e a Copaprose irão promover nos dias 20, 21 e 22 de abril, no Windsor Hotel Atlântica, Avenida Atlântica, 1.020 – Copacabana, Rio de Janeiro. A comissão organizadora já aprovou, inclusive, a programação do evento,que está disponível neste link. O Congresso Panamericano de Produtores de Seguros terá como tema central “Para onde caminha o Seguro na América Latina?”. O evento se propõe a promover uma reflexão sobre as perspectivas do mercado de seguros e, particularmente, dos produtores, intermediários e corretores de seguros, nos próximos anos, diante de um cenário econômico instável e de profundas mudanças na sociedade. Esse debate tem como base o papel que cabe aos intermediários, produtores e corretores de seguros no processo de extensão de uma ampla rede de proteção securitária, que ampare e resguarde a vida, a saúde e o patrimônio das pessoas, a continuidade das empresas e as grandes obras, públicas e privadas. Durante o evento, será possível trocar experiências com profissionais da América Latina, Portugal e Espanha, além do indispensável network. A inscrição pode ser feita no site.

BrasilCap distribui mais de R$ 28 milhões em março

cofreporco

A Brasilcap, empresa líder do mercado de capitalização, distribuiu, no mês de março de 2016, R$ 28,6 milhões em prêmios para 2.222 títulos de todo o Brasil. Os estados em que o Ourocap mais realizou sonhos e projetos de vida dos seus clientes foram São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, nesta ordem. E o mês de abril já começou muito bem para os clientes Ourocap. No sorteio de 2 de abril, 472 clientes foram contemplados com títulos Ourocap 20 Anos, Ourocap Torcida Brasil, Ourocap Torcida e Parcela Premiável, que somaram R$ 4,5 milhões em prêmios. Destaque para a premiação de R$ 200 mil do Ourocap Torcida Brasil, que saiu para um cliente da agência BB Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro. No sorteio ainda saíram 15 prêmios de R$ 100 mil e nove de R$ 50 mil para clientes com Ourocap, distribuídos por todas as regiões do país. Também foram contemplados cinco clientes que possuem o produto Parcela Premiável, comercializado nas agências BV Financeira do Grupo Votorantim. Eles ganharam, cada um, R$ 74 mil, R$ 63 mil, R$ 53 mil, R$ 42 mil e R$ 35 mil. De janeiro a março de 2016, a Brasilcap já distribuiu mais de R$ 74 milhões em prêmios para cerca 7,7 mil títulos pelo Brasil, mantendo os excelentes resultados do mesmo período de 2015. Desde 1995, ano em que o produto começou a ser comercializado, o título de capitalização já distribuiu aproximadamente R$ 1,67 bilhão para 546,3 mil clientes.

*Com informações de Sincor-SP, Susep, Fenacor e assessorias de imprensa das empresas citadas.

Susep extingue comissões, comitês e grupos de trabalho 328

Susep extingue comissões, comitês e grupos de trabalho

Medida foi adotada para cumprir Decreto do presidente Jair Bolsonaro

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) extinguiu suas comissões, comitês e grupos de trabalho. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União com o aval da superintendente Solange Paiva Vieira.

A medida foi adotada em cumprimento ao Decreto nº 9.759/2019, onde o presidente Jair Bolsonaro determinou a extinção e estabeleceu diretrizes, regras e limitações para colegiados da administração pública federal.

Ainda de acordo com o Decreto de Bolsonaro, os colegiados ficam extintos a partir do dia 28 junho de 2019. “Até 1º de agosto de 2019, serão publicados os atos, ou, conforme o caso, encaminhadas à Casa Civil da Presidência da República as propostas de revogação expressa das normas referentes aos colegiados extintos em decorrência do disposto neste Decreto”, completa o artigo 9º da determinação.

Em entrevista coletiva para jornalistas sobre os 100 primeiros dias do governo, o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni disse que existem hoje cerca de 700 órgãos de deliberação e que esse número deve cair para 50. Para ele, os conselhos foram criados com uma “visão completamente distorcida do que é representação e participação da população”.

*Com informações de ConJur.

Plenário aprova habilitação da Susep para corretores de seguros 390

Plenário aprova habilitação da Susep para corretores de seguros

Projeto original previa contratação de seguro obrigatório para corretores

Projeto que busca aumentar a segurança de quem usa serviço de corretagem de seguros foi aprovado, em primeiro turno, no Plenário do Senado na última quinta-feira (28). O relatório da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) ao Projeto de Lei da Câmara 7/2013, em forma de texto substitutivo, ainda precisa passar por nova votação em Plenário antes de ser enviado de volta para análise da Câmara dos Deputados, já que sofreu alterações no Senado.

Conforme o texto da CAE, o exercício da profissão de corretor de seguros dependerá da prévia obtenção da habilitação, a ser concedida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), que é uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda responsável pela regulação do setor de seguros e resseguros. O projeto enumera os documentos necessários para obtenção da habilitação e a exigência vale também para os corretores já em atividade.

O projeto original, de autoria da Presidência da República, obrigava os corretores a contratarem um seguro obrigatório sobre a sua atividade. O objetivo era garantir ao usuário do serviço uma reparação de danos eventualmente causados pelo corretor na contratação de seguros. Mas o relator foi contrário a essa proposta, argumentando que a imposição poderia gerar consequências negativas para o setor.

“Além de tal medida restringir o mercado de corretagem [e] importar no aumento do custo do serviço — o que possivelmente caracterizaria uma ofensa ao princípio constitucional da livre iniciativa e da proporcionalidade —, o ambiente de controle exercido pela Susep é suficiente para dar a segurança de que necessita os usuários”, defendeu o então relator na CAE, o ex-senador Romero Jucá.

O senador também se opôs à ampliação do poder de fiscalização das entidades autorreguladoras sobre corretores de seguros não filiados, que estava na texto original PLC 7/2013.

Bombeiros

Passou pela última sessão de discussão em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 141/2015, que permite a militares a acumulação do cargo com as funções de professor ou profissional da saúde. A mudança vale para integrantes das polícias e dos corpos de bombeiros militares dos estados e do Distrito Federal. A proposta agora está pronta para ser votada pelos senadores, caso seja pautada, já na próxima sessão deliberativa.

Uma regra geral da Constituição proíbe a acumulação remunerada de cargos e empregos públicos. No entanto, prevê algumas condições: se houver compatibilidade de horários, servidores civis podem desempenhar dois cargos de professor, um cargo de professor com outro técnico ou científico ou dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde. A PEC estende esse benefício aos militares estaduais.

Bolsonaro exonera três diretores da Susep 592

Bolsonaro exonera três diretores da Susep

Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira

O presidente Jair Bolsonaro decidiu exonerar três diretores da Superintendência de Seguros Privados (Susep). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 29 de março.

Carlos Alberto de Paula deixa a direção de supervisão de conduta. Já Marcelo Augusto Camacho Rocha deixa a diretoria de organização do sistema de seguros privados. Por fim, Paulo dos Santos deixa a diretoria de administração.

Cabe a superintendente Solange Vieira Paiva indicar novos servidores para os postos. A decisão, atribuída a Bolsonaro, tem o aval do ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Temos uma revolução em curso”, diz Solange Vieira ao tomar posse na Susep 890

O ministro da Economia, Paulo Guedes, discursa durante a posse de Solange Vieira como superintendente da Susep / Reprodução

Cerimônia que marca primeira mulher no posto de superintendente da autarquia aconteceu na sexta-feira

“Temos uma revolução em curso. As insurtechs aparecem como uma nova forma de fazer e comercializar seguros. Precisamos acelerar a velocidade de novos produtos no mercado”, disse Solange Vieira Paiva ao ser oficialmente empossada como superintendente da Superintendência de Seguros Privados. Trata-se da primeira mulher a ocupar o cargo na autarquia.

Em seu discurso, Solange agradeceu a confiança do ministro da Economia, Paulo Guedes, em seu novo desafio à frente da Susep, e ressaltou a relevância do setor de seguros como um alicerce de crescimento para empresas e grandes segmentos e de proteção ao cidadão.

Segundo ela, é necessário flexibilizar o ambiente regulatório e harmonizar às leis aos avanços tecnológicos. “Precisamos desregulamentar e desburocratizar o setor, aumentar a competição, garantir segurança jurídica e, acima de tudo, tornar o seguro um produto simples e acessível à população”, enfatizou.

Solange Vieira também abordou a baixa participação de seguros, previdência complementar aberta e capitalização no PIB brasileiro, principalmente se comparada a dos Estados Unidos que é de 11%. “Nosso índice de penetração, dado pela relação prêmio/PIB, nos coloca em relação inferior à África do Sul e ao Chile. E quando comparado com o grupo de países em desenvolvimento, estamos na 14ª posição”, pontuou.

A participação do Estado como protagonista do setor de seguros também permeou a exposição da superintendente. “Por que no resseguro ainda temos uma empresa na qual o governo tem golden share e participação de 11,7%? Por que nossa maior seguradora é o Estado, com seguro de crédito à exportação, seguros rurais, de acidente de trabalho, auxílio-doença, dentre outros seguros?”, indagou, afirmando que é necessário reduzir a participação do Estado. “Precisamos de mais Brasil e menos Brasília”, salientou.

Ainda no âmbito governamental, Solange Vieira disse acreditar no trabalho conjunto do Banco Central, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Susep para o aprimoramento do mercado de capitais. Outro ponto realçado por ela foi a tecnologia como ferramenta para eficiência financeira e operacional. “Temos uma revolução em curso. As insurtechs aparecem como uma nova forma de fazer e comercializar seguros. Precisamos acelerar a velocidade de novos produtos no mercado”, observou.

Durante o evento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, enfatizou a importância do setor de seguros para o País e seu enorme potencial de crescimento. Ele defendeu a importância de um Estado menor também no setor de seguros. “Tem um enorme território à frente a ser conquistado. Nós vamos trocar o eixo da economia efetivamente de uma economia de planejamento central, de uma economia dirigista, onde o Estado decide tudo. Nós estamos trocando esse eixo para mercado”, explicou.

Também compuseram a mesa de autoridades da solenidade, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o secretário-executivo do ministério da Economia, Marcelo Guaranys. Cerca de 250 pessoas entre dirigentes do Governo, representantes de entidades do setor de seguros e servidores da Susep acompanharam a cerimônia.

Trajetória

Em sua carreira, a economista Solange Vieira participou de grandes projetos do Governo, como a reforma da Previdência em 2000, com a criação do fator previdenciário e, mais recentemente, da criação da Nova Previdência. Foi secretária de Previdência Complementar e secretária de Administração da Advocacia-Geral da União (AGU). No Supremo Tribunal Federal, atuou como assessora da presidência. Presidiu a Agência Nacional de Aviação (Anac). Foi chefe do gabinete da presidência do BNDES, onde também foi presidente do Fundo de Previdência Social (Fapes).

Corretoras são exemplo de realização em múltiplas tarefas 288

Corretoras são exemplo de realização em múltiplas tarefas

Presidente do Sincor-SP transmite recado para profissionais do setor

O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo, Alexandre Camillo, transmitiu há pouco uma mensagem especial às mulheres corretoras de seguros. No vídeo, o líder sindical enaltece as corretoras que também são empreendedoras. “Vocês são um exemplo de realizações em suas múltiplas tarefas. Em especial, na condição de corretoras de seguros. Vocês fazem nossa profissão ser o que é e o Sincor-SP ter a representação que tem”, destacou.

Em nome de todos os corretores de seguros, Alexandre Camillo agradeceu às mulheres. “Durante o mês de março teremos o Encontro das Corretoras de Seguros Empreendedoras, oportunidade para cumprimentar pessoalmente à todas vocês. Fica aqui meus parabéns, muito obrigado, um grande beijo e celebrem este grande dia”, completou.

Assista a mensagem de Alexandre Camillo: