Susep autoriza novos aportes em capital social 483

Confira as principais notícias desta terça-feira, 19 de abril, no #GirodoMercado

Susep autoriza novos aportes em capital social 

Plants

Portaria publicada pela Susep aprova o pedido de aumento de capital dos acionistas da Bradesco Seguros S.A.. Com isso, a seguradora receberá aporte de R$ 175.000.000,00 em seu capital social, elevando- o para R$ 7.225.000.000,00, dividido em 724.802 ações ordinárias, nominativas-escriturais, sem valor nominal. Já Allianz Seguros S.A está autorizada a elevar seu capital social em R$ 95.000.000,00, para R$ 1.228.035.479,00, dividido em 1.105.066.478 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, segundo outra portaria da autarquia. Na Austral Seguradora S.A., além de aumento no capital social, a autarquia ratificou, na mesma portaria, a mudança do endereço da sede para Avenida Bartolomeu Mitre, 336, 3º andar, parte, Leblon, Rio de Janeiro – RJ. Em relação ao capital, a seguradora fará aporte de R$ 2.811.811,28, elevando o capital social para R$ 44.359.680,84, dividido em 44.104.964 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal. Os acionistas de HDI Global Seguros também receberam sinal verde da autarquia para ampliar o capital social em R$ 1.999.999,98, para R$ 47.004.499,98, dividido em 51.248.313 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal.

Prorrogado o prazo para inscrição na Certificação Profissional CNseg

habilitacaocorretores

Atendendo a pedidos, o prazo para inscrição na edição 2016 da Certificação Profissional CNseg (CPC) foi estendido até 20 de maio. Considerada estratégica pelas lideranças do mercado segurador por contribuir para o aumento da qualificação de todo o setor, a CPC também contribui para a melhoria da empregabilidade de seus profissionais, pois certifica que estão preparados para atuar com eficiência em um ambiente cada vez mais competitivo. Assim, trata-se de um processo em que, aqueles que desejarem acelerar o seu progresso profissional , diferenciando-se no mercado, devem estar envolvidos. Para se inscrever na Certificação Profissional CNseg, os interessados devem acessar o site cpc.cnseg.org.br onde, além da inscrição, podem acessar o regulamento, conferir os locais de prova – que será realizada em 13 cidades brasileiras, no dia 22 de junho. Uma importante novidade desta edição é o curso online oferecido pela Escola Nacional de Seguros, que contará com vídeo aulas, tutoria online e exercícios simulados. Inscreva-se aqui.

Brasileiro já pagou R$ 600 bilhões em impostos este ano

divida

O brasileiro pagou R$ 600 bilhões em impostos do início do ano até este sábado (16), segundo o “Impostômetro”, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, esse mesmo montante foi alcançado um dia depois, em 17 de abril. Com essa quantia destinada aos cofres públicos pelos brasileiros, seria possível construir mais de 17 milhões de casas populares de 40 metros quadrados cada, de acordo com a ACSP. Também daria para criar mais de 2 milhões de postos de saúde equipados. Os R$ 600 bilhões pagos até agora também seriam suficientes para adquirir mais de 7.525.568 ambulâncias equipadas e comprar mais de 22.437.342 carros populares. Segundo a ACSP, seria possível, ainda, construir mais de 6.584.872 km de redes de esgoto e adquirir 550.734.761 geladeiras simples.

Essor reforça o time de Auto/Transportes

MarcioFeitalDiretortecnicoautotransportesEssor

A Essor Seguros tem um novo diretor técnico na área de Auto/Transportes. Com mais de 20 anos de experiência no mercado de seguros, o executivo Marcio Feital assume o cargo após atuar, durante três anos, como gerente na seguradora. Ele abraça a função com a tarefa de impulsionar ainda mais a área, em franca expansão na companhia, marcada pelo desenvolvimento de produtos diferenciados e inovadores.

Brasilcap comemora um ano do projeto de Escolinha de Vôlei em Deodoro

Luis EFigénio/nFACTOS - 12 de Fevereiro de 2009 - Guimaraes - Jogo para a liga dos campeoes de voleibol, entre Vitoria de guimaraes e Iraklis Thessaloniki
(Foto: Luis Efigénio)

A Brasilcap, empresa líder do mercado de capitalização, comemora um ano da Escolinha de Vôlei de Praia da medalhista olímpica Adriana Samuel, na região olímpica de Deodoro, no Rio de Janeiro, patrocinada pela Companhia. O projeto promove a inclusão social e o desenvolvimento humano por meio do esporte, atendendo cerca de 100 alunos por mês. Ao apoiar o projeto, a Brasilcap fortalece assim seu papel de agente transformador da sociedade, atendendo a princípios de responsabilidade, ética, valorização da vida e educação. No último ano, os recursos investidos em iniciativas socioambientais ultrapassaram os R$ 13 milhões. “A Brasilcap segue contribuindo para o futuro de muitos brasileiros. Seja pelo estímulo à disciplina financeira proporcionada por nossos produtos, seja pelo apoio a projetos socioambientais que valorizem a educação como ferramenta de transformação na vida de crianças e jovens”, declara Marcio Lobão, presidente da Companhia. Uma pesquisa realizada com os alunos da Escolinha mostrou que 93% disseram gostar muito das aulas de vôlei, mesmo índice dos que acham que o comportamento na sala de aula melhorou. “É perceptível a interação social e vínculos de amizade entre eles, bem como toda parte cognitiva e disciplinar. Minha filha é privilegiada por essa oportunidade e nós da família somos agradecidos a todos os profissionais e patrocinadores”, conta Ana Lúcia, mãe da aluna Mariana, de 9 anos.

*Informações de CNseg, G1 e assessorias de imprensa das empresas citadas.

Prestadores são reconhecidos em evento promovido pela Allianz Partners 180

Prestadores são reconhecidos em evento promovido pela Allianz Partners

Foi a terceira edição do evento Protagonistas do Ano

Com o intuito de reconhecer e condecorar os colaboradores e prestadores de serviços que se destacaram em 2018, a Allianz Partners, líder em assistência 24 horas e seguro viagem, promoveu, na última quinzena de fevereiro, a terceira edição do evento Protagonistas do Ano, no Restaurante Cena, localizado na cidade de São Bernardo do Campo, Grande ABC Paulista.

O evento, que tem a tradição de premiar os colaboradores por tempo de casa, horas de trabalho voluntário, multiplicadores do Programa de Educação Continuada (PEC) e elogios operacionais, agregou mais uma categoria: a de prestador do ano.  Sete representantes de parceiros da rede auto e de bens, dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná foram homenageados pelo diretor de Operações, Adriano Reginaldo, e pelo presidente da companhia, Vincent Bleunven.

Todos receberam um troféu, um presente para compartilhar com sua equipe e a oportunidade de conhecer ainda mais a companhia a partir do networking com os presentes.

De acordo com Adriano Reginaldo, diretor de Operações, os prestadores desempenham um papel muito importante para a missão da empresa, que é ajudar as pessoas. “Sem eles não conseguiríamos entregar nossos serviços. Essa homenagem é uma retribuição e, também, uma forma de agradecer a cada um deles pelo empenho e a preocupação no atendimento exímio dos segurados”.

Cândido, prestador da rede auto e representante da empresa mineira Mão na Roda Transportes, marcou presença no evento e já espera pelo próximo. “Estar aqui é motivo de orgulho. Trabalhamos com a empresa desde 2009 e presamos sempre pelo bom atendimento, sendo o reconhecimento uma consequência muito boa. Fiz questão de vir e mal posso esperar pela edição 2019. Com certeza quero estar novamente entre os prestadores com os melhores índices”, ressalta.

Os presentes puderam desfrutar de um café de boas-vindas elaborado exclusivamente para a ocasião e participar de uma sessão de fotos para eternizar o momento, bem como compartilhá-lo com seus colegas. “Para nós, dedicar nosso tempo, atenção e cuidado àqueles que compartilham do nosso DNA e presam pela excelência nos serviços é o que nos move. E, desenvolver um evento como esse, reafirma a vontade de atuarmos lado a lado, evoluindo juntos a cada dia”, finaliza Vincent.

Cenário positivo coloca País no radar de negócios de resseguradoras 356

Cenário positivo coloca País no radar de negócios de resseguradoras

8º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro contará com cerca 700 participantes

A previsão de crescimento do PIB – 2,5% neste ano- e o otimismo em torno da aprovação das reformas estruturais colocam o Brasil no radar de novos negócios das resseguradoras e brokers de seguros, tendo em vista “as perspectivas de incorporação de amplas camadas da população aos mercados de consumo, da prevenção de riscos e da proteção de patrimônios, rendas, vida e saúde”, conforme palavras do presidente da CNseg, Marcio Coriolano.

Este cenário macro mais promissor também está entre os fatores que poderão fazer o 8º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro, principal evento de resseguro do calendário da América do Sul, receber o público máximo nesta edição: 700 pessoas. Tendo como tema central “Resseguro: Apoiando o Desenvolvimento”, o Encontro será realizado pela Confederação das Seguradoras (CNseg) e Federação Nacional das Empresas de Resseguros (Fenaber), em abril (8 e 9), na cidade do Rio de Janeiro.

O presidente da CNseg, Marcio Coriolano, acredita que, dado o crescimento contínuo de negócios entre seguradoras e resseguradoras, o encontro anual de resseguros amplia ano a ano sua audiência. “As perspectivas promissoras do mercado segurador brasileiro são um importante atrativo para resseguradores e especialistas internacionais”, sublinha Coriolano.

O presidente da Federação Nacional das Empresas de Resseguros (Fenaber), Paulo Pereira, ressalta que o Encontro é uma oportunidade ímpar de promover uma imersão do mercado mundial de resseguros. “A começar da pauta temática, da seleção dos palestrantes, todo o esforço dos envolvidos na organização é no sentido de promover o setor de resseguro mundial e demonstrar sua importância para o desenvolvimento da economia, tendo em vista os riscos volumosos suportados pelas resseguradoras em todo o mundo. O Brasil é um dos mercados mais promissores para a expansão de resseguros e operações de brokers nos próximos anos”, comenta Pereira.

Na pauta do evento, temas como as oportunidades geradas para o mercado segurador pelas cidades inteligentes; as perspectivas de expansão das coberturas de cyber risk, sobretudo com o advento da Lei de Proteção de Dados brasileira.

Hoje 142 resseguradoras estão autorizadas a operar no Brasil – 16 locais (sediadas no Brasil), 40 admitidas (sediadas no exterior, com escritório de representação no Brasil) e 86 eventuais (estrangeiras sediadas no exterior, sem escritório de representação no país), que aceitam riscos de um mercado segurador robusto, cuja projeção de prêmios em 2018, com seguros e planos de saúde suplementar, é da ordem de R$ 445 bilhões. E garantido por provisões técnicas e reservas financeiras livres correspondentes a R$ 1,2 trilhão. Para se inscrever, acesse este endereço.

Confidence Câmbio oferece novos planos de Seguro Viagem em parceria com Allianz Travel 347

Confidence Câmbio oferece Seguro Viagem em parceria com Allianz Travel

Parceria traz produtos com diferenciais em coberturas e atendimento exclusivo

Todo viajante experiente sabe que, antes de realizar uma viagem ao exterior, é preciso fazer um roteiro, reservar recursos financeiros e pesquisar os melhores preços da moeda estrangeira, por exemplo. Além disso, é muito importante estar atento a possíveis imprevistos.

Pensando em oferecer não apenas os melhores preços, mas também a tranquilidade de quem viaja, a Confidence Câmbio acaba de firmar uma nova parceria com um dos maiores grupos seguradores do mundo, o Grupo Allianz. O Seguro Viagem Allianz já está disponível para contratação em todos os canais de atendimento da Confidence Câmbio, de acordo com a preferência do cliente.

“Ao contratar um seguro viagem, o viajante acaba por prevenir-se e, assim, garante mais proteção quando estiver fora do seu país, evitando gastos extras ou dores de cabeça em situações inesperadas. O seguro viagem pode ser um grande aliado de quem viaja”, explica Juvenal Marcelo dos Santos, Superintendente de Varejo da Confidence Câmbio.

Além de oferecer atendimento médico e odontológico, um dos diferenciais é que os segurados também poderão contar com atendimento farmacêutico, indenizações por morte e acidentes ou extravio de bagagens, garantindo a cobertura de imprevistos protegidos pelas coberturas contratadas na apólice de seguro.

Com duas opções de planos, as tabelas de preços variam de acordo com a faixa etária e o destino, incluindo um valor mínimo diário de R$ 13,99 no Plano Completo e R$ 20,70 para o Plano Top Completo. Ambos os planos contam, ainda, com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) 24 horas, disponível sete dias por semana em português, e o aplicativo Travel Smart, que ajuda na localização de clínicas e hospitais na região em que o cliente estiver, possui dicionário de medicamentos e tradução para termos médicos, além de o segurado poder consultar sua apólice.

Caso ocorra um dos eventos cobertos pela apólice contratada, é imprescindível que o segurado entre em contato com a Central e solicite atendimento, com isso serão tomadas as providências necessárias pelo time Allianz Travel.

Dentre os destinos que podem ser cotados, estão inclusos países da Europa, América do Sul, América do Norte, Ásia, África e Oceania. Os planos também atendem a todas as exigências inclusas no Tratado de Schengen (acordo entre países que regulamenta viagens à Europa).

“Em alguns países, este Tratado não exige que os brasileiros tenham visto, porém, é necessário apresentar um seguro viagem com cobertura de, no mínimo, 30 mil euros, para auxílio médico nos casos de doenças ou acidentes. Ao contratar o seguro, o viajante tem a garantia de ter o documento que comprova a disponibilidade do seguro exigido, fundamental para o caso de requerimento pelas autoridades locais dos países que fazem parte do acordo”, esclarece Santos. Os planos do Seguro Viagem Allianz oferecem uma cobertura de, no mínimo, R$ 150 mil, valor suficiente para atender ao Tratado.

Agora, com as novas opções, os viajantes podem programar seus roteiros com mais tranquilidade, confiança e conveniência, sem se preocupar com imprevistos, como possíveis extravios de bagagens ou mesmo problemas de saúde durante a viagem.

O futuro do Seguro Auto: você está preparado para isso? 608

O futuro do Seguro Auto: você está preparado para isso?

Confira na coluna de Andre Gregori para a Revista JRS 222

Há algum tempo, boa parte das atividades de nossas vidas são resolvidas por meio de smartphones, desde a abertura de conta corrente em banco, pedidos de cartão de crédito, pagamentos e compras, até mesmo a definição da rota que faremos para evitar o trânsito. Em janeiro de 2018, o número de usuários de internet no Brasil, atingiu 139,1 milhões de pessoas. A tecnologia nos guia, traz agilidade e conforto. Menos burocracia, nada de filas, comodidade e mais tempo para fazer as coisas que de fato exigem a nossa presença física. Pode parecer clichê, mas não é de agora que as pessoas buscam produtos personalizados, feitos sob medida, de acordo com suas preferências e necessidades. Também somos ávidos por rapidez e porque não afirmar ansiosos por soluções que nos fazem ganhar tempo e vantagens.

O número de usuários dispostos a compartilhar informações pessoais em troca de benefícios no Brasil é alto, chegando a 26% da população, o que é percentualmente maior que nos Estados Unidos, segundo o relatório Internet Trends 2018. Não precisa ser visionário para saber que os consumidores brasileiros não estão satisfeitos com os modelos de negócio convencionais. As novas gerações impulsionam uma transformação no hábito de consumo, o que nos leva para um caminho sem volta. Eis que, essa necessidade de mudança se estende também ao mercado de seguros. De acordo com a Acenture Technology For Vision 2017, 86% das seguradoras acreditam que precisam inovar rapidamente, o que não é surpresa considerando que 96% dos segurados hoje não estão satisfeitos com os produtos atuais.

Que o comportamento do consumidor passa por transformações, isso é fato! As pessoas pesquisam mais, buscam mais informações e querem produtos únicos, personalizados. Estima-se que até 2021, a geração Y será a mais interessada na aquisição de seguros. Mas hoje, apesar do aumento na procura por informações, ninguém acorda com vontade de contratar um plano de proteção, pois a prevenção ainda não é um hábito brasileiro. Muita gente acha desnecessário fazer seguro, não o entende como um investimento, mas, sim, um gasto. Essa visão deturpada afeta o setor e se não houver algo que aja como um divisor de águas, não conseguiremos diminuir o percentual de motoristas que, hoje, não possui proteção para seus veículos. Conforme relatório da CNseg, aproximadamente 70% dos brasileiros não têm seguro auto por acharem o valor alto.

No entanto, em 2017, também de acordo com a CNseg, o mercado de seguros arrecadou 400 bilhões de reais, mas poderia ter arrecadado muito mais se não fosse a burocracia e os valores praticados. O modelo tradicional de seguros até hoje utiliza a análise de perfil como base para a precificação – ou seja, os valores das apólices são definidos por meio de modelos estatísticos próprios e histórico de eventos que determinam o risco associado a diferentes perfis de condutores, considerando os locais de residência e trabalho, idade e gênero, entre outros dados, e não o comportamento de cada indivíduo no trânsito (quanto e como cada um dirige).   

Chegamos aqui a um ponto crucial: se a busca por seguros na internet vem crescendo exponencialmente, assim como a demanda por produtos personalizados, porém quase três quartos da população brasileira continua descoberta, sem seguro, então, por que não usar a tecnologia para reverter essa dicotomia? Por que não oferecer ao consumidor algo que ele anseia por um preço mais justo? Por que alguém tem que pagar o “preço de tabela” por algo que consome de forma totalmente única? E por fim, por que motivo o bom motorista precisa pagar pelo mal motorista?

Pensando nessa necessidade latente, como empreendedor do setor, entendi que deveria contribuir para a mudança deste cenário. A empresa que fundei em 2016, a Thinkseg, já nasceu com essa missão: trazer seguro digital, personalizado e com preço justo para o cliente. E depois de quase três anos de desenvolvimento, agora estamos introduzindo no Brasil o primeiro seguro Pay Per Use ou (pague pelo uso) para automóveis, totalmente baseado no comportamento do consumidor. Não há mais necessidade de pagar preços altos para compensar o risco de outros clientes. Queremos trazer valores mais justos para todos.

O modelo Pay Per Use é revolucionário no mercado de seguros, entretanto ele não é tão distante de modelos que já funcionam muito bem em outros setores. No caso de serviços telefônicos ou de eletricidade, por exemplo, o consumidor paga pelo que consome, certo? Porque em seguros não pode ser assim? Quanto menos usar o carro, menor o valor da apólice. E nosso caso, o cliente ainda tem outra vantagem: quanto melhor ele dirigir o carro, menor o preço da apólice.

Assim muitas pessoas que hoje não vêem vantagem em adquirir seguro terão a oportunidade para ‘andar’ por aí bem mais tranquilos e com preço justo, pagando pelo o que e por como realmente usam. Hoje, esta visão está se concretizando, começando pelo segmento de auto, mas deve expandir rapidamente para outros setores. É uma enorme satisfação estar à frente desta evolução junto à uma das principais seguradoras em nível mundial, trazendo mais eficiência e acesso para o nosso mercado. Esse é só o começo de um longo caminho que teremos pela frente. Você está preparado para isso? Nós estamos!

Jornalista Angela Cunha se despede da CNseg 300

Profissional atuou por 28 anos na Confederação

Jornalista Angela Cunha se despede da CNseg
Jornalista Angela Cunha se despede da CNseg

“Estou encerrando um ciclo de 28 anos de trabalho na CNseg, para iniciar um outro, voltado para realizações pessoais”, anunciou a então superintendente de Comunicação da entidade, Angela Cunha.

Em seu comunicado, ela conta que “teve a oportunidade de acompanhar a evolução da CNseg e de poder contribuir para a profissionalização da sua estrutura organizacional e para a ampliação e o fortalecimento dos seus canais de comunicação”, tendo como objetivo primordial levar informação relevante e qualificada aos públicos de interesse da Confederação.

Por tudo isso, ela agradece o privilégio de ter conhecido e convivido com todos os colegas da CNseg e do mercado. “Tenho muito carinho, respeito e admiração por todos vocês e pelo trabalho de cada um”. Os novos contatos da jornalista são acunha82@yahoo.com.br e (21) 99466-9034.