Africanos se destacam na etapa Porto Alegre do Circuito da Longevidade 331

Queniano Willian Kibor e tanzaniana Angelina Tsere venceram nas elites masculina e feminina

Com os termômetros marcando oito graus em um ensolarado dia de domingo, o Parque Marinha do Brasil, em Porto Alegre (RS), recebeu na manhã deste 1º de maio a quarta etapa da temporada 2016 do Circuito da Longevidade, promovido pelo Grupo Bradesco Seguros. E na disputa entre os atletas de elite quem se deu bem mesmo foram os africanos. Com o tempo de 16’40”, Willian Kibor foi o grande vencedor entre os homens, enquanto que na prova feminina, Angelina Tsere, com 19’32”, foi a mais rápida e chegou à quarta vitória consecutiva no Circuito este ano. Os atletas Bradesco Seguros também brilharam e conquistaram posições no pódio. No masculino, Ederson Vilela Pereira (16’59”), Cosme Ancelmo de Souza (17’32”) e Leandro Prates Oliveira (17’34”) ficaram com o terceiro, quarto e quinto lugares, respectivamente, e no feminino, Adriana Cristina Silva da Luz (20’32”) obteve a terceira colocação.

“Fiquei muito feliz com a minha prova. Foi uma disputa acirrada, com os atletas forçando um ao outro a se superar, competindo passo a passo”, disse Willian Kibor logo após a chegada.

O segundo lugar na prova masculina ficou com o tanzaniano Augustino Paulo Sulle, com o tempo de 16’51”. Vencedor em Brasília este ano, o atleta Bradesco Seguros Ederson Vilela Pereira revelou que, além da forte concorrência, foi preciso encarar outro desafio nesta etapa.

“O frio e o vento estavam intensos para nós, que disputávamos corpo a corpo essa chegada. Mas foi uma ótima prova. É muito bom ter a presença de grandes atletas de vários países. Isso faz com que a exigência seja maior e que busquemos ser cada vez melhores”, afirmou.

Na prova feminina, a segunda posição ficou com a queniana Jane Jelagat Seurey, com 10’35”, seguida pela atleta Bradesco Seguros Adriana Cristina Silva da Luz (20’32”) e por Jessica Pellario Bueno (21’10”). Daiane Pedroso Moreira completou o pódio, com 21’53”.

Após a corrida, saiu o grupo da caminhada, com participantes vindos de diversas cidades da região. Eles percorreram 3 km pelo Parque Marinha do Brasil. Ao todo, mais de 4 mil pessoas participaram da etapa Porto Alegre do Circuito da Longevidade. A dupla de mascotes dos Jogos Rio 2016, Vinicius e Tom, marcou presença no evento, acompanhada de Ginga, do Time Brasil. Além de interagir com o público, os três deram a largada da prova de corrida e da caminhada. Vinicius e Tom estão presentes no uniforme de participação do evento, reforçando que a marca Bradesco Seguros é a seguradora oficial e patrocinadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Para os inscritos, foram oferecidos teste de pisada, avaliação física, massagem e bicicletário. Por meio de um equipamento de última geração, os interessados tiveram acesso a uma série de dados sobre sua condição física e receberam orientações de profissionais especializados para potencializar o treino e ganhar mais qualidade de vida. Já no teste da pisada, os participantes foram orientados a utilizar o tênis mais adequado ao seu passo. Todas as etapas do Circuito da Longevidade contam, também, com um bicicletário especial do “Movimento Conviva”, uma iniciativa do Grupo Bradesco Seguros para incentivar a convivência harmoniosa entre ciclistas, motoristas, motociclistas e pedestres.

Este foi o sétimo ano consecutivo que Porto Alegre recebeu o Circuito da Longevidade, criado em 2007 com o objetivo de sensibilizar o público para a prática de atividade física como um dos pilares para a conquista da longevidade com saúde, bem-estar e qualidade de vida. O Circuito da Longevidade é promovido pelo Grupo Bradesco Seguros em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Porto Alegre, Distrito Federal, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro. Desde a primeira edição, o evento já foi realizado em 19 cidades, reunindo mais de 350 mil inscritos.

O valor equivalente ao da renda obtida será destinado a uma entidade indicada pela prefeitura de Porto Alegre. A ação se repete em todas as cidades onde o Circuito da Longevidade é realizado e tem como objetivo canalizar recursos para projetos que privilegiem a inclusão e o atendimento de pessoas carentes. Desde que foi criado, mais de R$ 2,6 milhões já foram distribuídos.

Os mais longevos da corrida e da caminhada receberam troféus e homenagens no palco. Leonel Roque Balardin, de 87 anos, foi o longevo mais rápido a completar os 6 km da prova de corrida. Ele fez o tempo de 49’07”, seguido de perto por Daniel Meitlicki, 88 anos, com 49’16”. Entre as mulheres, a longeva mais rápida foi Edi Terezinha Menezes da Costa, de 76 anos, que fez o tempo de 41’06”, pouco à frente da participante mais longeva da prova como um todo, Zelia Casanoma Marques, de 77 anos, que chegou à linha final em 53’12”. A manhã no Parque Marinha do Brasil foi animada também, com aula de zumba fitness e ritmos variados.

A prova de corrida tem caráter competitivo, com participação de atletas de elite brasileiros e estrangeiros, além de amadores e iniciantes. Os cinco primeiros colocados, nos pelotões masculino e feminino, recebem R$ 23 mil em prêmios, divididos da seguinte forma: R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar), R$ 2 mil (3º lugar), R$ 1 mil (4º lugar) e R$ 500 (5º lugar), livres de impostos, além de troféus e medalhas. Desde o início do projeto, foram pagos R$ 2,1 milhões em premiações.

Já a caminhada tem foco maior naqueles que não praticam exercício físico com regularidade, com a presença de participantes de todas as faixas etárias, de crianças a idosos. O objetivo é estimular os que caminharam para que, em uma próxima oportunidade, possam participar correndo. Os mais longevos têm destaque especial. Eles são homenageados, no pódio, com troféus e medalhas. Com essa ação, o Grupo Bradesco Seguros dá visibilidade aos longevos que, por meio do exercício físico, conquistaram uma vida saudável.

Confira algumas imagens da etapa 2015 do Circuito da Longevidade em Porto Alegre:

Circuito da Longevidade 2016 / Porto Alegre

*Com informações de Diferencial Marketing.

Sompo debate inovação e tecnologia no mercado de seguros 157

Sompo debate inovação e tecnologia no mercado de seguros

Apresentação acontece durante a 6ª Convenção Nacional Lojacorr

Fernando Grossi é diretor comercial da Sompo Seguros / Divulgação
Fernando Grossi é diretor comercial da Sompo Seguros / Divulgação

A Sompo Seguros S.A., empresa do Grupo Sompo Holdings – um dos maiores grupos seguradores do mundo, marca presença na 6ª Convenção Nacional Rede Lojacorr, que acontece nos dias 21 e 22 de março, no Expo Unimed Curitiba (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido), em Curitiba (PR). “A Sompo participa anualmente do evento, que é uma oportunidade para apresentarmos as diversas soluções desenvolvidas nos mais variados ramos de seguros aos corretores parceiros que integram uma das mais expressivas redes independentes do País”, afirma Fernando Grossi, diretor comercial da Sompo Seguros.

Na ocasião, Grossi será um dos participantes do talk show Inovação e Tecnologia no Mundo dos Negócios, que acontece às 12h00 do dia 22 e deve abordar a influência das novas tecnologias no mercado de seguros. “A Sompo investe significativamente em tecnologia para tornar a jornada do cliente mais aprazível, para facilitar o dia-a-dia e contribuir para que os corretores de seguros possam ter recursos para explorar formas de desenvolver mais oportunidades de negócios”, observa Grossi.

Além disso, a Sompo vai contar com mais de 20 executivos no evento, que vão atuar na área de relacionamento nos lounges. Outro destaque será a participação da companhia nas mesas de negócios, quando os corretores de seguros vão poder estar frente a frente com os especialistas da companhia em rodadas de negociações. Entre os destaques desse ano estão os ramos de Transporte, no qual a Sompo é líder de mercado, Vida e Seguros Empresariais. “A Sompo é uma seguradora multiproduto, que conta com soluções flexíveis para que o corretor de seguros possa atender a diferentes perfis de segurados. Isso permite também contratar modalidades diferentes de seguros para cada perfil, o que pode ser financeiramente mais vantajoso para o segurado e mais fácil e prático para se administrar pelo corretor de seguros”, completa Alberto Muller, Diretor Comercial da Sompo nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Escola Nacional de Seguros promove Curso Megavendas 247

Escola Nacional de Seguros promove Curso Megavendas

Treinamento apresenta como o funil de vendas e a metodologia spin podem incrementar resultados

A Unidade Rio Grande do Sul da Escola Nacional de Seguros apresenta seu novo curso de vendas. Com o Megavendas, os profissionais de seguros vão aprender como o funil de vendas e a metodologia spin podem incrementar resultados.

Entre os conteúdos, estão as mudanças nas relações comerciais e o que pode-se esperar da próxima década, além de Comunicação persuasiva em vendas. As etapas, desde prospecção até à fidelização para vender mais também serão apresentadas, de forma a transformar o aprendizado em resultados.

O curso é ministrado por Rodrigo Maia, graduado em Comunicação e com especialização em Gestão Empresarial e Recursos Humanos pela PUC do Rio de Janeiro. Com quase 20 anos de experiência em Gestão Estratégica de Recursos Humanos e desenvolvimento de pessoas com foco em competências relacionadas à estratégia do negócio, o especialista ocupou cargos de gestão em grandes empresas, inclusive no exterior.

As aulas acontecem nos dias 12 e 13 de abril. No dia 12, das 16h às 22h, e no sábado, das 8h às 17h. O investimento é de R$ 700 a vista. As aulas serão ministradas na sede da Escola Nacional de Seguros no RS, na Av. Otávio Rocha, 115 – 1º andar – Porto Alegre (RS).

Saiba mais informações pelos telefones: (51) 3224-1965 / 5267 / 6661 ou no e-mail unidaders@ens.edu.br.

JLT completa 30 anos no Brasil e anuncia resultado global 261

JLT completa 30 anos no Brasil e anuncia resultado global

Lucro da companhia é fruto do resultado da operação da companhia em mais de 135 países

A JLT – Jardine Lloyd Thompson – companhia inglesa integrante do Grupo Jardine Matheson – anunciou seu resultado global referente ano de 2018. Uma das maiores empresas especializadas em gestão de riscos, corretagem de seguros e resseguros e consultoria em benefícios em todo mundo, a JLT obteve um resultado de £ 1,4 bilhão no ano passado, o que representa uma alta de 5% em relação ao ano anterior, com igual crescimento orgânico de 5%. O lucro da companhia é fruto do resultado da operação da JLT em mais de 135 países, entre eles o Brasil. A empresa está presente no país desde 1989 e completa 30 anos no mercado brasileiro nesta quinta-feira, 14.

Em 2018, o lucro da empresa antes de impostos foi de £ 233,6 milhões, número 25% maior do que o registrado em 2017. As unidades que mais se destacaram foram Global Specialty e Employee Benefit UK, ambas entregaram 7% de crescimento orgânico em receita. O lucro nos negócios aumentou 25% na Global Specialty, 10% na Global Reinsurance e 8% na Global Employee Benefits

30 anos no Brasil

No Brasil, a JLT abriu seu primeiro escritório em São Paulo. Desde então, a empresa cresceu dentro do mercado brasileiro, acompanhando o amadurecimento do setor de seguros e a abertura do negócio de resseguros no país. Atualmente, a JLT está presente nas principais capitais do país e conta com mais de 450 colaboradores.

“A JLT passou por várias fases de desenvolvimento do mercado segurador no Brasil, sempre buscando inovar e oferecer o melhor serviço para os clientes”, afirma o CEO da JLT, Nicolau Daudt.

Controller da JLT Brasil, Valmir Moço, presenciou como o mercado de seguros evoluiu desde a sua chegada à empresa, em 1989, como contador. “Acompanhei como a mudança na tarifa da comissão estimulou a concorrência e modernizou a prestação de serviço. Já com a abertura do mercado ressegurador, houve uma valorização da consultoria”, diz Moço. “Hoje as apólices já não bastam mais e os clientes querem saber detalhes do que é importante em cada caso”, explica o controller, um dos mais antigos funcionários da JLT Brasil.

Tokio Marine facilita pagamento de Seguros de Automóvel 196

Luiz Padial é Diretor de Automóvel da Tokio Marine / Divulgação

Clientes podem, agora, optar pelo parcelamento em 12 vezes sem juros no cartão de crédito

A Tokio Marine, uma das maiores seguradoras do País, amplia as formas de pagamento para a carteira de automóvel, que contempla entre os principais produtos: Tokio Marine Auto, Tokio Marine Auto Clássico, Auto Roubo+Rastreador, Tokio Marine Auto Popular, Tokio Marine Caminhão e Auto Frota. A partir de agora, os clientes da seguradora poderão realizar o pagamento em 12 vezes sem juros no cartão de crédito em todo portfólio.

“Com mais essa opção de parcelamento, nossa intenção foi criar um conceito de mensalidade para que o consumidor possa encaixar ainda melhor o valor do seguro em seu orçamento. Vemos, portanto, de forma muito otimista as oportunidades de geração de negócios com mais esta facilidade”, explica Luiz Padial, Diretor de Automóvel da Tokio Marine.

A novidade do parcelamento é especialmente atrativa para o mercado do produto Auto Popular. Líder nesse segmento com 75% de market share, a Tokio Marine é a primeira seguradora a disponibilizar essa forma inédita de pagamento aos seus clientes e é também a única que oferece essa modalidade de seguro em todo o território nacional.

De acordo com dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), o mercado de carros seminovos e usados registrou alta nos dois primeiros meses de 2019, com crescimento de vendas de 7,1%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. “Quando olhamos para o segmento de seminovos, o nosso crescimento foi de 12,9% no primeiro bimestre de 2019, em decorrência de nosso amplo portfólio, principalmente nos produtos cujo apelo de preço é maior, como o Auto Popular. Em 2017, por exemplo, primeiro ano de comercialização do produto, 90% das contratações foram feitas por clientes que antes não haviam tido a oportunidade de adquirir um Seguro. Isto também é reflexo da alta deste mercado”, comenta Padial.

Com foco em veículos com mais de cinco anos, o produto inclui cobertura inicial de colisão e incêndio, para danos totais ou parciais, e assistência 24 horas completa. O diferencial do Tokio Marine Auto Popular é a possibilidade de reparos com peças novas compatíveis para itens que não sejam de segurança, o que viabiliza um preço significativamente mais competitivo. Para o caso de inexistência de uma peça nova compatível, o conserto será feito com as mesmas utilizadas no seguro tradicional, assim como é feito com os itens de segurança.

O Auto Popular já contempla 107 modelos de veículos, contabilizando mais de 2 mil versões. A modalidade é uma das quatro que a seguradora oferece para veículos de passeio na mesma base de cálculo, mais um dos diferenciais dos produtos da carteira de Auto. Em 2018, o ramo de Automóvel da Tokio Marine registrou alta de 8,4%, contra uma expansão de 3,2% do segmento, mantendo o histórico da seguradora de crescer mais que a média de mercado.

Chubb protegeu mais de 5 milhões de pessoas no carnaval brasileiro 178

Chubb protegeu mais de 5 milhões de pessoas no carnaval brasileiro

Destaque foi para cidades como SP, Rio, BH, Salvador, Recife e outras

A Chubb afirma que o poder público e os promotores de eventos têm demonstrado crescente conscientização ao assegurar vários direitos de cidadania da população durante o carnaval no Brasil. “Este ano, as nossas apólices protegeram a diversão de mais de 5 milhões de pessoas, ao garantir indenização em caso de danos corporais e morais durante o período de folia”, diz Juliana Santos, responsável pela área de seguros de Entretenimento da Chubb. De acordo com ela, os seguros adquiridos cobriram blocos de rua, camarotes e eventos em recintos fechados em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife e outras.

Juliana Santos é responsável pela área de seguros de Entretenimento da Chubb
Juliana Santos é responsável pela área de seguros de Entretenimento da Chubb / Divulgação

Conforme a executiva, as apólices da Chubb também protegeram profissionais envolvidos com a organização dos eventos, da montagem à desmontagem. O seguro também englobou prejuízos por danos a equipamentos, instrumentos musicais, objetos cenográficos e estruturas temporárias. Segundo Juliana Santos, os riscos mais frequentes no carnaval têm sido quedas, desmoronamento de estruturas, atropelamentos, choques elétricos, acidentes envolvendo carros alegóricos e danos a equipamentos, entre outros.

Sobre outros riscos que podem ser cobertos pelo seguro, Juliana cita o cancelamento, adiamento e interrupção do evento em virtude de condições climáticas, queda de estrutura, grande tumulto e outras causas. Esse seguro, de acordo com ela, pode garantir ao promotor o pagamento de várias despesas tais como locação de espaço, logística, alimentação, produção e muitas outras. “Por outro lado, é também possível segurar toda a receita do evento, incluindo o lucro”, conclui.