Giro: Cunha anuncia criação de CPI do DPVAT e da UNE antes de ser afastado 1108

Confira as manchetes desta quinta-feira

Eduardo Cunha foi afastado do comando da Câmara pelo STF

Reprodução
Reprodução

Antes de ser afastado do comando da Câmara dos Deputados pelo Supremo Tribunal Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou a criação de duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) na Casa. A primeira será para investigar indícios de uso irregular de dinheiro público pela União Nacional dos Estudantes (UNE). Já a segunda pretende apurar denúncias e supostas irregularidades na concessão do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT).

O pedido de instalação da CPI da UNE foi apresentado pelo deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP). No requerimento, o parlamentar pede a investigação com base em seis fatos, entre eles a apuração de como a UNE aplicou R$ 44,5 milhões recebidos a título de indenização da União pelos danos sofridos na ditadura militar e investigação de convênios do governo federal com a entidade entre 2006 e 2016.

Já a CPI do DPVAT foi solicitada pela deputada Raquel Muniz (PSD-MG). A parlamentar ganhou notoriedade na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, quando citou o prefeito da cidade de Montes Claros (MG), Ruy Muniz, seu marido, como exemplo de honestidade. Um dia depois, o prefeito foi preso pela Polícia Federal, sob suspeita de prejudicar funcionamento de hospitais públicos na cidade para favorecer hospital privado gerido por sua família.

Cunha foi afastado na manhã de hoje de suas atribuições como deputado por decisão liminar do ministro Teori Zavascki. Durante a tarde, o Supremo deve julgar outra petição – da REDE -, que visa referendar este afastamento.

Lucro da Porto Seguro sobe para R$ 240 milhões no 1º trimestre de 2016

Uomo con grafico crescente
Stock Images

O lucro da Porto Seguro subiu para R$ 240,4 milhões no primeiro trimestre deste ano. A alta foi de 4% em relação aos R$ 230,9 milhões registrados no mesmo período de 2015. “No primeiro trimestre de 2016, a Porto Seguro enfrentou um ambiente econômico desafiador com mercado de seguros apresentando crescimento menor do que o observado nos últimos anos. Por outro lado, a baixa penetração da indústria e as oportunidades em vários nichos e regiões inexploradas ainda demonstram grande potencial”, diz a companhia em balanço divulgado esta semana. De acordo com a Porto Seguro, as receitas totais e os prêmios de seguros cresceram 5% no primeiro trimestre.

Nos negócios financeiros e serviços, as receitas trimestrais permaneceram estáveis, em decorrência da queda de consumo dos clientes, que impactaram o produto de cartão de crédito, e das medidas adotadas para a contenção do risco. Mesmo assim, o número de cartões evoluiu 16%, alcançando cerca de 2 milhões de unidades, sendo que o risco se estabilizou.

Susep divulga pesquisa sobre Educação Financeira

Stock Images
Stock Images

Um estudo sobre a educação financeira e seus reflexos no mercado de seguros em vários países será divulgado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) no próximo dia 19. A pesquisa será apresentada durante seminário organizado pelo órgão no âmbito da 3ª Semana de Educação Financeira.

O levantamento vai mostrar como vários órgãos supervisores do setor de seguros estão trabalhando o tema em três vertentes, tendo como foco os consumidores, as empresas do mercado e a atuação dos próprios supervisores. A pesquisa revelará as iniciativas adotadas para orientar os consumidores, as informações prestadas e a formação didática sobre a área financeira. Será mostrado ainda pelo estudo como as empresas do mercado reagiram a essas iniciativas, as mudanças em relação aos clientes e novas condutas adotadas e, por fim, como os próprios órgãos de supervisão passaram a valorizar as boas práticas, em vez de priorizar ações punitivas.

O seminário contará ainda com a participação da pesquisadora da Universidade de Bristol e especialista em educação financeira da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Adele Atkinson, que vai apresentar um panorama da educação financeira no mundo. O evento contará com vários outros palestrantes, que estarão debatendo a sustentabilidade, consumo e educação para seguros. O seminário será realizado no Prodigy Hotel Santos Dumont, no Rio de Janeiro, a partir das 8h30.

“Incidência do ITCMD em planos de Previdência Privada” foi tema de debate em São Paulo

Divulgação
Divulgação

O Grupo Nacional de Trabalho de Previdência Privada da AIDA, em conjunto com a Cátedra de Previdência da ANSP, realizaram um evento sobre o tema ” Incidência do ITCMD em planos de Previdência Privada? Análise de legislações estaduais sobre o assunto”, no auditório do Sindicato das Seguradoras de São Paulo.

“Nesse momento, em que o Brasil se prepara para abordar o tema da reforma previdenciária, é essencial que haja um amplo entendimento entre os setores da previdência pública (INSS e Previdência Privada) em seus dois segmentos, isto é, o fechado representado pelos fundos de pensão e o aberto que atua basicamente no mercado de seguros. Uma verdadeira previdência terá que sair da combinação desses elementos, trazendo vantagens para toda a população brasileira que poderá contar com um sólido sistema de proteção social com um capital acumulado que seja dirigido ao desenvolvimento econômico, portanto com a criação de emprego, com o incremento dos negócios e essencialmente com a paz social”, explica o Coordenador da Cátedra de Previdência da ANSP, Acadêmico Wagner Balera.

Foram debatidos os aspectos conceituais e os aspectos práticos de diversos pontos de vista. Os palestrantes foram a presidente do Grupo Nacional de Trabalho de Previdência Privada da AIDA, Ivy Cassa, o Coordenador da Cátedra de Previdência da ANSP, Wagner Balera, o tributarista Diego Casseb e o procurador federal Danilo Miranda. Como mediadores do evento, participaram Ana Flávia Ribeiro Ferraz e Eraldo Santos, advogados atuantes no setor. A abertura do evento ficou a cargo do presidente da ANSP, o acadêmico Mauro César Batista, e da presidente da AIDA, diretora da ANSP e coordenadora da Cátedra de Microsseguros, a acadêmica Ana Rita R. Petraroli.

SulAmérica leva Night Run a Brasília

Reprodução
Reprodução

A SulAmérica anuncia mais uma etapa do Night Run 2016. Com patrocínio da companhia, o circuito deste ano terá 16 provas em 11 cidades, passando por Brasília no dia 7 de maio. A prova na capital federal conta com largadas para 5 km e 10 km, ambas às 19h30. A seguradora convida corretores, clientes e prestadores a participarem das provas, oferecendo inscrições limitadas com valor reduzido. O patrocínio reflete o compromisso da companhia com a gestão de saúde e o incentivo a práticas saudáveis, e integra o Circuito SulAmérica de Música e Movimento, programa de apoio à cultura e aos esportes de participação.

“Como gestora de saúde, a SulAmérica traz este patrocínio bastante alinhado à sua estratégia. Eventos como este favorecem a adoção de hábitos saudáveis, e poder levar o Night Run a diversas cidades do país é uma oportunidade de incentivar a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, afirma o diretor de marketing da SulAmérica, Zeca Vieira.

O patrocínio marca também um duplo aniversário: em 2016, a SulAmérica comemora seus 120 anos de atuação e o Night Run, uma década de corridas. Iniciada no ano passado, esta parceria foi ampliada e neste ano a seguradora oferece sorteios de R$ 5.000 e seguro de acidentes pessoais, já incluso no valor da inscrição, a todos os participantes.

*Com informações de Estadão Conteúdo, G1, CNseg, Oficina do Texto e CDI.

Porto Seguro traz novidades nas condições do Proteção Planejada 329

Porto Seguro traz novidades nas condições do Proteção Planejada

Corretores contarão com opção de 50% de comissão e clientes terão prazo de 90 dias para regularização do pagamento das parcelas

Com foco na conciliação de um Seguro de Vida e de uma Previdência Privada, a Porto Seguro traz o Proteção Planejada, solução que ampara o segurado e seus familiares em caso de falecimento e imprevistos e também permite a formação de reserva financeira, que pode ser transformada em renda no futuro.

O Proteção Planejada é voltado para pessoas de 16 até 70 anos de idade e tem vigência mínima de cinco anos, com parcelas fixas do início ao fim do contrato. Em momentos de imprevistos na qual o cliente não consegue efetuar o pagamento das parcelas do plano, a cobertura de risco segue mantida pelo valor do saldo na previdência, por meio da comunicabilidade. Este processo utiliza a reserva da previdência para quitar os prêmios das coberturas de risco, até o término do saldo existente. É uma maneira do segurado continuar protegido no período que mais precisa.

Agora, o produto conta com novas condições tanto para clientes quanto para Corretores. Para os consumidores, o prazo de tolerância na inadimplência foi ampliado de 30 para 90 dias, o que possibilita maior tempo de regularização do pagamento das parcelas. Após esse período, o saldo restante da reserva será devolvido ao segurado em conta corrente ou transferido para um novo plano de previdência. Já os Corretores que comercializarem apólices com as coberturas de morte e invalidez terão duas opções de comissão para escolher, sendo uma delas de 50% de comissionamento sem estorno para o primeiro ano.

O valor mínimo para contratação do capital segurado é de R$ 50 mil e as contribuições para a Previdência são de, no mínimo, R$ 50. Essa mudança amplia a oferta para diferentes perfis de clientes e ajuda os Corretores na hora da comercialização.

“Duas das principais necessidades de uma pessoa é garantir a tranquilidade da família quando algo acontecer e estiver fora de seu controle e ter um dinheiro guardado para usufruir do amanhã. O Proteção Planejada foi desenhado justamente para atender a esses objetivos. É uma ferramenta que ajuda no planejamento familiar de longo prazo, sendo que uma parte do valor pago garante o seguro de vida e a outra forma a reserva de previdência”, explica a gerente comercial de Vida e Previdência da Porto Seguro, Lucimara Santos.

Para mais informações e detalhes sobre o Proteção Planejada, acesse este endereço.

Corretora pede ajuda para filho, em situação grave por Covid-19 514

Henrique Cassel de Oliveira encontra-se intubado em UTI do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo (RS)

Bella Cassel, representante da Barão Fortaleza Corretora de Seguros, faz apelo para doações para ajudar o filho, Henrique Cassel de Oliveira, contra a Covid-19. Henrique encontra-se intubado em UTI do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo (RS).

“Como último recurso, recomendado pela equipe médica, Henrique precisa fazer uso de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO)”, explica Bella em publicação nas redes sociais. Devido ao alto custo para o tratamento, a operadora do mercado segurador pede doações de qualquer valor.

Atualização: Família consegue arrecadar valor para tratamento de Henrique Cassel

Ajude Henrique Cassel de Oliveira na luta conta a Covid-19

Caixa Econômica Federal
Belamar Rodrigues Cassel
Ag: 0547 – Op 13 – Conta Poupança: 1891-7
Pix: 441.285.680-15

Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Diretora da Bradesco Saúde participa de debate sobre avanço tecnológico na pandemia 432

Dra. Thais Jorge é diretora da Bradesco Saúde / Divulgação

Seguradora é uma das patrocinadoras do I Encontro Nacional ‘As Transformações da Pandemia e a Saúde Mental’, organizado pela ABTD/PR

A diretora da Bradesco Saúde, Dra. Thais Jorge, está entre os participantes do painel “O avanço tecnológico na pandemia impulsionando o cuidado assistencial e saúde emocional”, no dia 18 de junho, às 9h, como parte do I Encontro Nacional ‘As Transformações da Pandemia e a Saúde Mental’, organizado pela Associação Brasileira de Treinamento & Desenvolvimento do Paraná (ABTD-PR). O debate conta, ainda, com as presenças de Ana Carolina Peuker, CEO da startup Bee Touch, e Marcus Vinicius Todesco, sócio-diretor comercial e de saúde da Magicel Consultoria de Riscos Empresariais. A Bradesco Saúde é uma das patrocinadoras do evento.

Com o tema saúde emocional no ambiente de trabalho em evidência desde o iníci​o da pandemia, a proposta do evento da ABTD/PR é destacar ações já implantadas em algumas empresas no sentido de promover e resguardar o equilíbrio emocional dos líderes e colaboradores. Os setores de Saúde Suplementar e Previdência Privada precisaram se reinventar, antecipar mudanças e acelerar a inovação.

“Em tempos de isolamento social, sinais de ansiedade e estresse são características relatadas com frequência por uma parte significativa da população. Aliada à plataforma de telemedicina Saúde Digital, a Bradesco Saúde oferece o Programa de Acolhimento Psicológico, que já atendeu mais de 200 mil beneficiários e realizou mais de 350 mil trocas de mensagens para suporte às tensões emocionais dos beneficiários. O avanço das ferramentas digitais tem sido um importante catalisador no setor de Saúde”, explica a Dra. Thais Jorge, diretora da Bradesco Saúde.

O evento é voltado para profissionais da área de Gestão de Pessoas, médicos e enfermeiros do trabalho. Mais informações podem ser obtidas neste endereço.

Desafio Pfizer abre inscrições para projetos de inovação em saúde 396

Desafio Pfizer abre inscrições para projetos de inovação em saúde

Iniciativa premiará iniciativas voltadas para saúde mental, da mulher, do coração e acesso a tratamentos inovadores

Com o objetivo de incentivar a inovação e o empreendedorismo na área da saúde, a Pfizer e a Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, acabam de lançar a 5ª edição do Desafio Pfizer. O prêmio é voltado para pequenas empresas – startups, com até 100 funcionários e faturamento anual de até R$ 10 milhões. Serão selecionados projetos que busquem soluções dentro das temáticas: saúde mental, da mulher, do coração e acesso a tratamentos inovadores.

“A Pfizer está sempre à procura de inovações criativas, capazes de transformarem a vida das pessoas na área da saúde. Com o Desafio Pfizer, encontramos uma forma de incentivar o público a colaborar com a saúde da população brasileira, solucionando problemas, até então, desassistidos e trazendo mais qualidade de vida para os pacientes”, afirma Márjori Dulcine, diretora médica da Pfizer Brasil.

As inscrições para o desafio podem ser feitas neste endereço. Entre os critérios de avaliação estão o impacto da solução, olhar inovador para um problema significativo e o impacto na saúde quando implementada; singularidade da inovação, potencial e capacidade de inserção no mercado, além de escalabilidade do projeto​.

A startup vencedora ganhará mentoria dos executivos da Pfizer global, Pfizer Brasil e do Hospital Albert Einstein, curso de empreendedorismo na saúde e incubação na Eretz.bio. O anúncio do projeto campeão será feito em uma cerimônia de premiação virtual no dia 26 de Julho. O regulamento completo pode ser conferido neste endereço.

Sequelas da Covid-19: Operadora de saúde realiza iniciativa para reabilitação de pacientes 344

Sequelas da Covid-19: Operadora de saúde realiza iniciativa para reabilitação de pacientes

Cerca de 86% dos curados convivem com algum tipo de comprometimento ou limitação funcional

Cansaço físico, problemas cardíacos e limitações respiratórias são algumas das sequelas comuns em muitas pessoas que superaram a Covid-19. Nos pacientes atendidos pelo Programa de Medicina Preventiva do Grupo Assim Saúde, o Special Life, que tiveram Covid-19, cerca de 86% convivem com algum tipo de comprometimento ou limitação funcional.

O trabalho de reabilitação dos pacientes acompanhados nos programas de doenças crônicas é feito a partir do monitoramento da condição de saúde dos beneficiários assistidos. Via contato telefônico e por atendimentos presenciais, com assistência multiprofissional, é desenvolvida a dinâmica de tratamento, de acordo com a necessidade de cada paciente. Alguns chegam a apresentar até fraqueza muscular, insuficiência renal e alterações cognitivas e psíquicas. Hoje, nos programas do Special Life, quase 400 beneficiários apresentam algum tipo de sequela provocada pela Covid-19.

“Com a tendência de rejuvenescimento da pandemia no Brasil e o consequente prolongamento do tempo de internação, os cuidados para a reabilitação do paciente acometido por alguma sequela, ou simplesmente como medida preventiva contra futuras comorbidades, vão além do ciclo da doença. Sabemos que a alta hospitalar pode representar o começo de um longo caminho para a plena recuperação, que requer vários cuidados e orientação especializada”, explica a gerente médica do programa, Eliane Guimarães.

A estratégia para reabilitação é dirigida aos pacientes já em acompanhamento em algum dos programas especiais da operadora. O Special Life abrange quase 11 mil beneficiários portadores de doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares, doenças da coluna e transtornos mentais, além de gestações de alto risco materno.

“Por ser um paciente que já acompanhamos na Medicina Preventiva, conseguimos avaliar todo o histórico de saúde e o percurso da doença em cada indivíduo, e traçar um plano terapêutico para a reabilitação. Isso inclui o acompanhamento em nossos programas especiais e o encaminhamento para atendimentos ambulatoriais nos centros médicos. Evitamos, assim, a fragmentação do tratamento e aumentamos as chances de bons resultados em menor tempo. Nossa meta é promover a alta total do paciente pós-Covid, por meio da reabilitação e prevenção das sequelas tardias”, explica Eliane.