Febraban e Sebrae lançam aplicativo de educação financeira para microempreendedor 431

Confira as manchetes desta segunda-feira

Febraban e Sebrae lançam aplicativo de educação financeira para microempreendedor

Arquivo JRS
Arquivo JRS

Cerca de 6 milhões dos microempreendedores individuais (MEIs) registrados no Brasil terão uma nova ferramenta para organizar as finanças de seus negócios. Trata-se do aplicativo “Meu Negócio em Dia”, um projeto fruto de parceria entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Essa entidades constataram que 56% dos MEIs não fazem uma correta separação entre suas finanças pessoais e a de suas empresas. O lançamento da app coincide com o início da 3ª edição da Semana Nacional de Educação Financeira (Enef), que acontece entre nesta segunda-feira, 16, e 22 de maio em todo o País. De acordo com os idealizadores, o aplicativo servirá como ferramenta de educação financeira para a gestão de pequenos negócios. Por meio do software, os usuários poderão fazer análises das principais receitas e despesas da empresa, além de obter dados como correção de valores de prestação e outros serviços financeiros. O aplicativo está disponível nos sistemas iOs, Android e Windows Phone.

Uma das ferramentas que poderão ser utilizadas pelos usuários, tanto no site como no aplicativo, é a calculadora do empresário. Entre as suas funcionalidades, o empreendedor poderá comparar os custos dos principais produtos e serviços financeiros destinados à pessoa jurídica disponíveis no mercado, além de simular taxas para financiamento com dados oficiais fornecidos pelo Banco Central. Em levantamento, o Sebrae apontou que o Brasil encerrou o ano de 2015 com 5,6 milhões de pessoas inscritas como MEIs e calcula que esse número tenha ultrapassado a faixa de 6 milhões no primeiro trimestre.

Semana da Educação Financeira terá programação especial

educacao-financeira-para-criancas_2
Reprodução

A abertura da Semana Enef acontece hoje, em Brasília. Participam do evento de abertura: Luiz Cláudio Costa, Secretário-Executivo do Ministério da Educação, que falará sobre a inserção da educação financeira na Base Nacional Comum Curricular; a Maurício de Sousa Produções, que apresentará o Projeto Consumo Consciente com a Turma da Mônica; e o economista Samy Dana, que ministrará palestra sobre irracionalidade na tomada de decisões financeiras.

Entre os destaques da programação estão alguns cursos gratuitos da BM&FBovespa. Na quinta-feira, 19, e no sábado, 21, será ministrado das 9h às 15h o curso “Como Investir em Ações”; na quarta, dia 18, acontece das 9h às 16h, o curso Finanças Pessoais Master; e ao longo da semana serão promovidas visitas guiadas à bolsa, no espaço onde ficava o antigo pregão. A bolsa também realiza, no dia 19, às 9h30, um evento sobre o comportamento do investidor brasileiro, em conjunto com a BlackRock, uma das maiores gestoras de fundos de investimentos do mundo. As inscrições para os eventos da bolsa podem ser feitas no site do Instituto Educacional da BM&FBovespa. Outro destaque da programação é a palestra online sobre planejamento financeiro promovida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), no dia 17 de maio, às 19h30.

Ainda que alguns cursos e palestras estejam em destaque, vale destacar que ao consultar a programação completa do evento no site da Semana Enef, é possível encontrar diversas outras iniciativas que fazem parte do evento, e possuem outros formatos. Entre elas podem ser mencionados vídeos, documentos, jogos, sites e oficinas sobre diferentes temas dentro do campo da educação financeira. A primeira edição do evento aconteceu em 2014 e somou mais de 170 eventos em 17 estados brasileiros, entre palestras, cursos, gincanas, concursos culturais e workshops. Em 2015, foram realizados mais de 500 eventos em todas as regiões do Brasil.

Minuto Seguros recebe prêmio de “Maior Corretora Auto” pela Bradesco

Stock Images
Stock Images

A Minuto Seguros, uma das principais corretoras do País e líder no segmento de seguros online, acaba de receber um importante prêmio da Bradesco Seguros com o título de maior corretora do segmento de automóveis. A cerimônia de premiação aconteceu no Vila Country, em São Paulo. “Fomos convidados para o evento e ficamos bastante surpresos na hora que soubemos que receberíamos o prêmio. Isso representa algo muito importante em nossa trajetória, ainda mais vindo de uma seguradora conceituada como a Bradesco Seguros. Ficamos muito felizes com esse prêmio”, destacou Marcelo Blay, CEO da Minuto.

A experiência e excelência da Minuto Seguros vem sendo comprovada nos últimos anos por meios de diversos prêmios, como: Época Reclame Aqui, pelo atendimento ao cliente, Prêmio de melhor corretora online em 2013 e 2014, Prêmio Melhores do Seguro, pela revista Apólice em 2013 e 2014, Troféu Amigo do Seguro de qualificação de jovens 2013 e 2014, entre outros.

“A visão do corretor dos métodos para solução de conflitos no mercado segurador” será tema de evento da AIDA Brasil

bg1
Stock Images

Estão abertas as inscrições para o evento que será realizado pela AIDA – Associação Internacional de Direito de Seguros no próximo dia 31 de maio, no auditório do Sincor-SP, em São Paulo, que debaterá o tema: “A visão do corretor dos métodos para solução de conflitos no mercado segurador”. “Diante do crescente judicialização e da necessidade iminente de que se encontre novas formas de solução de conflitos, surge a preocupação da AIDA em discutir o assunto com um dos mais importantes sujeitos do contrato de seguros: o corretor. Ele é o primeiro elo na apresentação dos produtos e ponte com o consumidor. Assim, é essencial que todos os agentes do contrato estejam aliados em relação ao futuro das eventuais lides que envolvam as questões securitárias”, explica Ana Rita Petraroli, presidente da AIDA Brasil.

Ana Rita Petraroli é presidente da AIDA Brasil é graduada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, pós-graduada pela FGV, Diretora de Relacionamento com as entidades de seguros e resseguros desde 2011. Professora da Pós Graduação da Funenseg. Advogada com experiência na área de seguros, consumo e criminal.

Alexandre Camillo é presidente do Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros, de Empresas Corretoras de Seguros, de Resseguros, de Saúde, de Vida, de Capitalização, de Previdência Privada no Estado de São Paulo) , atua na Camillo Administradora e Corretora de Seguros Ltda e na Ypiranga Corretora de Seguros Ltda. Foi diretor Social do Sincor-SP de 2005 a 2007, e de 2007 a 2010 acumulou também os cargos de vice-presidente do Sindicato e de diretor da Cooperativa de Crédito dos Corretores de Seguros, a Credicor-SP.

Vivien Lys Porto Ferreira da Silva é graduada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001); Pós-Graduada (Direito Contratual) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005); Mestre em Direito Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). Professora do Curso de Especialização “lato sensu” em Contratos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Experiência profissional em direito societário, contratos comerciais (negociação e estratégia), seguros, direito do consumidor, e na gestão de contencioso na área cível e trabalhista.

Patrícia Godoy Oliveira é advogada com foco em Direito Empresarial e Seguros. Diretora Jurídica e de Compliance da Aon Corporation. Formada na Universidade Mackenzie, cursou pós-graduação na PUC-SP e fez mestrado (LL.M.) na University of Chicago. Na área de seguros, fez extensão na FIA-USP e, na área de Administração, o CEAG, da Fundação Getúlio Vargas.

As inscrições para o evento são gratuitas, mas as vagas são limitadas. Para participar e fazer sua reserva entre em contado por e-mail: aidabrasil@aida.org.br ou pelos telefones (11) 3231-1583 ou (11) 3159-4968.

IRB Brasil RE patrocina o musical Nuvem de Lágrimas

Reprodução
Reprodução

O IRB Brasil RE patrocina Nuvem de Lágrimas, musical sucesso de crítica e público que já passou por São Paulo e chega ao Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro, onde fica em cartaz de 13 a 29 de maio. O espetáculo é uma adaptação do romance inglês “Orgulho e Preconceito” para o universo urbano contemporâneo do interior do país e foi criado a partir do repertório de Chitãozinho e Xororó. “O nosso objetivo é incentivar e apoiar a cultura no Brasil. O IRB se orgulha de poder ser parceiro de eventos como esse e vamos continuar trabalhando para isso”, afirma José Carlos Cardoso, presidente da empresa.

Na história, jovens casais, antigos amantes e familiares precisam se livrar de orgulhos e preconceitos para vivenciar relacionamentos plenos. Nuvem de Lágrimas está em cartaz sextas, sábados e domingos, em horários diversos.

*Com informações adaptadas de Estadão Conteúdo, Revista Exame, PROS, Oficina do Texto e FSB Comunicação.

Cursos da Universidade Aconseg começam em fevereiro 227

Inscrições estão abertas no site da instituição

Cursos da Universidade Aconseg começam em fevereiro
Cursos da Universidade Aconseg começam em fevereiro

As primeiras aulas da Universidade Aconseg, criada pela Associação das Empresas de Assessoria e Consultoria de Seguros do Estado do Rio de Janeiro em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Organizacional e Humano (IndoRH), começam já em fevereiro.

O curso que abrirá a temporada inicial de 2019 é para Inspetores de Assessoria de Seguros, seguido por Introdução ao Seguro para Iniciantes, Básico de Seguros, Seguro Saúde Suplementar, Seguro de Vida, Gestão de Equipe e Liderança, Seguro Auto, que iniciam em março. A lista completa está disponível neste endereço.

O reitor da Universidade e presidente da Aconseg-RJ, Luiz Philipe Baeta Neves, acredita que os cursos “contribuirão positivamente para o desenvolvimento e qualificação dos corretores e funcionários das assessorias e corretoras de seguros”.

Líderes de seguradoras parceiras fizeram questão de registrar os cumprimentos à diretoria da associação pela ação pioneira. O presidente da Tokio Marine, José Adalberto Ferrara, afirmou que “iniciativas como esta colaboram sobremaneira com o crescimento da indústria de seguros no Brasil”.

Para o vice-presidente comercial da SulAmérica, André Lauzana, trata-se de um “marco histórico para o mercado segurador”, enquanto o diretor executivo da Bradesco Seguros, Leonardo de Freitas, acredita que a nova instituição poderá contribuir para transformar o corretor no multirramo.

Antonio Carlos Melo Costa, da HDI Seguros, classifica a criação da Universidade Corporativa como uma demonstração do quanto as assessorias estão preocupadas com o desenvolvimento dos corretores de seguros e, consequentemente, com o mercado. “Iniciativa alinhada com o atual momento de mudanças aceleradas, que requer profissionais 100% atualizados”, elogiou.

Já Marcelo Dias dos Santos, gerente da filial RJ da Sompo Seguros, afirmou ser “fantástico ver a evolução da Aconseg-RJ nessa nova gestão”, agradecendo por mais uma atividade positiva, que tornará os projetos mais fáceis de serem executados. ”Com a Universidade Corporativa, a Aconseg vai desenvolver e aprimorar muitos profissionais de seguros”, finalizou.

Robson Tricarico, da Suhai Seguradora, também parabenizou a entidade pela “excelente e criativa iniciativa”. “O mercado segurador só tem a ganhar com isso”, manifestou-se ainda Leila Nogueira, da Amil, desejando sucesso nesse movimento em prol da evolução do setor e dos profissionais que nele atuam.

Segundo Baeta Neves, “isso demonstra não só que a iniciativa da Aconseg-RJ foi acertada, como conta com o apoio de todas as partes envolvidas nas operações realizadas pelas assessorias”.

Empresa indenizará por não fornecer cópia da apólice de seguro a funcionário 461

Empresa indenizará por não fornecer cópia da apólice de seguro a funcionário

Esse foi o entendimento da 7ª turma do TST

Empresa que desconta valor para seguro de vida e não fornece uma cópia da apólice para funcionário causa dano material. Esse foi o entendimento da 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, que manteve a condenação de uma companhia de Paraíba do Sul (RJ) ao pagamento de indenização a uma empregada que deixou de receber o seguro pela morte do marido em razão da omissão da empresa. Na mesma decisão, o colegiado excluiu a condenação por dano moral.

O caso é de uma auxiliar de serviços gerais admitida em março de 1998. Ela relata que havia aceitado a oferta da empresa de contratação de um seguro de vida e teve o valor descontado no salário. Mas como não recebeu cópia da apólice, não sabia ao certo os benefícios a que teria direito nem os requisitos para recebê-los.

Em 2006, seu marido faleceu e, após comunicação à empresa, tirou apenas a licença remunerada correspondente. Em 2011, uma colega de trabalho, também beneficiária do seguro, comunicou a morte do marido e, orientada pela empresa, recebeu indenização securitária. Somente a partir desse episódio a auxiliar soube que também teria direito à indenização, mas a seguradora indeferiu o pedido porque ele foi feito mais de três anos depois da morte.

Na reclamação trabalhista, a empresa sustentou que os empregados tinham ciência das regras do seguro, tanto que a colega apontada como paradigma havia pleiteado e recebido o benefício. Mas a tese não foi acatada em primeiro grau e a companhia foi condenada a pagar R$ 5 mil por danos materiais e R$ 5 mil por danos morais.

A sentença foi mantida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, que entendeu que os danos eram evidentes. “Há clara conexão entre os fatos, dado que a recusa no pagamento advém do fato de a empregada ter deixado de pleitear dentro do período em que era devido o valor, porque o ignorava”, assentou o TRT.

No exame do recurso de revista da empresa no TST, o relator, ministro Cláudio Brandão, ressaltou que o empregador tem o dever de agir com lealdade, lisura, respeito e consideração com o empregado, “sobretudo ante o seu estado de necessidade econômica e a sua condição de hipossuficiente”. Nesse contexto, entendeu que a existência de danos materiais é evidente.

Em relação ao dano moral, o relator explicou que, de acordo com a jurisprudência do TST, é necessário que o empregado demonstre os prejuízos ao seu patrimônio imaterial em razão de não ter recebido o valor devido no tempo oportuno – como endividamento, inscrição do nome nos órgãos de proteção ao crédito, etc. “Não é o que se verifica do quadro registrado na decisão do TRT, já que a lesão moral foi apenas presumida”, concluiu. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST. 

Clique aqui para ler a decisão.
RR 566-06.2012.5.01.0541

Fusão da Susep com a Previc fica para depois 688

Fusão da Susep com a Previc fica para depois

O motivo da desistência da equipe de Paulo Guedes não foi informado

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, teria desistido da ideia de fusão entre a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). As informações foram publicadas por Valor Econômico e pelo colunista Lauro Jardim, de “O Globo”.

Veja também: Fusão da Susep com a Previc é vista com bons olhos por especialistas

As autarquias atuam na regulação e fiscalização de seguradoras e fundos de pensão, respectivamente. Entre os possíveis motivos está a transferência de toda a estrutura funcional do Rio de Janeiro (RJ) para Brasília (DF). A iniciativa era estudada em função da redução de gastos e para evitar a sobreposição de funções.

A Confederação Nacional das Empresas de Seguro (CNSeg) pede “cautela” em relação ao assunto. Marcio Coriolano, lembrou que a fusão das duas superintendências não é uma discussão nova. Para ele, a medida atenderia ao pressuposto de maior sinergia no setor público, mas sua efetividade dependerá do modelo escolhido. “Os administradores públicos, às vezes, não enxergam a complexidade”, disse ele.

Coriolano explicou que a Previc é “monolinha”, ou seja, voltada para a regulação dos fundos de pensão fechados. A Susep, por seu turno, teria maior diversidade atuação — a agência é responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro.

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019 516

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019

Presidente e vice-presidente do Sindseg/RS participaram de gravação do Seguro Sem Mistério Especial

Há mais de uma década o Grupo JRS promove ações especiais no veraneio, faça a chuva ou faça sol. Este final de semana não foi diferente, o QG do JRS na praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS), recebeu autoridades e referências do setor de seguros. Guacir de Llano Bueno, presidente, e Alberto Müller, vice-presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), marcaram presença ao lado das esposas, Simone e Lívia. Em destaque também as seguradoras dos executivos, MBM Seguros e Sompo Seguros.

Ambos deram boas vindas a 2019 e inauguraram a série de eventos que toma conta do litoral gaúcho, bem como ações especiais que inclui peças publicitárias, unidade móvel nas rodovias do RS e a gravação especial do programa Seguro Sem Mistério na TV. A atração é apresentada diariamente no Canal Bah!TV e conta com edições inéditas aos domingos, a partir das 11h30min.

Milhões de veranistas são impactados pela campanha especial #VerãoSuperSeguro, promovida pelo JRS com o intuito de promover o verão mais seguro de todos os tempos. E o verão mais seguro também contou com o suculento churrasco gaúcho e o famoso salmão, preparados pelo diretor do JRS, Bruno Carvalho.

Ao SSM TV, Bueno e Müller destacaram a importância da indústria do seguro e do Grupo JRS na disseminação de informações sobre o setor em todas as épocas do ano.

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS 1016

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS

Peças de publicidade, promoções e grandes encontros no litoral marcam mais uma temporada

O Verão 2019 chegou com tudo. As temperaturas estão nas alturas e a animação para mais uma ação especial do JRS também.

O mercado de seguros já sabe. Os finais de semana são no QG do JRS no Litoral Gaúcho, na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS). Tudo começa com as presenças de Guacir de Llano Bueno, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), além de Alberto Müller, vice-presidente do Sindseg/RS. Ambos os representantes da entidade sindical participam do encontro acompanhado de suas esposas. A presença especial de Julio Cesar Rosa, com recente passagem pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), completa o time que dá início aos momentos especiais em mais uma temporada de veraneio.

Divulgação/JRS
Divulgação/JRS

Tudo isso só é possível graças a um time campeão de apoiadores, que têm suas marcas expostas para os quase 1 milhão de motoristas que circulam pela Estrada do Mar, nos caminhos para o Litoral Norte do Rio Grande do Sul. São dois outdoors que marcam a versão deste ano da campanha especial de verão. Um deles é garantido pela Icatu Seguros, maior seguradora independente do Brasil em Vida, Previdência e Capitalização. O outro, conta com exposição de HDI Seguros, Previsul Seguradora, GBOEX, SulAmérica, Capemisa Seguradora, MBM Seguros, Autosul Express, Neo Executiva Corretora de Seguros, Supermercado Avenida, Cave di Pozza Espumantes, Ramos Assessoria e Sultec Vistorias.

Além de tudo, a unidade móvel do JRS continua circulando pelas principais rodovias da Grande Porto Alegre e Litoral Gaúcho. Tudo isso para levar a informação segura para mais de 26 municípios do RS através dos canais 20 e 26 da NET Rio Grande do Sul, no Canal Bah!TV.

Unidade móvel do JRS/Divulgação
Unidade móvel do JRS/Divulgação

Tem grandes novidades. Muitas promoções vão surgir durante todo o trimestre nas redes sociais do JRS e muitas surpresas serão apresentadas aos nossos leitores de São Paulo e região.