Seguradora chinesa vai investir em concorrente do Uber 821

Esta e outras manchetes no Giro do Mercado

Reprodução
Reprodução

A maior seguradora da China vai fazer um grande investimento em um concorrente local do aplicativo de caronas Uber, de acordo com pessoas familiarizadas com o negócio. A China Life Insurance vai aplicar mais de US $ 500 milhões na Didi Chuxing Technology, depois de a Apple fazer um investimento de US$ 1 bilhão na empresa, que lidera o mercado de caronas na China.

A Didi está levantando dinheiro de investidores em uma rodada de financiamento que pode chegar a US$ 3,5 bilhões. O valor da empresa pode ultrapassar os US$ 25 bilhões. A China Life Insurance, uma seguradora estatal, já investiu no UberChina, entidade independente criada pelo Uber para concorrer com a Didi no ano passado.

Chubb do Brasil patrocinou evento sobre seguros de Linhas Financeiras 

Pexels
Pexels

A Chubb Seguros foi uma das patrocinadoras do Aon Financial Lines Day, realizado ontem, no Hotel Unique, em São Paulo. Promovido pela Aon Brasil, o evento contou com a participação dos principais executivos do mercado que atuam nos nichos de D&O, Crédito, Garantia e Cyber. Durante o encontro, cerca de 500 convidados se aprofundaram em assuntos ligados a diferentes produtos de Linhas Financeiras, como a evolução do Seguro Garantia Judicial e suas mudanças com o novo Código de Processo Civil brasileiro, o papel do Seguro D&O para proteção dos executivos e formas de proteção contra ataques cibernéticos.

Na oportunidade, Rafael Domingues, Diretor de Financial Lines da Chubb, foi um dos painelistas sobre D&O. O executivo afirma que ações como esta aproximam ainda mais a companhia de potenciais clientes e parceiros. “Participar deste evento nos oferece a oportunidade de estar com renomados empresários e executivos de todo o País, o que consideramos importante para a expansão da seguradora no segmento de Linhas Financeiras”, considera.

A Chubb desenvolveu no Brasil um dos mais extensos portfólios de seguros no segmento de Linhas Financeiras, que cobrem riscos que emergiram com a evolução dos mercados e da economia mundial. São produtos como: D&O (Directors and Officers); E&O (Errors and Omissions) ou RC Profissional; EPL (Employment Practices Liability) ou RC Trabalhista; FIPI (Financial Institutions’ Professional Indemnity Insurance); Fraud Protector, ou Crime; IMI (Investment Management Insurance); MEDMAL (Medical Malpractice); e POSI (Public Offering of Securities Insurance).

Até abril, capitalização distribuiu mais de  R$ 391 milhões em prêmios

Pexels
Pexels

Segundo dados da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), entre os meses de janeiro e abril, as empresas que comercializam títulos de capitalização distribuíram para seus clientes R$ 391,7 milhões em prêmios, o que representa um crescimento de 28,6% em relação ao mesmo período de 2015.

As reservas técnicas – valores acumulados pelos clientes e que serão resgatados ao fim do prazo de vigência dos títulos – atingiram R$ 30,3 bilhões, mantendo-se no mesmo patamar de 2015, enquanto os valores resgatados alcançaram R$ 6,2 bilhões no mesmo período, um aumento de 20,3%. Nos primeiros quatro meses do ano, a receita global do setor chegou a R$ 6,5 bilhões, apresentando um pequeno decréscimo de 0,02.

O presidente da FenaCap, Marco Antônio Barros, explica o desempenho dizendo que o mercado oferece, hoje, uma grande variedade de soluções de negócios com sorteios e aconselha os consumidores a definirem previamente os seus objetivos ao guardar dinheiro, antes de optar pelas soluções de capitalização. “O produto Tradicional é a solução ideal para quem quer economizar e, ao mesmo tempo, participar de sorteios. Mas se houver perspectiva de uso do dinheiro no curto prazo, ou se o objetivo for obter retorno financeiro, devem buscar outras alternativas”, assinala.

Segundo ele, os títulos para garantia locatícia vêm ganhando muito espaço no mercado, pois atendem a necessidade de quem  precisa alugar um imóvel, residencial ou comercial, e não tem fiador. No último ano, a modalidade registrou uma arrecadação de R$ 1 bilhão, somando 16.619 clientes em todo país. “É uma opção para alugar um imóvel, sem fiador e sem burocracia, com a garantia do retorno do valor empregado ao fim do contrato de locação”, completa Marco Barros.

Ainda segundo o presidente, por outro lado, o produto  tem sido muito utilizado por proprietários de imóveis que não se sentem confortáveis em negar a amigos ou à própria família um pedido para que assuma o papel de fiador.  “É muito mais interessante fazer um título de capitalização para atender a esses pedidos, circunscrevendo a obrigação a um valor previamente determinado,  do que assumir a fiança e colocar em risco o patrimônio, que poderá vir a ser penhorado em caso de inadimplência”, explica o presidente da FenaCap.

Existem hoje no mercado três modalidades de títulos de capitalização em comercialização: Tradicional (que inclui o garantia locatícia), Popular e Incentivo, este último voltado para pessoas jurídicas.

Mondial Assistance participa do 20º Congresso de Comunicação Interna

Reprodução
Reprodução

A Mondial Assistance, líder global na prestação de serviços de Assistência 24h nos segmentos viagem, automotivo, residencial, saúde e vida, participou ontem, do 20º Congresso de Comunicação Interna, evento organizado pelo Informe Group.

Com o case “Engajamento e Valores Estratégicos”, a supervisora de Comunicação da Mondial Assistance, Karina Bertolla, irá palestrar sobre a empresa e suas campanhas internas de reforço da cultura organizacional, além de mostrar na prática como promover engajamento dos colaboradores e disseminar a cultura de novos valores corporativos por meio do employer branding.

O Congresso teve início na segunda-feira, 13, e termina hoje, 15 de junho, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. Com mais de 20 palestrantes, 10 casos práticos e mais de uma centena de gestores e especialistas em comunicação com o público interno, o evento tem como objetivo tratar as estratégias e melhores práticas de comunicação interna, que estão trazendo benefícios reais e diferenciais estratégicos para o negócio das empresas no contexto da crise.

Prudential do Brasil realiza campanha de vacinação interna

Reprodução
Reprodução

No mês de maio, os funcionários da Prudential do Brasil e seus beneficiários puderam se vacinar contra a gripe. Nos escritórios do Rio de Janeiro, foram dois dias de vacinação e, nos demais estados, os colaboradores receberam o reembolso do custo da vacina ao longo do mês.

A campanha faz parte do Programa Bem Viver, adotado pela Prudential do Brasil, que engloba várias outras ações direcionadas à qualidade de vida e bem-estar. Ela é realizada anualmente e, este ano, seguiu o calendário do governo ao oferecer a vacina tetravalente, que protege contra quatro tipos de vírus, incluindo o H1N1.

“A saúde e qualidade de vida dos funcionários e seus familiares é fundamental para a companhia. Buscamos com esta campanha garantir bem-estar e tranquilidade para nossos colaboradores beneficiados pela ação”, destaca o vice-presidente de Recursos Humanos, Administração de Franquia e Compensation da Prudential do Brasil, Paulo Leão.

*Com informações de Dow Jones Newswires, Diz, Link, Virta e Approach Comunicação.

Comércio ilegal de peças e segurança no trânsito são temas de seminário no RS 983

Comércio ilegal de peças e segurança no trânsito são temas de seminário no RS

Encontro foi promovido pela Fenacor, Sincor-RS e Escola de Negócios e Seguros (ENS)

Na última terça-feira (12), o mercado gaúcho de seguros foi contemplado com um amplo debate sobre o comércio clandestino de autopeças, acidentologia e vitimização no trânsito. O encontro foi promovido pela Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), Sindicato dos Corretores do Rio Grande do Sul (Sincor-RS) e Escola de Negócios e Seguros (ENS) e foi realizado no Salão Nobre da Federasul, em Porto Alegre (RS).

Um dos pontos centrais do evento foi a discussão sobre a efetiva implementação da Lei Federal 12.977/2014 – que regula e disciplina a atividade de desmontagem de veículos automotores no Brasil. Segundo Carlos Alberto Valle, vice-presidente de Relações com o Mercado da Fenacor, o encontro foi importante para dimensionar as diversas questões relacionadas à segurança viária e de veículos automotores. “Sem o DPVAT, por exemplo, vamos precisar, cada vez mais, de laudos bem feitos. As pessoas precisarão ter muito mais responsabilidade, pois é preciso acordar que ninguém acionará um causador de acidente com o valor de R$ 13,500 – como previa o Seguro Obrigatório. A conta vai sair cara e só através de um seguro particular é que isso pode ser coberto”, explicou ao enfatizar que a introdução da Lei Seca foi de extrema importância para inibir uma série de delitos.

Segundo a Promotora de Justiça, Ana Cristina Petrucci, é muito importante incluir a sociedade na discussão deste tema. “Isso é necessário para que possamos melhorar esse panorama. As pessoas precisam voltar os olhos para a questão do trânsito e enxergar a relevância da segurança dele para cada um de nós”, enfatizou ao demonstrar que diariamente depara-se com a realidade dos acidentes de trânsito.

O combate ao comércio de peças irregulares é uma das prioridades do Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), segundo a Diretora Institucional, Diza Gonzaga, isso também auxilia na redução do número de sinistros. “O Detran-RS tem feito uma força-tarefa para que possamos tirar do mercado os antigos ‘ferros-velhos’. A educação, no entanto, é o pilar mais importante – pois é o que garantirá que em um futuro próximo nós teremos números bem menores de vítimas do trânsito. Através da conscientização nós vamos garantir em médio e longo prazo que nosso País vai sair do ranking da morte”, comenta.

Outro painel abordou a Lei do Desmonte. Participaram representantes dos órgãos de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, do Comando do Policiamento Rodoviário da Brigada Militar, da Policia Rodoviária Federal, e outros.

Seminário sobre comércio ilegal de peças e segurança no trânsito no RS

Mercado de saúde encolheu em setembro, aponta IESS 441

Mercado de saúde encolheu em setembro, aponta IESS

Instituto destaca que apesar de haver menos beneficiários, tem crescido a utilização de serviços de saúde e não por bons motivos

Em setembro de 2019, 51,2 mil pessoas realizaram o sonho de passar a contar com um plano de saúde médico hospitalar – o 3° maior desejo do brasileiro, de acordo com pesquisa do Ibope Inteligência. Apesar do crescimento ante agosto, o total de beneficiários no País diminuiu 0,2% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o que representa 106,4 mil vínculos rompidos de acordo com a Nota de Acompanhamento de Beneficiários, publicada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). No total, o setor soma 47,1 milhões de beneficiários.

A publicação destaca que a busca pelos planos tem variado bastante de um estado para outro. “Apesar de a maior parte dos estados brasileiros ter registrado recuo no total de vínculos com planos médico-hospitalares, há alguns centros que têm contratado planos”, comenta José Cechin, superintendente executivo do IESS. “São Paulo, por exemplo, está liderando a redução de contratos, enquanto Minas Gerais é o Estado com o maior número de novos planos”, completa.

Minas Gerais registrou 43,8 mil novos vínculos nos 12 meses encerrados em setembro deste ano. Já São Paulo teve 87,1 mil beneficiários deixando de contar com os planos que possuíam. Somando o resultado negativo do Rio de Janeiro (-7,8 mil) e o positivo do Espírito Santo (+14,7 mil), houve um total de 36,4 mil vínculos rompidos na região Sudeste.

A região que mais perdeu beneficiários, contudo, foi a Sul: 86,4 mil contratos foram desfeitos no período analisado (menos do que o total registrado em São Paulo). Diferentemente do que houve no Sudeste, todos os estados da região tiveram queda no total de vínculos. Entre eles, merece destaque o Rio Grande do Sul, com 58,4 mil beneficiários deixando os planos médico-hospitalares.

A única região que teve alta no total de vínculos foi a Centro-Oeste. O aumento de 30,5 mil contratos aconteceu quase todo em Goiás, que teve 27,1 mil vínculos firmados entre setembro de 2019 e o mesmo mês do ano passado. Mato Grosso e Mato Grosso do Sul registraram 3,1 mil e 3,5 mil novos beneficiários, respectivamente. Já o Distrito Federal teve 3,2 mil beneficiários deixando seus planos de saúde.

“A retração de 0,2% no total de beneficiários no Brasil é um sintoma da falta de ritmo no processo de recuperação da economia nacional”, avalia Cechin. “Enquanto o País não iniciar um processo consistente de crescimento, especialmente com a geração de postos de trabalhos formais nos grandes centros urbanos, o mercado de saúde suplementar vai continuar apresentando resultados incipientes, sem variações expressivas nem para cima nem para baixo”, concluí.

O executivo ainda destaca que a aparente estabilidade não é boa para o setor. Especialmente porque a utilização dos serviços de saúde está avançando, ainda que o total de beneficiários não esteja. “Estamos vendo um envelhecimento da população e o aumento do uso de serviços de saúde. Um movimento que poderia ser positivo, caso o comportamento fosse motivado por programas de promoção da saúde. Infelizmente, ainda precisamos romper uma barreira cultural e colocar o paciente no centro do tratamento, ao invés da doença”, alerta.

Brasilcap distribui R$ 83,7 milhões em prêmios até outubro 657

Brasilcap distribui R$ 83,7 milhões em prêmios até outubro

Mais de 16 mil títulos foram sorteados em todo o país

A Brasilcap, empresa de capitalização da BB Seguros, distribuiu R$ 83,7 milhões em prêmios até outubro deste ano, contemplando 16.343 títulos. Os cinco estados que mais somaram prêmios pagos foram: São Paulo (R$ 20,6 milhões para 3.621 títulos), Rio de Janeiro (R$ 9,7 milhões para 921 títulos), Minas Gerais (R$ 7,7 milhões para 1.946 títulos), Santa Catarina (R$ 6,9 milhões para 1.163 títulos) e Rio Grande do Sul (R$ 5,4 milhões para 1.036 títulos). Em média, foram contemplados 54 títulos por dia, distribuindo mais de R$ 272 mil a cada 24 horas, em todo o país.

Desde a sua fundação, em 1995, a Brasilcap já entregou um total de R$ 2,24 bilhões em prêmios, que abrangem 644.944 títulos. Atualmente, a Companhia conta com 3,8 milhões de clientes e um portfólio diferenciado de soluções de capitalização, como o estímulo à disciplina financeira com chances de premiação, incremento de negócios para empresas por meio dos títulos de incentivo, garantia ágil e segura para o aluguel de imóveis, contribuição à filantropia, entre outros atributos.

Maior evento do mercado de seguros de transporte, Expo CIST reunirá mais de mil pessoas 788

Maior evento do mercado de seguros de transporte, Expo CIST reunirá mais de mil pessoas

Encontro anual tem como objetivo o desenvolvimento dos profissionais e mercado de riscos, seguros e transportes de carga

O Expo CIST, o maior evento do mercado de seguros de transporte brasileiro e latino-americano, acontecerá no dia 27 de novembro, no Hotel Sheraton WTC, em São Paulo. Promovido pelo Clube Internacional de Seguros de Transportes (CIST), o encontro anual tem como objetivo o desenvolvimento dos profissionais e mercado de riscos, seguros e transportes de carga.

Em sua 7ª edição, o encontro deve reunir mais de mil visitantes, entre representantes de corretoras, seguradoras, resseguradoras, embarcadores, transportadores, operadores logísticos, além de prestadores de serviços relacionados ao setor, como consultorias em gestão de riscos, agentes de carga, consultoria jurídica, gerenciamento de carga, regulação de sinistros, entre outros.

Entre os palestrantes desta edição estarão Marcio Coriolano, presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg); Luiz Rabi, economista-chefe da Serasa Experian; Acácio Queiroz, ex-presidente, CEO e COO de várias companhias de seguros no Brasil e na América Latina; Mauro Arcucci, diretor Geral da Barbuss Global; e o futurista, empreendedor, educador e autor, Tiago Mattos.

O primeiro painel do dia abordará o tema “Economia – Cenário Nacional e Internacional e Internacional e perspectivas para o mercado de seguros” e terá como palestrantes Luiz Rabi e Marcio Coriolano. “Fábrica de Líderes Resumo” será o tema do segundo painel, ministrado por Acácio Queiroz. Ele debaterá temas relacionados à liderança e a importância da motivação em nossas vidas e profissões, por meio de práticas imersivas junto aos convidados e participantes.

O terceiro painel será sobre “Avaria Grossa, perspectivas na América Latina” e terá como palestrante Mauro Arcucci, da Barbuss Global. Encerrando o dia, o futurista Tiago Mattos abordará “O Futuro do Trabalho, Impacto nas Novas Tecnologias e Pensamento Digital”, trazendo temas voltados às relações de trabalho e o futuro, fazendo uso da inovação e de práticas de aprendizado imersivo.

O evento também contará com quatro oficinas. Na Sala I haverá apresentações da Associação Latino Americana de Subscrição de Transportes (Alsum); enquanto a Sala II abrigará a Associação das Mulheres do Mercado de Seguros / WISTA (AMMS).

A 7ª edição do Expo CIST conta com patrocinio da Associação Brasileira de Gerenciamento de Risco (ABGR); Argo Seguros; AXA XL; Buonny; Gertran; Golden Sat; Grupo Apisul; Grupo Fox; Guep Technology; IRB Brasil RE; Moraes Velleda; Munich Re; Opetench; Porto Seguro; RTS; Sascar; Seguros Sura; Servis; Sompo Seguros; Tokio Marine; Trade Vale; Trucks Control; e Where Is My Cargo.

Serviço: 7º Congresso Expo CIST

Data: 27 novembro de 2019
Horário: das 8h às 18h
Local: Hotel Sheraton WTC
Endereço: Av. das Nações Unidas nº 12.551 – São Paulo/SP
Inscrições: para sócios – R$ 500, com 30% de desconto até o dia 15/11
Para não-sócios – R$ 600, com 20% de desconto até o dia 15/11
Mais informações: neste endereço.

Prudential do Brasil lança websérie “Papo com Especialista” sobre Seguro de Vida 808

Prudential do Brasil lança websérie "Papo com Especialista" sobre Seguro de Vida

Com linguagem simples e transparente, os 12 episódios reforçam a importância do produto

A Prudential do Brasil, a maior seguradora independente do país no ramo de vida, acaba de lançar a websérie “Papo com Especialista”. O objetivo é despertar no público a importância da proteção do seguro de vida, além de esclarecer as principais dúvidas sobre o seu funcionamento. Dividida em 12 episódios que serão divulgados semanalmente durante os meses de novembro e dezembro nas plataformas digitais da companhia, a websérie abordará temas como diferença entre seguro de vida, previdência e investimento, o que é resgate, cancelamento, subscrição de riscos, tipos de coberturas, entre outros assuntos.

“O objetivo da websérie é abrir uma conversa com o público, esclarecendo e desmistificando informações que fazem toda a diferença no momento da contratação de uma apólice de seguro de vida”, destaca a gerente de Marketing Institucional da companhia, Fernanda Riezemberg. A executiva complementa: “Queremos trazer o assunto para o dia a dia das pessoas de forma muito transparente, com uma linguagem simples e descomplicando termos técnicos”, reforça.

O primeiro episódio da websérie vai ao ar nesta terça-feira, dia 12. Toda programação será apresentada pelos funcionários da Prudential do Brasil, Fernando Barbosa e Beatriz Azevedo, respectivamente, gerente de Treinamento e gerente de Contas de Parcerias Comerciais. Confira todos os vídeos neste endereço.