Palestra on-line debaterá riscos cibernéticos 674

Confira esta e outras manchetes no Giro do Mercado

Pexels
Pexels

“O crime mais comum no espaço virtual é a apropriação de dados pessoais e privados, utilizados para planejar crimes, desviar recursos financeiros, manipular informações, interferir em processos, realizar espionagem industrial, entre outros”. A declaração é do doutor em criptografia computacional com atuação nas áreas de segurança e inteligência do Exército Brasileiro, Heinz Seidel, que irá ministrar a palestra on-line “Riscos Cibernéticos e o Mercado de Seguros”, que será realizada hoje, ás 16h, pela Escola Nacional de Seguros.

Com duração prevista de uma hora, o objetivo é apresentar conceitos gerais, como o Marco Civil da Internet, os principais riscos cibernéticos e suas implicações para a sociedade, além de estatísticas de roubo de dados e estratégias para evitar o furto de informações.

O papel do mercado de seguros também será abordado. “O setor precisa atuar firme e rapidamente para equilibrar o cenário de crescimento de riscos cibernéticos, já que o potencial de perdas é muito grande”, adianta Seidel.

As inscrições devem ser realizadas neste endereço, onde outras informações estão disponíveis.

CRSNSP avaliará 38 recursos na próxima sessão de julgamentos

Pexels
Pexels

O Conselho de Recursos do Sistema Nacional de Seguros Privados, de Previdência Privada Aberta e de Capitalização (CRSNSP) julgará 38 recursos em sua 231ª sessão, no próximo dia 23 de junho. A sessão ocorrerá na sede do Ministério da Fazenda do Rio (situado à Av. Presidente Antonio Carlos, 375, sala 1111, Centro, Rio de Janeiro, a partir das 13 horas).

Nos casos em que se tornar impossível julgar todos os processos da pauta, fica facultado ao prresidente suspender a sessão e reiniciá-la no dia útil subsequente, independentemente de nova convocação e publicação, conforme previsto no § 3º do artigo 19 do Regimento Interno do CRSNSP, aprovado pela Portaria MF nº 38, de 10 de fevereiro de 2016.

Os pedidos de retirada de pauta deverão ser apresentados pelos recorrentes ou representantes legais até o dia 20 de junho 2016, observando-se o disposto nos incisos I e II do § 3º do artigo 19 do Regimento Interno do CRSNSP, aprovado pela Portaria MF nº 38, de 10 de fevereiro de 2016. Tais pedidos, acompanhados das respectivas documentações, inclusive das comprobatórias da representação processual, deverão ser protocolizados na Secretaria Executiva do CRSNSP (Av. Presidente Antonio Carlos, 375, sala 1029VR, Centro, Rio de Janeiro), observado o prazo.

Os recorrentes ou representantes legais que desejarem fazer sustentação oral durante a sessão de julgamento deverão encaminhar à Secretaria Executiva do CRSNSP, preferencialmente até o dia 20 de junho de 2016, o correspondente pedido de inscrição, que deverá ser encaminhado via correspondência eletrônica ao endereço secretaria.crsnsp@fazenda.gov.br.

Porto Seguro Faz oferece desconto em serviços domésticos que contribuem com a saúde respiratória

Pexels
Pexels

A Porto Seguro Faz, empresa de serviços de conveniência e de emergência da Porto Seguro, lança uma campanha de descontos para diversas atividades domésticas que contribuem para a prevenção de doenças respiratórias, que são muito comuns nessa época do ano caracterizada pelo ar mais seco e frio. A Promoção de Inverno oferecerá serviços com até 20%¹ de desconto entre os dias 13 e 19 de junho.

As doenças respiratórias podem ser agravadas com a falta de manutenção e limpeza de aparelhos de ar-condicionado, por exemplo, pois o ar expelido pelo equipamento espalha possíveis micro-organismos junto com a poeira para o ambiente. O sofá também pode ser outro vilão dentro de casa, pois concentra ácaros que causam alergias que podem ser ainda mais graves em idosos e crianças.

Pensando nisso, a Porto Seguro oferecerá desconto em atividades como limpeza e impermeabilização de sofá, poltronas, puffs, chaises, cadeiras estofadas, colchão e higienização de ar condicionado.

“Estamos sempre atentos para oferecer os serviços que melhor atendam às necessidades de nossos clientes ao mesmo tempo que esta campanha reforça sobre a importância dos cuidados com a saúde”, afirma Marcos Loução, diretor da Porto Seguro Faz.

Para solicitar a visita do prestador da Porto Seguro Faz, basta o cliente informar o dia e o horário por meio deste site ou ligar para a Central de Relacionamento no 3003-3329 (3003-3FAZ), disponível 24h, de domingo a domingo. Outra opção é consultar um Corretor de Seguros.

Ação social de securitários arrecada mantimentos para moradores de rua

Securitários da Argo Seguros entregam alimentos arrecadados internamente para a ONG “Mãos na Massa”. Divulgação
Securitários da Argo Seguros entregam alimentos
arrecadados internamente para a ONG “Mãos na Massa”. Divulgação

Compartilhar com quem necessite e inspirar outras pessoas a repetir gestos como esse. Foi com foco nesses objetivos que funcionários da Argo Seguros, por livre iniciativa, resolveram arrecadar alimentos para ajudar uma ONG que alimenta moradores de rua. A ação, que aconteceu durante a festa junina interna organizada pela companhia, arrecadou 275 quilos de mantimentos, que foram entregues à entidade “Mãos na Massa”.

Para se ter uma ideia do sucesso dessa iniciativa, cada colaborador foi convidado a doar um quilo de alimento. Como a Argo Seguros conta com 70 colaboradores, todos doaram muito mais do que isso. “Ficamos felizes e até um pouco surpresos com o grande engajamento de todos. Acredito que muitas pessoas têm vontade de ajudar, mas as vezes não sabem como”, afirma Juliana Begnami, responsável pelo RH da Argo Seguros.

A campanha foi organizada pelo comitê de ações sociais, criado pelos próprios colaboradores, e que conta com dez profissionais das mais variadas áreas da empresa. “Muitas pessoas que trabalham aqui já tiveram experiências semelhantes em outras companhias. Por isso, resolvemos formar um grupo para criar e promover ações sociais periódicas que beneficiem a sociedade”, explica Camila Cyrillo, subscritora de Property e membro do comitê.

A próxima ação que o grupo planeja é juntar lacres de latinhas para trocar por uma cadeira de rodas. A campanha solidária já existe e é promovida pela Keter e pela WTT Active, que pretendem arrecadar 90 quilos de lacres para conseguir concretizar mais essa ajuda. “Já estamos falando com outras empresas, buscando engajar mais pessoas nessa campanha. Se cada um fizer a sua parte, certamente teremos um país melhor para todos”, acredita Fernando Cantreras, gerente de Marketing B2B da Argo Seguros.

Delphos patrocina Congresso e Exposição de Tecnologia Jurídica

Pexels
Pexels

Aconteceu ontem, dia 15, o Congresso e Exposição de Tecnologia Jurídica, que terá a Delphos como um de seus patrocinadores. Durante o evento, serão apresentados sistema ou cases de clientes demonstrando o uso dos produtos, serviços e ferramentas que otimizam o trabalho diário e contribuem para a redução de custos do “mundo jurídico”.

Como uma das empresas expositoras, a Delphos levou para o Congresso o seu sistema VIN – Visão de Negócios, uma solução que permite aos usuários efetuar análises, criar relatórios e visualizar dados por meio de gráficos, tanto em um ambiente web, quanto em dispositivos móveis. O VIN conta com relatórios de interface moderna e gráficos interativos, que possibilitam que os usuários obtenham as percepções necessárias mesmo que não tenham conhecimento técnico.

*Com informações de Escola Nacional de Seguros, CNseg, Eldman Significa, Pauta VIP e VTN Comunicação.

Longevidade apresenta desafios e oportunidades à sociedade brasileira 367

Longevidade apresenta desafios e oportunidades à sociedade brasileira

Mongeral Aegon debateu como inovação pode fomentar ações ao público que mais cresce na pirâmide etária

O aumento na expectativa de vida e a redução na taxa de natalidade da população brasileira são verdadeiros desafios para a sustentabilidade do Brasil nos próximos anos. Pensando nisso, a Mongeral Aegon reuniu diversos parceiros de negócios na sede da companhia, no Rio de Janeiro. A seguradora conta com o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, um dos mais completos sobre o assunto disponíveis em nível mundial.

O diretor executivo da instituição, Henrique Noya, observa que este é um fenômeno mundial que começa a ser observado no País. “Há pouco tempo a média de vida dos brasileiros era de 40 ou 50 anos. Hoje temos a conquista social de identificar pessoas que sentem-se plenas com mais de 60 anos”, analisa o especialista ao demonstrar o intuito de demonstrar uma vasta gama de oportunidades existentes para o fomento de políticas públicas e iniciativas do setor privado neste segmento.

Os participantes do evento ainda puderam apreciar a exposição “Longevidade: os caminhos para viver mais e melhor”, realizada no Centro Cultural dos Correios. “É preciso pensar em como serão tratadas questões como saúde, mobilidade urbana, trabalho, adaptação de ambientes e como as nossas escolas irão preparar a população para uma demografia completamente diferente da atual. Atualmente 45% da população tem mais de 45 anos, em um curto espaço de tempo este índice já será mais de 50%”, afirmou Noya ao anunciar o lançamento da nova edição do Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade nos próximos meses.

O ambiente de negócios também foi tema do painel. A analista do Sebrae, Clarissa Perna Filgueiras, situou o ecossistema do Rio de Janeiro e ressaltou a importância da longevidade como questão de empoderamento. “Estamos falando de muitas pessoas. O Brasil tem potencial para ser a terceira maior economia do mundo neste público. Estamos falando de muita gente, dinheiro e oportunidade de negócios”, disse ao abordar o conceito da “economia prateada”.

Em sintonia com Clarissa, a empreendedora Patrícia Braga apresentou os desafios da recolocação profissional quando alguém ultrapassa os 50 anos. Aos 53, Patrícia venceu a depressão e as adversidades para manter o padrão de vida da família e junto com uma sócia fundou a Mavi Delícias. “É preciso trabalhar a cabeça e entender que é o momento de combater o estresse, compreender aquilo que traz prazer e benefícios. Nossa geração foi educada para ter carteira assinada ou aderir ao funcionalismo público”, contou a empreendedora da Mavi Delícias, que produz deliciosos pães de mel e alfajores. “Temos um mundo pela frente e uma necessidade absurda de produtos para a terceira idade”, completou.

O profissional do setor de finanças, Sergio Duque Estrada, apresentou aos presentes a experiência como embaixador da Aging 2.0. “Iniciei meu envolvimento com projetos sobre longevidade como analista e enxerguei cenários incríveis para este longo momento que estamos começando a experimentar”, enfatizou. A instituição é do Vale do Silício e há 7 anos busca identificar soluções em tecnologia para atender as necessidades e desejos da população com mais de 60 anos em nível mundial. “Também é preciso trabalhar em projetos de integração e a universalização da informatização”, finalizou ao ressaltar que em 2050 o Brasil deve ser o 4º País mais idoso do planeta.

Confira as imagens – Encontro sobre Longevidade e Inovação da Mongeral Aegon:

Evento para colaboradores da SulAmérica destaca a estratégia de transformação digital da companhia 397

Cristiano Barbieri e Patricia Coimbra na palestra de abertura da Digital Week / Foto: Rodrigo Mequelazzo

Em sua primeira edição, mais de 2.500 colaboradores acompanharam as atividades da Digital Week

A SulAmérica, maior seguradora independente do País, promoveu nos dias 31 de julho e 1º de agosto, na sede da empresa em São Paulo, e nos dias 7 e 8 de agosto, na sede do Rio de Janeiro, a primeira edição da Digital Week. O evento teve o objetivo de fomentar a inovação e a cultura digital entre colaboradores da companhia.

Na ocasião, o vice-presidente de Estratégia Digital, Advanced Analytics, Inovação e TI da SulAmérica, Cristiano Barbieri, e a vice-presidente de Capital Humano, Administrativo e Sustentabilidade da companhia, Patricia Coimbra, abriram o evento abordando o pensamento digital na perspectiva de pessoas destacando os aspectos de empoderamento, experimentação e centralidade do cliente, além da importância de desenvolver novas habilidades para trabalhar de forma colaborativa e ágil.

“Assumimos o desafio de transformar nosso negócio. Queremos proporcionar uma jornada cada vez mais conectada para nossos clientes, colaboradores e parceiros de negócios. O nosso objetivo é que a SulAmérica esteja entre as empresas mais lembradas pela sua capacidade digital e potencial de atração para novos talentos, promovendo soluções inovadoras de mercado”, comenta o vice-presidente de Estratégia Digital, Advanced Analytics, Inovação e TI da companhia, Cristiano Barbieri.

Foram realizadas 21 atividades entre palestras, oficinas, talkshows e meetups distribuídas nos dois dias de evento em cada cidade. Convidados do mercado trouxeram aos participantes temas como a experiência do cliente, tecnologias em saúde, inovação e negócios disruptivos, compartilhando com os colaboradores experiências e aprendizados sobre as transformações na era digital. Entre os palestrantes presentes no evento estiveram Adriana Conde (Uber), Fábio Tiepolo (Docway), Eduardo Baer (DogHero), além dos influenciadores Rodrigo Giaffredo (Super-Humanos) e Tiago Mattos (Aerolito).

No total, foram mais de 4.500 participações nas ações da Digital Week. O evento ainda foi transmitido ao vivo, via streaming, para os demais colaboradores de todas as filiais da SulAmérica espalhadas pelo Brasil, somando mais de 1.700 visualizações. Além disso, foram mais de 2.700 cadastros no WebApp desenvolvido especialmente para a ocasião, cujo feed de interação contou com mais de 1.700 publicações, gerando engajamento, troca de conteúdos e criando uma rede de aprendizagem entre os colaboradores.

“Para sermos efetivos na transformação digital é necessária uma mudança na cultura organizacional. Uma das nossas iniciativas foi a adoção de um dress code personalizado, decidido por cada um, em função da sua personalidade e da sua agenda do dia. Queremos colaboradores engajados, com diversidade de ideias e pensamentos, que são pontos fundamentais para o sucesso da nossa jornada de transformação”, comenta a vice-presidente de Capital Humano, Administrativo e Sustentabilidade da companhia, Patricia Coimbra.

A SulAmérica tem promovido iniciativas com fomento à inovação digital em serviços e produtos para clientes e corretores, modernização da estrutura de TI e digitalização da operação da companhia. Por meio de ações como a Digital Week, a cultura digital tem sido expandida pela companhia de forma acelerada. A empresa trabalha intensamente em squads, adoção de novas metodologias de trabalho e desenvolvimento de talentos digitais, que tem resultado em novas soluções e experiências digitais para nossos clientes, como a jornada digital de saúde.

Nessa jornada, a SulAmérica traz o recém-lançado serviço Médico na Tela, que permite aos segurados responsáveis por crianças de até 12 anos solicitar uma videochamada com médico pediatra para receber orientações e tirar dúvidas, o Médico em Casa, que permite agendar, por aplicativo, atendimento médico em domicílio para beneficiários de até 12 anos e a partir de 65 anos, e a Orientação Médica por Telefone.

Em linha com a constante inovação digital, a companhia trabalha ainda em entregas de soluções de inteligência artificial cognitiva, com atendimento a corretores, clientes e prestadores, que trazem agilidade e redução no tempo de atendimento.

Confiança e proximidade com o segurado é foco da nova campanha de benefícios do Porto Seguro Auto 518

Campanha reforça, além dos principais benefícios para o cliente Auto, a importância em atender de forma personalizada os segurados durante situações adversas do dia a dia

Mais do que apresentar o diferencial dos benefícios, a nova campanha do Porto Seguro Auto destaca a importância que a empresa dá aos momentos da vida dos segurados, reforçado que está presente sempre que eles precisam. O primeiro vídeo que vai ao ar nas mídias digitais todo o País a partir do dia 19 de agosto, mostra a relação de carinho de um garotinho com seu tubarão de pelúcia. Tarde da noite, o pai, ao tirar o filho dormindo do carro, bate a porta com a chave dentro. Ele poderia até deixar para chamar o chaveiro e resolver no dia seguinte, mas o tubarão também ficou no carro. É aí que entra o serviço de chaveiro do Porto Seguro Auto, que está disponível 24h para resolver todos os tipos de situação.

“Além de reafirmar o conhecimento sobre nossos benefícios e a nossa presença em todo o País como uma seguradora completa no segmento de automóveis, queremos mostrar que cuidamos do patrimônio, mas, o mais importante, é cuidar das pessoas e estar presente em qualquer momento para resolver com gentileza, rapidez e qualidade”, diz Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto.

Entre os benefícios que serão mostrados na campanha estão as assistências emergenciais como guincho e chaveiro, além dos reparos hidráulicos para a residência. “É também uma oportunidade para os corretores ampliarem os materiais que os ajudam a apresentar o posicionamento do Porto Seguro Auto aos novos segurados”, completa Jaime

De acordo com Alvin Shiguefuzi, diretor-executivo de criação da Wunderman, agência responsável pela campanha, o protagonista dos filmes, além do produto e seus benefícios, é principalmente o atendimento humanizado do Porto Seguro Auto. “São histórias de adversidades que podem fazer parte do cotidiano das pessoas e como o atendimento do Porto Seguro Auto faz toda a diferença na solução”, diz Alvin. “Por isso as frases como ‘sabia que é para chegar até você no menor tempo possível, que temos guinchos espalhados por todo o Brasil?’ expressam o sentimento de proximidade com o segurado”, completa.

FenSeg lança guia com orientações sobre o Seguro de Riscos de Engenharia 447

FenSeg lança guia com orientações sobre o Seguro de Riscos de Engenharia

Demanda da carteira está aquecida, indicam dados da Susep

Os sinais de melhora no setor de construção civil – em sintonia com a retomada dos projetos de infraestrutura no país – colocam em evidência o Seguro de Riscos de Engenharia. Ele é um termômetro das mudanças na economia e um aliado da sociedade, ao proteger bens e patrimônios. No canteiro de obras, garante cobertura contra acidentes súbitos e imprevistos, que resultem em danos ou destruição das obras de Engenharia Civil. Os bens cobertos são a obra em si, além de materiais, máquinas e equipamentos usados na fase de construção.

Os indicadores da Superintendência de Seguros Privados (Susep) mostram que a demanda por essa carteira está aquecida. Nos primeiros cinco meses do ano, o Seguro de Riscos de Engenharia arrecadou R$ 264,4 milhões em volume de prêmios, um crescimento de 138,7% em relação ao mesmo período de 2018. Somente no mês de maio, essa expansão chegou a 151%. Diante da relevância do tema, a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) lançou um documento para orientar todos aqueles que atuam no ramo.

O Guia Referencial – Seguros de Riscos de Engenharia foi elaborado para levar conhecimento sobre esta área específica e, assim, fortalecer os vínculos entre segurado, corretor de seguros, seguradoras e resseguradores. A FenSeg alerta para a importância de o segurado se prevenir ou mitigar danos materiais ao seu patrimônio.

“A preocupação do segurado em cuidar do seu bem é o que move os Seguros de Riscos de Engenharia. O principal objetivo é protegê-lo de possíveis danos materiais, assim como da perturbação em seus negócios causados por atrasos no início de suas operações”, explicam o presidente da FenSeg, Antonio Trindade, e o Diretor Executivo, Danilo Silveira.

O Guia Referencial detalha os conceitos básicos do Seguro de Riscos de Engenharia, a quem ele se destina, as partes envolvidas, as modalidades disponíveis e as principais coberturas que podem se contratadas, entre outros itens. Em paralelo, explica como contratar uma apólice, incluindo as informações básicas solicitadas pela seguradora e suas aplicações.

“O seguro está em linha com as demandas da sociedade. Ele cobre desde pequenas obras até grandes projetos de infraestrutura”, explica o presidente da Comissão de Riscos de Engenharia da FenSeg, Fábio Silva. Tanto o construtor quanto o proprietário da obra podem ser o segurado, porque ambos têm interesse na sua conclusão.

Um trecho importante está na parte final do documento, que explica como agir em caso de sinistro: “Entrar em contato com as autoridades competentes (Bombeiros, Defesa Civil, Polícia etc) e tomar as medidas emergenciais necessárias; identificar o canal de comunicação da seguradora definido na apólice e comunicar a seguradora o mais rápido possível; e preservar o local do sinistro quando possível, até que seja realizada a vistoria de constatação pela seguradora”.

Confira o guia neste documento.

Europ Assistance lança assistente virtual com inteligência cognitiva sobre seguros e assistências 502

EVA – Europ Virtual Agent – tem capacidade para aprender com cada atendimento e desenvolver uma performance cada vez mais humanizada e assertiva com o cliente

Pensando sempre em maneiras de aprimorar o seu atendimento e a sua relação com o cliente, a Europ Assistance Brasil (EABR) oferece aos seus clientes da carteira Auto, a EVA – Europ Virtual Agent – a primeira agente virtual com atendimento 100% digitalizado do mercado de assistência e de seguros.

A solução é inovadora, pois usa inteligência artificial cognitiva, o atendimento possui uma linguagem natural e não de robô, é um tipo de tecnologia complexa e muito mais completa em relação a outras assistentes disponíveis hoje no mercado, conforme explica Ricardo Alexandre dos Santos, diretor executivo de operações, da EABR. “A EVA não faz trabalhos operacionais simples, como emitir a segunda via de um boleto, por exemplo. Ela é programada para executar tarefas de alta complexidade, como atender clientes em situação de emergência para atendimento de Assistência para serviço de mecânico ou reboque, além de ser capaz de aprender com a jornada do cliente e aprimorar seus processos. Somos os pioneiros no atendimento receptivo de agente virtual, não há nenhuma companhia fazendo isso nesse mercado hoje”, afirma o executivo.

A ideia da agente virtual nasceu do desejo de aperfeiçoar a experiência do cliente, dando mais eficiência ao atendimento, tornando-o mais ágil. Durante os testes, os especialistas da companhia perceberam que o atendimento virtual poderia ser algo ainda maior. Mais do que ser um robô assistente, a tecnologia do projeto foi aprimorada e ganhou nome e voz humana, tornando-se a persona EVA.

Ao utilizar a EVA como ferramenta de atendimento, a EABR tem sido capaz de minimizar a possibilidade de atritos entre empresa e consumidor. O suporte da EVA também possibilita que o contato seja feito 24 horas por dia e 7 dias por semana com capacidade ilimitada e sem precisar esperar pela disponibilidade de um operador humano.

Desde sua implementação, em janeiro de 2019, a assistente acumula bons resultados para automatização do call center, padronização da interação com o cliente e possibilidade de atendimento de diversos clientes de forma simultânea, reduzindo o tempo médio de chamada em até 30%.

“O atendimento digital nesse mercado é um grande desafio, já que a demanda pelos serviços prestados por nós, provem por natureza de momentos ou situações de alto estresses para o cliente. A dúvida principal era se o robô seria capaz de administrar esse tipo de ocorrência. Para nossa surpresa, ela está não apenas funcionando muito bem, como também está trazendo qualidades superiores as do atendimento humano”, comemora Tiago Massarico, diretor de Melhoria Contínua e Automação da Europ Assistance Brasil.

A EVA permite que o contato com o cliente seja feito de forma inteligente, agradável e assertiva. Os longos menus de atendimento, que tanto irritam e confundem os consumidores, não são mais necessários. Isso porque EVA não é um bot com respostas prontas, mas sim uma inteligência artificial apta a assimilar, aprender e compreender a intenção humana, sendo capaz de aplicar esses conhecimentos na eficiência de comunicação da jornada do cliente, apresentar as soluções disponíveis e aplicá-las sem a necessidade de um operador humano.

“Há muitos casos nos quais a pessoa nem mesmo se dá conta de que está conversando com uma assistente digital”, conta Massarico. Mesmo assim, ele ressalta que a necessidade de mudança e digitalização da EABR vem acompanhada do entendimento de que nem todos os públicos e gerações estarão pré-dispostos a serem atendidos por esses agentes virtuais. “Àqueles que têm, de fato, resistência em serem atendidos digitalmente, há sempre a opção de direcionamento a um atendente humano”, explica. Caso o cliente expresse a vontade de conversar com um atendente humano, a EVA faz esse direcionamento.

Hoje, a EVA atua na abertura de serviços para atendimento de emergências de automóveis – como pane e guincho – mas a expectativa da companhia é que, ainda em 2020, o serviço chegue também à assistência residencial. A companhia estima para o próximo ano que cerca de 50% a 60% de todos os atendimentos deverão ser feitos em canais digitais.

A capacidade de adaptação às novas tecnologias do mercado é uma das marcas da empresa para oferecer uma experiência ímpar a seus clientes de forma ágil, eficiente e competitiva.