Cofins: Valor pode ser restituído 1555

Esta e outras manchetes no Giro do Mercado

Pexels
Pexels

No final do mês de março de 2016, a Receita Federal do Brasil, após reiteradas decisões do Superior Tribunal de Justiça, editou portaria que beneficia as empresas corretoras de seguros, retirando do enquadramento de empresas financeiras para fins de cálculo da COFINS, alterando a alíquota de 4% para 3%. O Sindicato dos Corretores da Bahia, por exemplo, para assessorar seu associado a ingressar com a ação para reaver seus créditos dos recolhimentos indevidos nos últimos 5 (cinco) anos, firmou convênio com a Fernando Moreira Advogados, escritório com vasta experiência em advocacia empresarial e tributária, com êxito em diversas ações de redução e/ou restituição de impostos pagos indevidamente. Mais informações podem ser obtidos no telefone (71) 3241-1762.

SulAmérica marca presença no Ciab FEBRABAN 2016

VejaSP
VejaSP

A SulAmérica participará da edição 2016 do Ciab FEBRABAN, maior evento de tecnologia para o setor financeiro da América Latina. A conferência será realizada de 21 a 23 de junho no Transamérica Expo Center, em São Paulo, e terá como tema a transformação da sociedade por meio da cultura digital. No dia 22, das 15h30 às 16h45, o diretor de Tecnologia da SulAmérica, Cristiano Barbieri, será moderador do debate “Seguradoras – Alavancando Produtividade em Backoffices”, focado em experiências de sucesso no mercado segurador de aprimoramento das estruturas de suporte ao negócio.

AIG expõe carteira diversificada aos associados do CCS-RJ

Reprodução
Reprodução

Em primeiro almoço do novo mandato da diretoria do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro, realizado na semana passada, os convidados foram o superintendente de corretores da AIG no Brasil, Ronaldo Barreto, e os representantes da área comercial da seguradora no Rio de Janeiro, Marcela Medici e Eduardo Andrade da Silva. Atuando hoje em parceria com cerca de 600 corretores só no estado, a companhia conta com uma vasta carteira de produtos, que movimentam no país R$ 459 milhões em prêmios e garantem receita global de R$ 64,4 bilhões. “Trabalhamos com seguros voltados a pessoas e empresas, e em todos eles temos alto grau de especialização”, afirmou o superintendente da AIG.

Na prateleira da seguradora, estão os seguros de acidentes pessoais, automóveis, residencial e vida em grupo, mas também os de linhas financeiras, como responsabilidade civil e riscos cibernéticos, o ambiental e o de aviação, por exemplo. De acordo com o executivo, a companhia é líder no mercado mundial, atua em mais de cem países e, no Brasil, em São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte além do Rio. Barreto frisou que os R$ 364 bilhões em prêmios alcançados pela companhia foram graças aos corretores, já que são os responsáveis pela distribuição dos produtos. “Por isso, é fundamental a promoção de eventos como o de hoje, em que há troca de ideias e informações, em especial neste momento de crise econômica, que pode ser convertido a oportunidades”, disse.

O sócio Gilberto Vilela também apontou, após a apresentação do executivo, a importância do encontro, por promover o contato direto entre seguradores e corretores. “Ontem mesmo encontrei dificuldade na busca por um produto, e acabo de descobrir, durante este almoço, que a AIG o disponibiliza”, contou. Já o presidente do CCS-RJ, Jayme Torres, manifestou interesse em retomar uma antiga parceria do Clube com a seguradora, que oferecia aos corretores o seguro de RC profissional.

A diretoria aproveitou ainda para homenagear o associado Claudio Aboim com o certificado de sócio número 2 da entidade, por seu apoio à reativação do Clube em 2009. Por fim, foi entregue placa de agradecimento ao superintendente da AIG pela sua participação no almoço.

CSP-Bahia realiza IIº Encontro de ex-alunos da Escola Nacional de Seguros

Pexels
Pexels

O Clube de Seguros de Pessoas e Benefícios do Estado da Bahia (CSP-Bahia) promove, no próximo dia 29, a segunda edição do Encontro de ex-alunos da Escola Nacional de Seguros (Funenseg), a partir das 16h, na sede da escola no estado. O evento será aberto aos alunos que se graduaram na unidade baiana e seguirá modelo adotado pelo CSP-Bahia, agregando com Oficina de Benefícios,  Formação de Estatísticas e muito mais. As inscrições podem ser realizadas neste site.

Para o presidente do clube, Solon Barretto, esse novo evento terá um único objetivo em comum com tantos outros encontros de ex-alunos. “A celebração do reencontro de pessoas que se conheceram no passado com o mesmo propósito, que por si só é ótimo, pois terá uma pauta inovadora e que pode agregar muito para os participantes e para o mercado baiano”, acredita.

Grupo NotreDame Intermédica entrega mais um prêmio de R$ 10 mil para corretora

A vencedora Luiza Veiga recebendo o prêmio de R$10 mil. Divulgação
A vencedora Luiza Veiga recebendo o prêmio de R$10 mil. Divulgação

O Grupo NotreDame Intermédica anunciou na tarde da última terça-feira, dia 14 de junho, em evento realizado na Corretora Inova Planos, a segunda vencedora do PME Premiado, que faz parte do Programa Interligados. Das mãos da equipe comercial da Intermédica, a corretora Luiza Veiga, da Inova, recebeu o prêmio de R$ 10 mil. “Não tenho como descrever tamanha felicidade. Agradeço a NotreDame Intermédica e a Corretora Inova pela oportunidade”, comemorou. O primeiro prêmio de R$ 10 mil foi entregue no dia 19 de maio, para Lurdes Luiza Mendes, da Estilo Corretora.

O Programa Interligados foi lançado em fevereiro e tem como objetivo estreitar o relacionamento do grupo com os corretores, e é composto por cinco pilares: eventos, treinamentos, serviços, recompensa e campanha de vendas. O programa foi formatado para reunir e organizar as ações com corretores e estimular o aumento das vendas que superaram a marca de 1 milhão de novas vidas no ano passado.

*Com informações de É IDeia, VTN e CDI Comunicação.

Grupo Bradesco Seguros apresenta novo aplicativo que melhora ainda mais a jornada do cliente 463

Fabio Dragone é Diretor de Digital, CRM, Inovação e CX do Grupo Bradesco Seguros / Divulgação

Seguradora investe em design moderno, interface intuitiva e melhor performance nesta nova versão

Mirando um público cada vez mais conectado, o Grupo Bradesco Seguros traz para os segurados seu novo aplicativo, com visual e tecnologia mais modernos e intuitivos. O novo app, disponibilizado desde o início do ano para um número crescente de clientes, otimiza as diversas jornadas do usuário, reunindo todos os produtos de seguros em um só lugar, o que proporciona mais facilidades aos segurados.

Para Fabio Dragone, diretor de Digital, CRM, CX e Inovação do Grupo Bradesco Seguros, as mudanças vieram para tornar o processo mais simples e muito mais rápido para o segurado. “Antes de mais nada, procuramos entender quais eram as principais demandas e necessidades dos nossos clientes. Em geral, eles nos mostraram que buscavam um uso prático, que entregasse os principais serviços com o mínimo de cliques possíveis. Por isso, redesenhamos o aplicativo, contando com especialistas no assunto, para criar uma ferramenta mais leve e com muito mais conteúdo”, detalha o executivo.

Durante o período de testes do aplicativo, a seguradora contou com a participação dos usuários Beta Testers que participaram da construção e depois da execução da Proof of Concept (PoC). Os campos de digitação foram reduzidos em 80% e os números de toques na tela caíram 66%. “Toda a concepção das novas ferramentas foi pensada ouvindo o segurado”, finaliza Dragone.

O novo aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS.

Seguros crescem 20% em abril e reforçam expectativas positivas em 2022 561

Seguros crescem 20% em abril e reforçam expectativas positivas em 2022 / Foto: Pixabay / Pexels

Riscos de Engenharia (91,2%), Grandes Riscos (50,8%) e seguro Rural (35,7%) são os ramos de maior destaque no ano

O setor de seguros (sem Saúde e DPVAT) manteve bom desempenho e apresentou forte crescimento de 20,3% em abril na comparação com o mesmo mês de 2021. Nos quatro primeiros meses do ano, a expansão foi de 16,5%.

“Os dados de abril demonstram a solidez do crescimento do setor e reforçam as expectativas da CNseg de que 2022 será um ano muito positivo para o ramo de seguros no Brasil”, avalia o presidente da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), Dyogo Oliveira, no edital da publicação Conjuntura CNseg nº 74.

Oliveira destaca que das 32 categorias da classificação utilizada pela CNseg, 24 apresentaram crescimento positivo no acumulado do ano até abril. “Os principais fatores são a retomada da atividade econômica pós-pandemia e uma maior percepção da importância dos seguros que a pandemia trouxe para grande parte da sociedade. Em face das dificuldades enfrentadas nesses últimos anos, constatamos mais uma vez que os seguros são uma importante ferramenta social para garantia das condições de vida e estabilidade financeira das famílias e empresas”, afirma.

A expansão do setor nesses primeiros quatro meses do ano tem sido sustentada, de um lado, pelo bom desempenho de ramos de grande participação no mercado como o de Automóveis (26%) e seguro Rural (35,7%) e, de outro, pelo forte crescimento de seguros de Grandes Riscos (50,8%) e Riscos de Engenharia (91,2%).

A expansão do seguro de Riscos de Engenharia está ligada à normalização das atividades em vários setores da economia após a pandemia da Covid-19. “Popularmente chamado também de seguro de obras, indeniza o segurado em caso de danos materiais causados por acidentes ocorridos durante a realização de obras, tais como construções ou reformas. Ele se aplica a qualquer tipo de obra e cobre inclusive acidentes causados por veículos, roubo e furto de insumos. Este seguro pode ser contratado por pessoas físicas ou jurídicas e seu custo representa muito pouco sobre o valor da obra”, explica o presidente da CNseg.

Os pagamentos de indenizações, benefícios, resgates e sorteios mantiveram o ritmo acentuado de crescimento no primeiro quadrimestre, totalizando R$ 75,5 bilhões, alta de 26% em relação ao mesmo período de 2021. Grande parte dessa expansão das indenizações se deve ao aumento de preços de veículos novos e usados assim como das peças automotivas.

Outro destaque neste período são as indenizações do seguro Rural que somaram R$ 7,2 bilhões, alta de 394,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse valor já supera o total pago em todo o ano de 2021, em razão de condições climáticas adversas.

Vanesa Bustamante é nova diretora de Tecnologia da Informação da HDI Seguros 506

Vanesa Bustamante, diretora de Tecnologia da Informação da HDI Seguros / Divulgação

Executiva conta com vasta expertise no mercado segurador

A HDI Seguros, a 4ª maior seguradora no ramo empresarial, a 5ª maior em automóveis e 6ª em residencial, anuncia a chegada da nova diretora de Tecnologia da Informação, Vanesa Bustamante. Com vasta expertise no setor, a executiva tem por objetivo dar continuidade à estratégia da companhia de aliar, cada vez mais, as tecnologias aos processos internos, clientes e corretores, aprimorando o trabalho e os resultados diariamente.

“Estar à frente da área de TI na HDI Seguros é uma grande responsabilidade, com a qual estou totalmente engajada. Junto de toda a equipe, nossa missão é auxiliar a companhia a utilizar mais intensamente os recursos tecnológicos interna e externamente, sempre com foco em modernizar e acelerar os processos, além de facilitar o trabalho do corretor no dia a dia e humanizar o relacionamento com o cliente”, comenta a executiva.

Graduada em Tecnologia da Informação pelo Mackenzie, Vanesa Bustamante possui MBA em Gestão de Negócios e Inovação na Columbia University. A executiva é mestre em Gestão de Pessoas, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC SP). Com mais de 23 anos de experiência em Tecnologia no mercado de seguros, Vanesa já passou por grandes empresas, como SulAmérica, Allianz e Ebao Tech.

Quando preciso procurar um pronto-socorro? 449

Quando preciso procurar um pronto-socorro? / Foto: Karolina Grabowska / Pexels

Especialistas sinalizam os principais sintomas que devem ser recorridos aos serviços de emergência e como a telemedicina pode ajudar nos demais casos

Quando o clima começa a esfriar, os casos de gripes e resfriados voltam a crescer. Esse é um cenário que se repete todos os anos, em todos os países. No entanto, com a experiência da Covid-19 ainda firme na memória dos brasileiros, um espirro passa a ser um motivo de preocupação. Para as doenças respiratórias, a grande maioria é resolvida com tratamentos paliativos para os sintomas, que podem ser passados diretamente por um profissional de saúde, seja de forma presencial ou remota. “A procura por serviços de alta complexidade, como pronto atendimentos, deve ser apenas em casos mais graves, quando o tratamento não está resolvendo e os sintomas estão persistindo ou se agravando”, explica Raquel Imbassahy, Diretora de Gestão de Saúde da SulAmérica.

Os sintomas mais frequentes de gripes e resfriados são nariz escorrendo, dor de garganta, moleza e febre. Esses são quadros associados à infecção e podem ser manejados, na maior parte dos casos, sem a necessidade de procurar um pronto-socorro. Complicações desse quadro que indicam uma investigação mais urgente são falta de ar ou dificuldade de respirar, febre alta (igual ou maior que 39ºC) sem sintoma aparente ou febre baixa, por volta de 38ºC, porém persistente, por mais de 48h a 72h. Pessoas em grupo de risco, como idosos ou com ocorrência de comorbidades, precisam ser acompanhadas por um profissional de saúde para avaliar a necessidade de ida a um pronto-socorro.

Além dos sintomas gripais, outros sintomas podem incluir diarreia e/ou vômitos intensos e persistentes, que dificultam a ingestão de líquidos e soros orais. Nesse caso, a busca por um pronto atendimento se faz necessário para poder medicar o paciente de outras formas. O batimento cardíaco acelerado em um paciente sem febre, que não esteja relacionado ao exercício ou estresse emocional, deve ser investigado por um pronto-atendimento.

Há sintomas que devem ser alertas importantes para o pronto-atendimento que não estão associados aos quadros gripais. Sintomas de alerta para casos de maior gravidade incluem dormência ou fraqueza súbita nos braços ou pernas e/ou início súbito de visão turva, o que pode indicar um acidente vascular cerebral. Outros sinais possíveis incluem desorientação, sonolência e/ou dificuldade para falar. Dor repentina no peito ou a sensação de uma pressão no peito devem ser investigadas o mais rápido possível, assim como dor na região abdominal não traumática, súbita e de intensidade variável, com ou sem outros sintomas.

Casos de gripes e resfriados tendem a ser quadros que podem ser resolvidos de forma menos complexa, principalmente com o apoio dos serviços de telemedicina, que podem atender os pacientes de forma rápida e eficiente. Dados dão conta que 80% dos casos podem ser resolvidos por meio da assistência primária, mesmo que de forma remota. “As pessoas costumam buscar pelo pronto socorro presencial pela facilidade de ser atendido 24 horas nos 7 dias da semana, mesmo que acabem aguardando horas dentro da unidade”, explica Raquel. A possibilidade de resolução imediata da queixa clínica, muitas vezes por meio da realização de exames na hora, acaba levando muitos para o pronto socorro de forma desnecessária. A telemedicina oferece assistência médica segura, ágil e eficaz, evitando a exposição aos riscos de um ambiente hospitalar de forma desnecessária. “Além de estar no conforto de sua casa, a telemedicina evita a necessidade de deslocamento de pessoas mais idosas ou com dificuldade de locomoção”, diz.

Há vários mitos relacionados ao atendimento remoto que acabam reforçando o comportamento de visitas desnecessárias ao pronto socorro. “O receio de não ser atendido de forma eficiente é o que mais permeia a telemedicina, o que não é verdade”, diz. A telemedicina é uma forma de ampliar o acesso à saúde de qualidade, possibilitar orientação de especialistas com expertise em determinadas doenças. O atendimento em casa e o acompanhamento do médico de forma mais rápida e próxima por meio da telemedicina é também uma forma de decidir quando é hora, se necessário, de ir ao pronto atendimento. “Além disso, ampliamos os limites geográficos por meio do atendimento remoto, não só ao médico, mas também a outros especialistas, como psicólogos e nutricionistas”, conclui.

Primeiro lote de ingressos da Maratona da Inovação em Seguros se esgota em 24h; Corra para garantir o seu! 438

Primeiro lote de ingressos da Maratona da Inovação em Seguros se esgota em 24h; Corra para garantir o seu! / Divulgação

Evento será realizado no próximo dia 18 de agosto, das 14h às 20h, no State Innovation Center, na Zona Oeste de São Paulo

O primeiro lote de ingressos para a segunda edição da Maratona da Inovação em Seguros foi totalmente vendido nas primeiras 24 horas desde o início da abertura das vendas. O evento reunirá lideranças do setor, entusiastas em tecnologia, executivos de seguradoras, corretores, insurtechs e demais agentes do ecossistema de seguros no próximo dia 18 de agosto, das 14h às 20h, no State Innovation Center, na Zona Oeste de São Paulo. É possível adquirir entradas através da plataforma Sympla.

O encontro também marca as comemorações de 22 anos do Jornal do Seguro (JRS).

Confira os principais pontos que serão abordados ao longo da programação do evento:

  • Vida e Previdência: O potencial para novos negócios neste segmento
  • Futuro do Mercado: É hora de fazer diferente para obter resultados diferentes
  • Saúde e Benefícios: Cuidado integral e gestão voltada para o bem-estar são os temas do momento
  • Open Insurance e UX: Mudanças no mercado e o consumidor no centro das decisões

“Além da troca de conhecimento entre os participantes e painelistas, a Maratona da Inovação em Seguros promoverá um momento especial de network para um público selecionado, composto por executivos C-level e demais operadores do setor de seguros. Para o JRS é um momento muito especial, pois este encontro também marcará nossas comemorações de 22 anos”, comenta Júlia Senna Carvalho, CEO do JRS.

A segunda edição da Maratona da Inovação em Seguros já confirmou as participações de César Saut (vice-presidente Corporativo da Icatu Seguros), Marco Antônio Gonçalves (presidente do Conselho Consultivo da MAG Seguros), Boris Ber (presidente do Sincor SP), André Thozeski (presidente do Sincor RS), Nícolas Galvão (CEO da Delta Global), Andréia Araújo (presidente do CVG RS), José Luiz Mota (CEO do Grupo Caburé), João Paulo Moreira Mello (presidente do CSP-MG), Giovane Balen (diretor da Fracel Corretora) e muito mais!

Descubra todos os detalhes no hotsite especial da Maratona da Inovação em Seguros.

O evento é promovido pelo Jornal do Seguro (JRS.digital) e conta com o oferecimento de Icatu, Rio Grande Seguros e Previdência, Bradesco Seguros, MAPFRE, MAG Seguros, Delta Global, Agrifoglio Vianna – Advogados Associados, Grupo Caburé Seguros, App Anjo, ExperMed – Perícias Médicas, Fracel Corretora de Seguros, Velox Contact Center, exp.co – marketing e design, Dani Chaia RP – Comunicação & Relações Públicas.