Broker Open de Tênis integra operadores do mercado gaúcho 648

Baixas temperaturas não afastaram competidores

A Sustentare Seguros, com o apoio de HDI Seguros Brasil, MAPFRE e Yasuda Marítima Seguros, organizou a primeira edição do Broker Open de Tênis. Todo o planejamento, organização e execução foram feitos pela Arruguetti Tênis e Arruguetti Eventos, com apoio de Pena, árbitro da Federação Gaúcha de Tênis (FGT).

Róger Da Fre, da Sustentare Seguros.
Róger Da Fre, da Sustentare Seguros.

Mesmo com um final de semana marcado pelas baixas temperaturas na capital gaúcha, os operadores do mercado se fizeram presentes, no HD Sport Center, em Porto Alegre (RS), para praticar um esporte que traz benefícios para o corpo e para a mente. “Fizemos este evento para reunir o pessoal. Praticar esporte, conversar, compartilhar um churrasco. A ideia é confraternizar”, conta Róger Da Fre, que além de organizar também participou do torneio que contou com a fiscalização do árbitro Pena, da Federação Gaúcha de Tênis. Da Fre, ao lado de Rubens Oliboni, foi vice-campeão na disputa em duplas. Sergio Hereseu e Douglas Martins foram os grandes vencedores nesta categoria.

Oliboni, diretor geral da HDI, foi um dos destaques da competição. Ele chegou até as semifinais, bem como Fabricio Porto, da Generali. As redes sociais comprovam: treinaram desde o mês de maio e praticam o esporte há alguns anos. “Tênis é uma paixão”, disse Oliboni. “A iniciativa é fantástica. Estamos o tempo todo nos escritórios preservando a vida das pessoas e seus patrimônios. Aqui conseguimos cuidar de nosso corpo e incentivar outros operadores a praticarem um esporte”, conta Porto.

Os participantes do Broker Open de Tênis, além de destacarem os benefícios de se praticar esportes com a presença de amigos e parceiros de negócios, já programavam uma segunda edição do torneio e, para isso, conclamam participação ainda maior do mercado. O grande campeão na categoria A foi Luciano Soares, do Grupo Apisul. “Pratico o esporte há três anos e posso dizer que sou um apaixonado pela prática esportiva”, disse ao convocar os colegas de mercado para a próxima edição. “Vou tentar defender meu título”, lembra.

Guilherme Godoy, da Medley Corretora.
Guilherme Godoy, da Medley Corretora.

O corretor de seguros Guilherme Godoy, da Medson Corretora, reforça as parcerias comerciais que emergem em encontros de mercado como este. “Encontramos e conhecemos novos amigos em prol do esporte e negócios”, explica.

Para Jose Alves da Silva Neto, gerente da sucursal Porto Alegre, conta que apoiar iniciativas como o Broker Open de Tênis está dentro da cultura da MAPFRE, que sempre apoia os esportes. “A ideia deste torneio é fazer com que corretor saia um pouco de sua sala para promover um entrosamento com os colegas de mercado em uma prática saudável”, reflete. Neto destaca a proximidade das férias escolares, que impulsionam os planos de seguro viagem da companhia que seguem em expansão e consolidação.

O esporte, além de fazer bem para a saúde, reflete nas ações do dia-a-dia. “Uma grande equipe sempre ajuda, mas algumas vezes você precisa tomar decisões sozinho. Isso também acontece no tênis, onde você tem que resolver tudo sozinho, diferentemente dos esportes coletivos. Isso ajuda muito”, explica Rubens Oliboni. Segundo melhor jogador pela categoria B, Cesar Alves, da HDI Seguros, veio de Santa Maria para participar do torneio. “Já diria o ditado: mente sã, corpo sã”, destaca. O corretor Douglas Martins fez dobradinha, e conseguiu o segundo troféu sendo o campeão da categoria B.

Os campeões da categoria A e os organizadores do torneio.
Os campeões da categoria A e os organizadores do torneio.

Alberto Muller, diretor regional da Yasuda Marítima – agora Sompo Seguros – no Rio Grande do Sul, destaca o ambiente aconchegante e propício para uma competição saudável em clima de amizade. “Já nos preparamos para a segunda edição, que pode acontecer até o final de ano”, conta ansioso.

Os apoiadores do ramo de seguros.
Os apoiadores do ramo de seguros.

Confira todas as imagens:

Broker Open de Tênis integra operadores do mercado

Jorge Nasser demonstra otimismo com a aprovação de mudanças na Previdência 1488

Jorge Nasser demonstra otimismo com a aprovação de mudanças na Previdência

Presidente da FenaPrevi participou do tradicional Café do CVG/RS

Gaúcho de Santa Maria (RS), o presidente da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), Jorge Nasser, apresentou sua visão sobre os impactos que a reforma previdenciária trará ao panorama geral da economia e negócios no Brasil. Tudo aconteceu durante o tradicional Café da Manhã do Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS), promovido na última sexta-feira (7), em Porto Alegre (RS).

“Estamos muito otimistas com esse momento, pois a discussão não passa mais sobre quando deve ser feita a reforma, nem como ela deve ser realizada. Este encontro promovido pelo CVG-RS é fundamental, pois traz um espaço para discutirmos sobre as causas dessa crise e também aprofundar um pouco mais sobre as oportunidades que essas mudanças trazem ao setor de seguros”, comentou Nasser em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério na TV.

O regime de Capitalização também foi alvo da apresentação de Nasser, que explanou sobre o modelo criado pela FenaPrevi em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), apresentado a Rogério Simonetti Marinho, Secretario Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia.

Ainda sobre o regime de Capitalização, Nasser demonstra entusiasmo com as novas medidas. “Vamos avançar e conseguir escrever novamente a história de crescimento do nosso País”, reforçou o também presidente das Empresas Bradesco Vida e Previdência e Bradesco Capitalização. “O setor de Previdência Privada no Brasil apresenta um total de R$ 860 bilhões em reservas técnicas, essa cifra demonstra a pujança deste segmento, neste momento em que esperamos, mais do que nunca, a oportunidade de nos colocarmos como parte integrante do sistema previdenciário, como uma das possibilidades para equacionar a questão previdenciária da nação”, resume.

Em relação ao profissional da corretagem de seguros, Jorge Nasser reitera que é muito importante assumir “o papel de quem trabalha com proteção”. “É voltarmos a origem e imaginar que o papel do corretor será insubstituível, mesmo que estejamos em um mundo digital, seja em processos ou sistemas que ofereçam conveniências aos clientes. O momento é de grandes desafios, mas a relação one to one, sem dúvida alguma, tem papel extremamente importante do corretor. É ele quem traz a palavra proteção e dá proximidade. Isso é insubstituível”, reforça.

Uma das grandes questões quando se fala na reforma da Previdência é pelo fato de que o tema carece de um certo amadurecimento. “Comunicação é um dos nossos principais desafios. No caso do setor de seguros, vimos um novo panorama do corretor, que atuou como um diferencial para dar destaque ao Seguro de Pessoas. O portfólio de proteção oferecida ao segurado deve incluir este tipo de proteção e esse potencial de crescimento se apresenta mais uma vez. Considerando a aprovação das mudanças no Regime Geral de Previdência, a população estará sensível à necessidade de proteção”, finaliza.

Café do CVG/RS – Todas as imagens:

Territorial RS da Mapfre promove gerentes especialistas 2210

Fabiano de Souza e Marcelo Damo assumem novas posições na companhia

A territorial Rio Grande do Sul da Mapfre trouxe novos reforços para a equipe. Fabiano de Souza assume como gerente especialista em seguros de pessoas, serviços financeiros, capitalização e consórcio e Marcelo Damo como gerente especialista em seguros gerais e agronegócio.

O diretor territorial Rio Grande do Sul da companhia, Sandro Pinto de Moraes, reforça que as escolhas foram feitas levando em consideração a expertise de ambos os executivos. “Tínhamos um grande profissional aqui, o Ivan Marcos, que foi promovido para superintendente nível Brasil na parte técnica e com essas mudanças procuramos profissionais que fossem destaque já na companhia”, detalha.

Fabiano de Souza assume como gerente especialista em seguros de pessoas, serviços financeiros, capitalização e consórcio
Fabiano de Souza assume como gerente especialista em seguros de pessoas, serviços financeiros, capitalização e consórcio

Oriundo do setor financeiro, Fabiano de Souza já foi gerente da Sucursal de Caxias do Sul (RS) da Mapfre e conta com cinco anos de casa. “Eu venho me preparando para esse desafio há algum tempo. Na sucursal de Caxias do Sul nós já vínhamos sendo destaque na área de seguro de pessoas e isso nos credenciou a estar aqui realizados e preparados”, conta Souza.

Marcelo Damo tem 6 anos de Mapfre e por diversas vezes já foi destaque nas linhas de seguros gerais. “É um desafio grande assumir a carteira de seguros gerais e agronegócio aqui no Rio Grande do Sul, pois é uma das principais para a seguradora nacionalmente, e eu espero desempenhar um bom trabalho, como o antigo gestor já vinha fazendo”, destaca Damo.

Marcelo Damo assume como gerente especialista em seguros gerais e agronegócio
Marcelo Damo assume como gerente especialista em seguros gerais e agronegócio

De acordo com o diretor Sandro, a ideia é que a equipe alcance um share ainda maior nos setores. “Temos um portfólio de produtos bem completo tanto no seguro de pessoas quanto nos seguros gerais, acredito que um dos maiores do mercado e dessa forma estamos muito preparados para atender os corretores”, comenta.

Com foco no canal corretor, os executivos aproveitam para deixar um recado aos profissionais parceiros. “Fazemos um convite aos corretores que ainda não operam conosco, que venham experimentar essa fase mais online e rápida da Mapfre porque vale a pena”, confia Fabiano de Souza. “Queremos muito aumentar ainda mais a nossa parceria com estes profissionais parceiros no ramo de massificados e do agronegócio também, contem conosco”, complementa Marcelo Damo.

O diretor territorial Rio Grande do Sul da Mapfre, Sandro Pinto de Moraes
O diretor territorial Rio Grande do Sul da Mapfre, Sandro Pinto de Moraes

Iniciativa brasileira conquista prêmio internacional da Fundación Mapfre 785

Iniciativa brasileira conquista prêmio internacional da Fundación Mapfre

Cooperativa agrícola de Descalvado (SP) se especializou na produção de leite de fácil digestão para intolerantes à bebida

A cooperativa brasileira Agrindus foi escolhida a Melhor Iniciativa Agropecuária nos Prêmios Sociais da Fundación MAPFRE, programa global voltado para projetos no campo que se destaquem por serem inovadores e transformadores nos sistemas de produção e comercialização de seus produtos. A produtora familiar de leite fundada há mais de 70 anos competiu com propostas do mundo inteiro e receberá a premiação das mãos da Rainha Sofia da Espanha, em cerimônia que será realizada em Madrid, no próximo dia 12.

A Agrindus venceu com seu projeto de produção do leite A2A2, iniciado em 2018. O produto é ordenhado de vacas holandesas (tipo A2), que fornecem leite tipo A com a proteína beta-caseína A2, em vez da beta-caseína A1 – responsável por causar desconfortos em pessoas com algum grau de intolerância. O resultado é uma bebida mais leve e de fácil digestão, evitando sintomas como náuseas ou dores abdominais. A cooperativa ainda oferece derivados lácteos, como uma linha de iogurtes.

A iniciativa também se destacou por ser altamente sustentável. A temperatura ideal para os animais nos estábulos é mantida por um sistema de resfriamento que utiliza água de chuvas. A logística de distribuição dos produtos, comercializados on-line, foi pensada para que os itens cheguem ao consumidor final com o mínimo de deslocamento possível. Além disso, a fazenda que emprega 250 moradores da região de Descalvado (a 250 km da capital) e faz doações regulares de itens a creches e bancos de alimentos locais.

O presidente da cooperativa, Roberto Hugo Jank Júnior, revela que o bem-estar de todos os envolvidos na produção é a principal preocupação da empresa. “No nosso negócio prezamos, em primeiro lugar, pela saúde dos animais e bem-estar de todos que estão à nossa volta, especialmente dos nossos profissionais. É primordial que o ciclo seja virtuoso e, por isso, para nós é tão essencial fazer produtos locais por famílias locais, respeitando todo o ecossistema”, pontua.

O CEO da MAPFRE Brasil, Fernando Pérez-Serrabona, reconhece os diferenciais da iniciativa nacional. “A Agrindus é uma empresa familiar administrada, neste momento, por três gerações unidas pelo propósito de tornar o nosso mundo um lugar melhor. É por isso que tê-los entre os vencedores mundiais é uma profunda satisfação”, afirma.

6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa recebe mais de 6 mil inscrições do RS 429

Programa teve adesão da rede estadual de ensino e das secretarias de educação de 375 municípios do estado. No total, alunos de 1.799 escolas participam do concurso

A 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa recebeu 6.479 inscrições do estado do Rio Grande do Sul. Além da rede estadual de ensino, o Programa teve adesão das secretarias de educação de 375 municípios do estado. Com isso, alunos de 1.799 escolas participam este ano. No Brasil, foram 171.035 inscrições nas cinco categorias por gênero textual, com adesão de todos os estados e de 4.876 municípios (87,5% do total), somando 42.086 escolas.

Agora é hora de colocar a mão na massa e iniciar as oficinas propostas para o processo de produção dos textos, que devem ser enviados até o dia 19 de agosto.

Nesta edição, os professores inscritos podem acessar os cadernos virtuais com orientações para realizar, em sala de aula, a sequência didática que auxilia os estudantes a escrever textos nos gêneros propostos: Poema para alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, Memórias Literárias para 6º e 7º anos, Crônica para 8º e 9º anos, Documentário para 1º e 2º anos do Ensino Médio (nova categoria dessa edição), e Artigo de Opinião para estudantes do 3º ano do Ensino Médio.

“O Programa é estruturado para que o professor tenha acesso ao maior número possível de ferramentas e instrumentos para sua própria formação, aprimorando suas práticas didáticas para o ensino da escrita dos diferentes gêneros textuais”, explica a especialista em programas sociais do Itaú Social, Dianne Melo.

A Olimpíada de Língua Portuguesa integra o Programa Escrevendo o Futuro, desenvolvido pelo Itaú Social e pelo Ministério da Educação (MEC) com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Com o tema “O lugar onde vivo”, propicia aos estudantes estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade.

A didática proposta pelo Programa auxilia o professor a organizar e conduzir o trabalho com os alunos, em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Entre as atividades estão leituras para aprofundar o conhecimento sobre o gênero que os alunos irão trabalhar, pesquisas junto à comunidade, dinâmicas e execuções de produção de textos. Os conteúdos foram criados para serem incorporados ao planejamento do ano escolar, sem fugir ao cotidiano da sala de aula. Todos os materiais estão disponíveis neste portal.

Homenagem

Nesta edição, a Olimpíada homenageia a escritora Conceição Evaristo. Romancista, contista e poeta, ela compõe sua obra com base no que chama de “escrevivência”, ou a escrita que nasce do cotidiano e das experiências vividas. Explora, sobretudo, o universo da mulher negra (realidade, complexidade e humanidade).

Seleção e premiação

6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa recebe mais de 6 mil inscrições do RS
6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa recebe mais de 6 mil inscrições do RS

A avaliação dos textos começa pela comissão escolar e será realizada entre 12 e 19 de agosto. Nas etapas municipal e estadual, serão selecionados os 569 estudantes e 443 professores semifinalistas. Em seguida, ocorre a etapa Semifinal, com cinco encontros, um para cada categoria, para a seleção dos 173 alunos e 135 professores finalistas. Ainda nessa fase, serão conhecidos os 20 professores-autores dos melhores Relatos de Prática. Na final, programada para dezembro, serão anunciados os 28 estudantes vencedores nacionais.

As comissões julgadoras são compostas por pais, membros da comunidade, especialistas de universidades, representantes das instituições parceiras, do MEC e do Itaú Social.

Entre as premiações estão: imersão pedagógica internacional para os professores e viagem cultural em território brasileiro para os estudantes. As escolas dos alunos vencedores receberão acervo para reforço da biblioteca.

A Olimpíada de Língua Portuguesa conta com a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da Fundação Roberto Marinho e do Canal Futura.

Confira o mapa de adesão do estado do Rio Grande do Sul neste link.

Risco cibernético é destaque no Summit 2019 em BH 667

Marco Mendes é Cyber Insurance Developer da Aon / Arquivo JRS

Para falar sobre o tema, empresas se unem para mostrar um panorama das previsões e ameaças emergentes

Ataques cibernéticos estão entre as principais preocupações das empresas na gestão de riscos e administração de seus negócios. Para mostrar os maiores desafios que as organizações devem enfrentar este ano na área virtual, Marco Mendes, especialista em seguro para riscos cibernéticos da Aon Brasil – empresa global líder de serviços profissionais, que oferece ampla gama de soluções em riscos, previdência e saúde – é um dos destaques do Cyber Security Summit 2019, que acontece amanhã (6), em Belo Horizonte (MG).

Com base na “Pesquisa global de riscos e previsões para 2019”, elaborada pela Aon, o executivo fala das ameaças mais comuns que podem impactar as companhias e como elas podem evitar riscos de maneira proativa no seu cotidiano. Aqui no Brasil, as empresas têm até agosto de 2020 para estar em conformidade com a nova Lei de Proteção de Dados, alteração que está ampliando a procura por soluções especializadas.

“Por conta da sua complexidade, consideramos este prazo muito curto para as organizações se adequarem à norma. A segurança de dados vai muito além de possíveis ataques cibernéticos e vazamento de informações. Com a digitalização das relações comerciais, toda a empresa acaba sendo vulnerável, independente do seu porte”, explica Mendes.

Serviço:

Cyber Security Summit 2019
Local: WeWork (Boulevard Shopping)
Endereço: Avenida dos Andradas, 3000 – Belo Horizonte (MG)
Data: 06/06/2019
Horário: 18h às 22h50