Mortes por acidentes de trânsito sofrem maior queda dos últimos anos no Rio Grande do Sul 603

Ildo Mário Szinvelski, diretor-geral do Detran/RS, participou de almoço das seguradoras

Mesmo com a calamidade nas contas públicas, os gaúchos ganham destaque no cenário nacional pelas ações preventivas e integradas para redução do número de fatalidades em acidentes de trânsito. As iniciativas visam cumprir as metas estabelecidas pela década de ação pela segurança no trânsito da Organização das Nações Unidas, a ONU. “Todos os países precisam reduzir em 50% as mortes no trânsito. Para isso, uma série de esforços foram desprendidos para melhorar a segurança e a mobilidade das pessoas”, disse Ildo Mário Szinvelski ao participar o almoço mensal organizado pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul, o SindSeg-RS.

O encontro, realizado no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, contou com presença efetiva que quase uma centena de operadores do mercado segurador, bem como representantes de áreas correlacionadas ao seguro. “Nosso setor tem muita afinidade com o assunto trânsito e é perceptível todo o conhecimento e expertise do diretor-geral do Detran-RS. Sempre aprendemos muito durante os almoços”, conta Guacir de Lliano Bueno, presidente do SindSeg-RS.

A frota de veículos obteve expansão de 32% nos últimos cinco anos, isso representa 6,3 milhões de veículos apenas no Rio Grande do Sul. A média é de 56 veículos para cada 100 gaúchos. O número de condutores também cresceu, em 18%. Desde 2010, foram 750 mil novos condutores. “Os reflexos disso se dão nos acidentes de trânsito. Tratam-se de atos de irresponsabilidade e que poderiam ser evitados se fossem adotadas medidas prevencionistas”, disse ao apresentar os dados que apontam a redução da acidentalidade fatal.

Os números dão indícios de que as ações educativas e operações como Balada e Viagem Segura tenham efetivamente mudado a cultura dos motoristas gaúchos. “Temos feito mais com menos. Cursos presenciais com pedagogos, cursos à distância e ações educativas qualificadoras internas, bem como inserções de mídia”, disse Szinvelski ao enaltecer novidades na formação de novos motoristas, como os simuladores virtuais, por exemplo. “Todos os órgãos do governo estão reunidos mensalmente para discutir medidas prevencionistas”, completa o diretor-regional do Detran.

Aumentou em 57% o número de processos instaurados para suspensão e cassação de condutores entre 2014 e 2015. Mais de 600 mil autuações foram realizadas na Operação Viagem Segura, por exemplo. Mais de 80 mil motoristas foram abordados no ano passado pela Operação Balada Segura, que autuou 31.943 CNHs (Carteira Nacional de Habilitação). A fiscalização focará agora na redução do número de motoristas que utilizam drogas e pegam o volante com a utilização do drogômetro.

A destinação de peças e fiscalização intensa para barrar a atuação de desmanches ilegais também foi um dos destaques da apresentação de Ildo Mário. Ele ressalta que o projeto “Pátio Legal”, por exemplo, visa reduzir o índice de roubos e furtos de veículos. “Estamos trabalhando para nomear mais profissionais e técnicos para o Detran com o objetivo de fechar os 1.500 ferros-velhos em todo Rio Grande do Sul. Isso é quebrar a coluna vertebral do crime organizado”, conta ao lembrar da catalogação de peças e estabelecimentos devidamente legalizados neste site.

Confira todas as imagens do almoço mensal das seguradoras:

Mortes por acidentes de trânsito sofrem maior queda dos últimos anos no Rio Grande do Sul

Empresas de rastreamento contam com especialistas para aprimorar serviços 701

Workshop sobre o tema aconteceu em Porto Alegre (RS)

Inovação e novas estratégias para o mundo do rastreamento foi o tema do workshop promovido pela Concox nesta quarta-feira (13) na Capital gaúcha. “O nosso objetivo é informar a importância do rastreamento veicular, pois atualmente temos uma oportunidade de mercado no Brasil, de crescimento em que o rastreamento é parte de 5% de todos os itens móveis rastreados”, destacou Fabio Ribeiro, da Concox do Brasil.

A empresa, de fabricação de rastreadores, envia, desde 2007, seus equipamentos a mais de 102 países, com mais de 4 milhões de rastreadores fabricados por ano. “Temos uma gama de oportunidades para evoluir ainda mais no Brasil, trazendo tecnologia, segurança e bem-estar”, comentou ao público de profissionais de empresas de rastreamento presentes no momento.

Além disso, a Velox Contact Center entra como uma parceira importante para tornar ainda mais completo o serviço de rastreamento. “Temos tantos serviços no sentido de dar uma estrutura completa tanto para o empreendedor quanto para aquele que já está ativo no mercado, como por exemplo terceirizando a central de monitoramento 24 horas, o serviço 0800 com operadores trabalhando 24h por dia e 7 dias por semana”, exemplificou o gerente comercial Gilson Rafael.

Ele também ressalta outros serviços, como agendamento de instalação em todo o território nacional. “Com isso, o empresário do ramo de rastreamento consegue vender em todo o Brasil, com segurança e técnicos qualificados, pois na nossa rede só entram profissionais que tenham qualidade e capacidade de atender bem o cliente”, afirmou. Rafael aproveitou a oportunidade para falar sobre as vantagens da organização e otimização de tempo.

Workshop – Inovação e novas estratégias para o mundo do rastreamento

Clube das Gurias comemora o Dia Internacional da Mulher 757

Clube das Gurias comemora o Dia Internacional da Mulher

Entidade reuniu profissionais do mercado na última quarta, 13

O Clube das Gurias do Rio Grande do Sul reuniu profissionais do mercado na última quarta-feira (13) em alusão ao Dia Internacional da Mulher. No auditório da Escola Nacional de Seguros, no centro da Capital gaúcha, a coach Débora Garcia animou o público falando sobre prosperidade e consciência.

O momento foi oportuno para arrecadar materiais de higiene corporal que serão encaminhados a Confrasol.

Encontro Especial – Clube das Gurias:

“Havia diálogo naquela época, algo que sinto falta atualmente”, afirma ex-ministro Pedro Malan 761

Ele se refere à transição entre FHC e Lula em 2003; Autor participou de sessão de autógrafos em Porto Alegre

O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan esteve na Capital gaúcha nesta terça-feira (12) durante sessão de autógrafos do seu primeiro livro, de nome “Uma certa ideia de Brasil”. Na oportunidade, ele comentou alguns aspectos a respeito da conjuntura econômica e política dos últimos 15 anos no país.

Ele participou ativamente da transição entre os mandatos de Fernando Henrique Cardoso e Lula. “Havia diálogo naquela época, algo que sinto falta atualmente”, comentou. “Me sucedeu Antonio Palocci com uma equipe muito boa e foi fundamentalmente uma continuação da política macroeconômica do que FHC já vinha fazendo”, complementou. Em sua análise, “o Governo Lula se beneficiou de um contexto internacional extremamente favorável, de uma política macroeconômica não petista e de uma herança não maldita no legado de administrações anteriores”.

Para Malan, as dificuldades do país precisam ser vistas de forma aprofundada. “Existe muito a percepção de que algo que precisa ocorrer e uma vez estando no lugar, se resolve o resto; mas não é assim, o Brasil é um país extraordinário e complexo”, disse. Seu livro traz uma reflexão através de artigos que foram escritos mês a mês. “Não é alguém que está em 2019 e escreveu sobre os últimos 15 anos com esse benefício, ele foi escrito com um artigo por mês no calor da hora”, afirma ao salientar que o primeiro é de junho de 2003.

2019, para ele, será um ano crítico em vários sentidos. “O nosso problema está na área fiscal, mas temos problemas de curto, médio e longo prazo; o Brasil, quer nós tenhamos sucesso ou fracassemos nessa empreitada, nós seremos cada vez mais um estudo global”, acredita.

“Uma certa ideia de Brasil: Entre passado e futuro”, de Pedro Malan, contou com a promoção do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Rio Grande do Sul (IBEF-RS) e patrocínio da Icatu Seguros e Rio Grande Seguros e Previdência. Em sua primeira sessão, os exemplares já foram esgotados.

Fotos: Matheus Henrique Pé/JRS

Encontro dos Pedrinhas em Seguros é energizante 394

Julio Cesar Rosa foi o convidado especial da primeira reunião de 2019

Julio Cesar Rosa foi o convidado especial do primeiro encontro do Clube da Pedrinhas em Seguros (RS). A reunião foi realizada nesta segunda-feira, 11, e reuniu diversos operadores do mercado segurador.

Reconhecido pela atuação frente a companhias de seguros e também na Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Rosa conversou com os integrantes da entidade sobre sua vida pessoal e também profissional. O Restaurante Casa do Marquês, na Capital gaúcha, foi energizado pela emoção que norteou a apresentação deste grande ícone do setor. Um dos destaques foi a sua mãe, Dona Zelinda, que por 20 anos trabalhou no Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS).

Na apresentação, Julio Rosa contou o caminho que percorreu até ser convidado para trabalhar por uma década na Generali, aos 22 anos. “Me sentia em casa, tinha confiança e respeito dos colegas”, comentou.

O painelista da noite ainda ajudou no crescimento da Paulista Seguros, hoje Liberty, onde foi gerente-geral no Rio Grande do Sul e atuou por 20 anos. “Outro convite honroso foi na HDI, onde trabalhei 16 anos. Foi ali que pensei que iria me aposentar de vez, mas após a minha saída, por conta do estatuto da empresa, muitas outras coisas aconteceram”, prosseguiu o também ex-presidente do Sindseg-RS durante 6 anos. Na sequência, Julio Rosa foi convocado para um posto executivo na FenSeg. “Essa passagem pela Federação trouxe novos conhecimentos e só agregou positivamente. Ela consagrou a minha trajetória e eu só tenho a agradece”, destacou.

Confira as imagens:

CCS-RJ realiza primeiro almoço com associados de 2019 257

CCS-RJ realiza primeiro almoço com associados de 2019

Encontro acontece na próxima quinta, dia 14

Seguindo a tradição, o Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) vai realizar o seu almoço mensal com os associados neste dia 14 de março, no Centro do Rio.

O evento será o primeiro deste tipo em 2019, e terá como objetivo a apresentação do planejamento e perspectivas da nova diretoria para a sua gestão, bem como trocar ideias com os corretores sobre as próximas ações da entidade.