Não tente ser um líder exemplar 325

É exatamente isto que eu quis dizer

Curioso o título, não é? Pois então… Na verdade é exatamente isto que eu quis dizer, afinal, o líder exemplar não existe pra todos, pois cada colaborador tem sua visão, percepção e sentimento sobre seu líder. Seria impossível ser um líder exemplar que agrade a todos, a não ser que você lidere apenas uma pessoa e que a mesma seja totalmente a favor de seu modo de agir, pensar e comandar.

O segredo é ter integridade, respeito, valores e inteligência emocional suficiente para tratar situações desconfortáveis e transformá-las em favoráveis. Essa é a maior dificuldade de qualquer líder, fora ainda o cuidado para não colocar o coração no negócio em momentos que a razão deve prevalecer. Gosto de dizer que um líder deve ter coração, estômago e cabeça no lugar e tirar força em cada um deles para suportar o momento.

Muitos líderes que buscam permanentemente serem exemplares, de alguma forma, acabaram frustrados com facilidade, pois não conseguem agradar a todos. Neste momento, acabam perdendo a intensidade no que são realmente especiais para se tornarem medianos ou medíocres em outras coisas que não fazem o menor sentido.

Em todas as equipes em que eu era o responsável, não tinha a mínima pretensão em ser um líder exemplar, mas sim, ser o exemplo naquele negócio, de como fazer melhor, como alcançar a velocidade correta para ter sucesso e ser o exemplo de campo sempre primando por coisas importantes como citei acima que eram inegociáveis. Muitas vezes a dor é o melhor remédio e o resultado final sem ultrapassar limites é o grande sentido de um líder.

Pense nisto e não se frustre tentando ser um líder exemplar, basta ser o exemplo na prática assim como Jesus foi!

Abraço$ e $uce$$o.

César Saut, Josiana Schneider e Icatu Seguros são grandes destaques do Troféu JRS 520

Icatu Seguros no Troféu JRS

Seguradora Independente Líder em Vida e Previdência foi uma das patrocinadoras da noite do seguro, em Porto Alegre (RS)

A 16ª edição do Troféu JRS reconheceu grandes nomes do mercado brasileiro de seguros, na última sexta-feira (19), em Porto Alegre (RS). O evento reuniu mais de 1 mil pessoas em uma noite especial.

Saiba todos os detalhes: Troféu JRS 2018 reconhece grandes nomes do mercado brasileiro de seguros.

César Saut, vice-presidente corporativo da Icatu Seguros, recebeu a honraria como “Executivo Destaque Nacional”. O executivo, um dos grande ícones do setor no Brasil, foi representado pela Superintendente Executiva Comercial Região Sul, Josiana Lemes Schneider. Josiana ainda recebeu reconhecimento como “Executiva Destaque Rio Grande do Sul”.

Já a Icatu Seguros, maior seguradora independente em Vida e Previdência do País, foi destaque por essa relevante posição.

Seguradora Líder propõe indenizações de até R$ 25 mil no DPVAT 747

Faixa Pedestre

Valor das indenizações está sem reajustes há 11 anos, justifica administradora

No começo de outubro, antes do primeiro turno das eleições presidenciais, a Seguradora Líder entregou aos candidatos à Presidência da República um relatório com os dados recentes do Seguro DPVAT e uma proposta de aperfeiçoamento do atual modelo de gestão do benefício. Como muitas mudanças dependem de alterações legais e, consequentemente, de decisões dos Poderes Executivo e Legislativo, o objetivo é sensibilizar e buscar o apoio dos futuros governantes para a importância do seguro, diante dos alarmantes números do trânsito.

Nos últimos 10 anos, foram pagas mais de 500 mil indenizações do Seguro DPVAT por morte no trânsito. Mais de 3,1 milhões de pessoas ficaram com algum tipo de invalidez permanente. Assim, a segurança no trânsito e o amparo às vítimas surgem como grandes desafios a serem vencidos pelos novos governantes que assumirão em janeiro de 2019.

O documento “Seguro DPVAT – Agenda 2019” lança luz sobre o Seguro DPVAT, ressaltando os avanços da nova gestão da Seguradora Líder e os projetos de aperfeiçoamento do modelo de gestão, destacando as 19 propostas de mudanças. Para a elaboração, a Seguradora Líder realizou um estudo,com o apoio de uma consultoria internacional, no qual foram analisados os modelos de seguro de acidentes de trânsito adotados em 36 países. A partir daí, foi produzido um documento com as sugestões de aprimoramento do seguro e encaminhado à Superintendência de Seguros Privados (Susep), em documento assinado conjuntamente com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) e a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg).

Entre as propostas está, por exemplo, a atualização das importâncias seguradas. Os valores das indenizações pagas às vítimas no Brasil estão sem reajustes há 11 anos. A Seguradora Líder propõe que a indenização máxima no país passe de R$ 13.500 para R$ 25.000.

O Seguro DPVAT é um direito dos mais de 208 milhões de brasileiros, sejam motoristas, passageiros ou pedestres, mesmo sem apuração de culpa. O papel social do seguro mostra a importância de se construir uma Agenda 2019 que traga avanços ao benefício. Ao chamar a atenção do Poder Público para o tema, a Líder reforça seu compromisso de colaborar com estudos e informações que contribuam para o desenvolvimento de políticas públicas de educação e prevenção a acidentes.

Último dia para participar do Troféu Seguros e Corretagem 1638

Troféu Seguros e Corretagem

Categoria de votação popular do Troféu JRS decide corretora e seguradora destaque de 2018

Nesta terça-feira (25) encerram as inscrições gratuitas para participação no Troféu Seguros e Corretagem. A categoria do Troféu JRS conta com votação do público pela internet para decidir qual corretora de seguros e companhia de seguros destaque do ano de 2018.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Troféu JRS promove a categoria, que já contou com mais de 30 mil votos nas duas edições realizadas. Podem participar corretoras de seguros de todo o Brasil, desde que possam estar presentes na cerimônia de reconhecimento, no dia 19 de outubro, a partir das 20h30min, no Centro de Eventos Casa do Gaúcho, em Porto Alegre (RS).

Nas edições anteriores, a HDI Seguros foi bicampeã na categoria seguradora. Já entre as corretoras, a Adatto Seguros foi o destaque de 2016, a Sustentare Seguros foi a grande homenageada em 2017, nos 15 anos de Troféu JRS.

Uma noite especial aguarda mais de 1 mil convidados, entre corretores, operadores de mercado, executivos, prestadores de serviço e parceiros de negócios do ramo de seguros. O evento é promovido pelo JRS, uma das maiores e mais conceituadas publicações nacionais sobre o setor.

Cronograma

O Troféu Seguros e Corretagem conta com inscrições totalmente gratuitas para corretoras de seguros até esta terça-feira (25). Na quarta (26), começa a votação para corretora de seguros destaque, através do hotsite oficial do evento. Essa etapa do Troféu Seguros e Corretagem vai até o dia 18 de outubro. No dia do Troféu JRS, em 19 de outubro, o público decide em votação relâmpago qual a seguradora destaque do ano de 2018.

O principal diferencial desta edição é que a escolha dos destaques não acontecerá pelo Facebook, mas sim em plataforma própria desenvolvida pela comissão organizadora do evento. Isso torna o processo mais seguro e transparente, uma vez que impede que um usuário possa votar mais de uma vez ou que empresas de marketing possam impulsionar votos.

A comissão organizadora do evento cede convite com acompanhante para a noite de homenagens. Custos com deslocamento e hospedagem ficam por conta do participante.

Inscreva-se já no Troféu Seguros e Corretagem!

JRS define destaques do Troféu 2018; Número limitado de convites à disposição 1150

JRSRed

Evento chega à 16ª edição com participação efetiva do mercado brasileiro de seguros

O mercado brasileiro de seguros prepara-se para um mês intenso de eventos e reconhecimentos. No dia 19 de outubro acontece a 16ª edição do Troféu JRS, uma noite especial que coloca Porto Alegre no panorama nacional do setor. Mais de 1 mil convidados, entre corretores, operadores, executivos e prestadores de serviços, tornam o momento ainda mais inesquecível.

A Comissão Organizadora do Troféu JRS já definiu os grandes nomes do seguro de 2018. Critérios como performance, inovação, garantias, avaliação de órgãos do setor e know-how da equipe de JRS foram adotados na escolha. Cartas de Reconhecimento são entregues durante toda essa semana.

O Troféu JRS 2018 realiza pelo terceiro ano consecutivo uma categoria especial, onde o público define qual a seguradora e corretora de seguros destaque. Trata-se do Troféu Seguros e Corretagem, categoria que conta com inscrições de corretoras para votação on-line até o dia 25 de setembro, neste endereço.

O número de convites à disposição é limitado, por isso, corra para garantir o seu! Mais informações podem ser obtidas nos e-mails redacao@jrs.digital.br ou nos telefones (51) 3072-2631 e (51) 3286-2631.

Troféu JRS acontece no dia 19 de outubro, em Porto Alegre (RS)
Troféu JRS acontece no dia 19 de outubro, em Porto Alegre (RS)

O corretor de seguros e o código de vestimenta 7285

Negócios

Será que o corretor de seguros deve se apresentar sempre de terno e gravata?

Renato Cunha Bueno é sócio-diretor da ARX Re Corretora de Resseguros e coordenador da Comissão Grandes Riscos e Resseguros do Sincor-SP
Renato Cunha Bueno é sócio-diretor da ARX Re Corretora de Resseguros e coordenador da Comissão Grandes Riscos e Resseguros do Sincor-SP

Quando iniciei na profissão, 40 anos atrás, era inadmissível um profissional ser visto sem terno e gravata. Uma ocasião encontrei um colega muito elegante que estava desempregado, enquanto eu caminhava com o diretor da seguradora para a qual trabalhava, pelo centro da cidade, região que à época abrigava praticamente todas as grandes empresas de São Paulo. Éramos amigos deste profissional e meu chefe ficou muito bravo com ele. “Como você tem coragem de vir ao Centro de roupa esporte? Assim você se desvaloriza e se alguém te vir ficará com uma má impressão. Volte para casa agora e só reapareça no Centro trajado adequadamente”. O amigo, totalmente envergonhado, saiu de fininho e foi embora com o rabo entre as pernas.

Muita coisa mudou de lá para cá. Mesmo o Lloyd’s de Londres, que frequento há mais de 20 anos como corretor de resseguros, mudou. Antigamente, mulheres não eram admitidas, os homens tinham cabelos curtos e ninguém tirava o paletó e a gravata nem dentro nem fora do Lloyd’s. Alguns hábitos ainda se mantêm, afinal de contas a Inglaterra é a terra da tradição. Ternos só pretos, cinzas ou azul marinho e o sapato sempre preto, jamais marrom, e nunca blazer! Em compensação eles hoje barbarizam nas meias, forros de paletós e gravatas, tudo super colorido, e nos escritórios dos corretores a grande maioria trabalha sem gravata e sem paletó, os jovens com a camisa fora da calça.

Aqui no Brasil as coisas também se transformaram, só que mais radicalmente. A princípio veio a sexta-feira casual e algumas seguradoras, ainda com muita preocupação com a aparência formal, chegaram a contratar consultorias de profissionais da moda como da Gloria Kalil, para “educar” e deixar os funcionários mais chiques. Depois, aos poucos, os funcionários de empresas do mercado segurador e financeiro foram se liberando das gravatas e passaram a se vestir à maneira de Mahmoud Ahmadinejad, ex presidente do Irã, de terno e sem gravata, e logo os blazers sem gravata passaram a dominar.

Nada contra o uso de ternos e gravatas ou qualquer tipo de roupa, cada um que se apresente como gosta, mas a verdade é que a grande maioria das pessoas se veste cada vez mais de forma casual e confortável usando inclusive jeans, camisas polo, sapatos mocassim e até tênis e camisetas.

Para minha surpresa, recebi uma notícia publicada no jornal O Estado de S. Paulo, que de tão surpreendente reproduzo integralmente:

Itaú Unibanco libera dress code ao gosto de cada colaborador

Depois de liberar o uso da bermuda na vestimenta diária, em resposta a uma demanda dos funcionários do seu Centro de Tecnologia, o Itaú Unibanco foi além. A partir deste mês, cada um dos seus mais de 85 mil colaboradores Brasil afora poderá escolher o traje de cada dia a seu bel-prazer. De camiseta, de tênis, de terno, de jeans e até de bermuda. O novo dress code do Itaú tem como mote “o nosso jeito tem seu estilo”.

Bom senso. A iniciativa, que começa a vigorar no banco a partir de amanhã, tem apenas duas regras: o bom senso e o cliente em primeiro lugar. As unidades externas do Itaú, que somam outros cerca de 14 mil funcionários, vão avaliar como aplicar a adoção do novo dress code.

Por isso, hoje aconselho: trabalhe bem, seja responsável e bom profissional, pois a aparência não resolve mais o problema de ninguém. Isso sem esquecer a boa regra do Itaú Unibanco: “bom senso e o cliente em primeiro lugar”.

*Por Renato Cunha Bueno, sócio-diretor da ARX Re Corretora de Resseguros e coordenador da Comissão Grandes Riscos e Resseguros do Sincor-SP.