Em mercado seletivo e sigiloso, seguro cresce 1.884% 174

Para diretor da corretora LTSeg, altas cifras seguradas garantem desempenho no ramo de Global de Bancos com negócios pontuais

Nos cinco primeiros meses deste ano, os prêmios diretos do seguro Global de Bancos cresceram espantosos 1.884%, saindo de R$ 586 mil no mesmo período do ano passado para R$ 11,6 milhões, de acordo com os dados da Susep. A cifra supera a registrada ao longo de todo 2015, R$ 10,6 milhões, e representa quase quatro vezes o mercado inteiro deste produto em 2014.

Um aumento dessa envergadura normalmente denotaria aquecimento num segmento cuja base não é das maiores.
O Global de Bancos, no entanto, desafia leituras rápidas sobre movimentos clássicos de mercado. Segundo o diretor de operações da corretora LTSeg, Henrique Camillo, trata-se de um produto com algumas particularidades, que incluem poucos negócios, grandes valores assegurados e processos sigilosos — características que fazem com que o vertiginoso crescimento dos prêmios não decorram, paradoxalmente, de um aquecimento na procura pelo produto, destaca o diretor.

Fluxo

Levantamento feito no período por Risco Seguro Brasil em 38 linhas de seguros corporativos, mostra que o produto joga no time mais modesto desta área. O volume de prêmios movimentado é apenas o 27º maior entre elas.

Há poucas seguradoras (quatro) trabalhando no segmento, cujo domínio absoluto é da Chubb (adquirida pela ACE em 2015, que por sua vez comprou a carteira de grandes riscos da Itaú Seguros em 2014). Em 2016, a chamada nova Chubb está sendo responsável por 90,5% (R$ 10,5 milhões) do mercado.

Com noticiário frequente de estouros de caixas eletrônicos seria de esperar que um seguro desse tivesse mais procura, certo?

Seria, se ele cobrisse este tipo de dano; não cobre.

Dinheiro grosso

Segundo Camillo, que a pedido de Risco Seguro Brasil se debruçou sobre a carteira, o Global de Bancos é contratado muito seletivamente por bancos e casas de câmbio para proteger seus “grandes cofres”, cujos valores armazenados giram nas alturas — em torno de R$ 300 milhões ou R$ 400 milhões, podendo chegar à casa do bilhão. “As empresas selecionam muito onde vão fazer esse seguro”, afirma ele. “Via de regra, não é qualquer agência que tem.”

Caixas eletrônicos, que normalmente abrigam em torno de R$ 100 mil ou agências “normais”, portanto, passam longe dessas apólices. Camillo ainda lembra que os caixas eletrônicos não dispõem atualmente de nenhum tipo de seguro no mercado.

Quem pensou em roubos como os ocorridos numa agência do Itaú da Avenida Paulista, em São Paulo, em 2013, ou o do Banco Central em Fortaleza (caso de 2005 que virou até um filme chamado “Assalto ao Banco Central”) ficou mais próximo das situações cobertas pelo produto.

Boca de siri

Com os volumes financeiros envolvidos, as operações são feitas num processo com alto grau de sigilo, diz o diretor da LTSeg. “É tudo super-sigiloso. Ninguém gosta de falar o que está fazendo.”

O que se pode garantir, no entanto, diz ele, é que o forte crescimento dos prêmios este ano não significa que o mercado esteja aquecido. “Não está havendo grande procura por este seguro”, garante. “Há uma ou outra apólice, pontual”, afirma. “A diferença [1884%] nos prêmios pode ser resultado de duas ou três operações isoladas. Quando se fala em grandes volumes de dinheiro num cofre, seguramente já dá uns bons milhões em prêmio.”

Também se pode afirmar, explica ele, que as taxas e franquias subiram “um pouco”. Quanto? “Difícil dizer; é caso a caso”, responde Camillo. “O que está acontecendo é que as empresas começaram a reavaliar este mercado por conta do crime organizado crescente.”

“O processo de seleção do risco por parte da seguradora aumentou muito, com procedimentos de segurança, tesouraria, entrada e saída de dinheiro”, afirma o diretor. “O foco é o grande volume e essa parte da operação [dos valores] é muito importante para a seguradora.”

De acordo com Camillo, há apenas duas empresas especializadas em fazer avaliação dos riscos neste tipo de negócio no Brasil. Cada apólice demanda um trabalho específico de acordo com as condições de cada cofre. Depois de feita essa avaliação é que se vai discutir com os resseguradores da operação os valores de taxas e franquias do segurado, diz ele.

Cobertura

A rigor o Global de Bancos cobre roubo, furto ou destruição de valores guardados em agências, como dinheiro, joias e ações.

Ficam excluídas das apólices, perdas decorrentes de mau acondicionamento ou de extorsão mediante sequestro. Transporte de valores é coberto por outro tipo de seguro, lembra Camillo: o RD Valores.

*Informações de Risco Seguro.

Santander abre 1,1 mil vagas de estágio em empresas-clientes 326

Santander abre 1,1 mil vagas de estágio em empresas-clientes

Desde 2016, o Programa Universitário-Empresas contemplou 3.210 universitários

O Santander Brasil abre 1,1 mil oportunidades de estágios em pequenas e médias empresas-clientes do Banco em todo o País. O estágio tem duração de quatro meses e carga horária de quatro horas/dia. Uma bolsa auxílio-estágio será paga pelas empresas-clientes do banco e o Santander apoiará com uma bolsa de estudos para ajudar os participantes no pagamento da mensalidade da faculdade, material didático e/ou outros custos relacionados.

A disponibilidade de vagas faz parte do Programa Universitário-Empresas, que teve início em 2016, por uma iniciativa do segmento Negócios & Empresas em parceria com o Santander Universidades. Já foram contemplados 3.210 universitários e mais de 8 mil empresas se inscreveram para participar do programa no período.

“Queremos aproximar nossos clientes aos grandes centros de ensino e de pesquisa do tecnológica do Brasil. Ao mesmo tempo que apoiamos a formação prática dos estudantes por meio de sua preparação para o mercado de trabalho”, afirma José Teixeira, diretor de Empresas e Governos & Instituições do Santander Brasil. O Programa Universitário-Empresas faz parte do Programa Avançar, oferta não-financeira que tem como objetivo apoiar o crescimento das pequenas e médias empresas, clientes e não-clientes.

“No ano passado, tivemos quase 62 mil universitários inscritos, aumento de 14% ante o número de 2017 e 50% dos contemplados acabaram sendo efetivados ou tiveram seus contratos renovados diretamente com as empresas-clientes, o que comprova o sucesso da ação e incentivo para sua continuidade”, ressalta Steven Assis, Head do Santander Universidades.

As pequenas e médias empresas-clientes do Banco que desejam ter um estagiário podem se inscrever no site do Santander Negócios & Empresas, na aba Construindo Equipes > Programa Universitário-Empresas, onde também encontrarão os critérios de elegibilidade para participação.

Já os universitários interessados, que podem ser de qualquer curso e região do País, deverão consultar as vagas e se candidatar no aplicativo Santander Universitário, disponível em iOS e Android, a partir de 04 de fevereiro. A Universia, empresa do Grupo Santander, atuará como agente integrador no Programa e terá como papel principal auxiliar as partes no processo administrativo do estágio.

O Santander Brasil é um dos líderes em financiamento a PMEs no País. Registra crescimento de 10,1% em sua carteira de crédito em setembro de 2018 ante o mesmo período de 2017, somando um montante de R$ 36,269 bilhões.

O Banco também é a empresa privada que mais investe em apoio à educação no mundo (Relatório Varkey / UNESCO-Fortune 500), por meio do Santander Universidades, com mais de 1.200 acordos de colaboração com universidades e instituições acadêmicas em 21 países. Desde 2002, a entidade destinou mais de €1.6 milhões de euros a iniciativas e programas acadêmicos.

Soluções inovadoras deixam corretoras de seguros mais competitivas 184

Soluções inovadoras deixam corretoras de seguros mais competitivas

Fidelização ajuda na manutenção do negócio

A Cashback Solutions, solução global que entrega a possibilidade de uma PME criar seu próprio programa de fidelidade de forma diferenciada a um bom custo-benefício, comercializa soluções para o mercado de seguros e deixa as corretoras que apostam em soluções de fidelização mais competitivas. A Cashback Solutions faz parte da maior comunidade internacional de compras Cashback World e possui negócios ativos em todas as regiões do País.

A solução permite que a corretora tenha um sistema que roda todo em plataforma web sem vínculo a meios de pagamentos; proporciona integração com CRM e ferramentas de comunicação com os clientes. Também oferece benefícios atrativos, como o Bônus de Marketing, no qual a empresa fatura também engajando seus clientes a realizarem compras em outras empresas parceiras da comunidade global da Cashback World. Além disso, a empresa ganha visibilidade por participar de um programa global com muitas oportunidades B2B.

“O mercado de seguros poderá oferecer diferentes experiências para os clientes com a Cashback Solutions, é uma oportunidade de ir além e inovar. E o consumidor, além de ter o patrimônio protegido, poderá desfrutar de benefícios de compras como o Cashback – até 5% do valor da compra de volta depositado na própria conta bancária e Shopping Points que podem ser resgatados em ofertas exclusivas na forma de bens ou serviços específicos (Shopping Points Deals) ao fazerem parte da Cashback World”, explica o diretor geral da myWorld – operadora Cashback World no Brasil, Davi Damazio.

Entre as corretoras de seguro que já são clientes da Cashback Solutions está a Weeseg Tecnologia, corretora que está há 30 anos no mercado em São José dos Campos e buscava algo novo para oferecer aos seus clientes. “Fazer um seguro é algo que considero muito analógico para os dias atuais; meu desejo era oferecer algo a mais para os meus clientes e por isso busquei por uma empresa que pudesse me apoiar nesta missão”, afirma José Roberto, proprietário da Weeseg Tecnologia. “Quando conheci a Cashback Solutions vi que meus clientes teriam acesso a benefícios reais e isso foi o que me motivou”, afirma o executivo.

A Weeseg também viu sua receita crescer ao ver seus clientes fazendo compras em outras Empresas Parceiras que estão inseridas na comunidade. “Hoje a receita da minha empresa advém não somente da venda de seguros, mas também, do consumo dos Afiliados que chegaram à comunidade de compras por meio da Weeseg”.

“Eu estava buscando um programa de fidelidade que oferecesse mais do que um mero carimbo em cartões de papel. A Cashback Solutions permitiu oferecer o Cashback e assim, devolver dinheiro para os clientes, que agora estão também conectados a uma comunidade global de compras que é a Cashback World”, finaliza.

Susep autoriza Santander e HDI a operar seguradora digital de automóveis 499

Susep autoriza Santander e HDI a operar seguradora digital de automóveis

Negócio deve iniciar com R$ 15 milhões de capital social

No Diário Oficial da União (DOU) do último dia 11 de janeiro a Superintendência de Seguros Privados (Susep) concedeu autorização para operação da Santander Auto. A seguradora, totalmente digital, vai operar no seguro de danos em todo território nacional.

O capital social da Santander Auto é de R$ 15 milhões e o controle acionário e a ingerência efetiva dos negócios são realizados pela HDI Seguros e pelo Banco Santander (Brasil). A joint venture já havia recebido o sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em abril de 2018.

Tokio Marine patrocina “Nunca Fomos Tão Felizes” e garante descontos aos segurados 489

Tokio Marine patrocina "Nunca Fomos Tão Felizes" e garante descontos aos segurados

Companhia reforça seu compromisso com o incentivo à cultura

A Tokio Marine, uma das principais seguradoras do País, amplia seu compromisso com o incentivo à cultura e em oferecer benefícios exclusivos para seus segurados, com o patrocínio de mais um espetáculo. A peça “Nunca Fomos Tão Felizes”, produzida pela Applauzo e Lugib, estará em cartaz entre 18 de janeiro e 17 de março, no Teatro Itália, e os clientes da Tokio Marine poderão prestigiar a apresentação com 50% de desconto.

“Nunca Fomos Tão Felizes” é um suspense que se passa no inverno de 1962. Na peça, o que era para ser um jantar de comemoração, se torna uma noite de verdades descobertas, que revelam a perturbadora face de cada um dos personagens.

Recentemente, outros grandes espetáculos teatrais contaram com o patrocínio da seguradora, como Chaplin, Lisbela e o Prisioneiro e Roque Santeiro, e o musical Elza, que inicia 2019 com novas apresentações confirmadas em Natal, no Recife e no Rio de Janeiro.

Os ingressos com desconto podem ser adquiridos pela internet ou na bilheteria do teatro e a carteirinha de segurado Tokio Marine deve ser apresentada no momento da compra ou no dia do espetáculo. O benefício é válido para até quatro ingressos inteiros.

Serviço

Peça: Nunca Fomos Tão Felizes
Data: de 18 de janeiro a 17 de março de 2019.
Local: Teatro Itália.
Endereço: Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo, SP.
Classificação: 12 anos.

Site para compra de ingressos: Clique aqui.
Texto e direção: Dan Rosseto.
Direção de produção: Fábio Câmara.
Elenco: Eduardo Martini, Larissa Ferrara, Luccas Papp, Mateus Monteiro e Nicole Cordery.
Realização: Applauzo e Lugibi.
Patrocínio: Tokio Marine.
Mais informações: Site do Teatro Itália.

MetLife é seguradora destaque entre as 50 empresas mais amadas do Brasil 523

MetLife é seguradora destaque entre as 50 empresas mais amadas do Brasil

Metlife é a 42ª mais amada, sendo a única seguradora no ranking das companhias mais bem avaliadas pelos profissionais na plataforma Love Mondays

A MetLife, uma das principais empresas de serviços financeiros no mundo, acaba de ser eleita uma das empresas mais amadas do Brasil pelos seus funcionários, com a nota de satisfação geral de 4,1, segundo o ranking 2019 publicado pela Love Mondays, com destaque especial para o quesito de remuneração e benefícios.

A classificação é realizada de acordo com a nota das avaliações espontâneas e anônimas registradas na plataforma pelos próprios profissionais das empresas, considerando os seguintes aspectos: remuneração e benefícios, oportunidade de carreira, cultura da empresa e qualidade de vida. O ranking “A Mais Amada” da Love Mondays está em sua quarta edição.

“Fico muito feliz com o reconhecimento pelos nossos funcionários e ex-funcionários, o que só nos motiva ainda mais a continuarmos nosso trabalho para proporcionar um ambiente de trabalho com diversidade, agradável, produtivo e desafiador para que nossos talentos se desenvolvam e sintam-se felizes em estarem conosco. O prêmio é mais uma comprovação de que estamos em um bom caminho” comenta Raphael de Carvalho, presidente da MetLife.

Criado em 2016, o ranking é composto por duas listas: as 50 Grandes Empresas Mais Amadas e as 30 PMEs Mais Amadas. Para ser elegível ao ranking das grandes empresas, é preciso ter mais de 501 funcionários globalmente e somar pelo menos 50 avaliações entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2018; para as PMEs, são consideradas empresas com menos de 500 funcionários e o número mínimo exigido é de 15 avaliações no período.

Para chegar aos ambientes de trabalho mais amados, considera-se a nota média de satisfação geral atribuída pelos usuários do Love Mondays. As notas vão de 1 a 5, sendo 1 muito insatisfeito e 5 muito satisfeito. Neste ano, foram consideradas mais de 153 mil avaliações.