34 desmanches ilegais foram interditados no Rio Grande do Sul desde fevereiro 548

Ação conjunta reduziu roubo e furto de veículos em 10,6%

Locais
Dois desmanches foram interditados na manhã de hoje, em Porto Alegre. Filipe Tedesco/JRS

Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira, 18, a 19ª fase da operação que visa barrar a ação dos desmanches ilegais no Rio Grande do Sul. Dois estabelecimentos foram interditados na Zona Leste de Porto Alegre.

Ao todo, 34 locais irregulares foram interditados desde fevereiro deste ano, quando a operação começou a ser realizada. 30 pessoas foram presas em flagrante e 1.500 toneladas de sucata apreendida e encaminhadas para trituração. “De lá para cá é perceptível a queda no roubo e furto de veículos, principalmente na Região Metropolitana e em Porto Alegre. Uma redução de 10,6% em comparação com o segundo trimestre do ano passado”, conta a capitã Marta França Moreira, da SSP-RS. Marta alerta que a população não deve fomentar este mercado, atrelado a outros tipos de crimes, como maus tratos a animais e fortemente ligado aos famosos puxadores de carros. “Em outra oportunidade, encontramos R$ 10 mil separados para distribuição direta aos puxadores”, conta ao incentivar as denúncias através do site do Detran-RS ou nos demais órgãos como a BM (190) e Polícia Civil (197).

kkkk
1,5 tonelada de sucata já foi apreendida e triturada. Filipe Tedesco/JRS

Um dos proprietários foi intimado a prestar esclarecimentos por operar empreendimento potencialmente poluidor, sem licenciamento ambiental. A expectativa dos coordenadores da força-tarefa é de que sejam encaminhadas para trituração cerca de 70 carcaças de veículos.

“Em aproximadamente 70% das vistorias acabam ocorrendo prisões em flagrante por receptação de peças roubadas”, conta o delegado Adriano Nonnenmacher de Souza, do DRV/DEIC.

Nove municípios já receberam edições da Operação Desmanche: Porto Alegre, Gravataí, Viamão, Sapucaia do Sul, Canoas, Novo Hamburgo, Montenegro, São Sebastião do Caí e Alvorada.

Lei dos Desmanches

A Lei Federal 12.977 (Lei dos Desmanches) entrou em vigor em 20 de agosto de 2015, com o objetivo de combater a recepção de veículos roubados. Desde esta data, somente podem atuar no comércio de peças usadas empresas registradas no Detran/RS. Essas empresas devem seguir uma série de requisitos e incluir cada uma das peças à venda no sistema informatizado, vinculando-as à nota fiscal e à placa do veículo de origem. O Rio Grande do Sul possui hoje 212 empresas de desmanches registradas. O consumidor pode consultar estes estabelecimentos no site do departamento.

Força-tarefa

A força-tarefa foi designada pelo governador José Ivo Sartori para atuar na fiscalização dos estabelecimentos ilegais. Cada um dos órgãos envolvidos tem uma função específica nas operações. A Secretaria da Segurança Pública coordena o trabalho do grupo e também define os alvos, através do Setor de Inteligência.

O Instituto-Geral de Perícias tem a função de identificar peças roubadas e atua na parte criminal das operações, juntamente com a Polícia Civil, que também efetua as prisões. O Detran/RS autua administrativamente as empresas e coordena todo o trabalho de apreensão da sucata e sua destinação para reciclagem. A Brigada Militar, por fim, faz a segurança de toda a operação com agentes do Batalhão de Operações Especiais (BOE).

Seguro

O valor do seguro automotivo na região metropolitana de Porto Alegre é um dos mais caros do Brasil. Reflexo da violência. Aproximadamente 60% do preço é composto pelo roubo e furto de veículos.

“Lamentavelmente, quem acaba pagando essa conta é o consumidor. Porque as seguradoras repassam [o valor] no custeio da apólice para aqueles que adquirem os seguros”, afirmo Ricardo Pansera, presidente do Sindicato de Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul em recente entrevista.

*Colaborou Laura Xavier, da Secretaria de Segurança Pública.

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019 542

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019

Presidente e vice-presidente do Sindseg/RS participaram de gravação do Seguro Sem Mistério Especial

Há mais de uma década o Grupo JRS promove ações especiais no veraneio, faça a chuva ou faça sol. Este final de semana não foi diferente, o QG do JRS na praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS), recebeu autoridades e referências do setor de seguros. Guacir de Llano Bueno, presidente, e Alberto Müller, vice-presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), marcaram presença ao lado das esposas, Simone e Lívia. Em destaque também as seguradoras dos executivos, MBM Seguros e Sompo Seguros.

Ambos deram boas vindas a 2019 e inauguraram a série de eventos que toma conta do litoral gaúcho, bem como ações especiais que inclui peças publicitárias, unidade móvel nas rodovias do RS e a gravação especial do programa Seguro Sem Mistério na TV. A atração é apresentada diariamente no Canal Bah!TV e conta com edições inéditas aos domingos, a partir das 11h30min.

Milhões de veranistas são impactados pela campanha especial #VerãoSuperSeguro, promovida pelo JRS com o intuito de promover o verão mais seguro de todos os tempos. E o verão mais seguro também contou com o suculento churrasco gaúcho e o famoso salmão, preparados pelo diretor do JRS, Bruno Carvalho.

Ao SSM TV, Bueno e Müller destacaram a importância da indústria do seguro e do Grupo JRS na disseminação de informações sobre o setor em todas as épocas do ano.

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS 1028

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS

Peças de publicidade, promoções e grandes encontros no litoral marcam mais uma temporada

O Verão 2019 chegou com tudo. As temperaturas estão nas alturas e a animação para mais uma ação especial do JRS também.

O mercado de seguros já sabe. Os finais de semana são no QG do JRS no Litoral Gaúcho, na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS). Tudo começa com as presenças de Guacir de Llano Bueno, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), além de Alberto Müller, vice-presidente do Sindseg/RS. Ambos os representantes da entidade sindical participam do encontro acompanhado de suas esposas. A presença especial de Julio Cesar Rosa, com recente passagem pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), completa o time que dá início aos momentos especiais em mais uma temporada de veraneio.

Divulgação/JRS
Divulgação/JRS

Tudo isso só é possível graças a um time campeão de apoiadores, que têm suas marcas expostas para os quase 1 milhão de motoristas que circulam pela Estrada do Mar, nos caminhos para o Litoral Norte do Rio Grande do Sul. São dois outdoors que marcam a versão deste ano da campanha especial de verão. Um deles é garantido pela Icatu Seguros, maior seguradora independente do Brasil em Vida, Previdência e Capitalização. O outro, conta com exposição de HDI Seguros, Previsul Seguradora, GBOEX, SulAmérica, Capemisa Seguradora, MBM Seguros, Autosul Express, Neo Executiva Corretora de Seguros, Supermercado Avenida, Cave di Pozza Espumantes, Ramos Assessoria e Sultec Vistorias.

Além de tudo, a unidade móvel do JRS continua circulando pelas principais rodovias da Grande Porto Alegre e Litoral Gaúcho. Tudo isso para levar a informação segura para mais de 26 municípios do RS através dos canais 20 e 26 da NET Rio Grande do Sul, no Canal Bah!TV.

Unidade móvel do JRS/Divulgação
Unidade móvel do JRS/Divulgação

Tem grandes novidades. Muitas promoções vão surgir durante todo o trimestre nas redes sociais do JRS e muitas surpresas serão apresentadas aos nossos leitores de São Paulo e região.

Corretores do interior prestigiam QG do JRS no Litoral Gaúcho 596

Corretores do interior prestigiam QG do JRS no Litoral Gaúcho

Presença dos empreendedores da Cave Di Pozza Espumantes foi destaque do final de semana

O apresentador Jota Carvalho ao lado do entrevistado, Marcos Pozza / Divulgação
O apresentador Jota Carvalho ao lado do entrevistado, Marcos Pozza / Divulgação

O QG do JRS no Litoral Gaúcho recebeu, no último sábado, corretores de seguros da Serra Gaúcha e do interior do Rio Grande do Sul. Os empreendedores da Cave Di Pozza Espumantes, Marcos Pozza e esposa, participaram do momento especial acompanhados dos corretores José Francisco Corrêa e sua esposa. Corrêa é conhecido como “Chico” e é proprietário da Copas Corretora de Seguros, de Caxias do Sul (RS).

Na oportunidade, mais uma edição especial do programa Seguro Sem Mistério foi produzida. As gravações também foram acompanhadas pelo corretor de seguros de Santa Maria (RS), Alcebíades Carvalho de Lima e pela esposa, Lucimari. Lima é sócio-proprietário da Atlas Life Corretora de Seguros, um dos grandes destaques do nicho Vida.

Os convidados foram recepcionados na sede litorânea do Grupo JRS, com todas as honras e um belo almoço, recheado de iguarias. Tudo acompanhado, claro, de muita Cave Di Pozza Espumantes.

Durante as gravações para os canais 20 e 26 da NET Rio Grande do Sul, além das plataformas digitais de JRS, ficou evidenciada mais uma ação voltada ao desenvolvimento da indústria do seguro, com impacto e função social permanente para todos os públicos. A Cave Di Pozza Espumantes é patrocinadora oficial do “Verão Super Seguro 2019”, produzida pelo JRS.

Operação do MP desbarata organização criminosa que operava fraude em seguros 574

Operação conjunta entre MP, BM e PC cumpriu cinco mandados de busca e três de prisões temporárias

Grupo simulava os mais variados tipos de sinistros para enganar companhias do setor

Promotor de Justiça José Garibaldi Machado
Promotor de Justiça José Garibaldi Machado

Nesta quarta-feira, 09, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em conjunto com a Polícia Civil e a Brigada Militar, cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e três ordens de prisões temporárias em São Borja, em uma investigação contra fraudes contra seguros. A Operação Sinistros investiga uma organização criminosa de cunho familiar suspeita de praticar inúmeros crimes de estelionato e outros tipos de fraude contra empresas seguradoras e contra órgãos públicos.

Durante as investigações, apurou-se que, para receber valores provenientes de apólices de seguros, o grupo criminoso simulava os mais variados tipos de sinistros, chegando inclusive a atear fogo em residências situadas em regiões densamente habitadas. Além disso, foram apontados indícios de que os suspeitos forjavam documentos destinados a serem utilizados por apenados do sistema prisional para obtenção de remição de pena e para progressão de regime, e também de que promoviam fraudes destinadas à obtenção de benefícios previdenciários.

Documentos e equipamentos utilizados para as fraudes foram apreendidos
Documentos e equipamentos utilizados para as fraudes foram apreendidos

Foram apreendidas carteiras de identidade pertencentes a terceiros, carimbos médicos, formulários para atestados de saúde, telefones celulares, aparelhos de informática e dois veículos com placas da Argentina. Estima-se que os criminosos tenham obtido pelo menos R$ 300 mil com as práticas delitivas. A Operação, que teve a participação de cerca de 30 policiais, foi coordenada pelo promotor de Justiça José Garibaldi Machado e pelo delegado de Polícia Marcos Viana.

Segplus Corretora fecha contrato com a Unidas para seguro de mais de 40 mil veículos 352

Segplus Corretora fecha contrato com a Unidas para seguro de mais de 40 mil veículos

Contrato inclui sistema de mapeamento completo da frota, permitindo a identificação das que possuem maior potencial de sinistro

CEO da corretora, Carlos Figueiredo
CEO da corretora, Carlos Figueiredo

Ao apagar das luzes de 2018, a Segplus Corretora, especializada em seguro de frotas de veículos automotores, fechou contrato de cobertura para uma frota de 43 mil veículos da Unidas, uma das maiores locadoras de automóveis do país. O contrato foi assinado no dia 23 de dezembro e entrou em vigor de imediato.

O CEO da corretora, Carlos Figueiredo, destaca que a expertise acumulada da empresa, que tem atuação de quase três décadas no segmento, além do desenvolvimento do sistema de TI Webservice, que opera de forma integrada com o cliente, foram os principais fatores que levaram à vitória no processo de concorrência. Figueiredo destaca que a Segplus foi a única corretora brasileira a apresentar proposta para a Unidas, em meio às concorrentes estrangeiras.

“Temos diferenciais importantes. Além da gestão completa da carteira, o nosso sistema oferece um mapa completo das frotas, indicando para o cliente e para a seguradora os maiores ‘ofensores’, ou seja, as que têm maior potencial de sinistro, indicados por região, dias e horários das ocorrências”, explica Figueiredo.

Segundo o executivo, este mapeamento preciso gera uma listagem dos “Top Five” às avessas, indicando mensalmente para os clientes e para as seguradoras quais são as cinco frotas mais propensas a sofrerem algum tipo de sinistro.

“O objetivo é permitir que as empresas possam agir de forma didática, promovendo, por exemplo, cursos de direção defensiva e sistema de premiação para os motoristas, visando à redução de acidentes”, explica Figueiredo.