Adatto mantém primeiro lugar e HDI assume ponta entre as seguradoras 326

Disputa na categoria popular do Troféu JRS 2016 está cada vez mais intensa

Resultado parcial obtido ás 17h15min de hoje na votação popular do Troféu JRS 2016 aponta mudança na categoria empresas do mercado de seguros. A disputa ficou mais acirrada com a ascensão da HDI Seguros (19,32%) no pleito realizado via Facebook. Na sequência, a Previsul Seguradora atinge 16,68% dos votos, seguida pela Mongeral Aegon, com 13.32%. A quarta e a quinta colocação são ocupadas por MBM Seguro de Pessoas e a argentina Sancor Seguros com 11.39% e 7.87%, respectivamente.

RANKINGSEGURADORAS

Clique para votar na sua seguradora preferida

Na categoria corretagem de seguros, os votos seguem sendo dominados pela Adatto Corretora de Seguros (17,13%), que disputa a preferência do público voto a voto com a Futtura Corretora de Seguros (16,85%). A KSA Corretora de Seguros atinge 14,27% dos votos, ante 12,72% da Criare Corretora de Seguros, que até então não figurava entre as cinco mais votadas. A BRZ Seguros ocupa a quinta colocação com 12,39% dos votos.

Foram registrados 3946 votos até o momento. O pleito é realizado exclusivamente na página oficial do JRS no Facebook.

RANKINGCORRETORES

Clique para votar na sua corretora de seguros preferida

CCS-RJ promove almoço com André Lauzana, da SulAmérica 203

Encontro acontece no próximo dia 22 de novembro, no Centro do Rio

André Lauzana é Vice-Presidente Comercial da SulAmérica
André Lauzana é Vice-Presidente Comercial da SulAmérica

Direção e associados do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) estarão reunidos no dia 22 de novembro, para o próximo almoço mensal da entidade.

O evento terá como convidado especial o Vice-Presidente Comercial da SulAmérica, André Lauzana, que assumiu o cargo em abril deste ano, após obter notáveis avanços à frente da vice-presidência de Capitalização da companhia, que continua a exercer. O executivo já está há sete anos na seguradora, tendo começado como diretor financeiro.

O encontro será no restaurante Aspargus, no Centro do Rio, a partir das 12h30min.

CNseg divulga Carta do Seguro com resultados do setor 768

Análise de mercado - Carta do Seguro CNseg

Decréscimo médio geral do mercado foi de 0,9%, em relação ao mesmo período do ano passado

A Susep divulgou os dados do mercado de seguros até setembro de 2018. Com o ciclo econômico ainda baixo, e considerando o novo
padrão de concorrência e as diferentes preferências por proteção manifestadas pelos consumidores, o desempenho médio do setor segurador torna opaca a dinâmica intrassetorial. Ou seja, deixa de revelar o desempenho comparativo entre os dois grandes segmentos do mercado – Ramos Elementares e Coberturas de Pessoas – e entre os diversos ramos de seguros abrigados nesses grupos.

Comparando-se os nove meses de 2018 com idêntico período do ano passado, o decréscimo médio geral do mercado foi de 0,9%. Entretanto, para adequada comparação, é preciso desconsiderar o DPVAT, já que teve tarifa reduzida por decisão dos órgãos reguladores.

Retirado esse seguro, o decréscimo é de 0,2%, virtualmente um estado de estabilidade em termos nominais. Já ao serem segregados segmentos e ramos de seguros, tem-se um melhor quadro da resposta do setor segurador e das forças de distribuição de produtos às preferências de pessoas, famílias e empresas.

Assim, destacam-se os ramos de seguros com desempenho acima de dois dígitos, que são o seguro Rural e o seguro de Transportes
(15,1%) e o ramo Patrimonial Massificados (14,4%). Perto de dois dígitos, figuram o seguro de Crédito e Garantias (9,8%), o seguro de
Responsabilidade Civil e os Planos de Vida Risco, ambos com 9,5%.

Todos aqueles ramos do segmento de Ramos Elementares, e mais os de Vida Risco, parecem refletir o comportamento cauteloso de famílias e empresas de se colocarem ao abrigo da proteção securitária em momento de ameaças contra o patrimônio acumulado, ameaças do desemprego, garantias dos empréstimos tomados, bem como a resiliência de atividades econômicas contracíclicas, como a agroindústria e o carregamento de obras ainda da época do ciclo econômico alto.Na outra ponta do desempenho, os Planos de Acumulação em Cobertura de Pessoas permanecem afetados pelo ambiente de volatilidade de ativos concorrentes. O decréscimo do VGBL já chegou a 9,4%, enquanto o PGBL viu reduzir a sua arrecadação em 2,2%, muito embora o patrimônio acumulado de ambos ainda seja superlativo. Pela sua magnitude na arrecadação global do setor segurador, são esses dois produtos de caráter previdenciários que influenciam a média negativa do mercado.

Como de praxe, alinham-se, abaixo, os gráficos de desempenho dos grandes segmentos dos seguros, desta vez em médias de 12 meses móveis. O que apenas referenda as diferentes contribuições das linhas de negócio dos seguros.

Reprodução
Reprodução

Confira a Carta do Seguro, da CNseg, na íntegra.

Mais de 100 mulheres participaram de encontro da Sancor alusivo ao Outubro Rosa 95

Momento aconteceu na filial de Curitiba

Outubro foi o mês de conscientização do câncer de mama. Infelizmente com uma incidência cada maior é mais que necessária a prevenção, o autoexame e propagação de informações acerca da doença, já que o diagnóstico precoce salva vidas. Pensando nisso a Sancor Seguros, filial de Curitiba (PR), promoveu um encontro em seu escritório que fica localizada no Batel para conversar sobre o assunto.

“Precisamos estar sempre alertas, e é um papel da sociedade como um todo. As mulheres precisam se conhecer, fazer o auto exame e cuidar-se. A medicina está em constante evolução, e com isso conseguimos salvar muitas vidas. E é nosso dever, abrir espaços para debates tão importantes”, comemora o gerente da filial, Fábio Remer.

Na ocasião estiveram presentes mais de cem mulheres, entre corretoras, colaboradoras do Sicoob e da Sancor Seguros. “Fizemos um Happy Hour e trouxemos a palestrante e corretora Joceli Pereira. Hoje a companhia está em constante evolução, e temos produtos em conjunto com as corretoras que trazem cada vez mais tranquilidade e comodidade ao nossos segurados”, finaliza Remer.

Fator Seguradora comemora 10 anos de sucesso em noite especial 1103

Companhia é especialista em seguros diferenciados e demonstra otimismo para os próximos meses

A noite da última quinta-feira (08) foi especial para os Colaboradores e Parceiros de Negócios da Fator Seguradora. O Vila Bisutti, localizado na Vila Olímpia (SP), foi palco das comemorações dos 10 anos da companhia, especialista em seguros diferenciados.

Luís Eduardo Assis é presidente da Fator Seguradora
Luís Eduardo Assis é presidente da Fator Seguradora

“É uma grande satisfação receber nossos Clientes, nossos Corretores, os nossos Resseguradores, Assessorias e todos os que apoiaram a empresa durante esses 10 anos de uma história de sucesso que vai se reproduzir no futuro em relações ainda mais sólidas para os próximos anos”, estimou contou Luís Eduardo Assis, presidente da Fator Seguradora.

A expectativa da empresa é que os investimentos em infraestrutura sejam retomados no Brasil nos próximos meses. “Nós nos especializamos em casos complexos e procuramos soluções extremamente elaboradas. O clima é de bastante otimismo e vemos um cenário favorável à retomada desses investimentos. Estamos à disposição para estabelecer um relacionamento que seja lucrativo para o Corretor e para a Seguradora. Acredito que o sucesso só vem através da parceria”, completa Assis.

Luciana Natividade é Diretora Comercial da Fator Seguradora
Luciana Natividade é Diretora Comercial da Fator Seguradora

“Me sinto fazendo parte dessa história e além de tudo a equipe da Fator, junto aos nossos parceiros que acreditaram e confiaram, são os grandes responsáveis por essa trajetória de sucesso. Acreditamos que o Corretor hoje precisa de agilidade, dinamismo e decisão na ponta. Lançamos diversas soluções, como uma ferramenta de cotação e emissão de RC Profissional para mais de 30 profissões e planejamos expandir isso ainda mais no próximo ano”, revela Luciana Natividade, Diretora Comercial da Fator Seguradora.

João Lagranha é Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora
João Lagranha é Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora

O Corretor de Seguros é um dos pilares da Fator Seguradora. “Temos diversos produtos já em desenvolvimento e diversos já disponíveis ao mercado. Conheçam nossas soluções que são muito interessantes, ainda mais com as funcionalidades do nosso Portal do Corretor”, revela João Lagranha, Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora.

10 anos da Fator Seguradora – Todas as imagens:

IRB Brasil RE estimula jovens a desenvolverem soluções em Seguros e Resseguros 631

Check

Empresa realiza iniciativa em parceria com PUC-RJ

O IRB Brasil RE realizou, na quarta-feira (7), na sede da empresa, o 3º ciclo do Demo Day, com os alunos do Insurtech Innovation Program. Trata-se de uma iniciativa da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC), em parceria com o IRB Brasil RE e a Mongeral Aegon, que investe em profissionais capazes de transformar o mercado de seguro e resseguro por meio do desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços, todos fundamentados em tecnologia.

Na ocasião, os estudantes puderam demonstrar as soluções desenvolvidas especificamente para os temas Subscrição e Sinistro. As apresentações foram avaliadas por uma banca composta por professores da universidade, do IRB Brasil RE e da Mongeral Aegon. Entre os objetivos, está a busca por novas ferramentas para auxiliar o desenvolvimento do mercado.

Alessandra Monteiro, diretora de Subscrição de Vida e Longevidade do IRB Brasil RE, destacou a importância do projeto. “O Insurtech Innovation Program tem sido uma grata surpresa para o IRB, por trazer ideias inovadoras para o segmento de seguro e resseguro, que é uma indústria muito tradicional. E ter o frescor desses jovens, para repensar e trazer uma variedade de propostas para o nosso segmento, tem sido um ganho muito maior do que se esperava. Estamos muito satisfeitos e orgulhosos com o resultado”, afirma.

Ao longo deste ano, os alunos do Insurtech Innovation Program dedicaram 20 horas semanais em atividades baseadas na metodologia Challenge Based Learning (CBL), com desafios e apresentação de conteúdos técnicos e didáticos. As aulas ocorreram na PUC-Rio.