Seguro popular e o perigo da judicialização 234

Confira a coluna de Eduardo Della Giustina para a Revista JRS

Em virtude da ascensão de novas classes sociais, em que pese a crise tenha abafado bastante este crescimento, viu-se um novo mercado de oportunidades. Melhor dizendo, a “moda” é a criação de seguros populares, tendo o movimento sido criado pelos microsseguros, modalidade que se escuta muito falar, mas que não vemos de fato acontecer.

Os microsseguros possuem facilidade na contratação, podendo ser através de máquina de cartão de crédito, comercializado em banca de revistas, por agentes de comunidades e etc, ou seja, ausente de meios de formalização que concedam a inequívoca ciência do segurado.

Muito recentemente surgiu a proposta da criação do seguro popular para automóveis, visando obter uma fatia de mercado reprimida, referente aos carros mais antigos. No dia 06 de julho de 2016, surgiu a proposta para planos de saúde populares, os quais basicamente visam oferecer aos consumidores um plano de baixo custo, com menos serviços do que a cobertura mínima obrigatória estabelecida pelos planos existentes.

De fato, estamos diante de iniciativas que visam oferecer à população mais carente as mesmas oportunidades das classes com maior renda. Para as seguradoras, todas estas iniciativas se apresentam como um mar de oportunidades, podendo, inclusive, dobrar ou triplicar a carteira de seguradoras, caso as propostas ou os microsseguros venham a se efetivar.

A minha preocupação é quanto à judicialização destes contratos. E ela vem desde a contratação, a qual vem despida de grandes formalidades; passa por contratos mais simples e sucintos; e chega no que vejo como o maior problema: produtos com muitas restrições, comparados aos seguros já existentes.

Será que os corretores terão tempo para explicar, na hora da venda, que as coberturas são menores, que serão utilizadas peças usadas no conserto do veículo ou que a cirurgia não será coberta ou reembolsada pelo plano ou seguro saúde? E mais, os segurados, tendo como parâmetros os seguros existentes, irão aceitar tais fatos?

E a preocupação maior: o judiciário, dotado de inúmeras formalidades e, muitas vezes conhecido pelo seu conservadorismo, irá aplicar a regra na íntegra, passando por cima da ausência de formalidade na contratação, contratos simples e coberturas reduzidas?

Fico feliz com os novos produtos, mas me preocupo com a provável judicialização.

Inscrições abertas para V Jornada de Seguros e Benefícios do CVG/RS 766


Oportunidade será limitada a 200 participantes

Estão abertas as inscrições para a V Jornada de Seguros e Benefícios do CVG/RS. O evento acontecerá no dia 29 de novembro no Clube do Comércio, em Porto Alegre (RS).

“Será uma oportunidade única para que os operadores do mercado possam participar de um dia em que muito conhecimento será compartilhado pelos nossos palestrantes”, destaca a presidente do Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS), Andreia Araújo.

As inscrições podem ser feitas através do email secretaria@cvgrs.com.br ou pelo telefone (51) 3286-3104. Associados do CVG/RS pagam R$ 70 e público em geral R$ 150.

V Jornada de Seguros e Benefícios do CVG/RS
Quando: 29 de novembro
Onde: Clube do Comércio (Rua dos Andradas, 1085 – 4º andar) | Centro Histórico de Porto Alegre/RS
Informações: secretaria@cvgrs.com.br | (51) 3286-3104

Software inova Seguro Garantia Estendida 500

Software do Grupo Gazin

Sistema Grupo Gazin automatiza regulação de sinistros até a finalização; Empresa prepara oferta a outras redes varejistas

O Grupo Gazin, sediado em Douradina (PR), tem 52 anos de atuação no mercado Varejista e Atacadista de móveis e eletrodomésticos. Atualmente conta com 266 lojas de varejo, cinco indústrias de colchões e estofados e uma indústria de molas, além de 13 centros de distribuição espalhados por todo Brasil, e faturamento médio de quase R$ 314 milhões mensais.

Uma das empresas do Grupo, a Gazin Seguros S.A. constituída para desenvolver e oferecer soluções em seguros eficientes e acessíveis aos clientes da Rede de Lojas Gazin, nas regiões Sul, Centro Oeste e Norte, a Gazin Seguros tem como destaque o Seguro de Garantia Estendida Original dos produtos que na sua grande maioria possuem 12 meses de garantia de fábrica.

A DB1 Global Software, multinacional de tecnologia sediada em Maringá (PR), que atua há 18 anos no mercado de tecnologia da informação foi a responsável por desenvolver um sistema inovador para tornar ainda mais efetivo a gestão dos seguros de garantia estendida original ofertada para a maioria dos produtos comercializados pelas lojas de varejo, representantes de seguros.

O software faz a gestão operacional do seguro de garantia estendida desde do aviso do sinistro feito pelo cliente até a resolução com o produto funcionando perfeitamente. Após a constatação de um possível defeito, imediatamente registrado pelo sistema, o programa verifica a vigência do contrato, informa se o problema deve ser direcionado para a manutenção (em um dos 800 pontos de assistência autorizados) ou troca do produto.

O programa calcula variáveis como localização e qualidade do prestador de serviços, para permitir que Gazin Seguros ofereça sempre o melhor serviço ao cliente dos seus Representantes de Seguros.

A DB1 destacou vários colaboradores especialmente dedicados ao desenvolvimento e realizações de testes do software utilizado pela Gazin Seguros, entregue no dia 20 de setembro. A equipe acompanha a atuação do software até fevereiro do ano que vem.

De acordo com Paulo José da Silva, Diretor Operacional da Gazin Seguros, “ter uma empresa com a expertise da DB1, que atua em parceria em todas as etapas do projeto, foi fundamental para a qualidade e o sucesso da empreitada”, comenta.

Noite mágica do mercado de seguros ganha edição especial da Revista JRS 10124

Folheie o número 218 da publicação

Saiba todos os detalhes: Troféu JRS 2018 reconhece grandes nomes do mercado brasileiro de seguros.

O dia 19 de outubro de 2018 ficou marcado para sempre na história do mercado brasileiro de seguros. Agora, chegou o momento de reviver esses momentos especiais e, mais uma vez, ressaltar os grandes nomes de uma das principais categorias da economia nacional. Trata-se da edição 218 da Revista JRS, que traz a repercussão completa da cerimônia de reconhecimento aos principais profissionais, empresas e entidades do setor.

Por que o Seguro de Transporte de Cargas é tão importante para PMEs? 473

Porto Seguro

Pequenas e médias empresas são responsáveis por 70% da carteira do Porto Seguro

O seguro transportes de cargas, responsável por cobrir danos e garantir a segurança da mercadoria desde o embarque até a chegada ao destino, pode ser contratado por empresas transportadoras – para garantir a segurança da carga de terceiros que estão sob sua responsabilidade – ou pelo dono da carga, que deseja transportá-la com mais garantia.

Para atender aos diferentes tipos de empresas e setores, o Porto Seguro Transportes oferece soluções personalizadas para as Pequenas e Médias Empresas, que representam 70% da carteira da seguradora.

Para as PMEs, o mais importante é conseguir um seguro que possa ser personalizado e tenha agilidade na contratação, pois isso permite ao empresário oferecer uma solução completa ao seu cliente, seja o dono da carga ou a pessoa que tenha adquirido e precisa recebê-la em segurança. “Um exemplo é a possível contratação do seguro para transporte de cargas avulsas, nacionais ou internacionais (disponível ao proprietário da mercadoria), que é oferecido pelo Porto Seguro Transportes”, afirma Jarbas Medeiros, superintendente do produto.

No Porto Seguro Transportes, o contratante possui coberturas para capotagem, colisão ou tombamento do veículo, incêndio, raio ou explosão, desmoronamento ou queda de terra, entre outras. Além disso, é possível contratar, coberturas para roubo e despesas diretas e exclusivamente vinculadas às operações de transporte. Como benefício, há o guincho 24h, assistência à carga e sistema próprio de averbação.

Para contratar, é importante procurar um Corretor de Seguros e entender as opções disponíveis que mais se adequam ao perfil da sua empresa.

Autoglass conquista Prêmio Época Reclame Aqui pela 3ª vez consecutiva 694

Prêmio Época Reclame Aqui

Empresa conquistou posição de destaque através do voto popular

A Autoglass recebeu pelo terceiro ano consecutivo o Prêmio Época Reclame Aqui como a melhor empresa para o consumidor. “É com muito orgulho e satisfação que anunciamos esse reconhecimento”, informou nota enviada à redação de JRS.

Prêmio Época Reclame Aqui
Divulgação

Em evento realizado no dia 29 de outubro, em São Paulo, a empresa conquistou o 1º lugar na categoria Peças e Acessórios Automotivos, através do voto popular.

O prêmio, considerado o Oscar do Atendimento, recebeu mais de 8 milhões de votos este ano. A Autoglass foi escolhida por mais de 18 mil votantes. Além da Autoglass, outras cinco empresas concorriam ao prêmio na categoria indicada, que recebeu aproximadamente 75 mil votos.

Autoglass no Prêmio Época Reclame Aqui
Autoglass no Prêmio Época Reclame Aqui

“Receber este prêmio pela terceira vez me deixa muito orgulhoso, pois demonstra o trabalho de toda uma empresa engajada em ser solução para os nossos clientes. O nosso esforço e dedicação com o cliente tem surtido efeito positivo, e isso reflete na conquista do Prêmio Época Reclame Aqui”, comenta Eduardo Borges, vice-presidente da Autoglass.