“O Conec é de todos os corretores de seguros do Brasil” 347

Afirmação é do presidente do Sincor-SP que abriu o maior encontro de corretores de seguros do mundo

O maior congresso de corretores de seguros de todo o planeta. Com certeza. Assim podemos descrever a décima sétima edição do Congresso de Corretores de Seguros do Estado de São Paulo, o Conec, que teve início na noite desta quinta-feira (06) no Palácio de Convenções Anhembi, em São Paulo. Em torno de 6.500 inscritos foram registrados pelo Sindicato dos Corretores de Seguros de São Paulo, organizador do evento.

Fique por dentro do 17º Conec

A cerimônia de abertura contou com importantes autoridades do mercado segurador brasileiro. O presidente do Sindicato dos Securitários SP, Calisto Cardoso de Brito, enalteceu os corretores de seguros: “sem vocês o mercado segurador não existiria, sinto-me honrado de pertencer à esta categoria”. O presidente do Sindicato das Seguradoras do Estado e da Academia Nacional de Seguros e Previdência, Mauro César Batista, marcou o momento com entusiasmo: “o seguro é um bem necessário, leva qualidade de vida às pessoas e o corretor de seguros é o elo de ligação entre o produto seguro e o segurado”.

Robert Bittar, presidente da Escola Nacional de Seguros, destacou os desafios que momentos de crise oportunizam. “Todos os desafios sempre foram históricos, mas o fato é que vencemos. Me refiro a isso porquê estamos vivendo um momento diferente e essa vitória vem através da unidade dos corretores”, disse. Ovacionada, a 2ª presidente do Sincor-SP, Simone Martins, representou as profissionais mulheres do setor: “meu boa noite especial vai para vocês, estou muito orgulhosa de as estar representando. Desejo um excelente congresso e que saiam com muito conhecimento!”.

A mensagem dos presidente da Confederação Nacional de Seguros Gerais (CNseg), Marcio Coriolano, e do presidente da Fereração Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), Armando Vergílio, foi de otimismo. “Eu tenho certeza que o mercado segurador brasileiro tem compromisso com o crescimento do país. Certamente esse é o principal esforço da CNseg”, comentou Coriolano. “Temos que olhar para frente, ficar remoendo o passado é perda de tempo. O setor tem crescido mas não tem evoluído, precisamos ir em frente”, acreditou Vergílio que convocou todos os presidentes dos Sincors dos estados brasileiros a subirem ao palco. “Eu quero dizer que nós temos que estar atentos!”, acrescentou aos colegas ao defender a continuação do Super Simples para corretoras de seguros.

Há 60 dias à frente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), o superintendente Joaquim Mendanha teve sua estreia oficial em pronunciamentos públicos no Conec. “Asseguro que a Susep estará sempre à postos para disseminar e incentivar as práticas que fazem o setor de seguros crescer”, ressaltou. Ele também disse confiar que, quanto mais ágil for o atendimento ao segurado, mais fácil será a penetração do seguro na população. “Desta forma, o setor de seguros estará preparado para ajudar o país a crescer”, completou.

José Renato Nalini, secretária da educação de São Paulo, representou o governador Geraldo Alckmin na ocasião. “Se há uma instituição que merece o respeito é a de seguros e o seu corretor desempenha o papel importantíssimo de aconselhar e proteger”, afirmou. Além disso, ele deixou registrado que o governo paulistano está trabalhando num projeto que levará noções de seguros a crianças e jovens.

Um dos momentos mais aguardados da noite era a fala do presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo. Ele ressaltou que o Conec não deixou de tratar-se de um Congresso regional. “Não é mais de São Paulo, é de todos os corretores de seguros do Brasil”, declarou. “O que vemos aqui é a maior e melhor demonstração da força, pujança e dinamismo do setor de seguros. Principalmente dos corretores de seguros”, finalizou.

A página do Grupo JRS no Facebook gravou ao vivo parte da cerimônia de abertura do Conec. Confira:

Fator Seguradora comemora 10 anos de sucesso em noite especial 1142

Companhia é especialista em seguros diferenciados e demonstra otimismo para os próximos meses

A noite da última quinta-feira (08) foi especial para os Colaboradores e Parceiros de Negócios da Fator Seguradora. O Vila Bisutti, localizado na Vila Olímpia (SP), foi palco das comemorações dos 10 anos da companhia, especialista em seguros diferenciados.

Luís Eduardo Assis é presidente da Fator Seguradora
Luís Eduardo Assis é presidente da Fator Seguradora

“É uma grande satisfação receber nossos Clientes, nossos Corretores, os nossos Resseguradores, Assessorias e todos os que apoiaram a empresa durante esses 10 anos de uma história de sucesso que vai se reproduzir no futuro em relações ainda mais sólidas para os próximos anos”, estimou contou Luís Eduardo Assis, presidente da Fator Seguradora.

A expectativa da empresa é que os investimentos em infraestrutura sejam retomados no Brasil nos próximos meses. “Nós nos especializamos em casos complexos e procuramos soluções extremamente elaboradas. O clima é de bastante otimismo e vemos um cenário favorável à retomada desses investimentos. Estamos à disposição para estabelecer um relacionamento que seja lucrativo para o Corretor e para a Seguradora. Acredito que o sucesso só vem através da parceria”, completa Assis.

Luciana Natividade é Diretora Comercial da Fator Seguradora
Luciana Natividade é Diretora Comercial da Fator Seguradora

“Me sinto fazendo parte dessa história e além de tudo a equipe da Fator, junto aos nossos parceiros que acreditaram e confiaram, são os grandes responsáveis por essa trajetória de sucesso. Acreditamos que o Corretor hoje precisa de agilidade, dinamismo e decisão na ponta. Lançamos diversas soluções, como uma ferramenta de cotação e emissão de RC Profissional para mais de 30 profissões e planejamos expandir isso ainda mais no próximo ano”, revela Luciana Natividade, Diretora Comercial da Fator Seguradora.

João Lagranha é Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora
João Lagranha é Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora

O Corretor de Seguros é um dos pilares da Fator Seguradora. “Temos diversos produtos já em desenvolvimento e diversos já disponíveis ao mercado. Conheçam nossas soluções que são muito interessantes, ainda mais com as funcionalidades do nosso Portal do Corretor”, revela João Lagranha, Gerente Comercial Regional da Fator Seguradora.

10 anos da Fator Seguradora – Todas as imagens:

Mercado de seguros propõe marco regulatório e ampliação de novos produtos 414

Carta de Conjuntura do Sincor-SP

Confira os detalhes da mais recente Carta de Conjuntura do Sincor-SP

Em sua mais recente Carta de Conjuntura, que reúne números e projeções do mercado de seguros, o Sindicato dos Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP) apresenta uma série de propostas ao próximo presidente da República para a melhora das atividades do setor. As sugestões, formuladas pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), visam promover a inclusão social, desenvolver novos produtos, promover o equilíbrio financeiro e o fortalecimento do modelo regulatório.

Segundo o documento do Sincor-SP, os seguros arrecadam anualmente R$ 460 bilhões e pagam aos consumidores aproximadamente R$ 280 bilhões em indenizações. O setor também dispõe de ativos para garantir os riscos assumidos, da ordem de R$ 1,2 trilhão – equivalentes a 25% da dívida pública brasileira –, montante que o posiciona entre os grandes investidores institucionais do país. Com movimento de receitas que já representam 6,5% do PIB brasileiro, o setor tem potencial para crescer ainda mais, diz a Carta.

Entre as propostas, estão a criação de novos produtos nas áreas de saúde, de vida (Universal Life) e de previdência (Prevsaúde); iniciativas para blindagem das reservas técnicas, além de coibir o exercício irregular da atividade seguradora; promoção da Reforma da Previdência pública; novas formas de regulação, de remuneração e de reajuste na área de saúde; e um novo marco regulatório no mercado de capitalização e ampliação de novos produtos na área de seguro garantia.

Para o presidente do Sincor-SP, Boris Ber, a expectativa de crescimento, com o surgimento de novos produtos, mostrará com mais força o papel da entidade em preparar os corretores para esses novos serviços. “Frente aos riscos que as obras de grande porte têm sofrido diante da crise político-econômica, o setor de seguros pode ser um agente para alavancar a infraestrutura no País, oferecendo mais proteção a essas obras. Seguros como os de Responsabilidade Civil, E&O (Error and Ommissions), D&O (Directors and Offices Liability Insurance) e Seguro Cyber Risks ganham força, e todo apoio governamental será fundamental para a nova fase”, exemplifica Ber.
Em outras frentes de propositura, o presidente da entidade também menciona a previsibilidade da mediação com passo inicial na resolução de conflitos envolvendo apólices de seguros. “Quando observamos um cenário onde o Tribunal de Justiça de São Paulo julgou cerca de 25 mil processos contra planos de saúde, nos primeiros nove meses de 2018, vemos a mediação como um caminho que pode minimizar esses pleitos na Justiça”, comenta Ber.

A publicação do Sincor-SP destaca que em 2015 e 2016 os números da economia do País foram ruins, mas que em 2017 e no início de 2018 alguns indicadores mostraram recuperação. A alta só não foi maior devido a fatores como a greve dos caminhoneiros, o desemprego e proximidade das eleições. A expectativa agora é que, definido o próximo presidente, as coisas se equilibrem e comecem a entrar em um ritmo de desenvolvimento.

A despeito da instabilidade econômica, os ramos típicos de seguros (por exemplo, automóvel, pessoas, residencial, empresarial etc.), sem considerar as operações de saúde suplementar, apresentam variação acumulada de mais 6% no faturamento até agosto na comparação com o mesmo período de 2017. O valor é influenciado pela queda da receita do seguro DPVAT. Caso o ramo fosse excluído nos dois períodos citados, teríamos um valor maior, já que a variação acumulada passaria de 6% para 7%. Já nos produtos do tipo VGBL, um produto com características mais financeiras, de acumulação, houve queda em 2018, quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Outros números positivos vêm da receita de resseguro local, com um faturamento de R$ 5 bilhões até julho – alta de 7% em relação ao ano passado – e da receita de capitalização, que registrou o mesmo faturamento e alta, mas até agosto. No total, as seguradoras faturaram até agosto R$ 12,7 bilhões, contra R$ 11,2 bilhões no mesmo período do ano passado, uma alta de 14%. O patrimônio líquido das companhias, no entanto recuaram 7%, passando de R$ 88 bilhões para R$ 82,2 bilhões.

Na Carta, ainda dedica espaço ao seguro de automóvel, o principal produto da maioria das corretoras. Segundo a entidade, os prêmios pagos no ramo chegam a R$ 38 bilhões ao ano. O mercado também é bem diversificado, 25 seguradoras têm um faturamento acima de 0,2% do total e as cinco primeiras faturam menos de 60% de tudo que é ganho pelo setor. O estudo conclui que o veículo continua sendo o grande sonho do brasileiro e a infraestrutura do País em transportes públicos é precária para que o consumo tenha uma desaceleração importante. Por outro lado, a entidade destaca que os aplicativos de motoristas vêm aumentando e que, a longo prazo, isso pode representar uma ameaça ao ramo.

Confira a Carta de Conjuntura.

Autoglass conquista Prêmio Época Reclame Aqui pela 3ª vez consecutiva 675

Prêmio Época Reclame Aqui

Empresa conquistou posição de destaque através do voto popular

A Autoglass recebeu pelo terceiro ano consecutivo o Prêmio Época Reclame Aqui como a melhor empresa para o consumidor. “É com muito orgulho e satisfação que anunciamos esse reconhecimento”, informou nota enviada à redação de JRS.

Prêmio Época Reclame Aqui
Divulgação

Em evento realizado no dia 29 de outubro, em São Paulo, a empresa conquistou o 1º lugar na categoria Peças e Acessórios Automotivos, através do voto popular.

O prêmio, considerado o Oscar do Atendimento, recebeu mais de 8 milhões de votos este ano. A Autoglass foi escolhida por mais de 18 mil votantes. Além da Autoglass, outras cinco empresas concorriam ao prêmio na categoria indicada, que recebeu aproximadamente 75 mil votos.

Autoglass no Prêmio Época Reclame Aqui
Autoglass no Prêmio Época Reclame Aqui

“Receber este prêmio pela terceira vez me deixa muito orgulhoso, pois demonstra o trabalho de toda uma empresa engajada em ser solução para os nossos clientes. O nosso esforço e dedicação com o cliente tem surtido efeito positivo, e isso reflete na conquista do Prêmio Época Reclame Aqui”, comenta Eduardo Borges, vice-presidente da Autoglass.

Sancor leva 90 corretores a show de Roger Waters em Porto Alegre 679

Ação faz parte de campanha “Experiências Inesquecíveis” da companhia

Como forma de valorizar seus parceiros, a Sancor Seguros levou cerca de 90 corretores de seguros de todo o país ao show do Roger Waters em Porto Alegre (RS). O grupo participou de uma recepção de boas vindas no Hotel Deville, com direito a confraternização e camisetas especiais da companhia, e depois foram levados ao Estádio Beira Rio, onde aconteceu o show do ex-integrante do Pink Floyd nesta terça-feira (30).

O evento foi um prêmio previsto pela campanha anual Experiência Inesquecíveis, promovida pela Sancor. “É um momento inesquecível poder participar de uma ação como esta, em reconhecimento ao trabalho e parceria contínua que estabelecemos diariamente com a seguradora”, disse Cristiano Albert Schwizer, da Wallerius Corretora de Seguros, da cidade de Lajeado (RS). “Certamente é uma experiência que nos leva a ter um contato diferente com os executivos e que nos demonstra a importância de trabalhar com empresas sérias”, declarou o diretor da Neo Executiva Corretora de Seguros, Luis Henrique Bueno.

De acordo com o Superintendente Comercial Nacional, Rosimário Pacheco, que acompanhou o grupo, essa foi a primeira vez que a companhia reuniu em premiação de campanha tantos corretores e toda a diretoria da empresa. “Para nós é muito importante estar junto dos corretores de seguros e contar com momentos de descontração, pois trocamos ideias, apresentamos mais da empresa para eles e recebemos feedbacks”, comentou. “Desde o momento que desenhamos essa ideia, com premiações trimestrais, nós imaginamos o momento de estarmos todos juntos uniformizados indo para o show e já recebemos muitos pedidos para que no ano que vem tenhamos formatos parecidos, o que comprova que o grupo gostou muito da experiência”, acrescentou.

Para o presidente da companhia no Brasil, Leandro Poretti, a personalização e proximidade com corretores, colaboradores e todos que cercam os seus processos está no DNA da Sancor. “Nós estamos imensamente gratos em tê-los aqui conosco e poder desfrutar de mais essa experiência. E este show é um presente nosso para vocês. Obrigada a todos que estão aqui e todos os corretores pelo esforço e por terem atingido as metas. A confiança em nossa parceria é que nos move”, afirmou.

Seguros SURA reconhece papel da gerente comercial Fabiana Mello 760

Fabiana Mello, gerente comercial da Seguros SURA, durante cerimônia do Troféu JRS 2018

Profissional conquistou posição de destaque no 16º Troféu JRS

A noite do dia 19 de outubro, no Centro de Eventos Casa do Gaúcho, em Porto Alegre (RS), ainda repercute no mercado brasileiro e internacional de seguros. A Seguros SURA, por exemplo, reconheceu o papel fundamental de seus colaboradores no desenvolvimento de uma grande empresa. “Por isso, parabenizamos Fabiana Rodrigues Barboza de Mello, nossa Gerente Comercial, por ser homenageada com o 16º Troféu JRS, na categoria Gerente Destaque”, disse comunicado publicado em uma rede de profissionais.

Saiba todos os detalhes: Troféu JRS 2018 reconhece grandes nomes do mercado brasileiro de seguros.

A cerimônia, um dos momentos mais aguardados pelo setor durante todo o ano, prestigia grandes empresas, profissionais e entidades do setor.

“Eu tinha conhecimento que seria uma das indicadas na premiação, mas não sabia que iria ganhar. Fiquei muito feliz pela conquista. É um prestígio. Receber o reconhecimento do mercado através da votação em um dos canais de comunicação mais respeitados no Sul gera um destaque na minha vida profissional. A SURA é uma empresa que valoriza, desenvolve e investe na capacitação e desenvolvimento de seus colaboradores, cada conquista nesse nível é a certeza de que estamos no caminho certo“, declarou Fabiana Mello.

“Parabéns, Fabiana e obrigado por toda a dedicação à Seguros SURA”, concluiu o comunicado da companhia.