“O Conec é de todos os corretores de seguros do Brasil” 454

Afirmação é do presidente do Sincor-SP que abriu o maior encontro de corretores de seguros do mundo

O maior congresso de corretores de seguros de todo o planeta. Com certeza. Assim podemos descrever a décima sétima edição do Congresso de Corretores de Seguros do Estado de São Paulo, o Conec, que teve início na noite desta quinta-feira (06) no Palácio de Convenções Anhembi, em São Paulo. Em torno de 6.500 inscritos foram registrados pelo Sindicato dos Corretores de Seguros de São Paulo, organizador do evento.

Fique por dentro do 17º Conec

A cerimônia de abertura contou com importantes autoridades do mercado segurador brasileiro. O presidente do Sindicato dos Securitários SP, Calisto Cardoso de Brito, enalteceu os corretores de seguros: “sem vocês o mercado segurador não existiria, sinto-me honrado de pertencer à esta categoria”. O presidente do Sindicato das Seguradoras do Estado e da Academia Nacional de Seguros e Previdência, Mauro César Batista, marcou o momento com entusiasmo: “o seguro é um bem necessário, leva qualidade de vida às pessoas e o corretor de seguros é o elo de ligação entre o produto seguro e o segurado”.

Robert Bittar, presidente da Escola Nacional de Seguros, destacou os desafios que momentos de crise oportunizam. “Todos os desafios sempre foram históricos, mas o fato é que vencemos. Me refiro a isso porquê estamos vivendo um momento diferente e essa vitória vem através da unidade dos corretores”, disse. Ovacionada, a 2ª presidente do Sincor-SP, Simone Martins, representou as profissionais mulheres do setor: “meu boa noite especial vai para vocês, estou muito orgulhosa de as estar representando. Desejo um excelente congresso e que saiam com muito conhecimento!”.

A mensagem dos presidente da Confederação Nacional de Seguros Gerais (CNseg), Marcio Coriolano, e do presidente da Fereração Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), Armando Vergílio, foi de otimismo. “Eu tenho certeza que o mercado segurador brasileiro tem compromisso com o crescimento do país. Certamente esse é o principal esforço da CNseg”, comentou Coriolano. “Temos que olhar para frente, ficar remoendo o passado é perda de tempo. O setor tem crescido mas não tem evoluído, precisamos ir em frente”, acreditou Vergílio que convocou todos os presidentes dos Sincors dos estados brasileiros a subirem ao palco. “Eu quero dizer que nós temos que estar atentos!”, acrescentou aos colegas ao defender a continuação do Super Simples para corretoras de seguros.

Há 60 dias à frente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), o superintendente Joaquim Mendanha teve sua estreia oficial em pronunciamentos públicos no Conec. “Asseguro que a Susep estará sempre à postos para disseminar e incentivar as práticas que fazem o setor de seguros crescer”, ressaltou. Ele também disse confiar que, quanto mais ágil for o atendimento ao segurado, mais fácil será a penetração do seguro na população. “Desta forma, o setor de seguros estará preparado para ajudar o país a crescer”, completou.

José Renato Nalini, secretária da educação de São Paulo, representou o governador Geraldo Alckmin na ocasião. “Se há uma instituição que merece o respeito é a de seguros e o seu corretor desempenha o papel importantíssimo de aconselhar e proteger”, afirmou. Além disso, ele deixou registrado que o governo paulistano está trabalhando num projeto que levará noções de seguros a crianças e jovens.

Um dos momentos mais aguardados da noite era a fala do presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo. Ele ressaltou que o Conec não deixou de tratar-se de um Congresso regional. “Não é mais de São Paulo, é de todos os corretores de seguros do Brasil”, declarou. “O que vemos aqui é a maior e melhor demonstração da força, pujança e dinamismo do setor de seguros. Principalmente dos corretores de seguros”, finalizou.

A página do Grupo JRS no Facebook gravou ao vivo parte da cerimônia de abertura do Conec. Confira:

Megaprodução “Dinos Experience” movimenta as férias em São Paulo 609

Megaprodução "Dinos Experience" movimenta as férias em São Paulo

Maior experiência interativa jurássica da América Latina é patrocinada pela SulAmérica

A criançada da capital paulista tem um novo programa para as férias: Dinos Experience. Patrocinado pelo Circuito de Música e Movimento o espetáculo apresenta uma megaprodução interativa de dinossauros, com réplicas em tamanho real e atividades de escavação, a partir de 12 de janeiro. A atração integra a iniciativa da SulAmérica, maior seguradora independente do País, que tem como objetivo divulgar diversos eventos culturais e esportivos pelo Brasil.

“A atração já tinha sido grande sucesso em São Paulo, no meio do ano passado, e retornou agora à cidade, prometendo ser uma grande atração durante as férias. São programações como essa, que misturam aprendizado e diversão, que reforçam a importância do Circuito para a promoção da cultura em todo o País”, afirma o diretor da Regional de São Paulo Capital da SulAmérica, Luciano Lima.

Conduzido de maneira lúdica e educativa, o megashow será um passeio pelos três períodos da Era Mesozoica, em que viveram os dinossauros. A primeira parte traz alguns animais do período Triássico, o começo da era. Na segunda parte, a “Era de Ouro dos Dinossauros”, o Jurássico, será apresentada ao público. O período Cretáceo contém a maior parte dos dinossauros conhecidos até hoje e será representado em dois blocos. Serão 25 dinossauros de 15 espécies diferentes, em tamanho real.

O Dinos Experience conta ainda com uma área expositiva na qual as crianças poderão aproveitar a “Área de Escavação”, em que entenderão melhor o trabalho de paleontólogos na busca por fósseis. No mesmo local, os visitantes terão uma experiência em uma floresta, com as mais variadas espécies, réplicas de esqueletos, ovos de dinossauros para fotos, entre outras atrações.

As apresentações acontecerão de 12 de janeiro a 17 de fevereiro, de quinta-feira a domingo, no Mooca Plaza Shopping. Mais de 140 mil pessoas já assistiram à maior experiência jurássica da América Latina.

Circuito SulAmérica Música e Movimento

O Circuito SulAmérica Música e Movimento, que completa dez anos em 2018, já patrocinou espetáculos que foram sucesso em todo o país, dentre eles Tim Maia – Vale Tudo, As Noviças Rebeldes, Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, Palavra Cantada, Turma da Mônica – O Show e recentemente Vamp – O Musical. A seguradora também patrocina eventos de esporte de participação, que buscam incentivar a prática de atividade física por meio de ações e iniciativas em diversas cidades, como o circuito Up Night Run.

Serviço:

Data: de 12 de janeiro a 17 de setembro.
Horário: quintas e sextas-feiras, às 20h. Sábados e domingos, às 16h e 18h.
Local: Estacionamento do Mooca Plaza Shopping.
Endereço: Rua Capitão Pacheco e Chaves, 313, Mooca – São Paulo (SP)

Falece Osmar Bertacini, um ícone do setor de seguros 1327

Osmar Bertacini, 55 anos dedicados ao setor de seguros / Arquivo JRS

Diretor e presidente de diversos sindicatos e entidades também foi professor da Funenseg

Com profundo pesar, JRS informa o falecimento de Osmar Bertacini, um dos maiores nomes do mercado brasileiro de seguros. Bertacini faleceu na noite desta terça-feira (08), em São Paulo (SP). Com quase 75 anos de vida, o líder de diversas instituições do setor dedicou mais de 55 anos à indústria do seguro.

Diretor-Presidente da Humana Seguros desde a fundação, em 1991, Bertacini também ocupou a diretoria do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP). Diretor da Câmara dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo e da Sociedade Brasileira de Ciências do Seguro, o ícone do setor de seguros foi presidente da Associação Paulista dos Técnicos de Seguro (APTS). Integrou ainda a Comissão Securitária da OAB-SP.

Com passagens pela superintendência da Internacional de Seguros, entre 1962 e 1988, Osmar Bertacini foi sócio da Libra Seguros entre 1988 e 1990. Desde 2000 também é acadêmico da Academia Nacional de Seguros Privados (ANSP), onde ocupou a Diretoria de Marketing (entre 2011 e 2014) e a Diretoria de Relacionamento com a Intermediação (entre 2014 e 2017).

Formado em Direito, Osmar Bertacini foi professor da Escola Nacional de Seguros, desde 1988. Já participou das comissões técnicas do mercado nos nichos de Vida e Acidentes Pessoais.

Em recente reportagem, Osmar Bertacini ressaltou o aperfeiçoamento do atendimento das seguradoras na hora do processo de sinistro. “Isso é fundamental, pois é o cartão de visita das companhias. Além de propiciar agilidade é fundamental libertar o profissional da corretagem para que ele seja um produtor”, disse ao efetivar sua constante colaboração para o desenvolvimento da cultura securitária no Brasil.

Em outra ocasião, um dos fundadores do Clube Vida em Grupo São Paulo (CVG-SP) afirmou: “Meu maior patrimônio são as amizades que conquistei ao longo da vida”.

O velório será na Rua São Carlos do Pinhal, 376 – Bela Vista (SP) – Sala Nova York das 6h às 14h.

*NOTA DA REDAÇÃO: Os profundos sentimentos da editoria de JRS, bem como seus profissionais, aos amigos e familiares de Osmar Bertacini. Descanse em paz.

Corretor de Seguros possibilita a melhor escolha de coberturas para o segurado 842

Esse é o pensamento que norteia o executivo Renato Pedroso, presidente da Previsul Seguradora

Considerada como a “seguradora digital do corretor de seguros”, a Previsul Seguradora participou do Congresso Nacional dos Corretores de Seguros (Conec) pela 4ª edição consecutiva, em 2018. O presidente da seguradora, Renato Pedroso, afirmou em entrevista ao apresentador Jota Carvalho que “naturalmente a companhia participou desse evento, que resulta em benefícios para o profissional da corretagem de seguros”.

“O profissional de seguros, o corretor, tem de ter sua autonomia para escolher para seu cliente a melhor cobertura, a melhor taxa e a melhor conveniência dentro do que ele precisa. Esse é o objetivo da Previsul: ser a seguradora digital do corretor para que possamos, através dessas ferramentas, entregar para este profissional aquilo que ele precisa para conseguir chegar nessa decisão, que envolve qual a melhor cobertura, qual o leque de assistências ou de produtos que estarão englobados em uma apólice securitária”, explicou Pedroso ao programa Seguro Sem Mistério na TV.

A rapidez com que o desenvolvimento das soluções digitais da companhia vem sendo aprimoradas também foi destaque na fala de Pedroso. “Além disso, prezamos pela qualidade. Temos grandes exemplos, como o cotador da Previsul, os produtos de grupo, como o Vida em Grupo (VG), Acidentes Pessoais (AP) Coletivo, AP Eventos, além do seguro voltado às PMEs, que contempla todas as faixas de capital. Outro produto é o Renda por Incapacidade Temporária (RIT) por Acidente Pessoal, que é individual”, explica. “Lançamos também o Previsul Odonto, voltado para PMEs com 4 tipos de produtos que oferecem comissionamento padrão para o corretor. Através de uma ferramenta é possível estimar o prêmio do cliente, fazer a cotação e até mesmo enviar a apólice digital para assinatura. Ou seja, a Previsul está inovando para que o corretor tenha, até mesmo, menos despesa. Se a Previsul tem que emitir o papel ela terá o custo de processar esse papel, que é redirecionado proporcionalmente também para o corretor”, justifica.

Para Renato Pedroso, a dinâmica do setor de seguros é “procurar a digitalização do relacionamento e não puramente entregar ferramentas ‘à torto e à direita’ para o nosso principal canal de distribuição”. Ou seja, é “procurar que essa facilidade consiga conferir a autonomia profissional à esse corretor”, finaliza.

Oficina de SP amplia carteira de seguradoras após investir em certificação da qualidade 245

Oficina de SP amplia carteira de seguradoras após investir em certificação

Companhias de seguro representam 85% do movimento no Centro Automotivo Regente, que participou do Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ), uma parceria entre o IQA e o Sindirepa Nacional

Companhias de seguro representam 85% do movimento no Centro Automotivo Regente, que participou do Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ), uma parceria entre o IQA e o Sindirepa Nacional. Fortalecer a imagem da oficina perante as companhias de seguro foi o objetivo do empresário José Fragoso ao investir na certificação do Centro Automotivo Regente por meio do Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ), uma parceria entre o Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) e o Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios (Sindirepa Nacional), que visa intensificar a certificação de oficinas independentes no Brasil.

Certificada desde maio de 2017, a Regente dobrou a carteira de seguradoras – além de atender a SulAmérica e o grupo Porto Seguro, Azul e Itaú Seguros, tornou-se oficina referenciada da Allianz e da HDI. Hoje as seguradoras representam 85% do movimento. “A certificação é muito bem vista na hora de conseguir um credenciamento”, diz Fragoso, proprietário do centro automotivo que oferece serviços de funilaria, pintura e mecânica no bairro Ipiranga, em São Paulo, desde 2010.

Adequações

Para obter a certificação, Fragoso investiu na readequação do layout produtivo, o que permitiu melhorar a organização da oficina e reforçar a adoção de processos ambientalmente sustentáveis, como a instalação de caixa separadora de água e óleo. Assim, o centro automotivo faz o descarte de contaminantes por meio da contratação de uma empresa especializada, que retira os resíduos a cada 15 dias. Outro investimento foi a aquisição de ferramentas especiais de funilaria.

De acordo com Sérgio Fabiano, gerente de Serviços Automotivos do IQA, o Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ) representa uma oportunidade para o empresário da reparação, que pode elevar o patamar de qualidade da oficina, a partir da implantação de um sistema de gestão norteado pela melhoria contínua dos processos. “Quem investe em qualidade possui as condições necessárias para crescer e desenvolver negócios sustentáveis”, aponta o engenheiro.

Os gestores da reparação interessados em participar do PIQ precisam preencher o formulário que está disponível no site do programa.

Resiliência do seguro garante o futuro de pessoas e famílias 384

É o que pensa o CEO da MAPFRE no Brasil, Luis Gutiérrez Mateo

A resiliência do mercado de seguros foi enaltecida pelo CEO da MAPFRE no Brasil, Luis Gutiérrez Mateo. Em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério na TV, o executivo disse que o mercado “acompanha quando a economia vai bem, mas também quando a economia cai, pois garantimos o futuro das pessoas”. “Representamos uma parte fundamental do Produto Interno Bruto (PIB) do País”, justificou.

Ainda na entrevista, gravada durante o último Congresso Estadual de Corretores de Seguros (Conec), Gutiérrez demonstrou que o portfólio de produtos não é o fundamental. “A parte fundamental é continuar tendo o maior portfólio de produtos, continuar melhorando e adaptando às características do consumidor e do mercado, além de inventar, pensar fora da caixa, fazer de outro jeito e, sobretudo, escutar os corretores – que são a voz e a cara da companhia”, afirmou ao ressaltar a importância de ouvir o que o mercado, como um todo, precisa para o desenvolvimento de novas soluções.

“A  verdade é que a companhia é feita por pessoas. Pessoas que acreditam no sucesso de uma empresa”, prosseguiu. “Tenho o privilégio de que os corretores conhecem e também aproveitam o melhor time de seguro do País, assim como também temos o melhor time de seguro do mundo. Estou super honrado e orgulhoso desse time que representa a MAPFRE”, finalizou.