Seguradoras indenizam maior valor da história no RS 1093

Grupo BB e MAPFRE desembolsou R$ 105 milhões para cobrir perdas em 145 mil hectares


Com 70% do mercado de seguro rural no país, o Grupo Segurador Banco do Brasil e MAPFRE desembolsou R$ 105 milhões para cobrir perdas em 145 mil hectares no Rio Grande do Sul na safra 2015/2016 – encerrada em julho. O valor indenizado é o maior pago pela seguradora em cinco anos de operação no Estado. Os prejuízos em lavouras de arroz, soja e fruticultura ocorreram pelo excesso de chuva.

Do valor pago, mais de 70% é seguro de custeio, o qual cobre os insumos colocados na lavoura. O seguro de faturamento (ou renda), que inclui a produtividade e a receita esperadas, ainda representa parcela menor de cobertura.

No Centro-Oeste o seguro de faturamento é responsável por mais da metade das apólices contratadas. No Sul, onde a variação climática é maior, o cenário começa a mudar, com os produtores enxergando o seguro como gestão do negócio — destaca Wady Cury, diretor geral de rural e habitacional do Grupo Segurador Bando do Brasil e MAPFRE.

Para as lavouras gaúchas de soja, por exemplo, a cobertura do custeio tem taxa média de 8,18% sobre o custo total. Na cobertura de faturamento, a taxa média é de 9,4% sobre até 80% da receita projetada para a safra.
No total, as seguradoras desembolsaram R$ 1,4 bilhão para cobrir perdas na produção de grãos e na fruticultura na safra 2015/2016 – o maior valor da história, segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg).

Dyogo de Oliveira será o próximo Diretor Presidente Executivo da CNseg a partir de 30 de abril 1099

Dyogo de Oliveira será o próximo Diretor Presidente Executivo da CNseg a partir de 30 de abril

Marcio Coriolano decidiu não prosseguir na posição

Em 14 de janeiro, a Assembleia Geral da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), formada pelas quatro Federações associadas, aprovou a indicação do Conselho de Gestão, após processo seletivo, para contratar o economista e ex-Ministro Dyogo Henrique de Oliveira como o próximo Diretor Presidente Executivo a partir de 30 de abril.

Dyogo sucederá Marcio Serôa de Araujo Coriolano, que havia formalizado antecipadamente a sua decisão de não prosseguir à frente da Diretoria Executiva.

O próximo Diretor Presidente será contratado, a partir de 1º de fevereiro próximo, como Assessor Especial de Marcio Coriolano na sua condição, cumulativa até 30 de abril, de Presidente do Conselho Diretor. Tudo com o propósito de uma transição tranquila, rápida e planejada.

O economista Dyogo Henrique de Oliveira tem extenso currículo e experiência de gestão nas áreas pública e privada, incluindo amplo conhecimento do sistema de seguros privados.

Unimed-Rio lança pronto atendimento virtual 358

Grupo Unimed-Rio lança corretora de seguros

Ferramenta busca agilizar atendimento e cuidado do paciente no momento de alta procura

A Unimed-Rio lança, nesta sexta (14), seu Pronto Atendimento Virtual, serviço de orientação online com atendimento nas especialidades de clínica médica e pediatria, 24 horas, sete dias na semana.

A proposta é substituir o primeiro atendimento presencial em unidades de urgência e emergência pela orientação online neste momento de alta procura por unidades deste tipo, agilizando o cuidado do paciente e reduzindo riscos de ampliação de contaminação.

De acordo com o histórico recente, somente 10% dos casos em atendimento online necessitam de encaminhamento para um pronto atendimento e o índice de resolutividade por meio digital beira os 90%.

O serviço será oferecido aos clientes Unimed-Rio por meio da plataforma Conexa Saúde. Para acessar, o cliente precisa estar cadastrado na plataforma e escolher a opção “Agora Mesmo”.

Terra Investimentos abre 100 vagas para formar gratuitamente e contratar novos profissionais do mercado financeiro 568

Terra Investimentos abre 100 vagas para formar gratuitamente e contratar novos profissionais do mercado financeiro / Foto: Tyler Franta / Unsplash Images

Novo núcleo educacional da empresa, Terra School capacitará executivos para atuarem na sede (SP) e filiais (RJ, BH e Londrina); Vagas são destinadas para universitários e recém-formados, que receberão certificação da Ancord

A Terra Investimentos, uma das principais casas de investimento independentes do Brasil e uma das líderes no segmento agro, acaba de abrir cem vagas para assessores de investimento, atuarem em sua sede em São Paulo (60) e filiais do Rio de Janeiro (20), Belo Horizonte (10) e Londrina (10).

O programa de contratação faz parte do projeto do Terra School, novo núcleo educacional da empresa que, além de selecionar possíveis candidatos, também formará esses profissionais – tudo gratuitamente e dentro da própria instituição.

“Com o projeto, vamos fortalecer o sistema financeiro e o mercado de investimentos do país. Por isso, abriremos as vagas para universitários do último semestre e recém-formados, oferecendo oportunidade para todos conquistarem espaço no mercado financeiro – um dos setores mais bem remunerados no país”, declara Ana Paula Souza Tralback, Head de Educação da Terra Investimentos.

Para participar do processo seletivo, é necessário cursar o último semestre ou ser recém-formado nas áreas de Economia, Administração ou Engenharia. Os interessados devem encaminhar o currículo para educacional@terrainvestimentos.com.br .

Durante a seleção preliminar, serão avaliados soft skills como relacionamento interpessoal, espírito para negócio, flexibilidade e poder de influência. Os pré-selecionados participarão de uma dinâmica e serão entrevistados individualmente.

Aqueles que forem aprovados já poderão participar das aulas 100% online transmitidas pela plataforma LIT, da Saint Paul, escola de negócios reconhecida internacionalmente e que conta com mais de 200 cursos de educação executiva em seu portfólio. O curso de formação dos novos talentos terá duração de três meses e carga horária total de 120 horas.

No programa, os estudantes também contarão com o apoio e expertise dos profissionais da própria Terra Investimentos. Na etapa final, os novos especialistas em investimentos receberão um certificado da Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias), ficando habilitados para atuar em diferentes áreas do mercado financeiro.

Após a segunda turma de formandos em 2022, a Terra espera dar continuidade com o projeto e formar novos especialistas periodicamente em outras áreas como Broker Agro, Traders, entre outros.

“Vamos difundir conhecimentos sobre educação financeira e os desafios do mercado de capitais, capacitando também esses profissionais com habilidades (técnicas e comportamentais) exigidas pelo setor. Além disso, os especialistas formados terão a oportunidade de construir uma carreira sólida diante do contínuo processo de crescimento da Terra”, conclui a Head de Educação da Terra Investimentos.

A expectativa da empresa é elevar em 70% o nível de excelência no atendimento; alavancar em 40% o número de novos clientes e, consequentemente, crescer em 10% a participação no varejo.

Hackathon Brasilprev promove learning experience no Vale do Silício 615

Ângela Assis é presidente da Brasilprev; Bruno Palhão é superintendente de Canais Digitais da Brasilprev / Divulgação

Iniciativa envolveu mais de 400 colaboradores; Projeto vencedor tem como foco a retenção de clientes e qualificação de vendas

Transformar o jeito como o brasileiro se prepara para o futuro faz parte do propósito da Brasilprev e exige um movimento constante em busca de melhorias e inovação. Pensando nisso, a empresa que é líder de mercado e especialista em previdência privada realizou a edição 2021 do Hackathon. Ao final do processo, foram seis projetos desenvolvidos e apresentados, mais de 400 colaboradores envolvidos e o grupo vencedor ganhou uma viagem ao Vale do Silício, na Califórnia, para continuar a jornada de aprendizado sobre inovação e transformação.

Este ano, o start para o Hackathon foi a criação de um manifesto cultural da empresa, que gerou desafios para os principais pilares da Brasilprev: Inovação Constante, Cliente no Centro, Atitude Empreendedora, Cuidado com as Pessoas e Fazer o Certo. Os grupos começaram a tomar forma com base nessas frentes e após assistirem palestras de especialistas de mercado foram convidados a pensar as estratégias de melhoria para a companhia. Para o projeto final foram mais de 100 inscritos, e passadas as avaliações iniciais foram para as apresentações 42 colaboradores em 6 grupos.

Após avaliação final de uma banca composta por diretores da Brasilprev, executivos da BB Seguros, BBDTVM, da acionista principal e especialistas em inovação do mercado, o projeto vencedor foi o que apresentou uma estratégia para o desafio de desenvolver a prospecção para garantir uma maior retenção de clientes. O Ecoprev, formado pelos colaboradores Alexandre Verta, Caique Souza, Gabriel Cedrim, Jéssica Moran, João Costa, Flavio Messias, Ronnye Bernardo e Cinthia Spanó, sugeriu um ecossistema de fidelização que por meio de um estudo de perfil previdenciário e inteligência de dados. A solução proporcionará mais fidelidade e qualificação de vendas, através de uma comunicação mais ativa e direcionada.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado desse Hackathon! Temos certeza de que a grande ganhadora no final do processo foi a companhia como um todo, pois os seis projetos finalistas serão aplicados e não apenas o vencedor”, revela Bruno Palhão, superintendente de Canais Digitais da Brasilprev e líder da área responsável pelo Hackathon. “A ideia é que as estratégias sejam colocadas em prática a partir do primeiro trimestre de 2022. Esse processo é uma das nossas ações em busca do propósito da companhia que é transformar o jeito como o brasileiro se prepara para o futuro”, complementa o executivo.

Para Ângela Assis, presidente da Brasilprev, o resultado refletiu o momento da empresa. “Estamos vivenciando digital na Brasilprev e a inovação um importante ciclo de transformação segue no centro desse processo”, destaca. “As soluções apresentadas neste Hackathon serão essenciais para nossa estratégia de negócios pensando no novo momento que a previdência privada está vivendo”, finaliza.

Todos os membros das equipes finalistas foram premiados com um dispositivo de assistente virtual que usa inteligência artificial para executar tarefas por comando de voz. A viagem da equipe vencedora terá duração de uma semana no formato learning experience com uma mistura de aulas, debates e trocas de experiências de estímulos à transformação.

Central Nacional Unimed anuncia apoio ao Programa BNDES Garagem 546

Central Nacional Unimed anuncia apoio ao Programa BNDES Garagem / Foto: Proxyclick Visitor Management System / Unsplash Images

Cooperativa nacional terá board da companhia como mentores das startups selecionadas no projeto realizado pelo Banco

A Central Nacional Unimed (CNU) anuncia uma parceria inédita com o BNDES Garagem – Negócios de Impacto, um programa de aceleração para startups. A iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social tem a missão de desenvolver e fomentar o empreendedorismo no Brasil, por meio do apoio a empreendedores(as) e startups. A CNU tem contribuído de forma estratégica com mentorias de executivos experientes do grupo a 14 dos 45 projetos selecionados, de forma a colaborar com o desenvolvimento dos negócios e de soluções criativas.

O presidente da Central Nacional Unimed, Luiz Paulo Tostes Coimbra, destaca que a inovação tem sido uma pauta constante na companhia por meio de parcerias robustas e da reorganização de processos internos, que trazem eficiência para beneficiários e clientes. “Apoiar iniciativas como o Programa BNDES Garagem é uma forma assertiva, ágil e eficiente de melhorar o nosso País, de abrir horizontes para o empreendedorismo e para a geração de tecnologia, negócios, empregos e renda. São mais de 50 anos de cooperativismo Unimed espalhado por todo o País e não há dúvidas de que temos muito a contribuir na criação de soluções positivas para a sociedade e aprender sempre, com esses novos modelos de negócios”, complementa o presidente.

O programa está em sua segunda edição e é totalmente gratuito aos grupos selecionados. Com início no primeiro semestre de 2021, a iniciativa destaca o objetivo de impulsionar negócios de impacto que queiram colaborar para a resolução de desafios sociais ou ambientais do Brasil. Participam dessa ação empreendedores com soluções inovadoras – já lançadas no mercado ou ainda em desenvolvimento. Por isso, o programa é dividido em dois estágios: o da criação, para os que ainda estão começando a empreender e precisam de apoio para dar os primeiros passos, e o da tração, para aqueles que já têm um negócio de impacto e querem auxílio para crescer. Os selecionados no BNDES Garagem têm acesso a workshops, conteúdos, acompanhamento individual, mentorias, eventos de conexão, além de entrada à rede de parceiros. A metodologia de aceleração do programa conta com a parceria das organizações Artemisia, Wayra e Liga Ventures.

“De um lado, conectamos diretamente as startups do programa com mentores especialistas da CNU para ajudar os empreendedores com base na experiência adquirida ao longo de suas carreiras a identificarem desafios, oportunidades, gerar conexões e networking, maximizar o potencial do negócio e trocar experiências. De outro, proporcionamos à CNU o contato com uma cultura empreendedora, de inovação e agilidade. É uma parceria ganha-ganha”, explica Danielle Leonel, Gestora de Relacionamentos Institucionais da Liga Ventures.

Para Dante Lopes, head de inovação na Central Nacional Unimed, a atuação da maior cooperativa do Sistema Unimed no projeto do BNDES representa a possibilidade de compartilhar uma visão estratégica dos negócios e trazer novos insights para projetos da marca, uma vez que as startups selecionadas oferecem soluções para áreas além da saúde. “Será uma via de mão dupla: tanto levaremos conhecimentos e experiências, quanto nos aproximaremos da inovação e da criatividade destes novos talentos empresariais. Estaremos mais perto daqueles que estão começando e dos que visam crescimento”, comenta Lopes.

Os ciclos de mentoria envolvem encontros mensais com os grupos de startups, que tiveram início em 01 de dezembro e irão até fevereiro de 2022. Para mais informações sobre o programa, é só acessar este endereço.