Como sensibilizar melhor o cliente? 558

Palestra busca nova abordagem para comercialização de seguros e previdência

O multicampeão da Fórmula 1, Michael Schumacher. Reprodução
O multicampeão da Fórmula 1, Michael Schumacher. Reprodução

Você sabia que, em média, 120 pessoas morrem diariamente em acidentes de trânsito no Brasil? Anualmente o número cresce para 43 mil. Outros 500 mil ficam inválidos. Ainda falando em números, aproximadamente 60 mil pessoas morrem por homicídios, 350 mil por problemas cardiovasculares e outros 200 mil decorrentes do cigarro. Outro dado alarmante são os 600 mil casos anuais de câncer descobertos e olha que ainda estamos falando de nosso País. São números impressionantes, mas que expõem a grande fragilidade do corpo humano. Quem não se lembra do multicampeão de Fórmula 1, Michael Schumacher?

Esta matéria apenas reforça aquilo que todos nós já sabemos: precisamos investir em planos de previdência e preservar o futuro diante de qualquer intempérie com as opções de cobertura disponibilizadas pelo setor de seguros. A diferença é que desta vez o tema foi tratado sob uma outra ótica, a do atuário e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Sérgio Rangel. Um seleto público acompanhou a apresentação no final da noite desta terça-feira, na sede da Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), em Porto Alegre (RS).

Jeanne Calment foi a pessoa mais longeva registrada na humanidade. Reprodução
Jeanne Calment foi a pessoa mais longeva que se tem registro na humanidade. Reprodução

Rangel abordou o limite da longevidade. Citou o exemplo de Jeanne Calment, que viveu até os 122 anos. Jeanne fumou e andou de bicicleta até os 117 e bebia diariamente um copo de vinho. “A questão é: teremos fôlego para viver tanto?”, questiona ao abordar o risco da longevidade, que varia de acordo com a capacidade de alguém acumular capital ao longo da vida para gastos como saúde, por exemplo. “Temos um grande mercado de pessoas acima de 65 anos”, disse ao projetar um cenário para 2050, dada a queda drástica na taxa de natalidade nos últimos anos.

Umberto Eco define que “o futuro deve ser o lugar para onde vamos, e não algo que virá até nós, onde estamos agora”. Com esta citação, Sérgio Rangel visou estimular o pensamento no futuro, uma visão mais a longo prazo. “E se eu não puder trabalhar por conta de algum acidente ou doença?”, completou ao abordar a importância de proteções para a vida e invalidez. “Existe uma coisa chamada lacuna de mortalidade que é uma simulação de como as coisas seriam na família da pessoa caso ela venha a faltar”, disse ao ressaltar a importância de planejamento para garantir a proteção necessária para se manter aquele grupo familiar. “Ao todo, estima-se em US$ 2,5 trilhão de dólares de riscos desprotegidos”, consolidou.

Esta introdução tinha um objetivo: focar na comercialização de seguros e previdência. As estimativas apontam que apenas 10% das pessoas no Brasil possuam algum seguro de vida (apenas 1% contrata diretamente, sem o incentivo da empresa onde trabalham, por exemplo), já na previdência complementar este número sobe para 8,7%, de acordo com dados divulgados no Encontro dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo, o Conec deste ano. “O futuro tem uma grande pedra, se esperarmos ela cair de uma vez só não iremos resistir. É o caso da previdência, várias pedrinhas menores amortizam o impacto e devemos utilizar os mecanismos de seguro para proteção”, ilustrou.

O atuário Sérgio Rangel. William Anthony/JRS
O professor e atuário Sérgio Rangel. William Anthony/JRS

“Nada muda se você não mudar”, elenca ao abordar uma visão interdisciplinar com as neurociências. A exposição de Rangel evidenciou: não somos totalmente racionais em nossas decisões.

“Frequentemente nos matriculamos em uma academia, fazemos um contrato de um ano e nunca mais aparecemos”, disse em um dos exemplos práticos do cotidiano. “A tendência é de um comportamento pendular. Somos imediatistas”, finalizou.

Em um contexto histórico, Rangel lembra que já fomos caçadores coletores. Ou seja, criamos ideias que visam a satisfação de desejos, consumismo, achamos que poupar não é prazeroso, além da busca pela aprovação social e a banalização do crédito. “Temos de entender que as pessoas são assim e precisamos ajudá-las a passar por este enfrentamento”, comenta.

O atuário lembra que as pessoas passam mais tempo planejando festas ou fazendo listas de natal do que planejando suas vidas. “O papel do corretor é auxiliar as pessoas a construírem uma vida mais planejada para o hoje e o amanhã”, destaca ao lembrar que a procrastinação afeta o processo de mudanças. “As pessoas querem mudar, mas não agora. As pessoas têm aversão às perdas. A perda é mais mobilizadora que o ganho”, ressalta.

Gamificação é o uso de técnicas de design de jogos que utilizam mecânicas de jogos e pensamentos orientados a jogos para enriquecer contextos. Reprodução
Gamificação é o uso de técnicas de design de jogos que utilizam mecânicas de jogos e pensamentos orientados a jogos para enriquecer contextos. Reprodução

Sérgio Rangel acredita que a gamificação (uso de técnicas de design de jogos que utilizam suas mecânicas e pensamentos orientados para enriquecer contextos) pode ajudar as pessoas a despertarem para a importância de planejarem suas vidas. “São as pequenas coisas que mudam o resultados. Não gostamos de receber ordens, sentir que as coisas são uma obrigação”, revela ao focar no engajamento dos resultados. “A solução, algumas vezes, não pode ser apresentada de forma rápida. A pessoa é que tem de ter essa conclusão”, segue baseado nos princípios de estratégia guiada (onde pessoas são conduzidas a concluírem que determinada coisa é favorável e necessária).

Transparência, simplicidade, boa comunicação e facilidade para oferecer opções aliadas a inovação de abordagens despertam a relevância na comercialização das opções de proteção existentes. “Precisamos não focar em banco de dados e sim em banco de fatos, assim as pessoas estarão mais sensíveis. Existem coisas extremamente simples para desmistificar o nosso mercado de seguros”, encerrou.

Porto Seguro apresenta novas funcionalidades no App Auto 251

Porto Seguro apresenta novas funcionalidades no App Auto

Mudanças visam aprimorar a experiência do cliente

A Porto Seguro apresenta novas funcionalidades no Aplicativo Porto Seguro Auto, que agora possibilita ao usuário alterar seus dados bancários, regularizar o pagamento e prorrogar o vencimento do seguro, além de gerar a 2ª via de boletos e código de barras.

Com as novidades, quem vai pegar a estrada nestas férias terá sua segurança, praticidade e comodidade reforçadas. Por meio do aplicativo, o segurado pode conferir o histórico e o calendário das próximas manutenções de seu veículo nos CAPS (Centros Automotivos Porto Seguro) e tem à disposição as funções de aviso de sinistro e vistoria digital. Pode, ainda, solicitar serviços para o carro (como guincho por pane ou colisão, socorro por pane seca, carga ou trocas de bateria e chaveiro) e acompanhar, em tempo real, o deslocamento do prestador até a chegada no local de atendimento.

O pacote de novas funcionalidades inclui a possibilidade de contratação de serviços avulsos da Porto Seguro Faz, como limpeza de sofá e estofados, conserto e instalação de eletrodomésticos, e dedetização. Isso, claro, após os serviços gratuitos disponíveis na apólice do seguro do veículo já serem consumidos.

De acordo com Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto, as mudanças visam reforçar o investimento da empresa nos canais digitais e aprimorar a experiência do cliente. “A Porto Seguro se mantém antenada às inovações tecnológicas e busca sempre alinhá-las aos seus produtos e serviços para facilitar o dia a dia dos segurados”, declara o executivo.

Outros benefícios

Disponível para Android e iOS, o aplicativo segue com as funcionalidades já conhecidas, como localização do Centro Automotivo mais próximo, consulta aos dados da apólice (coberturas, cláusulas e assistências, dados de pagamento e vigência do seguro) e informações de pagamento.

O segurado pode verificar os serviços gratuitos a que tem direito nos mais de 300 Centros Automotivos Porto Seguro espalhados pelo país. Entre os itens disponíveis estão cristalização do para-brisa, regulagem do foco dos faróis, diagnóstico do sistema de freios e reparo dos furos de pneus. O cliente que utiliza os demais serviços do CAPS, como alinhamento de direção, suspensão e balanceamento de rodas, tem 20% de desconto na mão de obra e pode parcelar o valor do serviço em até 6x no cartão Porto Seguro.

Soluções inovadoras deixam corretoras de seguros mais competitivas 208

Soluções inovadoras deixam corretoras de seguros mais competitivas

Fidelização ajuda na manutenção do negócio

A Cashback Solutions, solução global que entrega a possibilidade de uma PME criar seu próprio programa de fidelidade de forma diferenciada a um bom custo-benefício, comercializa soluções para o mercado de seguros e deixa as corretoras que apostam em soluções de fidelização mais competitivas. A Cashback Solutions faz parte da maior comunidade internacional de compras Cashback World e possui negócios ativos em todas as regiões do País.

A solução permite que a corretora tenha um sistema que roda todo em plataforma web sem vínculo a meios de pagamentos; proporciona integração com CRM e ferramentas de comunicação com os clientes. Também oferece benefícios atrativos, como o Bônus de Marketing, no qual a empresa fatura também engajando seus clientes a realizarem compras em outras empresas parceiras da comunidade global da Cashback World. Além disso, a empresa ganha visibilidade por participar de um programa global com muitas oportunidades B2B.

“O mercado de seguros poderá oferecer diferentes experiências para os clientes com a Cashback Solutions, é uma oportunidade de ir além e inovar. E o consumidor, além de ter o patrimônio protegido, poderá desfrutar de benefícios de compras como o Cashback – até 5% do valor da compra de volta depositado na própria conta bancária e Shopping Points que podem ser resgatados em ofertas exclusivas na forma de bens ou serviços específicos (Shopping Points Deals) ao fazerem parte da Cashback World”, explica o diretor geral da myWorld – operadora Cashback World no Brasil, Davi Damazio.

Entre as corretoras de seguro que já são clientes da Cashback Solutions está a Weeseg Tecnologia, corretora que está há 30 anos no mercado em São José dos Campos e buscava algo novo para oferecer aos seus clientes. “Fazer um seguro é algo que considero muito analógico para os dias atuais; meu desejo era oferecer algo a mais para os meus clientes e por isso busquei por uma empresa que pudesse me apoiar nesta missão”, afirma José Roberto, proprietário da Weeseg Tecnologia. “Quando conheci a Cashback Solutions vi que meus clientes teriam acesso a benefícios reais e isso foi o que me motivou”, afirma o executivo.

A Weeseg também viu sua receita crescer ao ver seus clientes fazendo compras em outras Empresas Parceiras que estão inseridas na comunidade. “Hoje a receita da minha empresa advém não somente da venda de seguros, mas também, do consumo dos Afiliados que chegaram à comunidade de compras por meio da Weeseg”.

“Eu estava buscando um programa de fidelidade que oferecesse mais do que um mero carimbo em cartões de papel. A Cashback Solutions permitiu oferecer o Cashback e assim, devolver dinheiro para os clientes, que agora estão também conectados a uma comunidade global de compras que é a Cashback World”, finaliza.

Susep autoriza Santander e HDI a operar seguradora digital de automóveis 541

Susep autoriza Santander e HDI a operar seguradora digital de automóveis

Negócio deve iniciar com R$ 15 milhões de capital social

No Diário Oficial da União (DOU) do último dia 11 de janeiro a Superintendência de Seguros Privados (Susep) concedeu autorização para operação da Santander Auto. A seguradora, totalmente digital, vai operar no seguro de danos em todo território nacional.

O capital social da Santander Auto é de R$ 15 milhões e o controle acionário e a ingerência efetiva dos negócios são realizados pela HDI Seguros e pelo Banco Santander (Brasil). A joint venture já havia recebido o sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em abril de 2018.

Você devia conhecer os brokers de resseguros 214

Você devia conhecer os brokers de resseguros

Confira artigo de Renato Cunha Bueno

Na cadeia de negócios do nosso mercado, somente o corretor de seguros e o broker de resseguros são facultativos, o segurado, seguradora e o ressegurador estão em todos os negócios.

Em geral, o corretor se viabiliza em riscos maiores ou mais complexos, a partir de seu network profissional e de sua capacidade de entregar o que o cliente precisa em termos de cobertura, preço e, principalmente, serviço.

A especialização e o acesso a seguradoras e seus canais de distribuição ajudam muito, porém, certamente todo corretor teve ou terá à sua frente uma oportunidade de um bom negócio com a promessa de um bom prêmio cujo serviço não está preparado para entregar. Isso apode acontecer por diversas razões, como: dificuldade de encontrar seguradora interessada, preço, conhecimento técnico ou até mesmo tempo e foco para buscar a solução.

É aí que “as onças podem beber água”, pois o corretor levanta uma oportunidade para o broker – que não deve ter interesse na corretagem da apólice na ponta – e o broker retribui ajudando o corretor a encontrar cobertura para riscos difíceis com preços competitivos além de seguradoras interessadas no negócio.

Quando as peças se alinham desta forma, como elos da corrente de negócios, é mais fácil ganhar e mais difícil perder um negócio, até porque fica mais simples entender o processo de formação de preço.

O Brasil conta hoje com cerca de 20 brokers. Meu conselho aos colegas é:

“Se tiver uma oportunidade deste tipo, procure um broker, não esquecendo de que ele geralmente precisa de pelo menos um mês de prazo para trabalhar e desenvolver o melhor negócio. Melhor ainda é procurar um destes profissionais antes da tal oportunidade aparecer para entender como funciona e quando o resseguro facultativo ajuda, além, é claro, de estabelecer uma forma de acesso a este tipo de solução”.

*Renato Cunha Bueno, sócio-diretor da ARX Re Corretora de Resseguros e coordenador da Comissão Grandes Riscos e Resseguros do Sincor-SP.

MetLife é seguradora destaque entre as 50 empresas mais amadas do Brasil 535

MetLife é seguradora destaque entre as 50 empresas mais amadas do Brasil

Metlife é a 42ª mais amada, sendo a única seguradora no ranking das companhias mais bem avaliadas pelos profissionais na plataforma Love Mondays

A MetLife, uma das principais empresas de serviços financeiros no mundo, acaba de ser eleita uma das empresas mais amadas do Brasil pelos seus funcionários, com a nota de satisfação geral de 4,1, segundo o ranking 2019 publicado pela Love Mondays, com destaque especial para o quesito de remuneração e benefícios.

A classificação é realizada de acordo com a nota das avaliações espontâneas e anônimas registradas na plataforma pelos próprios profissionais das empresas, considerando os seguintes aspectos: remuneração e benefícios, oportunidade de carreira, cultura da empresa e qualidade de vida. O ranking “A Mais Amada” da Love Mondays está em sua quarta edição.

“Fico muito feliz com o reconhecimento pelos nossos funcionários e ex-funcionários, o que só nos motiva ainda mais a continuarmos nosso trabalho para proporcionar um ambiente de trabalho com diversidade, agradável, produtivo e desafiador para que nossos talentos se desenvolvam e sintam-se felizes em estarem conosco. O prêmio é mais uma comprovação de que estamos em um bom caminho” comenta Raphael de Carvalho, presidente da MetLife.

Criado em 2016, o ranking é composto por duas listas: as 50 Grandes Empresas Mais Amadas e as 30 PMEs Mais Amadas. Para ser elegível ao ranking das grandes empresas, é preciso ter mais de 501 funcionários globalmente e somar pelo menos 50 avaliações entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2018; para as PMEs, são consideradas empresas com menos de 500 funcionários e o número mínimo exigido é de 15 avaliações no período.

Para chegar aos ambientes de trabalho mais amados, considera-se a nota média de satisfação geral atribuída pelos usuários do Love Mondays. As notas vão de 1 a 5, sendo 1 muito insatisfeito e 5 muito satisfeito. Neste ano, foram consideradas mais de 153 mil avaliações.