Sustentare promove encontro especial com parceiros de negócios 1014

Rede de Corretores de Seguros ultrapassou a marca de R$ 50 mi de prêmios emitidos em 2016

O último sábado foi mais que especial para os parceiros da Rede Sustentare. Ao todo, 7 seguradoras parceiras correspondem a mais de 60% das operações da rede de corretores e foram fundamentais para a realização do exitoso encontro no Novotel Três Figueiras, em Porto Alegre (RS). São elas: AIG, Allianz, Bradesco Seguros, HDI, Liberty Seguros, Sancor e Sompo.

A empresa, que finalizou 2016 com 73 escritórios e ultrapassou a barreira dos R$ 50 milhões em emissão de prêmios, promoveu um dia de integração total com apresentações de companhias seguradoras, sorteio de brindes, premiação aos profissionais de destaque e um pocket show especial com o humorista Jair Kobe, o Guri de Uruguaiana.

Campanha leva corretores a viagem exclusiva com acompanhante para resort na Região Nordeste

“Com base no crescimento da Sustentare, acreditamos que ultrapassaremos a casa dos R$ 65 milhões até dezembro deste ano. Queremos estar entre as melhores operações do segmento e ser reconhecida como a melhor provedora de soluções em seguros da Região Sul até 2025”, conta Rogério Oliveira, responsável pelo marketing da Sustentare.

A Sustentare ainda apresentou novidades em seu sistema com o objetivo de facilitar o dia do corretor de seguros. “Além de uma ótima comissão existe a boa visibilidade da marca”, afirma Oliveira. “Com um novo sistema de negócios, a Sustentare visa dar maior controle para as apólices do corretor”, completa ao informar que as novidades referentes à renovações já estarão disponíveis no dia 20.

Marcos Stock Trevisan, CEO da Rede Sustentare

“Entendemos que o segredo são parcerias fortes e consolidadas”, diz Marcos Stock Trevisan, CEO da Rede Sustentare.

Na oportunidade, a Allianz também anunciou sua nova campanha, que vai levar corretores destaques a um mega show no camarote da companhia, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). A Bradesco Seguros sorteou ingressos para um musical com o cantor Michel Teló. Já a Rede Sustentare, reconheceu seus parceiros de negócios de destaque. As unidades de Arroio do Meio, Tapejara e Caxias do Sul/Esplanada aproveitarão um belo resort com acompanhante na Região Nordeste.

O humorista Jair Kobe em pocket show especial
Você fica sabendo muito mais na próxima edição da Revista JRS, que estará disponível nos próximos dias!

Confira todas as imagens:

Confira a segunda parte do programa Seguros Sem Mistério especial:

Bradesco Seguros segue na lembrança dos brasileiros 241

Casa da Photo

Grupo Segurador, pela 17ª vez consecutiva, é a empresa mais lembrada em “Seguros”

Por 17 anos consecutivos, pesquisa feita pelo conceituado instituto Datafolha com consumidores de diversos municípios do país revela o mesmo resultado: a Bradesco Seguros é a marca mais lembrada quando o assunto é seguros. O Grupo Segurador conquistou, mais um troféu na categoria “Seguros” no prêmio Top of Mind, da Folha de S. Paulo. O evento de reconhecimento contou com a presença do Diretor de Marketing, Alexandre Nogueira, e da Superintendente de Marketing, Ana Claudia Gonzalez.

“Estar presente na memória dos brasileiros como a melhor marca em seguros é motivo que muito nos orgulha. Esse reconhecimento é a prova de que oferecemos soluções completas em seguros para os mais variados públicos, com confiança e solidez, nos momentos em que mais precisam de nós”, afirma Alexandre Nogueira.

Para se chegar a esse resultado, o instituto Datafolha ouviu mais de 6,5 mil pessoas de diferentes idades e classes sociais. Além de “Seguros”, outras 60 categorias de produtos e serviços foram reconhecidas.

ANSP aborda a lei de proteção de dados e os impactos no setor de seguros 347

ANSP

Debate conta com três painéis

A Academia Nacional de Seguros e Previdência realizará, no dia 29 de novembro, mais uma edição do Café com Seguro, que debaterá o tema “A lei de proteção de dados e os impactos no setor de seguros”. O evento, que acontecerá no auditório do Sindseg-SP, tem como objetivo abordar a lei geral da proteção de dados pessoais (Lei n° 13.709/2018) e seus reflexos em toda a cadeia da indústria de seguros.

O debate terá três painéis e contará com a apresentação, composição da mesa e moderação do diretor da ANSP, Rafael Ribeiro do Valle; a abertura do presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos.

O primeiro painel abordará a Lei e “compliance”: como se adaptar? Como palestrante, Paulo Eduardo Lilla, Doutor e Mestre em Direito Internacional pela USP, especialista em direito e tecnologia da informação pela Escola Politécnica da USP (PECE/POLI/USP). Possui extensão em direito digital aplicado pela FGV/EDESP, é membro do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), do Instituto Brasileiro de Estudos sobre Concorrência, Consumo e Comércio Internacional (IBRAC), da Associação Brasileira de Direito da Tecnologia da Informação e das Comunicações (ABDTIC) e da “International Association of Privacy Professionals” (IAPP).

Em seguida serão colocados em debate os aspectos trabalhistas da lei por Alexandre Magalhães, especialista em Direito Empresarial pela Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ). Logo após, Maria Fernanda Hosken Perongini, apresentará os agentes de tratamento na Lei no terceiro painel. A palestrante é mestre em propriedade intelectual e inovação pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), com extensão em proteção de dados (IDP/SP), professora de propriedade intelectual no LLM e de direito empresarial pela FGV e membro da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (ABPI),

A coordenação dos Trabalhos é do Ac. Edmur de Almeida, diretor de Fóruns Acadêmicos da ANSP, coordenador das comissões técnicas dos seguros de crédito, garantia e finança locatícia do SINCOR-SP e da FENACOR; e Ac. Voltaire G. Marensi, coordenador da cátedra de Direito do Seguro.

O evento é gratuito, mas as vagas, limitadas. As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de novembro pelo e-mail eventos@anspnet.org.br ou pelos telefones (11) 3333-4067 e (11) 3661-4164.

Affinity Seguro participa do Festuris Gramado e patrocina festa de abertura com parceiros 339

Affinity Seguro

Evento aconteceu entre os dias 8 e 11 de novembro

A Affinity Seguro participou, mais uma vez, do Festival de Turismo de Gramado, entre os dias 8 a 11 de novembro. Desta vez, ela foi uma das patrocinadoras da festa de abertura junto com uma série de empresas parceiras. “Esse é um evento muito importante no cenário do turismo brasileiro e fazemos questão de participar a cada ano. Um momento de encontro com os profissionais do setor e essencial para reforçar nosso posicionamento de trabalhar apenas no B2B”, explica o diretor geral da Affinity, José Carlos Menezes.

A solenidade de abertura acontece no Palácio dos Festivais, nesta quinta, dia 8, às 20h. A cerimônia contará com mais de mil profissionais e a participação dos ministros do turismo do Brasil, Vinícius Lummertz, e do Uruguai, Lilian Kichichian.

Quem passar pela feira poderá encontrar a equipe da Affinity em diferentes pontos: no stand em conjunto com a MGM Operadora, no Espaço Luxury e no stand da Incomum Operadora. “Vamos estreitar laços já consolidados, além de conquistar novos parceiros. Assim como a Affinity, que possui bases espalhadas por todo o país, o Festuris tem a vantagem de ter todos os estados da federação participando, e mais de 15 mil profissionais da indústria. Uma grande oportunidade de negócios”, afirma Luiz Américo, gerente GSA da empresa, que vai liderar a equipe.

Completam o time da Affinity os executivos de contas que atendem a região Sul do país: Sandra Vieira, Ricardo Melo e Belmar Guedes (embaixadores do Festuris) e Sócrates Moreira.

Ação

As pessoas que visitarem os stands dos parceiros da Affinity (Bee Happy, Incomum Operadora, Personal Operadora e Espaço Luxury) irão concorrer a uma capa de mala da Affinity.

A Affinity cresceu 30% no primeiro semestre deste ano e a meta da empresa é fechar 2018 com incremento total de 40% no faturamento. Em 2017, o crescimento foi de 43% em relação a 2016.

Divulgação
Divulgação

Porque o mercado de criptomoedas ganha cada vez mais espaço e credibilidade 663

Criptomoedas

Confira artigo de Jaime Schier, diretor comercial do Grupo Bitcoin Banco

Desde que alcançou ampla popularidade no fim do ano passado, o mercado de criptomoedas esteve marcado por discussões que envolvem a confiabilidade do sistema, a segurança, a transparência, a regulamentação ou a alta volatilidade da moeda. A verdade é que essa agenda é superada a cada dia pela revolução que o bitcoin vem causando no sistema financeiro. As criptomoedas possuem um valor de US$ 200 bilhões e somam mais de US$ 6 trilhões desde que surgiu, segundo dados de abril deste ano.

Descentralizado e distribuído, ou seja, não controlado por nenhuma entidade ou governo, o mercado de cripto está ancorado na blockchain, o que garante segurança e praticamente impede ataques ou adulteração. Para se ter uma ideia, hoje seriam necessários US$ 56,5 bilhões e uma estrutura computacional como a da Nasa para burlar a rede Bitcoin.

Qualquer movimentação em bitcoin fica registrada e disponível para visualização na blockchain por parte dos usuários. Ainda assim, as consultas são feitas aleatoriamente e as ligações entre as transações exigem um conhecimento aprofundado de navegação nos incontáveis nós da rede.

Isso já começa a fazer das exchanges agentes do processo de transparência e de combate a crimes como lavagem de dinheiro. Alguns magistrados de diferentes órgãos do Poder Judiciário têm demandado consultas às nossas bases de dados, e o fazem requisitando informações e até bloqueio de eventual saldo em criptomoedas, vinculado a determinado CNPJ ou CPF tornado réu em alguma operação criminal.

A ausência de regulamentação específica do setor também já não inibe o mercado. Esse é um segmento extremamente organizado e a prova está na tributação de suas atividades, mesmo sem definição da categoria. As criptomoedas precisam ser declaradas ao fisco brasileiro no Imposto de Renda, por exemplo.

Além disso, ganha força a defesa da autorregulação. Entende-se que o Conselho Monetário Nacional poderia outorgar, como já se faz no mercado imobiliário, poderes a associações que têm como objeto social a defesa do mercado de criptomoedas. Essas entidades, com notória e irrefutável expertise no segmento, ficariam encarregadas da regulação, supervisão, fiscalização e certificação do criptomercado, com vistas a preservar a segurança, eficiência e integridade das operações de negócios e ofertas.

O ideal é que um dia cheguemos ao patamar de países como o Japão, que promoveu a autorregulação e passou a reconhecer as criptos como “moedas legais”, a aumentar a fiscalização contra operações ilegais e para segurança dos investidores. Até mesmo o governo aceita receber seus impostos em moedas virtuais e recentemente um banco tradicional do país passou a fazer oferta de criptomoedas.

O bitcoin também ganha força como forma de investimento. Ao comprar na “baixa” e vender na “alta” e realizar negociações até mesmo com outros usuários das plataformas das exchanges, é possível conseguir boa rentabilidade mesmo em ambiente alta volatilidade. Ganha ritmo agora o uso das criptomoedas como meio de troca de produtos e serviços, especialmente pela possibilidade de realizar transações de maneira rápida, ágil e acessível. Em todo o mundo, são mais de 13,5 mil estabelecimentos, de acordo com o site CoinMap.org, que realiza o monitoramento.

A expansão deve continuar mesmo diante de resistência no sistema financeiro tradicional. Para entrar no segmento de criptos ainda é preciso fazer a troca pela moeda fiduciária e passar pelos bancos, mas a tendência é de que haja uma transformação cada vez maior nesse novo mundo que vai muito além da simples compra e venda de bitcoins.

É com essa certeza que o Grupo Bitcoin Banco investe em estruturas que materializam o mundo das criptomoedas. Nossa agência física em Curitiba é pioneira e oferece produtos concebidos inclusive para quem não tem intimidade com moedas digitais. Entre eles, modalidades de investimento por 90 ou 180 dias, com ou sem possibilidade de trade, que remuneram o cliente com 1% ao mês em bitcoin, com base no valor investido. Na plataforma La Rêve, um depósito por 12 meses permite escolher um “presente” no valor correspondente.

Com as inovações, o Grupo Bitcoin Banco prova ser possível fazer investimento seguro e transparente em criptomoedas, sem risco de perdas. Mais um caminho para oferecer ainda mais credibilidade e consolidar o mercado de criptomoedas.

Como o corretor de seguros deve aproveitar as datas comemorativas para vender mais 306

Vendas em datas comemorativas

Aprenda a fazer isso de uma forma muito simples

Todo mundo que trabalha com a comercialização de algum produto ou serviço sabe que é interessante contar com datas comemorativas para vender mais.

No Brasil, possuímos muitas datas comemorativas, tanto religiosas como épocas do ano em que acontecem férias coletivas, ou mesmo campanhas ganham mais visibilidade. São exatamente essas datas que devemos aproveitar.

Todo mundo que trabalha com a comercialização de algum produto ou serviço sabe que é interessante contar com datas comemorativas para vender mais.

No Brasil, possuímos muitas datas comemorativas, tanto religiosas como épocas do ano em que acontecem férias coletivas, ou mesmo campanhas ganham mais visibilidade. São exatamente essas datas que devemos aproveitar.

Quer alguns bons exemplos? Simples: em dezembro inicia o verão em nosso país e com a estação vem as férias coletivas de final de ano, e datas comemorativas como Natal e Réveillon.

Isso significa que, essa é uma época em que muitas pessoas viajam com a família, logo, é uma excelente época para vender seguros viagem, seguro auto e muitos outros serviços.

Neste artigo, você entenderá melhor como o corretor de seguros deve aproveitar as datas comemorativas para lucrar mais.

Datas comemorativas em que é possível ampliar as vendas de seguro

Geralmente um corretor de seguros não trabalha apenas com um tipo de produto, ou seja, um mesmo profissional pode vender seguro auto, residencial, de vida, de bens como eletrônicos, etc.

Com essa grande abrangência de produtos, fica mais fácil conquistar clientes e ter boas vendas. Mas, quando esses profissionais fazem o uso de datas comemorativas para impulsionar suas vendas, os resultados podem ser ainda melhores.

Por exemplo, estamos passando pelo mês ‘Outubro Rosa’, onde as campanhas referentes ao combate e a prevenção do câncer de mama são mais intensas.

No próximo mês teremos o “Novembro Azul”, que aborda a importância da prevenção do câncer de próstata. O que isso significa? Significa que este é um excelente período para oferecer produtos como seguro de vida ou assistência saúde para seus clientes.

Aproveite para usar as campanhas em evidência, para ilustrar aos seus clientes a importância de contar com esses produtos e serviços.

Assim como o exemplo dado no início do texto, referente as festas de final de ano e viagens, podem ser usadas na oferta de serviços como seguro auto, visto que geralmente essas pessoas viajam mais de carro nessa época, com toda a família a bordo.

Logo, poder contar com uma segurança e assistência maior caso o carro apresente problemas é um excelente negócio. E não se preocupe, pois, se seus clientes estão planejando uma viagem para mais longe no final de ano, você pode oferecer o seguro viagem.

Datas comemorativas como dia das mães, dos namorados ou dos pais também podem ser usadas para vender planos de saúde para proteger quem se ama, ou mesmo seguros de vida que garantam o bem-estar de quem é importante na vida de seus clientes.

Enfim, existe uma infinidade de possibilidades quando o assunto é aproveitar as datas comemorativas para vender mais. Procure investir em e-mail marketing e campanhas através de meios de comunicação digitais para chegar até seus possíveis clientes, use a criatividade e boas vendas.