Em busca de resultados excepcionais, começa 2018 2468

Confira um editorial preparado pela equipe de reportagem do JRS

Começa uma nova etapa. A oportunidade de fazer diferente, inovar e superar expectativas. Com esta filosofia, o JRS entra em 2018 confiante em grandes resultados, baseado nos excelentes números registrados no ano passado, um dos melhores em audiência e faturamento de nossos produtos.

Você conta há 18 anos com uma seleção das principais notícias dos mercados de seguros, previdência complementar e capitalização. Tudo começou com um jornal impresso, o primeiro do gênero a ser publicado totalmente online. A versão totalmente digital veio logo depois, através do Newsletter JRS. Em 2013 foi a vez de expandir nosso site, que completa 5 anos de operação com foco no hard news e em pautas exclusivas, produzidas pela competente equipe de reportagem chefiada por um dos ícones do mercado brasileiro: Jota Carvalho, que conta com uma trajetória única e boas relações com os mais distintos players do setor.

E por falar em boas relações, um dos focos do JRS neste novo ano é aprimorar nossa aproximação com nosso público, formado por consumidores do ramo segurador, traders, operadores econômicos, seguradores e pelos corretores de seguros. Muitas novidades serão implementadas neste sentido, dando mais vez e voz para que todos os setores sejam representados em nossos veículos.

É o momento de agradecer o carinho de sua confiança. Seguimos juntos na caminhada para a construção de um ano com resultados excepcionais, com recordes em todos os quesitos e com a retomada dos bons rumos na condução do nosso amado Brasil. Tenha um grande 2018!

Seguro fiança locatícia dá segurança na hora de alugar imóvel 550

Produto oferece agilidade e menos burocracia

Quem é administrador de uma empresa e precisa alugar um imóvel, sabe que a garantia do contrato de locação é condição essencial para assinatura do contrato. A opção de carta de fiança bancária nem sempre é acessível e ainda consome o limite da empresa no banco. Quanto ao fiador, a depender do quadro de acionistas da empresa, nem sempre é possível que se tenha um.

Por outro lado, o dono de um imóvel comercial convive com a insegurança devido ao receio constante da inadimplência, falta de transparência nas informações cadastrais do locatário e ainda ausência de proteção em caso de danos ao imóvel. Já para a imobiliária, como intermediadora do negócio, fica a difícil missão de conciliar o interesse de ambas as partes e alcançar o melhor acordo para todos com total segurança, transparência e seriedade que um negócio desse porte exige.

Para atender todas estas questões e garantir a satisfação de todos os envolvidos, o seguro fiança locatícia é a solução. Este serviço facilita o dia-a-dia de empresas que precisam alugar imóveis com comodidade e segurança. Com ele, empresas com patrimônio líquido e faturamento a partir de R$ 35 milhões poderão ter uma linha de crédito pré-aprovada para emitir apólices para todas as necessidades do contrato de locação de imóvel sem a necessidade de indicar um fiador.

A Fator Seguradora promete um produto que oferece agilidade e muito menos burocracia a um dos melhores custos-benefícios do mercado. O proprietário do imóvel passa a ter muito mais segurança e transparência na hora de alugar o seu imóvel, tendo a garantia de receber integralmente o valor dos aluguéis e encargos legais até a saída do inquilino do imóvel, contando ainda com a possibilidade de contratar coberturas adicionais relativas a multas contratuais e danos ao imóvel. Já a imobiliária passa a contar com o apoio da experiente equipe em crédito corporativo da companhia, para realizar a análise e validação das informações cadastrais do locatário, agregando ainda mais valor aos seus serviços, passando a oferecer mais agilidade e comodidade aos seus clientes.

Você se interessou? Saiba mais sobre o produto neste link e peça ao seu corretor para cotar com a Fator Seguradora!

QG do JRS no litoral gaúcho é palco de grandes reflexões sobre o setor de seguros 338

Executivos abordam produtos, inovação e desafios do mercado para 2019

O ano começou com grandes reflexões sobre o setor de seguros, previdência e capitalização no QG do JRS no litoral gaúcho. Localizada na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS), a casa de verão recebe diversos ícones do mercado todos os finais de semana. Os encontros são realizados há quase 15 anos.

“As coisas ruins sempre nos fazem mais fortes, resistentes e resilientes”, declarou Guacir Bueno, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS). Neste sentido, diversos operadores analisaram dados, informações e expectativas para um ano de grandes desafios como 2019.

“Que nós consigamos operar ainda melhor todas as nossas operações, com comprometimento ainda maior com a essência do nosso trabalho que é o consumidor”, deseja Bueno. “As pessoas que consomem seguro merecem e tem de ter todo o nosso cuidado e preocupação com a qualidade em tudo que nós oferecemos”, completou.

Divulgação/JRS
Divulgação/JRS

A função social do seguro foi enaltecida por Alberto Müller, diretor comercial da Sompo Seguros na Região Sul. “Para o futuro, o mercado de seguros está se preparando muito com novas tecnologias, produtos e serviços muito diferenciados. O setor, de uma forma geral, está se abrindo e tem uma prateleira de produtos muito interessante, não só no Seguro Automóvel, que sempre foi importante, mas o Seguro de Responsabilidades, que tem crescido muito no Brasil”, explicou. “Esse é um seguro que em países de fora do Brasil tem uma procura muito grande e as seguradoras estão preparadas para oferecer este tipo de produto também”, analisa.

Já Rubens Oliboni, diretor regional da HDI Seguros no Rio Grande do Sul, comentou a nova formatação da seguradora, agora com foco total em mobilidade. “Queremos ser a seguradora daquilo que você precisa para se locomover, seja fisicamente ou através de informações, Nos associar com a Grin, que é a empresa que fornece patinetes e virou moda em São Paulo, foi um primeiro passo para subir a escada que é longa e bastante extensa no sentido de nos tornarmos realmente a seguradora da mobilidade. É um começo muito legal em termos de proteção ao meio ambiente, de não poluição e nessa linha que vamos trabalhar nossos produtos, de atender basicamente tudo que tenha a ver com mobilidade para as pessoas”, disse.

Por fim, Gilson Bochernitsan, diretor Região Sul da SulAmérica Seguros, lembrou da importância de se contratar um Seguro Viagem para o período de veraneio. “Na Região Sul e basicamente no Rio Grande do Sul, janeiro, fevereiro e até o fim do carnaval é uma época que as pessoas realmente procuram o Litoral, o gaúcho procura seu descanso e férias por aqui. Para nós da SulAmérica é muito importante estar próximo do consumidor, inclusive contamos com produtos que contemplam esse desejo de viajar, como o SulAmérica Viagem”, finalizou.

Os encontros no QG do JRS no litoral continuam durante o mês de março. Diversas promoções e ações visam impactar um número cada vez maior de pessoas em todas as estações do ano.

ANS realiza audiência pública sobre contratualização dos planos de saúde 250

ANS realiza audiência pública sobre contratualização dos planos de saúde

Consulta à sociedade visa avaliar necessidade de aprimorar a relação entre operadoras e prestadores

A relação contratual entre operadoras de planos de saúde e prestadores de serviço é tema de debate constante entre esses dois atores no setor, por isso a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) vai realizar, no dia 22/03, no Rio de Janeiro, uma audiência pública para ouvir a sociedade sobre a necessidade de revisão ou aprimoramento da regulação acerca da contratualização dos planos. A agenda também visa compartilhar os subsídios colhidos na Câmara Técnica de Contratualização e Relacionamento com Prestadores (CATEC), que desde outubro de 2018 tem debatido o tema com o setor e órgãos públicos.

Instituída pela ANS, a CATEC tem em sua composição integrantes de cerca de 30 órgãos e entidades do governo, além do Ministério Público Federal, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e Ministério Público do Consumidor (MPCON). Foram realizadas três reuniões até o momento e o último encontro acontecerá no dia 21/03, um dia antes da audiência pública. A câmara foi instaurada para identificar quais medidas regulatórias podem ser aplicadas para aprimorar a relação entre operadoras e prestadores, dentre elas a revisão das regras sobre contratualização.

Ao longo das reuniões foram identificados problemas regulatórios acerca do relacionamento entre operadoras e prestadores, que serão apresentados durante a audiência pública, envolvendo temas como: remuneração de materiais e medicamentos de uso hospitalar; dificuldades na negociação contratual; casos de inadimplência (glosas sobre o faturamento, não-pagamento e aplicação irregular do reajuste previsto); adoção da Tabela TUSS (terminologia do setor); rescisão de contratos; utilização de tabelas de referência para remuneração; subnotificação das irregularidades pelos prestadores de serviço; e o tratamento das OPMEs, entre outros.

Apesar de a ANS não ter competência regulatória para definir a relação entre as empresas e nem impor qualquer delimitação comercial entre as partes, a proposta é encontrar soluções menos intervencionistas e mais indutivas, harmonizando a relação em prol de uma construção conjunta para o setor. “Cabe à Agência olhar para esse tema para evitar que problemas dessa relação possam impactar a qualidade da prestação do serviço. É importante aproximar as partes para chegarmos a um ambiente de regulação cada vez melhor”, explica o diretor de Desenvolvimento Setorial, Rodrigo Aguiar.

Clique aqui para se inscrever na audiência pública

Confira aqui as pautas e materiais apresentados durante a CATEC

Audiência Pública sobre Relacionamento e Contratualização entre Prestadores de Serviços de Saúde e Operadoras de Planos Privados de Assistência à Saúde

Data: 22/03/2019, das 9h às 18h
Local: Auditório da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (FECOMÉRCIO – RJ)
Rua Marquês de Abrantes, 99, Térreo – Flamengo, Rio de Janeiro – RJ.

MBM Seguros marca presença no QG do JRS no litoral gaúcho 355

MBM Seguros marca presença no QG do JRS no litoral gaúcho

Chuva não espantou parceiros da ação #VerãoSuperSeguro

Arquivo JRSAs tempestades intensas que atingiram o Rio Grande do Sul no último final de semana não afastaram os parceiros do MBM Seguros do QG do JRS no litoral gaúcho. “A chuva é para os fortes”, descreveu a executiva Jaqueline Pacheco.

Daniela Dutra, nova contratada da seguradora, e Alexsander Kauffmann, superintendente nacional, além dos demais colaboradores da empresa usufruíram de agradáveis momentos onde ficaram ressaltadas as ações de seguridade no veraneio 2019. Segundo estimativas dos principais órgãos de trânsito, mais de 3,8 milhões de pessoas utilizaram as estradas do litoral gaúcho, onde situam-se outdoors do Grupo JRS e da campanha #VerãoSuperSeguro.

Arquivo JRSEm entrevista ao programa Seguro Sem Mistério, apresentado para todo o Rio Grande do Sul através do Canal BahTV!, os executivos do MBM deram ênfase às novidades da companhia para 2019. Na sequência, após um belo churrasco preparado por Bruno Carvalho, todos apreciaram as deliciosas espumantes da Cave di Pozza.

Há quase 15 anos, o Grupo JRS reúne seus parceiros para divulgar produtos e soluções aos consumidores ofertadas pelo setor de seguros. Com maestria de divulgação, o Grupo MBM não deixou de participar.

Previdência: alívio das contas públicas e a garantia de um futuro tranquilo 698

Confira a edição 222 da Revista JRS

Considerada como a “prova de fogo” para o governo do presidente Jair Bolsonaro, a Reforma da Previdência finalmente foi apresentada e será apreciada de acordo com o processo regimental do Congresso Nacional. A proposta tem o objetivo de reequilibrar as contas públicas, manter a saúde do regime previdenciário e diminuir as distorções existentes na aposentadoria de distintas categorias. Especialistas afirmam que a série de medidas pode promover impactos em todo o ciclo econômico e finalmente acelerar a retomada da economia brasileira, que enfrentou uma dura recessão nos últimos anos.

Veja também: Os principais pontos da Previdência de Bolsonaro.

A edição 222 da Revista JRS ainda traz os principais destaques do noticiário econômico e securitário em nível regional e nacional.

Tenha uma excelente leitura!