Riscos em segurança: prevenir ou remediar? 12289

Confira artigo de Paulo Sergio, especialista em Gestão de Riscos e Segurança Patrimonial da ICTS Security

Surpresas boas ou ruins são inevitáveis. Situações adversas que causam danos físicos e materiais podem ocorrer em qualquer atividade. Por isso, é importante que os empresários ou os comerciantes considerem a possibilidade de danos a equipamentos, instalações, perdas no processo de produção e até mesmo a redução ou interrupção da capacidade produtiva do seu negócio. Conhecer os custos destes possíveis prejuízos também é importante.

Todos nós já vivenciamos ou conhecemos alguém que esteve em uma situação de perigo, trazendo danos financeiros ou fatalidades como a perda de um ente querido. A tendência do ser humano é pensar que nada acontecerá com ele, deixando-o na zona de conforto para enfrentar as adversidades.

Dominar o cenário no qual estamos inseridos e os riscos aos quais estamos expostos ajuda a escolher, entre as opções disponíveis, as que propiciam melhor controle das situações. Uma análise detalhada de sua rotina profissional ou de seus hábitos domésticos ajudam a fazer escolhas. O olhar de um profissional especializado é efetivo na tomada de decisões sobre nossa segurança.

Em função do fácil acesso à informação, temos como conhecer antecipadamente uma série de fatores, a exemplo menciono condições climáticas, locais de grande concentração de violência, frequência de furtos em um determinado bairro, entre outros. Estar informados nos mantém atentos aos riscos e faz a diferença no modo como nos preparamos para evitar ou desviar de situações desagradáveis.

Quando escolhemos um automóvel, de modo geral, os critérios de escolha são gosto pessoal, motorização, conforto e tecnologia embarcada. Para comportar-se preventivamente, é importante acrescentar nesta análise o quanto este modelo é visado para roubos e furtos e seus índices de sinistros. Custos com seguros também são importantes, pois ao assumir despesas muito altas, é provável que o proprietário passe a economizar em itens como estacionamento, o que o torna mais vulnerável.

O pior risco é aquele que não é assim considerado e, portanto, não tratado. Profissionais especializados em gestão de riscos identificam e categorizam vulnerabilidades, planejam e controlam processos, treinam e a capacitam pessoas, orientam sobre uso e investimentos em tecnologia, bem como atuam em monitoramento e reavaliação constantes para garantir a qualidade da gestão dos riscos.

Eliminar todos os riscos não é uma possibilidade real, entretanto, gerenciar de maneira inteligente, antecipar possibilidades e condições inseguras é a alternativa mais adequada. O comportamento preventivo tem por objetivo manter os riscos aos quais estamos sujeitos em níveis mínimos e aceitáveis para garantir o bem-estar e a tranquilidade em nossa vida e da nossa família.

Chubb passa a oferecer de forma online seguros de riscos patrimoniais para indústrias leves de pequeno e médio porte 594

Chubb passa a oferecer de forma online seguros de riscos patrimoniais para indústrias leves de pequeno e médio porte

Trata-se da maior seguradora do mundo em Propriedade e RC

A Chubb, maior seguradora do mundo no ramo de propriedade e responsabilidade civil, passou a oferecer, no seu Portal do Corretor, seguros de riscos patrimoniais exclusivos para pequenas e médias indústrias leves. Com isso, os corretores agora podem cotar com agilidade o produto pela internet e testar diferentes combinações até obter a solução mais específica para essas organizações que operam no setor metal mecânico.

Alessandro Barletta Gomes é Diretor de Small Commercial da Chubb / Divulgação
Alessandro Barletta Gomes é Diretor de Small Commercial da Chubb / Divulgação

“A novidade beneficia um grande número de pequenas e médias indústrias que produzem bens de consumo e que, no momento, precisam reduzir riscos para consolidar o atual processo de recuperação econômica”, diz Alessandro Barletta Gomes, Diretor de Small Commercial da Chubb. De acordo com ele, a proteção foi desenvolvida de forma específica para esse perfil de empresas e seu clausulado foi concebido com base na experiência de vários anos da seguradora como líder no segmento de Grandes Riscos no Brasil.

“O seguro conta com o suporte técnico de uma equipe especializada de profissionais, além da garantia financeira de uma das mais sólidas seguradoras do mundo”, destaca. A apólice oferece proteções para perdas e danos materiais, responsabilidade civil, danos morais, lucros cessantes, quebra de máquinas, equipamentos, roubo de bens e mercadorias e várias outras.

O Portal do Corretor também possibilita a emissão da apólice, geração de boletos, realização de outras formas de cobrança, acompanhamento de sinistros e outros recursos. Além do seguro para pequenas e médias indústrias leves, o portal oferece mais produtos para pequenas e médias empresas: D&O, RC Profissional para Saúde, RC Profissional para Advogados, Riscos Ambientais – Transportes, Apólice Avulsa de Transporte Internacional, Patrimonial para Comércio e Serviços, Patrimonial para Condomínio, Riscos de Engenharia para Pequenas Obras, Entretenimento, Responsabilidade Civil Operações, Vida e outros.

Passo a passo para viajar com segurança em feriados prolongados 309

Passo a passo para viajar com segurança em feriados prolongados

Petroplus orienta motoristas com cuidados essenciais para automóveis rodarem nas estradas, levando sua família e amigos sem riscos ou dores de cabeça

Cerca de 1,6 milhão de veículos deixaram a cidade de São Paulo e a região metropolitana no último feriado de Páscoa, com destino ao interior ou litoral, segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Só rumo ao litoral Norte pelo corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, a estimativa era de 208 mil veículos e outros 290 mil no fluxo Anchieta/ Imigrantes. Este alto indicador de fluxo tende a se repetir nos próximos feriados nacionais prolongados que ocorrem até dezembro deste ano: Corpus Christi, em junho, e Proclamação da República, em novembro. Para a Petroplus, empresa do setor de produtos automotivos, é importante seguir um passo a passo para garantir que motoristas não tenham surpresas e conduzam suas famílias e amigos sem riscos ou surpresas.

Em feriados quando automóveis permanecem por longos períodos em congestionamentos, inclusive em baixas velocidades e até parados, os cuidados antes de viajar são ainda mais importantes. Veja a seguir algumas sugestões da Petroplus para estes momentos:

  • Cheque as boas condições do veículo – O ponto principal, antes de ir para a estrada, é checar as condições do veículo com antecedência. Ou seja, deixar para verificar o nível do óleo do motor e do fluído do radiador e calibrar pneus no posto de gasolina pouco antes de viajar, no momento de encher o tanque, pode não ser uma boa ideia. Além desses itens básicos, é essencial verificar as condições dos freios e pneus, itens vitais para uma viagem segura. A Petroplus disponibiliza no mercado uma linha completa de produtos automotivos que fazem esta manutenção preventiva e evitam surpresas antes de viajar, seriam eles os aditivos de radiador da Linha Celsius, que ajudam seu carro a não ferver e te obrigar a ficar com a família na beira da estrada.
  • Viaje tranquilamente – Esta dica, embora pareça óbvia, na pressa de fazer malas e fazer compras de alimentos, corre o risco de ser esquecida. Tanto passageiros como motoristas tendem a ficar estressados e impacientes dentro do habitáculo do veículo, então é essencial pensar no bem-estar de todos. Ter água fresca e lanches práticos ao alcance das mãos é essencial, afinal, com fome e sede, a situação pode se tornar mais delicada. E o mais importante: procure pensar em itens que ajudam a distrair os passageiros, principalmente as crianças, entre eles, brinquedos, livros, jogos e celulares com baterias carregadas, além disso, uma boa playlist é essencial para qualquer viagem!
  • Seja preventivo – Encarar o trânsito de uma estrada na ida e volta de um feriado prologando costuma ser um desafio imprevisível. Então, sempre que avistar um posto de gasolina no seu caminho, consulte a todos os passageiros e a si mesmo se não é momento de dar uma esticada nas pernas, tomar um café para despertar ou mesmo ir ao banheiro. Afinal, nunca se sabe ao certo quando será a próxima oportunidade de parada e há trechos de estradas que não contam com acostamentos seguros para soluções improvisadas para estes pontos.
  • Verifique o tempo – Viajar não significa apenas ligar o GPS e seguir para o destino da viagem. É importante também checar as condições climáticas, isto é, se há possibilidades de chuva forte. Enquanto há motoristas que se sentem seguros em dirigir nessas condições, ., outras pessoas podem preferir esperar o mau tempo passar estacionadas no acostamento ou dirigir mais vagarosamente, o que pode provocar acidentes ou ainda mais trânsito. Da mesma forma, vale verificar se no caminho há serras ou trechos com estradas que exigem mais dos motoristas e podem ficar complexas em caso de neblina.
  • Mantenha o respeito por tudo e todos – Para fechar uma viagem rodoviária com chave de ouro, deve-se manter o respeito por tudo e todos. Aqui vale mencionar desde a importância de respeitar a sinalização, não fazendo ultrapassagens arriscadas, dirigindo em velocidades não permitidas ou trafegando pelo acostamento, como até manter os faróis sempre acesos para que todos possam enxergar seu veículo em movimento. Para a Petroplus, respeitar as normas de trânsito é respeitar as outras pessoas que também estão na estrada, sempre evitando conflitos e acidentes desnecessários.

Embarquei e esqueci o seguro viagem, o que faço? 899

Embarquei e esqueci o seguro viagem, o que faço?

ComparaOnline explica: a seguradora precisa dar autorização prévia e cada caso será analisado individualmente

Apesar de ser obrigatório nas viagens para a Europa, o seguro viagem ainda é um serviço com informações pouco disseminadas e gera dúvidas para quem vai embarcar para outros locais. É comum os viajantes deixarem para contratá-lo na última hora e até mesmo após o embarque. Apesar de ser possível contratá-lo já em viagem, pode ser arriscado. Pensando nisso, a ComparaOnline, marketplace de seguros e produtos financeiros, reuniu informações importantes que você deve saber sobre a contratação do seguro viagem depois de embarcar.

“Se você já embarcou e precisa contratar serviço, será necessária uma autorização prévia da seguradora, que analisará caso a caso. Geralmente existem exigências como uma carta de próprio punho do passageiro solicitando permissão para compra e declarando bom estado de saúde, informações como nome, CPF, data de nascimento, datas de saída e de volta para o Brasil”, explica Paulo Marchetti, CEO da ComparaOnline no Brasil.

O seguro pode sofrer alteração de valor devido a flutuação do dólar, mas não há cobrança de tarifa extra por não efetuar a contratação antes do embarque. Um ponto de atenção quando se faz a contratação já estando em viagem é que as seguradoras podem estipular um período de carência, durante o qual o segurado não poderá acionar o seguro e nem ser reembolsado por qualquer despesa. Essa carência varia de seguradora para seguradora e caso a caso, mas normalmente fica entre um a dez dias. Após esse período, o segurado poderá utilizar o seguro viagem normalmente.

Caso o viajante ainda esteja no período de carência e tenha alguma emergência, as opções seriam ir até um hospital particular e arcar com os custos, sem a possibilidade de reembolso, ou tentar atendimento público. Dependendo do país, estrangeiros precisam de autorização prévia para utilizar o serviço público de saúde gratuito ou com taxas baixas, no Canadá, por exemplo, turistas não podem ter acesso a gratuidade ou pagamento mais baixo do serviço. Em alguns casos, as seguradoras chegam a direcionar para o atendimento mais próximo pago ou público, contudo, não é um serviço obrigatório ou frequente.

“O ideal é que o serviço seja contratado antes do embarque, assim, o viajante pode escolher o seguro viagem com calma, analisando as coberturas e valores oferecidos por cada seguradora. Apesar de ser possível contratá-lo depois do embarque, nem todas as seguradoras aceitam e o viajante terá que optar pelas disponíveis naquele momento”, finaliza Marchetti.

9ª Conferência do Ibracon abordará Cyber Security 213

9ª Conferência do Ibracon abordará Cyber Security

Evento trará especialistas que discutirão os tipos de ameaças e seus riscos, principalmente ao setor financeiro

A 9ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente, promovida pelo Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, apresentará o painel “Cyber Security – Aplicações Práticas”, em que discutirá questões de segurança cibernética e as especificidades dos ataques virtuais. Esse tema foi destaque no último Fórum de Davos, que elegeu o “Cyber Security” como um dos cinco pontos mais importantes para os líderes empresariais.

“O setor financeiro é um alvo dos hackers não somente pelos montantes financeiros, mas, também, por ser muito bem preparado e equipado para resistir a esses ataques, o que torna a incursão uma espécie de game para o invasor”, explica Maurício Minas, Membro do Conselho de Administração do Banco Bradesco, que teve importante atuação na implementação de inovação e tecnologia na instituição financeira.

O executivo também destaca que o perfil dos ataques agora é global, vindo de todos os lugares, podendo inviabilizar sistemas financeiros. “Infelizmente, ninguém está livre de sofrer um ataque, como um DDoS, que produz uma indisponibilidade dos seus serviços na Internet”, comenta Minas.

Paulo Carvalho, membro do Grupo de Trabalho (GT) Firmas de Auditoria de Pequeno e Médio Portes (FAPMP) do Ibracon, e Adriano Corrêa, sócio de Advisory em firma de auditoria, serão os debatedores. A moderação ficará à cargo de Valdir Coscodai, diretor de Desenvolvimento Profissional do Instituto.

A 9ª Conferência do Ibracon, o mais importante evento voltado à auditoria independente no Brasil, será realizado no Teatro Bradesco, em São Paulo, nos dias 10 e 11 de junho.

Serviço

O que: 9ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente.
Quando: 10 e 11 de junho.
Horário: 8h às 18h.
Local: Teatro Bradesco.
Endereço: Rua Palestra Itália, 500, Loja 263, 3° Piso, São Paulo, SP.
Inscrição: neste link.

Como se livrar da sombra da fraude financeira? 565

Como se livrar da sombra da fraude financeira?

Segundo a Serasa Experian uma tentativa de fraude acontece a cada 16 segundos no Brasil

Eduardo Tardelli é CEO da upLexis / Divulgação
Eduardo Tardelli é CEO da upLexis / Divulgação

Dados da Serasa Experian apontam que o Brasil registrou 1,96 milhão de tentativas de fraude (ou uma a cada 16 segundos), em 2017. O aquecimento do mercado de crédito e a maior especialização dos fraudadores são os principais indicadores desse crescimento, segundo a instituição.

Seja em empresa ou pessoa física, o ato da fraude consiste em ação com objetivo de obter propriedades, dinheiro ou serviços de outrem de forma desonesta, prejudicando um dos lados. No Brasil, há milhares de exemplos públicos (política, mercado corporativo) e privados em que pessoas com má intensão aplicam golpes em outras, prejudicando empresas e, consequentemente, a imagem do país ante o mundo. Afinal, os principais impactos das fraudes são financeiros e a associação da empresa com tais práticas, que pode levar eventualmente a perder negócios.

Muitas vezes disponibilizamos nossos dados, seja na internet ou em lojas físicas, sem nos preocuparmos se sua proteção será realmente efetiva. Por isso, seja uma pessoa física ou pessoa jurídica, é necessário manter a cautela na hora de fornecer dados.

Não existe segredo para evitar a fraude financeira na empresa, mas boas práticas ajudam na prevenção e a mitigar esses possíveis prejuízos. No caso do mundo empresarial – principalmente em relação a micro e pequenas empresas, que estão mais suscetíveis a maiores danos – a primeira ação a se fazer é conhecer seu quadro de colaboradores e seus históricos passados, por meio do background check, por exemplo, para conhecer suas referências. Ferramentas e softwares podem ajudar nessa prevenção. O mesmo vale para fornecedores e parceiros, que devem ter seu registro, localização, reputação e outras características pertinentes investigadas antes de qualquer tomada de decisão.

Auditar possíveis áreas e pessoas que podem cometer essas fraudes é outro passo importante, realizada, constantemente, para a observação e análise de procedimentos, com a finalidade de propor algumas alterações na aplicação dos processos. Ressalto que, quando bem executada, a auditoria interna pode antever casos de riscos e alertar o tomador de decisão, para que, dessa forma, seja criado um plano de ação que previna o acontecimento da fraude.

No cenário atual, os profissionais de prevenção de riscos têm passado pela transformação digital da área, e ferramentas de automação de busca de informações são os principais diferenciais para melhorar os processos, coletando dados de diversas fontes de conhecimento e colocando-os em um só lugar, otimizando as buscas e economizando tempo dos times envolvidos. Portanto, vale usar a tecnologia a seu favor e se livrar de toda e qualquer incerteza que possa prejudicar sua empresa!

*Eduardo Tardelli é CEO da upLexis, empresa de software que desenvolve soluções de busca e estruturação de informações extraídas de grandes volumes de dados (Big Data) extraídos da internet e outras bases de conhecimento