Carreira e família norteiam encontro dedicado às mulheres 8006

Momento foi promovido pelo Sindicato das Seguradoras do RS

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, o Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul dedicou a manhã desta segunda-feira (19) às mulheres operadoras do mercado de seguros. “É sempre maravilhoso receber um público tão qualificado como este, que conta com um público feminino de profissionais sempre atentas”, deu as boas-vindas o presidente do SindSegRS, Guacir Bueno.

Ficou por conta da psicóloga e terapeuta de família e casal, Gabriela Moller, falar sobre Carreira e Família. “Este é um tema muito presente na vida contemporânea e é possível realizar com felicidade e brilho no olhar”, destacou.

Todas as imagens – Fotos: Filipe Tedesco/JRS

Consórcios crescem 17% e veículos leves são os mais procurados 466

Consórcios crescem 17% e veículos leves são os mais procurados

São 7.228 milhões de brasileiros ativos na modalidade

As vendas de consórcios cresceram 16,9%, no primeiro quadrimestre do ano, e aproximaram-se de um milhão de adesões, de acordo com os últimos dados divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC).

Ao todo, 7.228 milhões de brasileiros são participantes ativos da modalidade. Entre os resultados positivos registrados estão os negócios com consórcios que colocaram no mercado 38,86 milhões, um valor 27,5% maior quando comparado ao mesmo período de 2018.

A maior procura ainda é por cotas de veículos leves. Só de janeiro a abril de 2019 foram vendidas 410 mil, um aumento de 12,4% quando comparado ao mesmo período do ano passado. A Embracon, uma das maiores administradoras de consórcios do Brasil, segundo ranking do Banco Central, registrou crescimento de 10,17% no primeiro trimestre do ano, na venda de cotas de veículos leves, categoria mais procurada pelos brasileiros.

O panorama positivo demonstra como o consórcio continua a ser uma opção vantajosa para muitos brasileiros que planejam a compra de um bem.

Atitude: novo produto da Icatu Seguros combina previdência com cobertura de risco 1383

Atitude: novo produto da Icatu Seguros combina previdência com cobertura de risco

São diversas opções para escolher, de acordo com planejamento e perfil

A Icatu Seguros acaba de lançar um produto que vai permitir que os corretores vendam previdência com cobertura de risco, o Atitude. Com ele o cliente terá acesso a uma extensa grade de fundos oferecidos pela seguradora e opções de cobertura de risco, formando um produto completo para planejar o futuro e ao mesmo tempo se proteger para imprevistos no presente. Ao combinar as duas opções o cliente poderá, com contribuições mensais de R$ 100, ter acesso a fundos que só estariam disponíveis para aportes de R$ 10.000 ou R$ 30.000, por exemplo.

Entre as coberturas disponíveis, quem contrata pode contar com pecúlio por invalidez – em caso de invalidez total e permanente, por acidente ou doença, a pessoa recebe a indenização de uma só vez – ou renda vitalícia por invalidez, onde o contratante recebe a indenização mensalmente, de forma vitalícia, em caso de invalidez total e permanente, por acidente ou doença. É possível também escolher coberturas para beneficiários, a indenização destinada a cada um deles e a forma de pagamento.

Já entre os fundos de previdência, o cliente tem acesso a mais de 50 opções para escolher a que melhor se adapta ao seu planejamento e perfil. O Atitude poderá ser contratado com planos PGBL ou VGBL, de acordo com a forma de declaração escolhida e também de acordo com o regime de tributação mais adequado – para curto/médio ou longo prazo. Uma opção completa de planejamento e proteção para o consumidor.

“Foco, resiliência e humildade” são as principais características do Corretor do Futuro 2193

Profissionais da corretagem de seguros participaram de imersão em disrupção e troca de experiências

Mais de 250 profissionais do mercado fluminense de seguros participaram, nesta quarta-feira, de um dia intenso de troca de experiências, diálogo e disseminação de conhecimento. A segunda edição do Corretor do Futuro foi promovida pela Kuantta Consultoria e contou com o apoio de Allianz, Porto Seguro, Tokio Marine, SulAmérica e Aruana Seguradora.

Henrique Brandão é presidente do Sincor/RJ
Henrique Brandão é presidente do Sincor/RJ

“Nós vendemos sinistro. Neste momento é que o cliente toma conhecimento da importância do nosso mercado. Foco, resiliência e humildade são as principais características do Corretor do Futuro”, destacou Henrique Brandão, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro.

Rodrigo Rosa é Consultor Financeiro
Rodrigo Rosa é Consultor Financeiro

O Consultor Financeiro Rodrigo Rosa apresentou estratégias para expansão de resultados e das vendas de forma descontraída. “Primeiro é preciso mudar o mindset. Livros, cursos, vídeos e otimização de tempo e energia me ajudaram a converter e canalizar isso tudo em vendas”, revelou.

Já Gerente Comercial da Porto Seguro, unidade Barra da Tijuca, Marcelo Gonzalez, abordou os desafios do papel de liderança no mercado segurador. “A pesquisa de clima é muito importante para traçar o perfil das corretoras de seguros. Será que o time dessas empresas pode ser responsável por colocá-las no futuro? Como está o engajamento desses colaboradores?”, questionou.

Flavio Rewa é Diretor Regional para o Rio de Janeiro e Espírito Santo da Allianz Seguros
Flavio Rewa é Diretor Regional para o Rio de Janeiro e Espírito Santo da Allianz Seguros

O Diretor Regional para o Rio de Janeiro e Espírito Santo da Allianz Seguros, Flavio Rewa, foi o responsável por apresentar o novo posicionamento da companhia na região. “Vemos grandes oportunidades no Rio de Janeiro, uma boa experiência para o cliente consolida um pensamento sobre produto ou serviço e queremos estar ao lado dos profissionais para desenvolver tudo isso”, argumentou. Quem também participou deste momento especial foi o especialista em gerenciamento de riscos, Gustavo Mello. Mello apresentou uma visão ímpar sobre como o planejamento é um dos maiores aliados do profissional da corretagem de seguros na garantia de excelência e satisfação dos clientes.

Omar Ajame é CEO da TEx Tecnologia
Omar Ajame é CEO da TEx Tecnologia

Disrupção e inovação também foram o foco das apresentações. O CEO da TEx Tecnologia, Omar Ajame, foi convicto em afirmar que o futuro não está definido. “Somos os criadores do Teleport e do Nimble, soluções que otimizam a operação das corretoras de seguros. O ritmo de inovação tende a continuar em franca aceleração, afinal, os consumidores estão cada vez mais exigentes e impacientes. As grandes empresas de tecnologia elevaram o nível dos negócios”, resumiu ao comemorar a marca de 20 companhias seguradoras parceiras.

Jose Luiz Dubourcq representou a Tokio Marine Seguradora
Jose Luiz Dubourcq representou a Tokio Marine Seguradora

A nova realidade do mercado de corretagem de seguros foi apresentada por Jose Luiz Dubourcq, que representou a Tokio Marine Seguradora na ocasião. “A companhia conta com mais de 140 anos de experiência e os esforços estão concentrados nos pilares do empreendedorismo digital, foco nas vendas, marketing digital e gestão eficiente”, ressaltou ao destacar o BrokerTech, plataforma da Tokio Marine que atua na capacitação e inclusão dos profissionais da corretagem neste ambiente da era digital.

Fernando Coelho é Diretor Comercial da Marsh/JLT Brasil
Fernando Coelho é Diretor Comercial da Marsh/JLT Brasil

Fernando Coelho, Diretor Comercial da Marsh/JLT Brasil, enfatizou o prestígio em trocar experiências com os parceiros do Rio de Janeiro. “Apresentamos algumas ações que são utilizadas pela companhia. Em nível mundial o grupo está investindo bastante energia no capital humano, para extrair de cada um que tem de melhor de cada colaborador. O foco está no diálogo e na otimização de recursos, sempre lembrando de compliance, processos e transparência”, completou.

O professor José Renato de Miranda
O professor José Renato de Miranda

Autor de obras como Egoísmo Saudável, Empresa Familiar – é sim – um Bom Negócio e Gestão & Marketing como uma agressiva solução para levar a sua empresa ao futuro, o Diretor da Consultoria de Impacto, José Renato de Miranda, enalteceu que a importância das relações humanas em um momento de hiperestimulação desencadeada pela tecnologia. “Nós não estamos conseguindo conviver conosco. Esta convivência depende do amadurecimento das relações, do diálogo e do entendimento. A tecnologia é solucionadora, decide, produz, cria e comercializa. Ainda somos humanos e somos parte da natureza”, comentou o especialista, considerado um dos 100 melhores palestrantes do Brasil.

Marco Antonio Gonçalves é Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Mongeral Aegon
Marco Antonio Gonçalves é Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Mongeral Aegon

A apresentação mais aguardada do dia foi a de Marco Antonio Gonçalves, Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Mongeral Aegon. “A empresa o tempo todo busca se modernizar e criar todo ambiente necessário e adequado para que o corretor de seguros possa estar junto conosco. Um modelo de muito sucesso, que desenvolve profissionais, e agora enfatiza no acolhimento dos especialistas em corretagem na companhia. Este evento motiva muito sobre a troca de ideias, estamos construindo o futuro no presente e debater é importante para a construção de caminhos mais promissores para os corretores, seguradora e segurados”, explicou.

Arley Boullosa é Diretor da Kuantta Consultoria e de Ensino Técnico do Sincor-RJ
Arley Boullosa é Diretor da Kuantta Consultoria e de Ensino Técnico do Sincor-RJ

Responsável pela Kuantta Consultoria e Diretor de Ensino Técnico do Sincor-RJ, o professor Arley Boullosa demonstrou que o encontro superou todas as expectativas. “Aqui foram apresentados temas que despertam o interesse dos profissionais. Um dia de imersão como esses tem de ter um conteúdo muito bom. Temos reunido toda a semana corretores para trocar experiências, o profissional do futuro quer parcerias e aprender com o outro para avançar”, finalizou o também founder da Dino Marketing Digital e da Resolve Sinistro.

Em novembro acontece a terceira edição do Corretor do Futuro. Agora, o foco está no planejamento de estratégias para acelerar os resultados dos profissionais da corretagem.

2ª edição do Corretor do Futuro – Todas as imagens

Taxa Selic deve cair apenas com a reforma da Previdência 1278

A economista da seguradora Coface, em visita à redação do JRS em São Paulo / Arquivo JRS

Reunião do Copom decidiu pela manutenção da taxa básica em 6,5%

O Banco Central divulgou há pouco a decisão do Copom em manter a Taxa Selic em 6,5%. A manutenção do índice dá ênfase à fraca atividade econômica do Brasil no primeiro semestre, conforme a análise da economista Patricia Krause, da Coface Seguradora. Na visão da especialista, o tema “interrupção do processo de recuperação da economia”, que consta no relatório, dá a visão de que o Bacen irá aguardar a aprovação da reforma da Previdência para poder reduzir a taxa básica de juros. “Isso deve acontecer, provavelmente, na reunião de outubro. Ou até mesmo antes, em setembro, tudo depende da reforma”, explica.

As chances de alta no índice, na opinião de Patricia, são “remotas”. “Tanto por fatores domésticos quanto externos”, explica. Entre os fatores domésticos, a economista destaca que “a inflação segue bem controlada e a economia apresenta elevada ociosidade”. Entre os fatores externos relevantes, a especialista enfatiza que os Bancos Centrais dos países desenvolvidos (notadamente dos Estados Unidos e da Zona do Euro) já começam a sinalizar para possíveis cortes de juros, em resposta à desaceleração da atividade econômica mundial em curso (em parte consequência da guerra tarifária). “Hoje mesmo, o Fed (Banco Central Americano) em sua reunião de política monetária manteve a taxa referencial de juros no intervalo de 2.25%-2.5%, todavia a pesquisa com 17 representantes do Fed mostrou que quase metade espera agora pelo menos um corte no juro neste ano, com sete projetando duas reduções. Em março, nenhum deles previa diminuição na taxa de juro. Diante desta conjuntura, o banco central brasileiro só viria a elevar juros em um cenário de não aprovação da reforma da previdência (que não é nosso cenário base) causando uma forte desvalorização cambial. Mesmo assim, somente em caso de contágio para a inflação, já que o Brasil possuí uma posição externa favorável que mitigaria os efeitos de curto prazo na taxa de câmbio”, comenta.

A Taxa Selic é relevante por influenciar a taxa final de juros cobrada por bancos e, ainda, o custo de financiamento do governo. “Ainda existe um impacto defasado sobre a inflação e consumo, pois quanto maior a Selic menor o incentivo para o consumo e o maior incentivo para poupar”, analisa Patricia Krause. “Os investidores estrangeiros, na hora de alocarem seus recursos, estão sempre de olho em todos os mercados, sempre buscando uma combinação ‘ótimo’ entre risco e retorno. A redução da Selic, dado o mesmo risco soberano, por exemplo, reduz a atratividade para investidores estrangeiros de alocar recursos no Brasil”, finaliza.

MDS Brasil anuncia aquisição da Process 902

MDS Brasil anuncia aquisição da Process

Movimentação faz parte da estratégia de crescimento e reforça as soluções de P&C da empresa

A MDS Brasil – uma das principais corretoras do País no segmento de seguros, resseguros, gestão de benefícios e consultoria de riscos – anuncia a aquisição da Process, empresa especializada em P&C e Garantias. A compra é mais uma etapa da estratégia de negócios que busca expandir o já consolidado portfólio de serviços oferecido pela companhia luso-brasileira. “A Aquisição da Process reforça o investimento do grupo no Brasil, fortalece a nossa oferta de soluções para Riscos Empresariais e amplia a nossa carteira com novos clientes, que passam a contar com todos os produtos e serviços que oferecemos”, afirma Ariel Couto, CEO da MDS Brasil.

Com aproximadamente R$ 2 bilhões em prêmios sob sua gestão, a MDS Brasil tem ampliado sua presença no mercado. Em março deste ano, a empresa adquiriu a Ben’s, consultoria brasileira referência na gestão de benefícios corporativos, com mais de R$ 250 milhões em prêmios emitidos. Por meio desta nova compra, a companhia reforça a representatividade dos Seguros Empresariais em seu portfólio, que conta atualmente com diversas modalidades voltadas a Riscos. “Tenho certeza que a chegada da Process à MDS trará benefícios que vão muito além das questões de carteira e diversificação de produtos. Integraremos também boas práticas, conhecimento e, principalmente, o talento e especialização de ambas as equipes”, diz Thiago Tristão, Vice-presidente de Riscos Corporativos e Resseguros da MDS Brasil.

Com 21 anos de atuação, a Process é conhecida por sua expertise em seguros para Pessoa Jurídica e já contabiliza uma base superior a 120 clientes de médio e grande porte em sua carteira. Graças ao atendimento personalizado e próximo oferecido aos clientes, a empresa se tornou 10 vezes maior nos últimos cinco anos e, atualmente, acumula R$ 175 milhões em prêmios emitidos. “Integrar o time MDS foi a melhor escolha para a Process. Passamos a ser parte de uma das maiores corretoras do Brasil, dona de um portfólio variado e bastante completo. Ambas as empresas têm solidez financeira, foco em inovação e oferecem serviços de alta qualidade ao mercado”, explica o sócio Claudio Oliveira. Ao lado de Claudio, os sócios Marcus Schmitt e Carlos Rosolen também respondem pela empresa. “Esse novo passo foi decidido em comum acordo. Estamos igualmente convictos de que a nova união trará muita sinergia e elevará o grau de eficiência de ambas as companhias ao máximo, tanto em termos financeiros quanto em relação à expansão no mercado”, finaliza.