JRS acompanha 20º Transposul, em Bento Gonçalves (RS) 14612

Mercado de seguros marca presença na feira

No final de junho, foi realizada a 20ª edição da Transposul. O programa Seguro Sem Mistério, apresentado de forma inédita aos domingos, a partir das 11h30min, no Canal BahTV, acompanhou tudo de perto e traz todos os detalhes ao público.

Test Drive de caminhões, Feirão de Seminovos, Visitas Orientadas pelos stands, espaço Pit Stop Logístico e outras atrações rechearam a programação do encontro. O público-alvo são os profissionais de transportes de carga.

Representando o setor de seguros, o Grupo MBM, juntamente com a Promaster Corretora de Seguros, participam do evento. Entre os seguros expostos na feira, o destaque é o AP Caminhoneiro, que oferece ao motorista (e seu ajudante, se contratado) tranquilidade durante as viagens seguradas pelas apólices de RCTR-C, RCTA-C e Transporte Nacional. Fácil de ser contratado e altamente flexível.

Foi a primeira vez que o MBM participou do evento. Para o superintendente comercial do Grupo, Alexsander Kaufmann, a participação do MBM gerará maior visibilidade para a seguradora.

“Decidimos participar porque a feira é direcionada não somente para compradores de caminhões, mas para seus usuários/motoristas, corretores e públicos voltado ao segmento de transporte”, comenta. “A Transposul conta com stands de grandes corretoras e é muito bom fazer parte deste grande evento. Pretendemos voltar no próximo ano”, completa.

20º Transposul – Cobertura do JRS:

Setor de seguros cresceu 32,9% em junho 2298

Comparação é com o mês de maio; Dados são da Susep

Em comparação ao mês de maio, o setor de seguros fechou junho registrando crescimento de 32,9%, com uma receita total de R$ 23,35 bilhões no período. A Superintendência de Seguros Privados (Susep) divulgou a síntese dos principais dados relativos ao desempenho do mercado na terça-feira, 04.

“Apesar de ainda haver uma queda de 4,3% no acumulado do ano, em relação ao mesmo período de 2019, já se verifica uma recuperação, principalmente nos segmentos de seguros de danos e pessoas”, destaca a nota oficial da autarquia.

Além disso, ressalta que a síntese mensal dos principais dados do mercado é produzida com base nas estatísticas geradas pela Assessoria de Estudos e Relações Institucionais da Susep, a partir dos dados encaminhados pelas companhias supervisionadas, o que acontece através do sistema FIPSUSEP. Os dados podem ser visualizados no site da Superintendência, através deste endereço.

Ciclone bomba: seguros minimizam perdas 18498

Este e outros destaques estão na edição 238 da Revista JRS; Confira

Em decorrência da pandemia do coronavírus no Brasil, a absoluta relevância da indústria seguro como prestadora de serviços que atenuam a ansiedade com as incertezas do que pode acontecer amanhã já estavam vindo à tona para as pessoas menos avisadas sobre o segmento. Essa importância do setor teve novo realce no final do junho e começo de julho, quando o ciclone bomba provocou centenas de prejuízos materiais e pessoais à população dos estados do Sul do país.

É claro que os persistentes efeitos da Covid-19 no mercado segurador e a atuação das seguradoras e corretores de seguros em reparar os danos provocados pelas tempestades em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul estão em destaque nesta edição da Revista JRS. Há espaço, claro, para boas notícias, como as novas práticas e o lançamento de produtos que empresas do setor vêm efetivando em adaptação ao novo perfil do consumidor brasileiro e à necessidade de se implementar ferramentas digitais para dar continuidade ao trabalho.

Não deixe de acompanhar as próximas páginas. Constate que, embora, o vírus e o ciclone tenham gerado muita dor, o ser humano e, em especial, os operadores em seguros estão tirando lições práticas do atual momento, para recuperar parte da segurança das pessoas.

KSA Corretora de Seguros completa 13 anos 3520

Empresa é referência do mercado

A KSA Corretora de Seguros, empresa com sede em Porto Alegre, em área nobre da capital gaúcha, comemora 13 anos de plenas atividades no mercado segurador do Sul do Brasil. Em depoimento exclusivo ao JRS, o diretor Jean Figueiró revelou bastante satisfação pelo fato de a corretora ter achado seu espaço num mercado bastante competitivo, o que traz bastante motivação para celebrar o aniversário da empresa.

“Estou bastante feliz ao ver reconhecido nosso trabalho desempenhado com muito afinco, com criatividade, com inovações. Nos orgulha ter essa consciência da responsabilidade que temos na relação que a gente desenvolveu com o cliente e com o mercado”, comentou o executivo. Ele destacou a vanguarda da corretora em implantar soluções digitais para os contratos de seguros e a força que a equipe conservou durante a pandemia.

Na página do Facebook, a KSA reforçou o slogan da empresa, para marcar também a data de aniversário da corretora. “É um benefício, é importante, é o seu seguro! Nosso slogan representa verdadeiramente o que estamos construindo ao longo destes 13 anos. Hoje completamos mais 1 ano de KSA e temos a certeza de que nosso maior presente é poder proporcionar aos clientes tranquilidade e zelo para sua família e suas conquistas, pois cada cliente constrói junto de nós um futuro baseado na segurança e comprometimento. 13 anos de empresa constituído por todos vocês, nossos clientes, colaboradores e parceiros”, estampa a página inicial da corretora.

Atualmente contando com uma equipe de 16 profissionais, que se manteve intacta mesmo durante a pandemia, garantindo a produção graças ao home office, a KSA Corretora de Seguros vem colecionando prêmios nos anos recentes. Entre as láureas recebidas pela aniversariante do dia estão Corretora Destaque CVG RS 2019, Corretora Destaque Previsul 2014, 2015 e 2016 e Corretora Destaque JRS 2016 e 2019. Motivos de sobra para festejar a 13ª primavera.

JRS completa 20 anos e anuncia novidade ao mercado 8994

Veículo especializado chega a duas décadas e reafirma compromisso com a indústria do seguro

Quem fez aniversário nessa pandemia sabe como a sensação é, no mínimo, diferente. As emoções são afloradas e muito de nós, mesmo mergulhados em dados que aparecem todos os dias em noticiários e nas redes, estamos nos conectando com o nosso lado mais humano a cada experiência que nos tira do habitual.

O sociólogo francês, especialista em ciências da comunicação, Dominique Wolton, defende que informar não é comunicar. A comunicação é mais complexa do que a informação. A informação é a mensagem e a comunicação é a relação entre as mensagens. Há 20 anos atrás, o nosso fundador, o jornalista Jota Carvalho, se empenhou em construir um veículo de imprensa especializado que fizesse exatamente isso. Que através da comunicação, agregasse aos players de um mercado tão importante para a sociedade e rico de valores, como é o de seguros.

A missão era (e ainda é) simples: disseminar a cultura do seguro. E para que isso seja possível, o caminho é fazer com que os players, sejam seguradores, corretores e prestadores de serviços desse mercado se comuniquem.

Se comuniquem para que as famílias brasileiras não fiquem desamparadas quando algum familiar venha a falecer, para que as pessoas tenham alternativas quando descubram alguma enfermidade grave ou que não fiquem sem suas casas quando eventos da natureza danifiquem seus lares. São tantos os exemplos em que a presença de uma apólice de seguro é indispensável que poderíamos escrever o dia inteiro.

“Ninguém faz nada sozinho”. Frase emblemática do nosso fundador. Mas o que ele também gostava de dizer era que, independente do meio, seja papel, digital, vídeo ou áudio, o JRS estaria lá. E por isso, convidamos a vocês que estão nos lendo, a acompanharem o lançamento de uma ação inédita, promovida pelo JRS, através do nosso perfil no Instagram @jrs.digital nesta sexta-feira, 31, às 18h.

20 anos de JRS

O Jornal Regional de Seguros (JRS) foi fundado em 31 de julho de 2000 pelo jornalista Jota Carvalho. Sua primeira edição está datada no mês de agosto dos anos 2000. Os periódicos iniciais eram em papel jornal, mas com o sucesso do case e interesse cada vez maior do público, logo o JRS virou uma revista colorida e mais atrativa. Acompanhando a revolução tecnológica, em 2006 o JRS lançou a Newsletter, um informativo diário com os principais informes do mercado gaúcho e nacional. No mesmo ano, a empresa lançou o seu site na web. Braço do JRS, o programa Seguro Sem Mistério na rádio Bandeirantes de Porto Alegre/RS e no canal 20 da NET-RS vai ao ar semanalmente e faz a ponte entre os consumidores e o mercado de seguros através de entrevistas e reportagens especiais.

O seguro é a melhor opção custo x benefício para proteger os bens materiais 1347

Com o crescimento no número de roubos e furtos, o serviço de seguro é a melhor solução para que o cliente não tenha perda total de seu investimento

No Brasil, a cultura do seguro ainda não está presente como nos países mais desenvolvidos, especialmente na Europa e Estados Unidos. Mas, é tempo do brasileiro encarar esse assunto com mais seriedade, pois de acordo com o Sinesp (Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública), no último ano ocorreram cerca de 91.789 roubos de veículos em todo território nacional. O Dpvat (Seguro para danos causados por veículos) divulgou no último ano, um levantamento de dados, onde apontam que mais de 200 mil motociclistas faleceram em acidentes e mais de 2,5 mil ficaram inválidos.

Com esse crescimento no número de perda dos bens, os serviços de seguros são as melhores soluções para amenizar perdas. Com o seguro, o cliente fica mais tranquilo, pois sabe que seu investimento não será jogado fora, já que os serviços cobrem qualquer empecilho que possa acontecer, como um roubo ou até quebra. Mecânico, eletricista, encanador e outros serviços podem ser utilizados de forma gratuita para quem possui seguro.

Nilton Dias, diretor comercial da Seguralta, rede de corretora de seguros que está no mercado há mais de 50 anos, comenta: “A maioria das dúvidas dos clientes que procuram um seguro é o custo do mesmo, já que sempre foi sugestionável que esse serviço é caro, mas isso não passa de um mito. Os seguros são calculados tendo como base cada cliente e o corretor terá que analisar a qualidade do bem assegurado e as necessidades que ele precisa para estipular o quanto vai custar”.