JRS acompanha 20º Transposul, em Bento Gonçalves (RS) 14115

Mercado de seguros marca presença na feira

No final de junho, foi realizada a 20ª edição da Transposul. O programa Seguro Sem Mistério, apresentado de forma inédita aos domingos, a partir das 11h30min, no Canal BahTV, acompanhou tudo de perto e traz todos os detalhes ao público.

Test Drive de caminhões, Feirão de Seminovos, Visitas Orientadas pelos stands, espaço Pit Stop Logístico e outras atrações rechearam a programação do encontro. O público-alvo são os profissionais de transportes de carga.

Representando o setor de seguros, o Grupo MBM, juntamente com a Promaster Corretora de Seguros, participam do evento. Entre os seguros expostos na feira, o destaque é o AP Caminhoneiro, que oferece ao motorista (e seu ajudante, se contratado) tranquilidade durante as viagens seguradas pelas apólices de RCTR-C, RCTA-C e Transporte Nacional. Fácil de ser contratado e altamente flexível.

Foi a primeira vez que o MBM participou do evento. Para o superintendente comercial do Grupo, Alexsander Kaufmann, a participação do MBM gerará maior visibilidade para a seguradora.

“Decidimos participar porque a feira é direcionada não somente para compradores de caminhões, mas para seus usuários/motoristas, corretores e públicos voltado ao segmento de transporte”, comenta. “A Transposul conta com stands de grandes corretoras e é muito bom fazer parte deste grande evento. Pretendemos voltar no próximo ano”, completa.

20º Transposul – Cobertura do JRS:

Perdeu o Seguro Sem Mistério da semana? Não tem problema! 112

Perdeu o Seguro Sem Mistério da semana? Não tem problema!

Confira os horários das reprises diárias

O programa Seguro Sem Mistério dessa semana trouxe entrevistas exclusivas do Encontro de Gestores, promovido pela Icatu Seguros. As edições inéditas vão ar sempre aos domingos às 11h30 pelo Canal Bah! TV (20 da Net-RS).

No YouTube da Revista JRS é possível acompanhar várias das reportagens e entrevistas que foram exibidas no Seguro Sem Mistério. No entanto, é possível acompanhar pelo Bah! TV as reprises diárias:

Segunda-Feira 13h30
Terça-Feira 13h30
Quarta-Feira 19h30
Quinta-Feira 16h30
Sexta-Feira 9h
Sábado 14h
Domingo 11h30 (inéditos)

Quais habilidades são necessárias para a transformação digital na saúde? 378

Quais habilidades são necessárias para a transformação digital na saúde?

Inteligência artificial, por exemplo, deve ter o maior crescimento das novas tecnologias

A transformação digital tem atingido todos os setores da economia com grande intensidade, mas, a área da saúde é uma das que se mostram mais promissoras à essa tendência. Grandes players do setor já estão investindo alto na transformação digital para fortalecer e melhorar sua atuação, enquanto muitos outros ainda não entenderam o potencial da transformação digital.

Durante o 3º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, no último ano, a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação divulgou que os investimentos em transformação digital, como Internet das Coisas, Big Data, Analytics, Inteligência Artificial e Segurança da Informação, para o período 2018 a 2021, são estimados em R$ 249,5 bilhões. Ainda segundo o levantamento, a Inteligência Artificial terá o maior crescimento das novas tecnologias nos próximos quatro anos, com projeção de 39% ao ano, com aportes de R$ 1,1 bilhão.

A transformação digital parece algo complexo, mas não é e passa a ser essencial para obter melhoras constantes nos serviços e na qualidade da saúde. Mas não basta apenas investir em programas e infraestrutura, também é necessário que os profissionais da área desenvolvam algumas habilidades cognitivas essenciais para implementar a transformação digital de maneira completa. Andrea Iorio, Chief Digital Officer da divisão de produtos profissionais da L’Oréal e ex-Head LatAm do Tinder, apresenta essas 6 competências fundamentais que os colaboradores devem exercitar, em meio a transformação digital.

“A tecnologia vem para aprimorar e potencializar vários setores da saúde, como uma aliada. Mas, o fator humano é a chave para se ter sucesso com a transformação digital. São as habilidades cognitivas fundamentais que os funcionários devem desenvolver que vão aprimorar a qualidade da entrega final,” afirma Iorio.

O CDO da L’Óreal ressalta que em qualquer área, mas principalmente na de saúde, é fundamental pensar e trabalhar bem as relações humanas, além de absorver conhecimento a partir delas, para aplicar na transformação digital

Nesse cenário, o especialista apresenta as 6 competências necessárias. Confira abaixo:

1. Flexibilidade Cognitiva

A flexibilidade cognitiva é nossa capacidade de jogo de cintura em situações inesperadas. Ela também estimula a resiliência, que é a nossa capacidade de superar os percalços da vida, difíceis de aceitar e que podem nos derrubar. Essa competência transforma fracassos em um motor de motivação, capaz de gerar grandes mudanças – para melhor – em nós. A melhor forma de desenvolver essa capacidade é fazendo atividades fora da sua rotina e se desafiando em novos contextos, como por exemplo: estudando uma nova língua, tendo um novo hobby, fazendo um trabalho voluntário ou outras experiências que te façam vivenciar outras realidades.

2. Altruísmo digital

É certo que a tecnologia acabou por tornar as pessoas mais solitárias e, por vezes, atrapalha a real conexão humana. Mas, essa conexão, as relações humanas são bases essenciais para qualquer negócio, principalmente no setor de saúde, que lida diretamente com o ser humano e suas complexidades. A tecnologia entra aqui como um complemento à experiência humana, que tem como base a reciprocidade e a empatia. Por tanto o colaborador deve ter sempre como foco os relacionamentos e praticar a empatia.

3. Inovação incremental

Inovação não é necessariamente inventar algo novo, mas sim absorver conhecimento e aprimorar. É aquela coisa de estar sempre de olho na grama do vizinho e aproveitar os buracos. De acordo com o especialista, o jeito de fazer inovação hoje é incremental, mantendo elementos de familiaridade dos consumidores e acrescentando recursos. Ou seja otimizar processos, melhorar procedimentos já existentes com foco em melhorar a qualidade de vida do paciente.

4. Comportamento humano

Aprender cada vez mais sobre comportamento humano é primordial. É interessante pensar em variáveis, anotar as reações às novidades introduzidas e analisar os resultados. A parte psicológica é muito importante em qualquer processo. Neste caso, a observação e a escuta são fundamentais para entender melhor seu público.

5. Pensamento crítico

Pensamento crítico tem a ver com ‘não aceitar o status quo’, ou seja, não aceitar as coisas como são, simplesmente porque são desse jeito. Tenha sempre um olhar crítico e repense seus métodos e estratégias, veja se tudo está mesmo sendo feito para alcançar o seu objetivo final. Caso se trate de um processo já estabelecido na empresa em que você trabalha, sugira mudanças. Elas não virão se alguém não sair do que já está estabelecido.

6. Foco no resultado

O foco no resultado é importante para garantir uma melhora na qualidade do serviço. É igualmente importante, ter ao mesmo tempo uma visão horizontalizada e verticalizada, ou seja, do macro e do específico.

“O avanço da tecnologia não é mais linear, e sim exponencial. Isso representa enormes oportunidades de gerar valor com rapidez, mas, ao mesmo tempo, traz enormes desafios sobre nosso papel no mercado de trabalho, a maneira que absorvemos conhecimento e como lidamos com outras pessoas. A questão aqui é mudar seu comportamento e realizar a transformação do seu mindset junto com a tecnologia”, aconselha Iorio.

Thinkseg investe R$ 50 mi para lançar primeiro seguro auto por assinatura do Brasil 302

Thinkseg investe R$ 50 mi para lançar primeiro seguro auto por assinatura do Brasil

Na modalidade Pay-Per-Use, usuário paga assinatura acrescida por uma variável de acordo com o uso do automóvel

Thinkseg, primeira insurtech totalmente digital do Brasil, anuncia investimento de R$ 50 milhões para desenvolver o primeiro seguro por assinatura, comportamento e pagamento mensal do Brasil. Chamado de Seguro Pay-Per-Use (pague pelo uso, em tradução livre), o serviço funciona com o pagamento de uma assinatura fixa média de R$ 94, acrescida por uma variável conforme a utilização do veículo – uma combinação de quilometragem rodada com a forma de condução do segurado.

Segundo Andre Gregori, ex-BTG Pactual, Fundador e CEO da Thinkseg, o serviço deve garantir economia de até 50% para o motorista que dirige pouco. “Nosso objetivo é democratizar o acesso ao seguro para o brasileiro. Com a tecnologia usada na criação deste novo produto, vamos disponibilizar um seguro de carro mais justo e transparente para o usuário ”, explica Gregori.

Na dinâmica do modelo Pay-Per-Use, quanto menos a pessoa usar o seu carro, menor será o valor do seu seguro, assim como quanto mais prudente for a sua direção, melhor será o preço final da mensalidade. Para oferecer esta personalização, os dados do motorista serão aferidos por telemetria e analisados por inteligência artificial. O produto estará disponível para contratação ainda no primeiro semestre deste ano.

De acordo com o executivo, este modelo acompanha a transformação digital que ocorre em todos os setores e influência desde o modo em que os consumidores fazem compras, até a forma como as pessoas escutam música e assistem filmes. “Está modalidade está alinhada a uma tendência mundial, similar a modelos que marcas como Netflix e Spotify já adotam. Por conta disso, acreditamos que os produtos baseados em assinatura, acrescidos por variáveis de comportamento, irão revolucionar também o setor de seguros. No caso do Brasil, este tipo de inovação trará novos clientes que não acessam o seguro, seja pelo preço ou pela falta de transparência do valor cobrado, ajudando a aumentar a quantidade de carros e pessoas com proteção de seus patrimônios no País”, completa o CEO da Thinkseg.

AIG lança blog para difundir cultura de prevenção a riscos 134

AIG lança blog para difundir cultura de prevenção a riscos

Plataforma é canal direto de especialistas da companhia com profissionais e empresas

Com a proposta de levar mais informação sobre os riscos nos negócios, em uma linguagem simplificada, mais foco na contribuição do seguro como investimento e parte do planejamento empresarial em diferentes segmentos, a AIG Seguros apresenta o blog Negócio Seguro. A nova plataforma de conteúdo da AIG é um canal direto entre os especialistas da companhia, profissionais e empresas das áreas de varejo, logística e transportes, indústria, agronegócio, comércio e serviços, além de ser uma importante fonte de informações para corretores.

Temas atuais como a crescente ameaça de crimes cibernéticos e a necessidade de proteção dos dados; a preocupação com o impacto ambiental da operação; a responsabilidade da empresa sobre a vida e bens de terceiros; tendências como transações em criptomoedas e dicas sobre sistemas eficientes de proteção são alguns dos assuntos discutidos. Textos, vídeos, estudos e esclarecimento de dúvidas e mitos sobre riscos e prevenção compõem o blog, a partir da experiência dos profissionais da AIG e do mercado para apoio do empresário.

Independente do tamanho e área de atuação da empresa, os seguros mais básicos, com cobertura contra incêndio e roubo, por exemplo, são os mais conhecidos. Mas cada negócio tem seus riscos específicos que podem impactar significativamente sua operação e terceiros – a comunidade no entorno, clientes, fornecedores. Por isso, todo o conteúdo do blog Negócio Seguro é pensado para auxiliar proprietários e administradores a estarem mais cientes dos riscos que fazem parte do dia a dia de diferentes segmentos.

“Nosso objetivo é chamar a atenção de empresários sobre a importância da prevenção e antecipação de riscos que, muitas, vezes, são desconhecidos ou passam desapercebidos no rotina operacional das empresas, mostrando que o seguro e outras ferramentas preventivas devem ser encaradas como investimento parte do planejamento financeiro do seu negócio. Não é um gasto”, explica Lúcio Mocsányi, Superintendente de Comunicação e Marketing da AIG.

“Um exemplo clássico é a prioridade que, em muitos casos, um empresário contrata uma apólice com foco principal no valor de reconstrução de sua empresa no caso de um acidente, ou sinistro como se diz no jargão do seguro, uma vez que ele consegue mensurar seu valor, mas acaba por minimizar o valor dedicado a indenizações de danos a terceiros – desde uma contaminação de solo, danos físicos ou pessoais – cujos impactos ele dificilmente seria capaz de saber antecipadamente, mas que podem exceder, e muito, sua capacidade financeira”, complementa Lúcio.

blog Negócio Seguro também é mais uma fonte de informação aos corretores parceiros, que poderão encontrar ali informações variadas para suporte a seus clientes, como mais uma forma de difundir a cultura do seguro e sua necessidade.

SulAmérica lança nova edição do PRA Super Campeões 334

SulAmérica lança nova edição do PRA Super Campeões

Como parte do Programa de Reconhecimento ao Corretor, campanha incentiva ampliação de negócios e premiará corretores com melhor desempenho

Lançada durante a premiação do PRA Super Campeões, em Trancoso (BA), a nova campanha do Programa de Reconhecimento ao Corretor (PRA) da SulAmérica para 2019 desafiará e incentivará os seus mais de 30 mil parceiros a gerar ainda mais novos negócios em todos os segmentos de atuação da companhia. Como forma de coroar os melhores desempenhos, a seguradora reconhecerá os corretores com diversos prêmios ao longo do ano e duas viagens marcadas para 2020.

“O PRA Corretor é o melhor programa de reconhecimento aos corretores no Brasil. Queremos incentivar nossos mais de 30 mil parceiros a gerarem cada vez mais negócios e baterem recordes em vendas ano após ano. Para isso, investimos em ferramentas, treinamentos, suporte e atendimento para eles estarem ainda mais preparados para entender o comportamento de seus clientes e oferecer uma experiência de consumo diferenciada”, comenta o vice-presidente Comercial da SulAmérica, André Lauzana.

Para a nova campanha do PRA Super Campeões os critérios de elegibilidade consideram, entre outros aspectos, o fato de que cada participante só concorre com outros corretores da mesma região.

Reconhecimento

O PRA Super Campeões é feito em três rodadas a partir de abril. A primeira rodada será finalizada em junho e os corretores mais bem pontuados de cada uma das 90 filiais da SulAmérica concorrem a diversos prêmios em um evento especial feito para eles. Já na segunda rodada, que vai de abril até setembro, os corretores com maior pontuação na sua região concorrem a seis carros.

A última rodada, por sua vez, considera toda a produção do corretor entre abril e dezembro. A premiação, uma das mais esperadas pelos parceiros, são as viagens nacionais e internacionais. Em 2020, os Supercampeões ganharão uma experiência exclusiva em um resort no Brasil ou uma viagem internacional para Praga, capital da República Tcheca, e Viena, capital da Áustria, ambas na Europa Central.

PRA Investimentos

Uma das novidades do PRA Corretor para este ano, é o PRA Investimentos, que passa a integrar o Programa. A iniciativa é uma oportunidade para que os parceiros de negócio da SulAmérica possam ganhar comissões adicionais a cada novo negócio concretizado.

Entre as opções que o corretor pode oferecer ao consumidor estão fundos de renda fixa com rentabilidade média acima do mercado, produtos de multimercado e o investimento em ações e no exterior. O PRA Investimentos é mais uma oportunidade para o corretor oferecer ao cliente uma oferta completa em seguros e soluções financeiras.