Saiba como proteger suas obras de arte 2848

Confira a reportagem do Seguro Sem Mistério

O programa Seguro Sem Mistério conversou com a corretora de seguros Rute Milman, especialista em apólices de seguro para proteger obras de arte. Assista também no Bah!TV, canais 520 e 526 da NET Rio Grande do Sul.

Associação de proteção veicular patrocina Vasco e causa polêmica 327

Associação de proteção veicular patrocina Vasco e causa polêmica

Sincor-SP disse que tomará ‘medidas cabíveis’ para demonstrar indignação da categoria

A Global CBB, associação de proteção veicular, patrocina o Club de Regatas Vasco da Gama. Em nota, o Sindicato dos Corretores de São Paulo (Sincor-SP) informou que tomará as medidas cabíveis para demonstrar a indignação da categoria de profissionais do setor de seguros.

“Precisamos sempre nos posicionar contra a ilegalidade e a favor da proteção ao consumidor”, declarou Alexandre Camillo, presidente do Sincor-SP.

A empresa de proteção veicular estampará sua marca no uniforme do clube durante a temporada. Diversos corretores profissionais de seguros reagiram negativamente em relação a parceria, já que a atividade da CBB Global não é regulamentada pela Superintendência de Seguros Privados.

Bruno Maia, vice-presidente de marketing do Vasco, comemorou a parceria. “Damos as boas vindas à Global CBB, confiando que eles fizeram uma excelente escolha de apostar no futebol e, principalmente, no Vasco. O nosso compromisso com todas as marcas que passaram pelo uniforme nesses últimos meses é a prova da nossa entrega e comprometimento. Que fiquem conosco muito tempo e atinjam seus resultados”, disse.

Já o presidente da Global CBB, Ricardo Silva, ressaltou que o cuidado do Vasco com a base foi importante para a parceria. Além disso, elogiou a homenagem na última partida às vítimas das enchentes que atingiram a Rocinha e o Vidigal e aos dez jovens mortos no incêndio no Ninho do Urubu.

“Escolhemos o Vasco pois é um clube extremamente focado na formação não só de jogadores como de cidadãos. O cuidado com a base foi algo primordial para nossa escolha, pois fica claro que se preocupam com as próximas gerações de atletas e de pessoas em nossa sociedade. No último jogo, o Vasco deu uma grande demonstração de solidariedade, o que nos faz ter ainda mais certeza de que era com um clube assim que queríamos ver a nossa marca”, relatou Silva.

Em nota, o presidente do Clube dos Corretores de Seguros do Estado do Rio de Janeiro (CCS-RJ) disse: “O Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro vem a público manifestar sua indignação pela decisão do Club de Regatas Vasco da Gama, essa GIGANTE instituição esportiva, fundada em 21 de agosto de 1898, e que tem milhões de apaixonados torcedores pelo mundo, em ter aceitado como patrocinador uma ‘EMPRESA’ que se passa por uma Associação de Proteção Veicular, que exerce atividade totalmente controversa e que vem sendo constantemente combatida pelos Órgãos Públicos e de Fiscalização do Mercado e de Defesa do Consumidor, inclusive com consistente divulgação na mídia de diversos prejuízos causados aos seus ‘CLIENTES’ associados”.

A reportagem de JRS consultou o Vasco, que não retornou até o momento.

*Com informações de Terra.

JLT analisa impacto de lesões em jogadores da Premier League 329

JLT analisa impacto de lesões em jogadores da Premier League

Em média, foram 24 lesões e 634 dias de afastamento por time

Relatório da JLT (Jardine Lloyd Thompson) revela que as lesões em jogadores durante a primeira metade da temporada 2018/19 da Premier League, principal competição do futebol inglês, custaram aos clubes 130 milhões de libras, o equivalente a 620 milhões de reais. Em média, foram 24 lesões e 634 dias de afastamento por time.

O Machester City foi o clube que mais pagou pelos jogadores lesionados: 17 milhões de libras em 30 lesões. Em segundo lugar, aparece o Manchester United, com 14 milhões de libras em 40 lesões. De acordo com a pesquisa, os joelhos são as partes do corpo mais afetadas (75 lesões).

Copa do Mundo

A pesquisa ainda mostrou aumento no número de lesões sofridas por jogadores que participaram da Copa do Mundo 2018, realizada na Rússia. De acordo com a pesquisa, a quantidade de lesões subiu de 78 em 2017/18 para 112 em 2018/2019, um crescimento de 44%.

Divulgação
Divulgação

Todo ano a JLT examina como as contusões impactam os 20 clubes da Premier League. O objetivo do estudo é entender o impacto financeiro das contusões dos jogadores e avaliar a extensão dos riscos de lesões.

A pesquisa, realizada entre 1º de julho de 2018 e 23 de janeiro de 2019, considerou os jogos de cada time da Premier League. Só foram contabilizadas as lesões que levaram os jogadores a perder pelo menos um jogo.

Seguros SURA e Previsul prestigiam ação de verão do JRS 393

Equipe da Previsul Seguradora no QG do JRS

O verão fica muito mais seguro com os programas especiais no litoral gaúcho

Milhões de veranistas acompanham as ações do JRS na temporada 2019. O sábado e o domingo foram intensos no QG do JRS no Litoral Gaúcho, na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS).

A equipe da Seguros SURA no QG do JRS
A equipe da Seguros SURA no QG do JRS

No dia 16 foi a vez da Seguros SURA, capitaneada pela executiva principal do Rio Grande do Sul, Fabiana Mello. Na oportunidade, Fabiana e seus convidados destacaram as ações da companhia, bem como a estratégia que prioriza o corretor de seguros, propiciando produtos únicos para distribuição aos consumidores do setor.

Equipe da Previsul Seguradora no QG do JRS
Equipe da Previsul Seguradora no QG do JRS

Já no domingo, Andreia Araújo, diretora de Negócios e Marketing da Previsul Seguradora, e a executiva Virginia Mâncio e o gestor Fábio Figueiró, confraternizaram em um almoço especial. Andreia reforçou, em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério, a importância da campanha de vendas da companhia em 2019. O corretor de seguros Alcebíades Lima foi convidado especial da seguradora. O profissional destacou a integração aos processos inovadores da empresa.

 

Seguros de pessoas cresce 9,4% em 2018 e movimenta R$ 41,4 bilhões, segundo FenaPrevi 344

Seguros de pessoas cresce 9,4% em 2018 e movimenta R$ 41,4 bilhões, segundo FenaPrevi

Seguros de vida, prestamista e de acidentes pessoais foram os produtos mais contratados pelo consumidor no período. Indenizações pagas aos segurados somaram R$ 9 bilhões

As contratações de seguros para riscos pessoais (seguro de vida, seguro de acidentes pessoais, prestamista, entre outras modalidades) somaram R$ 41,4 bilhões em 2018. O valor foi 9,4% superior aos R$ 37,9 bilhões registrados em 2017, segundo dados da FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), entidade que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país.

Segundo dados da Federação, no mesmo período, as indenizações pagas pelas seguradoras totalizaram R$ 9 bilhões contra R$ 8,7 bilhões em 2017. “Os seguros de pessoas são instrumentos importantes de proteção social e ajudam a preservar as conquistar materiais e financeiras das famílias”, diz Jorge Nasser, novo presidente eleito da FenaPrevi para o triênio 2019-2021.

Na análise por modalidade de produto, o seguro de vida (grupo e individual) se firmou como a maior carteira do mercado de seguros de pessoas com 39% dos prêmios arrecadados (valor pagos pelos segurados para contratar a proteção dos seguros).

O seguro de vida em grupo, oferecido pelas empresas como benefício para seus funcionários, movimentou R$ 11,5 bilhões em 2018, resultado 6% superior aos R$ 10,9 bilhões em 2017. Já na categoria vida individual, os prêmios foram de R$ 3,5 bilhões e a alta foi de 24% em relação aos R$ 2,8 bilhões verificados em 2017.

A seguro de proteção financeira (prestamista) que representa 30% do setor também apresentou resultado positivo. A modalidade movimentou R$ 11,3 bilhões em 2018, resultado 19% superior aos R$ 9,5 bilhões em 2017. “A retomada do crédito e melhora das vendas no varejo impulsionaram esta modalidade de seguros, que cobre o pagamento das parcelas de compras feitas a prazo, no caso de perda de emprego sem justa causa pelo titular da apólice”, avalia Nasser.

Segundo a FenaPrevi, o seguro de acidentes pessoais, com a terceira maior representatividade do total de prêmios (15%) no acumulado, também estiveram entre os produtos mais contratados no acumulado de 2018. Os prêmios somaram R$ 5,6 bilhões, enquanto que no ano anterior o total acumulado foi de R$ 5,3 bilhões.

O resultado do seguro auxílio funeral também foi positivo, segundo a federação. As contratações totalizaram R$ 602,2 milhões em prêmios, alta de 10,44% em 2018. No ano anterior, os prêmios foram de R$ 545,3 milhões.

Ainda de acordo com FenaPrevi, os seguros com coberturas para casos de doenças graves e terminais, também estiveram entre os produtos mais contratados no acumulado de 2018. Os prêmios somaram R$ 858,8 milhões, enquanto que no ano anterior o total acumulado foi de R$ 765,7 milhões.

SulAmérica conclui 12º Corretor Nova Geração, em edição focada em inovação e futuro 205

SulAmérica conclui 12º Corretor Nova Geração, em edição focada em inovação e futuro

Jornada de cinco dias permitiu a corretores aprender mais sobre desafios e oportunidades do mercado e conhecer iniciativas estratégicas da seguradora

A SulAmérica, maior seguradora independente do País, encerrou na manhã desta sexta-feira (15) a 12ª edição do Corretor Nova Geração. Após mais de 40 horas de interação em cinco dias e palestras com cerca de 20 especialistas, os 42 jovens corretores agora retornam a suas cidades para desenvolver o que aprenderam sobre transformação digital no mercado segurador e o futuro do setor, aliados aos produtos da companhia e à importância do relacionamento com a sociedade.

“O sucesso do Corretor Nova Geração é resultado de uma série de iniciativas na programação que gera valor aos nossos parceiros de negócios. Sem dúvida, os jovens corretores levam daqui uma bagagem diferenciada para se relacionar de forma ainda mais profunda com o consumidor, com a missão de apresentar ofertas com conveniência e prestação de serviço e o propósito de garantir tranquilidade e segurança. E a transformação digital é parte de tudo isso: quem aproveitá-la da forma mais adequada, com um atendimento humanizado, fará a diferença e encantará os clientes”, resumiu o vice-presidente Comercial da SulAmérica, André Lauzana.

Como já é tradição, a SulAmérica trouxe ao palco, no encerramento do Corretor Nova Geração, participantes de edições anteriores do evento. O momento proporcionou, novamente, uma troca de experiências e caminhos a serem seguidos na vida profissional dos corretores após o evento.

Ao longo da semana, dinâmicas, palestras e visitas deram o tom da programação. Os jovens corretores conheceram práticas da SulAmérica que fazem a diferença para o corretor e o consumidor final e tiveram a oportunidade de aprofundar conhecimentos sobre a evolução da tecnologia e da inovação. Os produtos da companhia também estiveram em destaque – Saúde, Odonto, Auto, Massificados, Investimentos, Vida, Previdência e Capitalização –, bem como a força da operação da companhia e de sua área Comercial e a importância da valorização do capital humano e de estratégias de marketing.

“As palestras e atividades que tivemos ao longo dessa semana foram extremamente esclarecedoras e ajudaram a abrir a cabeça para novas oportunidades. Vejo a SulAmérica como uma parceira que valoriza o trabalho do corretor, e ter acesso às pessoas que trabalham na seguradora foi muito enriquecedor. O aprendizado que obtivemos aqui é muito importante para as rotinas na corretora e para inovar nas atividades, assim como a interação com os demais colegas pela troca de experiências”, avaliou o corretor Frederico Lessa Pontes da Cruz, da cidade do Rio de Janeiro (RJ).

O Corretor Nova Geração é uma das iniciativas da SulAmérica que integra o PRA (Programa de Reconhecimento ao Corretor), com foco no pilar de treinamento de seus parceiros de negócios.