“Aproveite seu tempo da melhor forma possível” 1074

Tiago Melo, Country Chair Presidente da MDRT no Brasil

Declaração é de Ross Vanderwolf, presidente do Million Dollar Round Table (MDRT)

Ross Vanderwolf é presidente do Million Dollar Round Table (MDRT)
Ross Vanderwolf é presidente do Million Dollar Round Table (MDRT)

O MDRT Day Brazil, realizado nesta quinta-feira (25), em São Paulo (SP), contou com a participação de aproximadamente 400 operadores do setor de seguros. Profissionais renomados e de gabarito compartilharam informações e experiências em um dia recheado com uma vasta programação, que mesclou painéis técnicos e que promoviam uma profunda reflexão sobre a atuação no mercado de seguros de vida.

“Você vende produtos ou serviços?”, questiona Ross Vanderwolf, presidente do Million Dollar Round Table (MDRT). A organização reúne os profissionais de ponta deste ramo em nível mundial.

“O Brasil sofre uma série de discussões sobre mudanças na legislação. Precisamos analisar como são comercializados os seguros, investimentos e previdência”, completa Ross. “O maior desafio da nossa indústria é encontrar as pessoas certas para falar“, comenta ao remontar os momentos em que ainda não era membro do grupo. “É preciso praticar, conversar, fazer reuniões, ligar e vender. É necessário desenvolver um processo para alcançar mais pessoas. Foi assim que meu negócio deslanchou”, resume.

O presidente do MDRT ainda recomenda o desenvolvimento de relatórios sobre tudo que é realizado. “Mais importante que isso é ficar de olho nas atividades principais, ou seja, estar acima da linha pois isso é o que gera receita”, explica. “Os funcionários de uma empresa precisam ser produtivos e importantes nas funções que realmente precisam. As métricas são muito importantes e necessárias. Com uma métrica você pode perceber que sua produtividade aumentará em até 60%, quando relatadas o índice poder ser de até 80%”, completa.

“Trabalhe muito, esse é o nível de qualificação do MDRT. Participe das reuniões anuais. Desenvolva confiança”, afirma Ross Vanderwolf, presidente do Million Dollar Round Table (MDRT).

Na opinião do especialista só é possível deslanchar após aprender a dizer “não”, além de desenvolver a disciplina. “Estou aprendendo isso diariamente. Aproveite seu tempo da melhor forma possível”, revela.

Segundo dados da instituição global, para participar do MDRT como Qualifying member, os profissionais dedicam uma média de 13 horas semanais para contato com os clientes. Já como Court of the Table, esse tempo sobe para 22 horas semanais. Enquanto que, a média dos Top of the Table é de 25 horas por semana.

“Crie fortes e firmes relações com seus clientes. Analise cada situação. Ela aproxima ou afasta você de seu alvo?”, argumenta. “MDRT é isso. Todos nós melhorando e ajudando uns aos outros. Quando você é bem sucedido está rodeado de outras pessoas bem sucedidas”, finaliza.

MDRT Day Brazil – Todas as imagens:

Fusão da Susep com a Previc fica para depois 688

Fusão da Susep com a Previc fica para depois

O motivo da desistência da equipe de Paulo Guedes não foi informado

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, teria desistido da ideia de fusão entre a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). As informações foram publicadas por Valor Econômico e pelo colunista Lauro Jardim, de “O Globo”.

Veja também: Fusão da Susep com a Previc é vista com bons olhos por especialistas

As autarquias atuam na regulação e fiscalização de seguradoras e fundos de pensão, respectivamente. Entre os possíveis motivos está a transferência de toda a estrutura funcional do Rio de Janeiro (RJ) para Brasília (DF). A iniciativa era estudada em função da redução de gastos e para evitar a sobreposição de funções.

A Confederação Nacional das Empresas de Seguro (CNSeg) pede “cautela” em relação ao assunto. Marcio Coriolano, lembrou que a fusão das duas superintendências não é uma discussão nova. Para ele, a medida atenderia ao pressuposto de maior sinergia no setor público, mas sua efetividade dependerá do modelo escolhido. “Os administradores públicos, às vezes, não enxergam a complexidade”, disse ele.

Coriolano explicou que a Previc é “monolinha”, ou seja, voltada para a regulação dos fundos de pensão fechados. A Susep, por seu turno, teria maior diversidade atuação — a agência é responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro.

Fusão da Susep com a Previc é vista com bons olhos por especialistas 999

Fusão da Susep com a Previc é vista com bons olhos por especialistas

Mudança visa eficiência na fiscalização e supervisão do setor de seguros

A fusão entre a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) foi vista com bons olhos pelo mercado. A proposta inicialmente surgiu em dezembro, ainda no governo de transição do ex-presidente Michel Temer para o atual presidente, Jair Bolsonaro. Especialistas acreditam que a atual estrutura – Susep e Previc separadas – foi útil quando o mercado financeiro e de capitais não estava sedimentado. As informações são do jornal Correio Braziliense.

Para Roberto Luis Troster, ex-economista chefe da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Associação Brasileira de Bancos (ABBC), a iniciativa é boa.  “Traz mais eficiência na fiscalização e supervisão do setor. Vamos ver como será executada”, assinala. “Previc e Susep juntas tornarão mais eficiente o setor de fundos de pensão. Com a diretriz da autoridade monetária, os cotistas sentirão mais segurança, principalmente se for aprovada no Congresso a autonomia do Banco Central”, reforçou.

Ainda ao jornal, o economista Carlos Eduardo de Freitas, ex-diretor do BC, fez ressalvas. “A união de Previc e Susep não é negativa, se ficaram sob as ordens do BC. Mas colocar todos juntos é perigoso. O BC tem carreira própria e concurso público”, afirmou. Já a junção dos órgãos também com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), como chegou a ser cogitado em um primeiro momento, foi rechaçada por Freitas. “Previdência e Saúde são completamente diferentes. Não dá para ficar brincando de organograma. É preciso focar no problema fiscal e nas reformas tributária e da Previdência”, enfatizou.

Veja também: Fusão da Susep com a Previc fica para depois

A Associação dos Servidores da Previc (Asprevic) lembra que a possibilidade de fusão entre as autarquias começou a ser cogitada em 2016, com a transferência da Previc para o Ministério da Fazenda. O posicionamento deve-se aos aspectos relacionados “à eficiência administrativa, sinergia entre os órgãos em termos de macroprocessos, competências correlatas e consonância com os modelos de supervisão organizacionais internacionalmente adotados”, informa nota divulgada pela Asprevic.

“Vemos como adequada a aproximação com a Susep, uma vez que as suas atividades finalísticas e a sua carreira envolvem similaridades técnicas inegáveis em relação àquelas exercidas pela Previc, representando, assim, a possibilidade de fusão, um ganho efetivo para a sociedade na busca por um Estado mais enxuto e eficiente”, conclui o posicionamento da entidade.

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019 516

Autoridades do seguro abrem a temporada no QG JRS Litoral 2019

Presidente e vice-presidente do Sindseg/RS participaram de gravação do Seguro Sem Mistério Especial

Há mais de uma década o Grupo JRS promove ações especiais no veraneio, faça a chuva ou faça sol. Este final de semana não foi diferente, o QG do JRS na praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS), recebeu autoridades e referências do setor de seguros. Guacir de Llano Bueno, presidente, e Alberto Müller, vice-presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), marcaram presença ao lado das esposas, Simone e Lívia. Em destaque também as seguradoras dos executivos, MBM Seguros e Sompo Seguros.

Ambos deram boas vindas a 2019 e inauguraram a série de eventos que toma conta do litoral gaúcho, bem como ações especiais que inclui peças publicitárias, unidade móvel nas rodovias do RS e a gravação especial do programa Seguro Sem Mistério na TV. A atração é apresentada diariamente no Canal Bah!TV e conta com edições inéditas aos domingos, a partir das 11h30min.

Milhões de veranistas são impactados pela campanha especial #VerãoSuperSeguro, promovida pelo JRS com o intuito de promover o verão mais seguro de todos os tempos. E o verão mais seguro também contou com o suculento churrasco gaúcho e o famoso salmão, preparados pelo diretor do JRS, Bruno Carvalho.

Ao SSM TV, Bueno e Müller destacaram a importância da indústria do seguro e do Grupo JRS na disseminação de informações sobre o setor em todas as épocas do ano.

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS 1016

Verão 2019 fica muito mais seguro com ações especiais do JRS

Peças de publicidade, promoções e grandes encontros no litoral marcam mais uma temporada

O Verão 2019 chegou com tudo. As temperaturas estão nas alturas e a animação para mais uma ação especial do JRS também.

O mercado de seguros já sabe. Os finais de semana são no QG do JRS no Litoral Gaúcho, na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS). Tudo começa com as presenças de Guacir de Llano Bueno, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), além de Alberto Müller, vice-presidente do Sindseg/RS. Ambos os representantes da entidade sindical participam do encontro acompanhado de suas esposas. A presença especial de Julio Cesar Rosa, com recente passagem pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), completa o time que dá início aos momentos especiais em mais uma temporada de veraneio.

Divulgação/JRS
Divulgação/JRS

Tudo isso só é possível graças a um time campeão de apoiadores, que têm suas marcas expostas para os quase 1 milhão de motoristas que circulam pela Estrada do Mar, nos caminhos para o Litoral Norte do Rio Grande do Sul. São dois outdoors que marcam a versão deste ano da campanha especial de verão. Um deles é garantido pela Icatu Seguros, maior seguradora independente do Brasil em Vida, Previdência e Capitalização. O outro, conta com exposição de HDI Seguros, Previsul Seguradora, GBOEX, SulAmérica, Capemisa Seguradora, MBM Seguros, Autosul Express, Neo Executiva Corretora de Seguros, Supermercado Avenida, Cave di Pozza Espumantes, Ramos Assessoria e Sultec Vistorias.

Além de tudo, a unidade móvel do JRS continua circulando pelas principais rodovias da Grande Porto Alegre e Litoral Gaúcho. Tudo isso para levar a informação segura para mais de 26 municípios do RS através dos canais 20 e 26 da NET Rio Grande do Sul, no Canal Bah!TV.

Unidade móvel do JRS/Divulgação
Unidade móvel do JRS/Divulgação

Tem grandes novidades. Muitas promoções vão surgir durante todo o trimestre nas redes sociais do JRS e muitas surpresas serão apresentadas aos nossos leitores de São Paulo e região.

Itaú aposta em corretora de seguros e muda posicionamento 957

Itaú aposta em corretora de seguros e muda posicionamento

Plataforma aberta visa oferecer apólices de companhias parceiras

Segundo a coluna do Broadcast, do jornal O Estado de São Paulo, o Itaú Unibanco vai adotar um novo posicionamento para operar em seguros. Dentro da estratégia de ter uma plataforma com a venda de produtos de outras companhias de seguros, o banco passou a utilizar, sem fazer alarde, o slogan de uma corretora de seguros e não mais de uma seguradora.

Agora, ao invés de Marsep Corretagem de Seguros, o banco passou a utilizar Itaú Corretora de Seguros. Segundo interlocutores, a visão é de que o nome precisava ser renovado por questões mercadológicas e, com isso, a instituição traz sua força para o nicho.

Na sequência, o Itaú segue negociando novas parcerias para deslanchar a plataforma. Dois ou três novos parceiros devem ser anunciados em breve. O banco já firmou parceria com a francesa Axa, nas assistências 24h, e com a MetLife, que já tinha contrato no ramo de odonto e agora também passa a compor o leque de opções de seguro prestamista da instituição. A Chubb também ampliou a parceria com o banco, que além de apólices para smartphones também passou a ofertar seguro garantia e educacional.

Em paralelo, outro alvo do Itaú é a Porto Seguro. O casamento de uma década já contempla as linhas de automóvel e residência. Procurado, o Itaú não se pronunciou sobre as mudanças e negociações.