Empresa desenvolve projetos par cibersegurança de veículos conectados e autônomos 842

cibersegurança

Serviços permitem enviar informações de forma segura aos veículos

A conectividade e a automatização dos veículos permitem melhorar a mobilidade e aumentar a segurança dos deslocamentos, mas também abrem espaço para possíveis ataques de cibersegurança nos carros conectados, na infraestrutura e nos centros de controle de tráfego. A Indra, uma das principais empresas globais  de tecnologia e consultoria, já está desenvolvendo novas soluções destinadas a garantir a cibersegurança dos veículos conectados e autônomos na base dos projetos europeus de I+D+i Secredas e Scott. Estas soluções de cibersegurança são aplicáveis não somente nos carros, mas também em ônibus, bondes ou trens conectados.

O projeto Secredas, integrado por 69 entidades de 16 países europeus e com um orçamento de 50 milhões de euros do programa ECSEL da União Europeia, tem como objetivo criar uma tecnologia de referência segura para sistemas automatizados, que cumpra também com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD). Aborda as tecnologias relacionadas com a cibersegurança nos setores do transporte, tanto ferroviário como automotivo e saúde.

No setor automotivo, o projeto aborda o desenvolvimento de ferramentas e garante a segurança dos dados e dos próprios sistemas automatizados em todas as camadas de comunicação dos carros conectados e seu ecossistema: desde as comunicações internas entre os sistemas dos próprios veículos e seus sistemas de desbloqueio ou sensores até a troca de dados com o centro de controle, a infraestrutura ou as plataformas na nuvem que facilitam aos veículos novos serviços.

Basicamente, a Indra vai desenvolver no projeto, em colaboração com vários fabricantes de veículos, novos serviços para carros conectados, baseados em tecnologias de troca de informação e comunicações seguras, cloud computing e processamento inteligente distribuído, tendo em conta os maiores níveis de segurança.

Da mesma maneira, no projeto europeu Scott, a companhia desenvolve uma plataforma intermodal na nuvem, que permitirá enviar de forma segura aos veículos informação em tempo real sobre limites de velocidade ou outros sinais, recomendações ou alertas, incluindo informação de outros meios de transporte.

Além de tornar possível o desenvolvimento destes serviços de valor agregado, a Indra trabalha no projeto Scott desenvolvendo novas soluções e produtos baseados em tecnologias de comunicação sem fio segura, confiável e interoperável. Tudo isso em um entorno de cibersegurança por meio do qual se pretende aumentar a confiança nas comunicações sem fio dos veículos conectados.

Graças à segurança incorporada na troca de informação com outros meios de transporte, o projeto tornará possível notificar de forma confiável aos veículos conectados e autônomos diferentes alertas, como, por exemplo, a chegada de um trem em um cruzamento, melhorando a eficiência no transporte e a segurança do passageiro. Esta interoperabilidade é especialmente importante nas cidades onde coexiste uma grande quantidade de meios de transporte diferentes com a capacidade de proporcionar informação útil e onde um dos principais desafios é integrar os veículos convencionais, veículos conectados, carros autônomos e os demais meios de transporte para melhorar a mobilidade urbana e a segurança dos deslocamentos.

O projeto Scott conta com 57 sócios de 12 países e está cofinanciado pelo Ministério de Energia, Turismo e Agenda Digital e pela Comissão Europeia.

Na liderança em serviços para veículos autônomos e conectados

A Indra agrega aos projetos Secredas e Scott sua experiência e tecnologia para o setor do transporte, mas também suas capacidades de processamento na nuvem e cibersegurança. Com os avanços que está desenvolvendo em ambos os projetos, a Indra reforça sua posição de liderança em smart mobility e no mercado de serviços para o veículo autônomo e/ou conectado.

A companhia lidera o projeto de I+D+i Autocits, que testa a direção autônoma em estradas de Madri, Lisboa e Paris para adaptar a normativa, os centros de controle e as infraestruturas ao carro conectado e autônomo. Já está circulando em testes pela pista para veículos de alta ocupação bus-VAO da A-6 em Madri um carro autônomo do projeto, a velocidades superiores aos 80 Km/h. Para tanto, instalou-se nesta pista uma rede de equipamentos com diferentes tecnologias de comunicação ITS-G5 e comunicações móveis, que facilita a comunicação entre o carro autônomo e o centro de controle de tráfego. Graças aos serviços de transporte inteligentes e cooperativos (C-ITS) desenvolvidos no projeto, é possível enviar ao carro informação em tempo real sobre a situação do tráfego, o clima ou obras na estrada. Desta maneira, amplia-se sua “visão” e facilita-se uma convivência segura entre veículos autônomos e convencionais.

A Indra também está tendo uma participação de destaque no projeto C-ROADS. É parceira do consórcio nacional espanhol, que lidera a Direção Geral de Tráfego e atua como fornecedor de tecnologia, desenvolvedor e implementador de serviços C-ITS nos pilotos de Madri e Cantábrico.

A Indra tem um papel fundamental no desenvolvimento e na implementação de vários serviços, assim como do software de centro de controle e de equipamento de estrada que permite o envio de informação aos veículos. Participa do desenvolvimento dos serviços de alerta de climatologia adversa, engarrafamentos próximos e de aproximação de veículos de emergência, a fim de enviar os dados aos veículos autônomos e informar aos motoristas de veículos convencionais, melhorando a experiência e a segurança na direção.

O desafio da cibersegurança

Com a conectividade dos carros à Internet são possíveis ataques externos que não existiam há dez anos. A conectividade, o hardware e o software que capacitam os veículos conectados adicionam novos requisitos de segurança e privacidade que têm implicações diretas na estrutura interna dos veículos e na infraestrutura, com mais de 50 possíveis pontos de ataque.

A conexão remota com um veículo conectado implica a possibilidade de acesso às suas unidades eletrônicas de controle, como o sistema de acesso ao veículo, unidades de controle do volante, sistema de freio, motor, transmissão, iluminação, airbags, etc. Além disso, o próprio desenho e implementação de sistemas de conectividade nos veículos pode ter falhas dos quais os criminosos virtuais poderiam se aproveitar para realizar ataques que incluem o controle de um conjunto ampliado de funcionalidades e a anulação das ações do motorista. Também poderiam ser roubados os dados dos veículos e/ou motoristas.

Corretoras gaúchas anunciam fusão ao mercado de seguros 351

Corretoras gaúchas anunciam fusão ao mercado de seguros

Empresas almejam abocanhar importante fatia de nichos e oferecer consultoria full service

As corretoras Abensur e Enris, instaladas no Rio Grande do Sul, anunciam ao mercado de seguros seu processo de fusão de operações. Além de sinergia operacional e estrutural, as empresas querem abocanhar uma importante fatia dos nichos de Benefícios, Responsabilidade Civil, Responsabilidade por Danos, Property e ainda oferecer consultoria full service na área de seguros.

A operação é assessorada pelo advogado Fabiano Zouvi, do escritório Souza Berger, e pelo Conselheiro das empresas, Daniel Blumenthal.

Cliente BB Seguros agora pode notificar sinistros rurais via aplicativo 197

Cliente BB Seguros agora pode notificar sinistros rurais via aplicativo

Nova funcionalidade do app permite comunicar e acompanhar em tempo real todas as etapas do processo de sinistro

Com o objetivo de levar mais mobilidade e conveniência aos segurados, uma nova funcionalidade no aplicativo do Banco do Brasil permitirá aos clientes BB Seguros dos produtos rurais o registro de sinistros via mobile.

A novidade, válida para as apólices de BB Seguro Agrícola, BB Seguro Agrícola Faturamento e Penhor Rural, dará aos clientes a possibilidade de comunicar o sinistro e acompanhar todas as etapas do processo em tempo real, serviços que anteriormente só podiam ser feitos por meio da Central de Relacionamento. Além disso, o envio da documentação também poderá ser feito no momento do comunicado. Tudo de forma eletrônica. Essa solução faz parte da estratégia de transformação digital da seguradora e uma das entregas, dentre diversas outras em andamento, cujo o foco é aprimorar a experiência do cliente e trazer mais agilidade e eficiência à operação.

“Nosso papel é sempre se colocar no lugar do cliente e trazê-lo para o centro das soluções desenvolvidas em conjunto com Negócio e Tecnologia. O cliente se beneficia com processos mais simples, rápidos e cômodos e, a empresa, com toda a transformação que os processos trazem, sobretudo a cultural”, afirma Marcelle Toscano, gerente executiva de Transformação Digital e Inovação da Brasilseg, uma empresa BB Seguros.

A funcionalidade está disponível no aplicativo institucional do Banco do Brasil e é compatível com plataformas iOS (Apple) e Android (Play Store). Na ocorrência de sinistro, basta entrar no app e informar o CPF do segurado e o número da proposta de seguro.

“Disponibilizar o canal de relacionamento nos aplicativos móveis dá mais autonomia ao cliente e possibilita a melhora da experiência dele com a empresa e o produto, ao permitir maior agilidade na solução de suas necessidades. Esse aspecto é ainda mais relevante no segmento agrícola, onde normalmente os avisos de sinistro ocorrem em grande volume em curto espaço de tempo”, afirma Paulo Hora, superintendente técnico de seguros rurais da Brasilseg.

Os resultados esperados são a desburocratização do atendimento – com mais serviços disponíveis ao consumidor – e a melhora da satisfação por meio de respostas mais rápidas às suas solicitações.

Unimed Odonto cresce acima da média do mercado 277

Unimed Odonto cresce acima da média do mercado

Operadora de planos odontológicos do Sistema Unimed atingiu a marca de 400 mil clientes

O ano de 2018 foi marcado por resultados expressivos na Unimed Odonto, operadora de planos odontológicos do Sistema Unimed, cuja operação é gerida pela Seguros Unimed. Com foco na satisfação dos clientes, na qualificação da gestão e da assistência prestada e na inovação dos canais de relacionamento com beneficiários e dentistas parceiros, a Companhia ampliou sua carteira de clientes em 20,5% nos doze meses encerrados em novembro de 2018. No mesmo período, a expansão do mercado nacional foi de apenas 6,9%, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). No total, já são mais de 400 mil vidas atendidas. Como resultado da diretriz de crescimento sustentável da Companhia, o faturamento cresceu 8,8% no ano, chegando a R$73,8 milhões. Por sua vez, o lucro líquido teve salto de 294,7%, fechando na casa de R$7,5 milhões.

“No último ano, ganhamos eficiência em nossa operação, estruturando o percurso assistencial do cliente, fortalecemos as parcerias com as cooperativas do Sistema Unimed e ampliamos a qualificação dos nossos colaboradores. Além disso, mapeamos a experiência dos clientes em nossos canais, por meio da nossa célula de inovação digital, e reformulamos nossas plataformas de serviços”, destacou o diretor de Clientes e Produtos da Seguros Unimed, Tajumar Custódio Martins, responsável pelos negócios do ramo odontológico da Seguradora.

Entre os diferenciais da operação estão o atendimento ágil, o uso da tecnologia para aprimorar a experiência dos clientes e parceiros, além de rede ampla e com abrangência nacional, constituída por mais de 21 mil opções de atendimento. As autorizações de tratamento são obtidas on-line e os procedimentos, em sua maioria, são aprovados na hora.

A operadora disponibiliza pesquisa de rede credenciada via SMS. De forma prática, o cliente pode enviar uma mensagem para o número 29012, informando o CEP do local em que deseja atendimento. Em instantes, três opções de dentistas são fornecidas. A consulta de especialistas também pode ser feita pelo aplicativo Guia Unimed Odonto, reformulado recentemente.

Os profissionais credenciados também contam com uma nova plataforma de serviço. Um aplicativo foi disponibilizado, em novembro de 2018, para agilizar o envio de documentações e imagens (como radiografias) à operadora, simplificando a rotina de trabalho.

Em 2019, a novidade será o lançamento do novo portal de serviços da Unimed Odonto, além de iniciativas para aprimorar a interação com os clientes e a rede credenciada.

Chubb nomeia novo Head de Travel Insurance para América Latina 216

Chubb nomeia novo Head de Travel Insurance para América Latina

Lucas Burón será responsável pelo impulsionamento do crescimento planejado no segmento

A Chubb nomeou Lucas Burón como Head de Travel Insurance para a América Latina, que será responsável por todas as atividades da carteira de seguro de viagem, incluindo impulsionar o crescimento planejado para o segmento, desenvolver os negócios, definir e executar a estratégia, fortalecer o relacionamento com os principais parceiros e manter a rentabilidade do negócio.

Lucas Burón chegou à Chubb em 2017, trabalhando na gestão de contas-chave, na renovação e aumento de parcerias, na maximização de receita e no desenvolvimento do negócio. Antes de ingressar na Chubb, trabalhou na AIG Travel Guard por mais de 6 anos, ocupando diversos cargos na Argentina e na Colômbia. Lucas é formado pelo Instituto Privado de la Câmara Argentina de Comércio, onde estudou Comércio Exterior. Atualmente faz MBA na BYU de Idaho.

A nomeação de Lucas Burón entrou em vigor em 1 de fevereiro de 2019 e ele se reportará diretamente a José Sosa, Vice-presidente sênior de A&H e Vida da Chubb América Latina e matricialmente à Alex Blake, Vice-presidente sênior e Head Global de Travel Insurance do Grupo Chubb.

HDI e Icatu se unem para oferecer seguros de vida e acidentes pessoais 543

HDI e Icatu se unem para oferecer seguros de vida e acidentes pessoais

Parceria marca a entrada da HDI no ramo Vida e a expansão da Icatu via canal de corretores

A HDI Seguros e a Icatu Seguros, duas das maiores seguradoras do Brasil, anunciam parceria para a oferta de seguros de Vida e Acidentes Pessoais. A iniciativa é parte dos esforços de ambas as empresas para alcançar objetivos de mão-dupla: enquanto a HDI busca ampliar seu portfólio voltado à proteção das pessoas durante suas jornadas, a Icatu almeja estimular essa mesma cultura e potencializar o alcance de suas soluções.

Neste modelo de negócios, a Icatu Seguros, líder entre as seguradoras independentes em Vida, Previdência e Capitalização, será responsável pelo desenvolvimento de produtos exclusivos, emissão de apólices e atendimento ao consumidor, garantindo a melhor experiência do cliente no pós-venda, assistências e sinistros.

Já a HDI, 5ª maior operadora de automóveis e residências do Brasil, compete a distribuição por meio de sua força comercial, que inclui filiais e escritórios em todas as regiões do País e mais de 23 mil corretores integrados.

“A capilaridade da HDI e a expertise da Icatu permitem o estabelecimento de um ecossistema empresarial virtuoso que gera ganhos para todos. As companhias ampliarão seus negócios, os corretores terão mais oportunidades de rentabilizar e fidelizar clientes e os consumidores, por sua vez, terão mais acesso a proteções”, destaca Murilo Riedel, CEO da HDI Seguros.

“É importante destacar ainda que o corretor de seguros é o nosso principal parceiro e peça fundamental em todas as iniciativas que desenvolvemos. A geração de novas linhas de negócios é vantajosa tanto para as seguradoras, quanto para corretores e clientes”, comenta Flávio Rodrigues, vice-presidente Comercial da HDI Seguros.

Neste primeiro momento, os novos produtos serão comercializados para pessoas física e jurídica. Há projetos futuros em análise, como por exemplo cross-sell com seguros de automóvel, residencial e empresarial oferecidos pela HDI.

“Como uma companhia especialista em pessoas, nosso propósito é contribuir com as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro. Nesta parceria estratégica, em que cada companhia traz o que tem de melhor, ampliaremos nosso alcance, oferecendo mais oportunidades de negócio aos corretores e a diversidade e qualidade dos nossos produtos a novos clientes”, afirma Luciano Snel, presidente da Icatu Seguros.

“A parceria com a HDI não muda o posicionamento da Icatu em relação aos corretores. Pelo contrário: vamos continuar investindo em produtos e ferramentas para este canal, que agora passa a ter uma abrangência ainda maior”, avalia Guilherme Hinrichsen, vice-presidente comercial da Icatu Seguros.

O início da operação deve acontecer no segundo semestre. Os resultados serão divididos via cosseguro em uma natureza de sociedade de 50% a 50%.