Clube dos Corretores de Osasco promove confraternização especial 1111

Lideranças do setor prestigiaram o momento

O Clube dos Corretores de Seguros de Osasco e Região (CCSOR) promoveu na noite desta terça-feira, dia 4 de dezembro, uma confraternização especial que reuniu profissionais da corretagem na região, executivos das seguradoras parceiras e representantes de entidades de classe. Tudo aconteceu no Buffet Platinum, na Vila Campesina, em Osasco (SP).

O mentor do CCSOR, Ednir Fornazzari, destacou que a comercialização de seguros na região é muito promissora, o que dá motivo de sobra para comemorar, além da tradicional troca de experiência com outros profissionais do mercado local. “Todas as seguradoras daqui atingiram seus objetivos. Muitas, inclusive, superaram suas expectativas para 2018. O ramo de vida está crescendo fervorosamente na região, acredito que em 2019 o setor de seguros deve melhorar ainda mais aqui em nossa região”, afirma.

Fornazzari vê o crescimento das insurtechs como uma oportunidade para o profissional da corretagem. “Dizem que o próximo ano será de grande destaque para as insurtechs. No entanto, a presença física do corretor de seguros é muito importante ainda. A tecnologia veio para melhorar e acredito que o corretor vai incorporar cada vez mais visando aumentar sua produção e melhorar seus negócios”, analisa.

Além dos representantes de diversas regionais do Sindicato dos Corretores de Seguros de São Paulo (Sincor-SP), o presidente da entidade, Boris Ber, destacou a importância que existe no estreitamento de relações com as demais entidades do setor. “Uma comemoração como essa é muito importante. O Clube de Corretores não deixa de ser uma extensão do Sincor, pois aqui detecta-se as necessidades do mercado na ponta. Isso é muito importante para nós, uma vez que as mudanças no setor de seguros estão acontecendo cada vez mais rapidamente. Não podemos ficar para trás”, enfatiza.

“A tecnologia, o digital e o empreendedorismo vão de encontro aos nossos desafios. Várias cabeças pensando juntas na solução de problemas faz com que tudo seja mais rápido, elaborado e feito de forma construtiva. Seguimos de braços juntos, apoiando cada vez mais esse tipo de iniciativa”, destacou o líder sindical.

Boris Ber ainda falou sobre a importância do Sindicato para o setor de seguros, diante das novas regras introduzidas com a Reforma Trabalhista. “Esse será um ano muito difícil, mas isso não tira nosso foco nos objetivos. Um dos exemplos é o atendimento de DPVAT, que ficou prejudicado com as mudanças na Contribuição Sindical. Iniciamos uma reengenharia, para adaptar nosso Sindicato à essa nova realidade. É mais um motivo para estarmos juntos ao setor. Precisamos discutir tudo isso”, completa. “Quem entendeu a mensagem e diversificou seus produtos já pode perceber um expressivo resultado”, finaliza.

Clube dos Corretores de Osasco e Região – Galeria de imagens:

Corretores de SP contam com treinamento gratuito da Affinity Seguro Viagem 390

Elisandra Morel é gestora nacional do Departamento de Corretoras da Affinity / Divulgação

Encontro acontece no dia 17 de julho, no auditório da empresa

O Departamento de Corretoras da Affinity Seguro Viagem fará o segundo treinamento do ano na capital paulista. A capacitação, com vagas limitadas, é gratuita e voltada para a formação de corretores de seguro de São Paulo. Ela acontece no próximo dia 17 de julho, no auditório da empresa, e vai debater temas como “Qual será o futuro do corretor de seguros?” e “O que podemos fazer para inovar nesse setor?”.

“Nosso maior desafio é levar ferramentas e conteúdo relevante para esse profissional, que possui não somente o seguro viagem em seu portfólio, mas inúmeros outros. Portanto, a reciclagem se faz necessária, principalmente no atual momento em que vivemos. Inovar é preciso e estar capacitado é uma obrigação”, avalia Elisandra Morel, gestora nacional do Departamento de Corretoras da Affinity.

Estão confirmados três palestrantes. Egídio Verza, especialista do Canal Corretor da Affinity Seguro, apresentará novidades, técnicas de vendas e ações aplicadas à serviço de diversos stakeholders, que caracterizam e impulsionam os negócios no ambiente de rede. Já Nélio Costa, um dos fundadores da Liberta Aí, plataforma de educação e planejamento financeiro interativa e personalizada, trará um conteúdo focado em como o corretor de seguros pode aumentar as fontes de receita com diferentes estratégias. Por fim, Felipe Coniglio, owner na empresa Go English School, abordará um novo conceito no aprendizado de idiomas, além de ideias para aumentar o network, buscando novos mercados e parceiros.

A Affinity vem, ano a ano, ampliando o seu investimento na área de treinamento. A empresa possui um canal exclusivo para a formação de conteúdo totalmente online, em que o profissional do turismo ou de seguro, acessa, seja no conforto de sua casa ou em seu ambiente de trabalho, e se alimenta de material pertinente ao seu mercado.

“Sabemos que hoje o tempo de todo profissional é curto, diante de tantos desafios e atribuições. Estudar e se reciclar faz parte de qualquer profissão, e ter uma ferramenta disponível 24h por dia é de suma importância. Contudo, mesmo com toda estrutura de treinamentos online, não abrimos mão dos treinamentos presenciais, onde além de debatermos o conteúdo, podemos fazer o que mais gostamos: relacionamento e networking”, salienta Morel.

Equipe Segurou vence hackathon da GR1D ao desenvolver plataforma de seguros para veículos seminovos 411

Equipe Segurou vence hackathon da GR1D ao desenvolver plataforma de seguros para veículos seminovos

Cada um dos cinco integrantes do time, formado por Ingrid Santos, Guilherme França, Jurandir de Castro, Mário Barbosa e Rafa Prado, ganhou um iPhone XR

Com a produção de protótipo funcional de uma plataforma de cotação e venda de seguros para veículos seminovos, o time Segurou, formado por Ingrid Santos, Guilherme França, Jurandir de Castro, Mário Barbosa e Rafa Prado, foi o grande vencedor do Hacka GR1D, primeiro hackathon promovido pela GRID Insurance – marketplace de APIs (application programming interfaces ou interfaces de programação de aplicativos) exclusivo para o segmento de seguros. Cada um dos cinco integrantes do grupo foi premiado com um iPhone XR.

A maratona de desenvolvimento de soluções para dar apoio à comercialização de produtos do setor de seguros a partir do uso de APIs disponíveis na plataforma da GR1D durou mais de 36 horas e foi realizada neste sábado e domingo, dias 13 e 14 de julho, no centro de inovação da Accenture, no Porto Digital do Recife.

Na segunda colocação, ficou o Time Vally, formado por Evelyn Katrine, Jamilli Vitória, Jorge Salvador, Pedro Neto e Samuel Mataraso. Os cinco foram premiados com heaphones JBL Bluetooth. A equipe desenvolveu uma plataforma para conectar motoristas de aplicativos com as seguradoras que oferecem seguros de vida e de acidentes pessoais.

“Foi uma experiência incrível. A realização do nosso primeiro hackathon deu mais uma prova de que temos uma plataforma poderosa, com ótimas soluções digitais para o mercado de seguros. A galera do Recife foi extremamente criativa e potencializou ainda mais as soluções disponíveis no nosso marketplace. Foi muito difícil escolher o time campeão. Na verdade, considero que tivemos 12 equipes vencedoras”, afirma Renato Terzi, CEO da GR1D Insurance, que acompanhou de perto as mais de 36 horas da competição.

No total, 59 competidores formaram os 12 times do Hacka GR1D. A maratona começou no sábado de manhã, após uma palestra de Guga Stocco, fundador da GR1D, na qual falou sobre os desafios para inovar. Ao longo do evento, foram realizadas mais de 60 rodadas de mentoria em apoio aos participantes, com a participação de parceiros da plataforma de negócios GR1D, como a Mongeral Aegon e a Travel ACE, para instruir os maratonistas sobre o mercado de seguros, soluções tecnológicas e uso de APIs, além de oficinas sobre algumas das aplicações oferecidas pela plataforma da GR1D a seus clientes.

O Hacka GR1D foi realizado pela Shawee e contou com o apoio da Accenture, Porto Digital do Recife, Grite Consultoria, Softex, Cesar School e Databizz, além da Mongeral Aegon e Travel ACE. Mais informações estão neste endereço.

José Augusto da Costa Tatagiba retorna ao mercado de seguros 299

José Augusto da Costa Tatagiba retorna ao mercado de seguros

Ex-presidente da Capemisa Seguradora investe em sistema de franquias no RJ

Com marca consolidada, o sistema de franquias do Grupo Pentagonal Seguros, original e bem sucedido, registra cada vez mais interesse de grandes investidores. É o caso do ex-presidente da Capemisa Seguradora, José Augusto da Costa Tatagiba, que volta ao mercado de seguros. O executivo assinou contrato com a Pentagonal Seguros e será franqueado de uma unidade no Bairro Icaraí, em Niterói (RJ). O negócio será tocado junto ao filho, Eduardo Tatagiba. Atualmente o executivo é sócio-administrador da Bashir Brian Consultoria e Assessoria.

Tatagiba explica a importância deste movimento, agora como franqueado da Pentagonal Seguros. “A partir de agora eu e o Eduardo Tatagiba fazemos parte do time Pentagonal Seguros. Vamos desenvolver nossos esforços pra somar a esse empreendimento vencedor. Sabemos das oportunidades que vêm por aí e apesar do nosso segmento ter alcançado indicadores econômicos melhores do que outras atividades da economia, vislumbramos cenários positivos para futuro breve”, comenta.

Setor segurador registra alta de 16,1% em maio 544

Setor segurador registra alta de 16,1% em maio

Receitas totalizaram R$ 103,7 bilhões nos cinco primeiros meses do ano, sem Saúde e DPVAT

Em maio, as receitas do setor de seguros voltaram a crescer se comparado ao mesmo mês de 2018, registrando expansão de 16,1% (sem Saúde e DPVAT). No editorial da nova edição da publicação Conjuntura CNseg, o presidente da Confederação, Marcio Coriolano, afirma que “esse ótimo desempenho serviu para elevar a arrecadação acumulada no ano até maio para 7,1%, comparativamente a igual período do ano passado”. A receita de todos os ramos – exceto Saúde e DPVAT- somou R$ 103,7 bilhões nos cinco primeiros meses do ano.

Na média móvel dos últimos 12 meses até maio, a taxa também evoluiu para 1,5%, retomando o viés de alta sobre abril, que ficara praticamente estável (0,1%). “É um número importante, porque se aproxima do obtido nos dois primeiros meses do ano, após quatro meses de 2018 em que o setor apresentou taxas de desempenho negativas”, escreve o presidente.

Para ele, o mercado continua a apresentar comportamento desigual das vendas entre os diversos ramos. De janeiro a maio, o ramo de seguros patrimoniais (do segmento de seguros de danos e responsabilidades) vem liderando o crescimento, com 15,7%, enquanto os Planos de Riscos (do segmento Cobertura de pessoas) evolui com taxa de 15,4%. Outro destaque foi o segmento de Títulos de Capitalização que apresenta crescimento 11,7% neste ano.

No segmento de Vida e Previdência, o subsegmento de Cobertura de Pessoas – Planos de Riscos, nos últimos 12 meses até maio, a variação foi de 11,3%, seguindo uma trajetória de alta consistente. Os Planos de Acumulação (VGBL e PGBL) registraram variação negativa de 5,6% nos últimos 12 meses até maio. Saiba mais neste endereço.

Capitalização soma mais de R$ 30 bilhões em reservas técnicas 808

Capitalização soma mais de R$ 30 bilhões em reservas técnicas

Dados foram divulgados pela Federação Nacional de Capitalização (FenaCap)

De acordo com dados divulgados pela Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), as reservas técnicas – valores acumulados pelos clientes com títulos de capitalização ativos – atingiram R$ 30,1 bilhões, registrando um crescimento de 2,9% em comparação aos primeiros cinco meses do ano passado.

Marcelo Farinha é presidente da FenaCap / Divulgação
Marcelo Farinha é presidente da FenaCap / Divulgação

A receita global do setor avançou 11,7% no mesmo período, atingindo R$ 9,5 bilhões. As 16 empresas que integram a FenaCap distribuíram R$ 496 milhões em prêmios em sorteios, um aumento de 3,1%. Ainda em comparação ao mesmo período de 2018, os resgates realizados antecipadamente, ou ao fim do prazo do contrato de capitalização, apresentaram crescimento de 2,9%, alcançando o montante de R$ 7,3 bilhões.

“As novas regras criaram um ambiente de negócios mais favorável, trazendo segurança jurídica e criando as condições para a expansão do mercado e o lançamento de produtos cada vez mais aderentes às necessidades dos consumidores”, assinala Marcelo Farinha, presidente da FenaCap.

Com a entrada em vigor do marco regulatório da Capitalização, em abril, as empresas do setor reformularam seus portfólios para atender às novas regras, adaptando produtos já existentes e criando novos, especialmente dentro das modalidades recém criadas de Filantropia Premiável e Instrumento de Garantia, que elevaram para seis o número de modalidades de títulos de capitalização existentes.

Divulgação
Divulgação