Brasil atrai olhares de investidores e movimenta o setor de Seguro Garantia 2793

“Nasce um novo Brasil”, confira a última edição da Revista JRS em 2018!

O fim da disputa eleitoral através de um processo democrático também deu fim a uma série de incertezas sobre os rumos do Brasil para os próximos anos. Economistas, empresários e demais operadores do mercado financeiro demonstram otimismo em relação à retomada econômica brasileira, no entanto, o movimento ainda carece de questões fundamentais, como a reforma previdenciária, por exemplo. Outro desafio ocorre pelas opiniões pontuais que divergem entre o novo chefe do executivo, Jair Bolsonaro e o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, que demonstra a intenção de adotar uma política econômica mais liberal. O Presidente da República, no entanto, vê a questão com ressalvas.

Confira mais detalhes sobre o assunto além de entrevistas e falas de especialistas na reportagem principal da última edição da Revista JRS. Chegamos ao ano 19 com uma expectativa muito boa para a economia brasileira, além de grandes movimentações no setor de seguros e finanças.

Previsul Seguradora lança Campanha de Incentivo 2019 676

Previsul Seguradora lança Campanha de Incentivo 2019

Lançamento da nova campanha acontece nesta terça, dia 22, em São Paulo

Nesta terça-feira (22), a Previsul Seguradora lança a nova Campanha de Incentivo de Vendas 2019 “Sou + Previsul”, em São Paulo. Até março, a Previsul passará por 27 cidades em 12 estados para apresentar a campanha.

Mais do que incentivo, a Previsul Seguradora aposta no reconhecimento do esforço dos corretores em alcançar cada vez melhores resultados. A companhia está em constante evolução e busca sempre oferecer mais vantagens e benefícios ao corretor, seu principal parceiro na comercialização dos seguros.

“A escolha do destino para o próximo ano, reflete a característica em comum entre a Previsul e a cidade escolhida: ambas não param de crescer e buscam constantemente oferecer o que há de melhor no meio da inovação e tecnologia” afirma a diretora de Negócios e Marketing, Andréia Araujo, citando o destino da nova Campanha de Incentivo de Vendas 2019 “Sou + Previsul”, que promete ser inovador como a companhia, que segue sempre em constante evolução. O destino da viagem segue em segredo e será revelado durante o lançamento, em São Paulo.

Além disso, desde o último ano, o programa de pontos “Clube Sou + Previsul” possibilita a troca de pontos por prêmios mensais mediante a produção.

Com 112 anos de atuação, a Previsul Seguradora é referência em seguro de pessoas no Brasil. Está presente em 12 estados brasileiros, com aproximadamente 30 pontos de atendimento em todo o país, que oferecem todo o suporte para o corretor, principal parceiro da Previsul.

Sustentare registra crescimento de 12,2% em 2018 593

Sustentare registra crescimento de 12,2% em 2018

Marca administra mais de 60 mil clientes ativos

A Sustentare Seguros cresceu 12.2% em 2018, registrando 7,2 milhões a mais de produção em comparação ao mesmo período de 2017. Os números foram apresentados pelo CEO Rogerio Oliveira durante a 3ª Convenção da empresa, que aconteceu na sexta-feira (18) na Capital gaúcha.

“Foi um ótimo ano, nossa operação conta atualmente com 110 corretores, espalhados pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo”, destacou ao ressaltar que a marca administra 60.994 clientes ativos.

A terceira edição da Convenção da Sustentare reuniu suas Unidades de Negócios, parceiros de seguradoras e integrantes da empresa. Executivos da Bradesco Seguros, Porto Seguro, HDI Seguros, Sompo, Tokio Marine, Chubb, Liberty e Sancor marcaram presença e prestigiaram a empresa. “Preparamos este momento com muito carinho, pois aqui conseguimos reunir toda a nossa operação em um único local”, comentou.

Além disso, a ocasião premiou as três Unidades de Negócios vencedoras da campanha Grandes Parceiros 2018. A Unidade de Caxias do Sul (RS) Esplanada, Teutônia (RS) e Ituporanga (SC) vão viajar para um cruzeiro que percorrerá a Costa Brasileira. “Fazemos questão de premiar nossos parceiros e nessa última edição tivemos uma surpresa boa, com uma Unidade que começou a trabalhar em 2018 conosco e já está entre as vencedoras, mostrando que a empresa foi útil para eles no dia a dia”, explicou.

17 estados registram aumento nas contratações de planos de saúde, diz ANS 424

17 estados registram aumento nas contratações de planos de saúde, diz ANS

Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou performance do mercado em novembro

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibiliza os dados atualizados do setor de planos de saúde relativos ao mês de novembro de 2018. A consulta pode ser feita através da Sala de Situação, ferramenta disponível no portal da Agência.

Nos planos de assistência médica, o setor contabilizou naquele mês 47.228.069 beneficiários, mantendo estabilidade em relação ao mesmo período do ano anterior. Já nos planos exclusivamente odontológicos, foram registrados 24.191.785 beneficiários, um aumento de 6,42% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

No recorte por estado, 17 registraram crescimento de consumidores em planos de assistência médica (em números absolutos) no período de um ano: Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins. Os estados com maior aumento foram Distrito Federal, Espírito Santo e Mato Grosso, respectivamente.

Entre os planos exclusivamente odontológicos, 26 estados registraram crescimento – apenas Roraima não seguiu essa tendência. Os estados com maior aumento foram São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A ANS ressalta que os dados podem sofrer modificações retroativas em função das revisões efetuadas mensalmente pelas operadoras.

Reprodução/ANS
Reprodução/ANS
Reprodução/ANS
Reprodução/ANS

Preço do seguro auto para homens sobe em média 27,08% neste mês 414

Preço do seguro auto para homens sobe em média 27,08% neste mês

Em contrapartida, de acordo com o Relatório Bidu, seguro para o público feminino teve redução de 6,06% no período

A Bidu, plataforma online de recomendação, comparação e contratação de seguros e produtos financeiros, que faz parte do Grupo Thinkseg, divulga levantamento com valores dos seguros para as versões de entrada dos dez veículos mais vendidos em dezembro de 2018, de acordo com os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O Relatório Bidu, produzido mensalmente desde 2016, analisa o preço médio do seguro em quatro capitais brasileiras (Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo) e compara o perfil de homens e mulheres de 35 anos, casados, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho e que estão contratando o seguro pela primeira vez. As cotações desta edição foram feitas no dia 8 de janeiro.

Ao contrário do que ocorreu no mês passado, onde o preço médio do seguro apresentou uma redução de 15,82% em comparação com novembro, neste início de ano, os consumidores que optarem pela contratação do seguro auto devem se preparar para um aumento no preço médio de 10,31%. Esse índice é puxado pela elevação de 26,68% na média de preço do seguro para o perfil masculino, enquanto para o feminino houve redução média de 6,06%. Diferente da tendência de queda apresentada de outubro a dezembro, em janeiro, o valor do seguro para os modelos mais emplacados no país subiu.

No relatório deste mês, o destaque no acréscimo do valor do seguro fica para a capital do Rio de Janeiro, que obteve aumento de 51,13% para o perfil masculino, e é a única cidade que também apresentou incremento no preço da apólice para o perfil feminino, registrando 2,21% de aumento para as mulheres. Em todos os municípios estudados houve elevação nos preços para o perfil masculino, como mostra o gráfico abaixo, porém em Brasília esse impacto foi menor, embora ainda significativo, com aumento de 10,51% no preço médio da apólice para os homens.

*Variação do preço médio do seguro por cidade (azul: homens; vermelho: mulheres)
*Variação do preço médio do seguro por cidade (azul: homens; vermelho: mulheres)

Analisando o comportamento de preços pela ótica dos diferentes modelos, o crescimento no valor médio do seguro é generalizado para os homens. Em comparação com o estudo anterior, dos oito veículos que se repetem no ranking deste mês, os maiores aumentos na cotação de preços para o perfil masculino são registrados para o Hyundai Creta e para o Ford KA, com 23% e 14%, respectivamente.  O veículo com menor índice de aumento para os homens, comparado Relatório Bidu anterior, é o Chevrolet Onix, com elevação de apenas 1%.

Já o cenário para as mulheres é bem distinto, pois em todos os oito carros que se repetem desde o mês passado, há redução de preços. O destaque desta retração fica para os automóveis Volkswagen Gol e Ford Ka, ambos com uma queda de 2% no preço médio do seguro feminino. O veículo que menos teve variação média de preço para o perfil feminino, em comparação com o último Relatório Bidu, é o Chevrolet Onix que tem uma redução de 0,2%.

*Variação do preço médio do seguro dos modelos que se repetem entre novembro e dezembro (azul: homens; vermelho: mulheres)
*Variação do preço médio do seguro dos modelos que se repetem entre novembro e dezembro (azul: homens; vermelho: mulheres)

Essa tendência de alta no preço do seguro para o perfil masculino ao contrário do que se observa para o perfil feminino ao longo dos últimos meses reforça ainda mais a diferença de preço médio praticado para os dois perfis nas principais capitais brasileiras. Como nos meses anteriores, os homens seguem pagando mais caro pelo seguro, conforme evidencia o gráfico abaixo. Enquanto as mulheres desembolsam, em média, R$2.216 pelo serviço, os homens pagam R$3.127, uma diferença de 41,11%, ou R$ 911,00, para os veículos analisados.

*Preço do seguro por modelo, média janeiro (azul: homens; vermelho: mulheres)
*Preço do seguro por modelo, média janeiro (azul: homens; vermelho: mulheres)

Modelo mais vendido

De acordo com o relatório da Fenabrave, em dezembro foram emplacados 189.411 automóveis – uma queda de 1,42% em comparação com o mês anterior, quando foram emplacadas 192.146 unidades. Este já é o segundo mês consecutivo com redução no número de emplacamentos.

Desde janeiro de 2018, apenas quatro modelos se repetem todos os meses no ranking dos 10 mais emplacados: Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Volkswagen Gol e VW Polo.

*Ranking dos 10 veículos mais emplacados em dezembro, de acordo com a Fenabrave
*Ranking dos 10 veículos mais emplacados em dezembro, de acordo com a Fenabrave

O Chevrolet Ônix segue como o carro mais emplacado no Brasil, com 19.642 unidades em dezembro ante 8.995 registradas para o segundo colocado, o Hyundai HB20. O preço médio do seguro do modelo de entrada do Ônix para o sexo masculino custa atualmente R$ 2.319, contra R$ 2.287, registrado em dezembro. Já para o perfil feminino, o valor médio atual é de R$ 2.117 ante R$ 2.122 calculados na cotação do mês anterior.

Dos dez veículos analisados neste estudo, oito se repetem no ranking da Fenabrave nos meses de novembro e dezembro. Após figurarem no levantamento de novembro, os automóveis Fiat Argo e Renault Sandero saem do relatório e dão espaço para o Toyota Corolla e o Jeep Renegade, que não apareciam na lista dos 10 mais emplacados desde outubro e junho, respectivamente.

O melhor custo-benefício

No Relatório Bidu deste mês, assim como no ranking anterior, o Hyundai Creta se mantém como o veículo que apresenta o melhor custo-benefício, ou seja, a melhor relação entre o preço médio do seguro e o valor de mercado do veículo (price ratio), para ambos os perfis. Para os homens, o price ratio é de 5,4% e para as mulheres é de 3,6%.

Já o automóvel com menor custo-benefício, para os dois perfis, é o Volkswagen Gol, que também demonstrou o mesmo impacto no último levantamento. O price ratio para os homens ficou em 7,9% e em 5,5% para as mulheres.

*Variação por preço de seguro (price ratio) (azul: homens; vermelho: mulheres)
*Variação por preço de seguro (price ratio) (azul: homens; vermelho: mulheres)

Variação entre as cidades

Assim como ocorreu no último Relatório Bidu, a cidade de Brasília é a que possui o seguro mais barato entre as capitais estudadas, onde a média geral do preço do seguro dos dez modelos mais vendidos em dezembro, para homens e mulheres, ficou em R$ 1.901. Já o Rio de Janeiro figura com a média geral de preços mais alta, considerando os dois perfis, com cotação média de R$ 3.732 – uma diferença de 196,32% em relação ao preço médio cobrado na capital do País.

*Variação do preço médio do seguro por cidade (azul: homens; vermelho: mulheres)
*Variação do preço médio do seguro por cidade (azul: homens; vermelho: mulheres)

Mais detalhes

Confira abaixo, as tabelas com os dez veículos mais vendidos em dezembro, de acordo com a Fenabrave, e o valor do seguro para cada modelo nos perfis analisados pela Bidu. As cotações de seguro foram realizadas no dia 8 de janeiro de 2019. Para mais dados e gráficos de análise, confira o relatório completo da Bidu para este mês, assim como edições anteriores.

*Perfil A: homem de 35 anos, casado, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho, e que está contratando o seguro pela primeira vez.

Divulgação
Divulgação

*Perfil B: mulher de 35 anos, casada, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho, e que está contratando o seguro pela primeira vez.

Divulgação
Divulgação

*Todos os preços dos seguros apresentados são para vigência de um ano. Todas as cotações foram realizadas no dia 8 de janeiro.

Obrigatório, seguro DPVAT é suficiente para motoristas? 457

Obrigatório, seguro DPVAT é suficiente para motoristas?

Cobertura exigida nacionalmente é válida apenas para danos pessoais, sem cobrir despesas materiais

O início do ano traz gastos extras e elevados para quem tem um veículo, por conta dos temidos IPVA e DPVAT – Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre -, também conhecido como seguro obrigatório. A boa notícia é que, em 2019, o DPVAT será um pouco mais barato, de acordo com o Conselho Nacional de Seguros, diante de uma redução média de 63,3% no valor em comparação ao do ano passado. Mas, uma pergunta que sempre surge é: posso contratar apenas o seguro obrigatório? Ele será suficiente?

É importante ter em mente que o pagamento do DPVAT é obrigatório em todos os casos e, caso não seja pago, o veículo pode ser apreendido e o motorista ter grandes despesas para normalizar a situação. O seguro exigido no país, cobre apenas danos pessoais como, por exemplo, morte, invalidez permanente ou despesas médico-hospitalares e o beneficiário pode dar entrada até três anos depois do ocorrido.

E se é preciso pagar por essa proteção obrigatória, por que desembolsar ainda mais com uma adicional? Para Paulo Marchetti, CEO da ComparaOnline no Brasil, “investir no seguro auto privado é crucial para garantir que os bens materiais sejam cobertos, como roubo, furto, danos causados por fenômenos naturais ou batidas, além de despesas com ações judiciais caso tenha causado o acidente”. Ele ainda completa: “É o seguro adicional que garante, inclusive, o conserto do carro de terceiros e oferece outros benefícios como reposição de veículo e assistência 24 horas”.!

Quando comparados, além da cobertura oferecida por cada um, os dois também têm outras diferenças: o DPVAT é pago junto com o IPVA e parte do seu valor é repassado para os Ministérios da Saúde e das Cidades, para pagamento das despesas acidentais. Outra diferença que conta também é o valor das indenizações, que é mais alto quando pago pela seguradora particular.

“Estar atento às diferenças entre os dois evidencia a importância de investir no seguro privado, deixando o proprietário 100% coberto em caso de danos pessoais ou patrimoniais. Mas é importante que mesmo contratando uma proteção adicional, o motorista esteja atento ao que está sendo oferecido. Isso porque existem diferenças nas características de cada apólice, que podem mudar o que está coberto em cada uma”, finaliza o CEO.