Você devia conhecer os brokers de resseguros 387

Você devia conhecer os brokers de resseguros

Confira artigo de Renato Cunha Bueno

Na cadeia de negócios do nosso mercado, somente o corretor de seguros e o broker de resseguros são facultativos, o segurado, seguradora e o ressegurador estão em todos os negócios.

Em geral, o corretor se viabiliza em riscos maiores ou mais complexos, a partir de seu network profissional e de sua capacidade de entregar o que o cliente precisa em termos de cobertura, preço e, principalmente, serviço.

A especialização e o acesso a seguradoras e seus canais de distribuição ajudam muito, porém, certamente todo corretor teve ou terá à sua frente uma oportunidade de um bom negócio com a promessa de um bom prêmio cujo serviço não está preparado para entregar. Isso apode acontecer por diversas razões, como: dificuldade de encontrar seguradora interessada, preço, conhecimento técnico ou até mesmo tempo e foco para buscar a solução.

É aí que “as onças podem beber água”, pois o corretor levanta uma oportunidade para o broker – que não deve ter interesse na corretagem da apólice na ponta – e o broker retribui ajudando o corretor a encontrar cobertura para riscos difíceis com preços competitivos além de seguradoras interessadas no negócio.

Quando as peças se alinham desta forma, como elos da corrente de negócios, é mais fácil ganhar e mais difícil perder um negócio, até porque fica mais simples entender o processo de formação de preço.

O Brasil conta hoje com cerca de 20 brokers. Meu conselho aos colegas é:

“Se tiver uma oportunidade deste tipo, procure um broker, não esquecendo de que ele geralmente precisa de pelo menos um mês de prazo para trabalhar e desenvolver o melhor negócio. Melhor ainda é procurar um destes profissionais antes da tal oportunidade aparecer para entender como funciona e quando o resseguro facultativo ajuda, além, é claro, de estabelecer uma forma de acesso a este tipo de solução”.

*Renato Cunha Bueno, sócio-diretor da ARX Re Corretora de Resseguros e coordenador da Comissão Grandes Riscos e Resseguros do Sincor-SP.

MDS Brasil anuncia aquisição da Ben’s 404

MDS Brasil anuncia aquisição da Ben's

Empresa amplia portfólio de serviços e presença no mercado de benefícios

MDS Brasil, uma das principais corretoras de seguros do Brasil e especialista na gestão de benefícios e de riscos empresariais, anuncia a aquisição da Ben’s, tradicional consultoria brasileira e que é referência na gestão de benefícios corporativos, com mais de R$ 250 milhões em prêmios emitidos. A compra está alinhada à sua estratégia de negócios e visa ampliar o já consolidado portfólio de serviços oferecido pela MDS Brasil.

“A aquisição da Ben’s reforça nossa atuação no país e agrega novos processos, tecnologias e uma equipe renomada de profissionais, que com certeza tem muito a contribuir com a MDS Brasil”,  afirma Ariel Couto, CEO da empresa.

Com mais de R$ 1,5 bilhão em prêmios sob sua gestão, a MDS Brasil tem ampliado estrategicamente sua presença no mercado de benefícios. Em 2018, a companhia adquiriu uma participação na 838 Soluções, empresa pioneira no desenvolvimento de ferramentas para a gestão automatizada de benefícios e benefícios flexíveis. Hoje, a área de benefícios corporativos já representa 55% dos prêmios geridos pela MDS e a expectativa é ter um crescimento acelerado com a incorporação da Ben’s.

A MDS Brasil está de olho no potencial dos mercados de seguro de saúde e de vida do Brasil que movimentam mais de R$ 200 bilhões em prêmios ao ano no País. Segundo pesquisas de mercado, os benefícios concedidos pelas companhias brasileiras aos colaboradores são o seu segundo maior gasto e a sua gestão inteligente  pode permitir economias representativas para todos os clientes.

Com 21 anos de mercado, a Ben’s é responsável pela administração de seguros de mais de 200 empresas e de cerca de 300.000 vidas. Reconhecida por seus serviços de excelência, a empresa é pioneira na adoção de soluções tecnológicas que ajudam os clientes na gestão eficiente dos seus portfólios de benefícios. Um importante diferencial da Ben’s é seu time de 70 profissionais altamente qualificados e que atuam em células criadas para fornecer atendimento totalmente personalizado para as necessidades de cada cliente. “A qualidade da Ben´s pode ser medida pela adoção de melhores práticas, de moderna tecnologia e de processos ágeis, que terão uma dinâmica ainda mais atrativa com o trabalho em conjunto com a MDS Brasil”, diz Gustavo Quintão, Diretor de Benefícios Corporativos da MDS Brasil.

“Estamos felizes por agora fazermos parte do grupo MDS, referência no mercado de seguros e na prestação de serviços de qualidade a clientes de todos os segmentos”, diz Benivaldo Ferreira Jr., fundador eCEO da Ben’s, destacando que atuará como diretor da MDS Brasil a partir de hoje e manterá na nova estrutura a sua equipe de profissionais, somando experiências ao time da MDS. Segundo ele, a união das companhias também trará mais opções de serviços para os clientes da Ben’s. “Nossos clientes poderão acessar o portfólio completo da MDS, que atua em todos os segmentos de seguros, resseguros, local e internacionalmente”.

O anúncio de hoje marca uma nova etapa de fortalecimento da MDS Brasil. A empresa está presente em todo o território nacional com 450 colaboradores e com 9 escritórios. No Rio de Janeiro, a empresa terá um novo espaço, amplo o suficiente para integrar as equipes MDS e Ben’s no centro da capital carioca. No sul, a MDS Brasil está com novo escritório em Blumenau e iniciará em abril as atividades do Centro de Inovação MDSLab, instalado em Brusque, estratégico pólo de inovação do Brasil.

Até a data do anúncio, a MDS Brasil somava uma carteira com mais de 9.000 empresas seguradas e mais de 850.000 vidas seguradas. Além do segmento de benefícios corporativos, a MDS Brasil atua com seguros empresariais, seguros individuais, gerenciamento de riscos e resseguros. Soma experiência em diversos setores de mercado com uso de tecnologia e de inovação. “Estamos em expansão e as aquisições recentes aceleram nosso processo de crescimento e de diferenciação no mercado,  reforçando o interesse e compromisso do Grupo MDS com o país”, diz o CEO da MDS Brasil, reforçando que a companhia está sempre atenta a novas oportunidades que possam ampliar a oferta e à quantidade dos serviços prestados para as maiores e melhores empresas do Brasil.

Porto Seguro Cartões anuncia tecnologia contactless com desing mais moderno 435

Porto Seguro Cartões anuncia tecnologia contactless com desing mais moderno

Novidades no design e tecnologia visam oferecer mais agilidade no momento dos pagamentos

A Porto Seguro Cartões passou a emitir o Cartão de Crédito com a tecnologia de pagamento por aproximação – Contactless. Através desta tecnologia, o mercado está se preparando para aumentar a aceitação e a agilidade de compras de alto fluxo como shows e eventos, além de deixar as compras do dia a dia mais rápidas, como transportes públicos. Além da abrangência da utilização o cliente também ganhará mais rapidez no momento de pagamento, bastará o cliente aproximar o cartão da maquininha com tecnologia NFC e pronto.

De acordo com o diretor da Porto Seguro Cartões, Marcos Loução, “a Porto Seguro é uma empresa que sempre busca o que há de mais moderno no mercado e desta vez, estamos trazendo aos nossos clientes mais agilidade, mantendo a segurança das compras do cartão e praticidade através do Contactless. Aproveitamos esse momento, para dar mais modernidade ao design do plastico, remetendo à movimento e destacando o nome do cliente”.

XP Seguradora chega ao mercado com produtos de alta performance e gestão ativa 792

XP Seguradora chega ao mercado com produtos de alta performance e gestão ativa

Com foco inicial nos fundos de previdência privada, iniciativa visa estimular a concorrência no setor

Depois de ajudar na recente revolução do mercado de investimentos no país, o Grupo XP agora se prepara para inovar a forma como os brasileiros planejam a sua aposentadoria. Com o objetivo de oferecer as melhores opções em previdência privada, a XP Seguradora chega ao mercado para oferecer produtos próprios de alta performance e com gestão ativa. Neste primeiro momento serão lançados cerca de vinte e cinco fundos com planos PGBL e VGBL para clientes pessoa física, alocados nas mais diversas estratégias que vão desde renda fixa aos mandatos multimercados, geridos pelas principais gestoras independentes do país. O objetivo é criar uma grade de produtos previdenciários que, sob a ótica de alocação, atendam os clientes em função do seu momento de vida e apetite de risco.

“A discussão em torno da reforma da previdência tem provocado um fenômeno interessante: a autoanálise dos brasileiros em relação à aposentadoria. Esse movimento é importante porque indica um amadurecimento financeiro por parte da população”, avalia Roberto Teixeira, Sócio responsável pela XP Seguradora. “Queremos oferecer veículos inéditos no mercado para clientes que já não aceitam mais investir em fundos previdenciários que cobram taxas elevadas e entregam baixa performance”, afirma Teixeira.

A iniciativa visa ainda estimular a competição dentro do segmento, com a distribuição dos produtos da XP Seguradora e de outras seguradoras na plataforma aberta de previdência privada da XP Corretora de Seguros, pioneira na zeragem da taxa de carregamento dos planos na entrada e na saída. No médio prazo, os produtos originados pela XP Seguradora também deverão ser oferecidos por outras plataformas e corretores de seguros. Além disso, a empresa espera ampliar a sua atuação nesse mercado, contemplando outras classes de produtos além de previdência privada.

“Inovar na oferta de produtos e serviços é parte da estratégia do Grupo XP, uma vez que a concentração bancária em previdência privada é ainda muito alta. Trabalhamos com o conceito de curadoria para oferecer uma grade de fundos completa, composta por produtos relevantes e alinhados à expectativa de nossos clientes”, acrescenta.

A meta da XP Seguradora é oferecer aos clientes do Grupo XP os melhores fundos de Previdência Privada do mercado, permeados por soluções inovadoras em um mercado tradicionalmente analógico.

Indra lança solução pioneira para gerenciar o tráfego de drones 337

Indra lança solução pioneira para gerenciar o tráfego de drones

Empresa deve construir espaços altamente digitalizados e automatizados para que os drones voem com segurança nos próximos anos

A Indra apresenta a Air Drones, um conjunto de soluções avançadas para gerenciar o tráfego aéreo de drones em baixa altitude. Trata-se da primeira solução global, capaz de oferecer a flexibilidade e a capacidade de adaptação necessária para gerenciar o tráfego em qualquer nível: local, regional ou de um território completo. A estrutura foi pensada para garantir a segurança das operações aéreas dos aviões não tripulados em regiões urbanas, rurais e de aeroportos, onde as normas de segurança são mais exigentes.

O novo sistema UTM (Unmanned Traffic Management) da Indra será a peça encarregada de organizar todo este tráfego, identificar cada aeronave e controlar seu acesso e movimentações de forma segura. A plataforma foi pensada para integrar soluções de detecção e neutralização de drones, complementando a capacidade de gerenciamento do tráfego aéreo.

Além disso, conta com uma solução UTM Hub, que vai automatizar o fornecimento de serviços centralizados de coordenação para todos os setores, no qual estarão envolvidos: operadores, fornecedores de informação e autoridades.

Por fim, a Indra Air Drones oferecerá um serviço inteligente, altamente digitalizado e automatizado. Dessa forma, será possível facilitar o acesso rápido e simples a qualquer usuário que queira operar seu drone ou sua frota de drones com total garantia de segurança. A liderança da Indra como fornecedora de sistemas de tráfego aéreo torna a companhia capacitada para configurar um espaço UTM deste tipo, com os níveis de segurança necessários.

A solução tem em vista o aumento do fluxo aéreo nos próximos anos, em que a companhia projeta um aumento exponencial no número de aeronaves, com drones de baixo custo junto a outros de caráter profissional muito mais sofisticados, helicópteros, aviões convencionais.

Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves 309

Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves

Caminhões e ônibus entram no acordo a partir do ano que vem

A partir de hoje (19), Brasil e México passam a ter livre comércio de veículos leves, sem a cobrança de tarifas ou limitação quantitativa. A medida está prevista no Acordo de Complementação Econômica nº 55 (ACE-55), que regula o comércio automotivo e a integração produtiva entre os dois países desde 2002.

O fim do regime de cotas para veículos leves neste ano estava previsto em acordo firmado em 2015. A partir de hoje, também deixa de vigorar a lista de exceções, que previa regras de origem específicas para autopeças.

“O retorno ao livre comércio automotivo entre Brasil e México é passo importante para aprofundar o relacionamento comercial entre as duas maiores economias da América Latina”, disseram, em nota, os ministérios da Economia e das Relações Exteriores.

A partir de 2020, está previsto o livre comércio também para veículos pesados (caminhões e ônibus) e suas autopeças.

“Adicionalmente, o governo brasileiro tem grande interesse em ampliar o livre comércio com o México para outros setores, tanto industriais quanto agrícolas, com a inclusão de matérias sanitárias e fitossanitárias, facilitação de comércio e barreiras técnicas ao comércio, conforme compromisso assumido anteriormente nas negociações do Acordo de Complementação Econômica nº 53 (ACE-53)”, diz a nota.

“Dentro de uma dinâmica de abertura e de aproveitamento do pleno potencial das duas maiores economias da América Latina, o Governo brasileiro pretende retomar as negociações para um acordo mais abrangente de livre comércio com o México, paralisadas desde 2017″.