Brumadinho e a chaga da gestão de riscos 91141

Especialistas afirmam que tragédia poderia ser evitada com práticas preventivas

O dia 25 de janeiro de 2019 ficará marcado na memória dos brasileiros. O rompimento de uma barragem, em Brumadinho (MG) ocasionou em 134 mortes e deixou 199 pessoas desaparecidas, ao menos até o fechamento da reportagem que ilustra a capa da edição 221 da Revista JRS. Os números são do Corpo de Bombeiros.

A edição traz ainda um artigo de Pery Saraiva Neto, que aborda justamente o posicionamento do setor de seguros diante de desastres socioambientais. Os principais movimentos do setor no começo desse ano estão ao longo de 52 páginas recheadas do melhor conteúdo do universo do seguro no Brasil.

Boa leitura!

Bolsa de São Paulo fecha acima de 110 mil pontos pela primeira vez 1131

Bolsa de São Paulo fecha acima de 110 mil pontos pela primeira vez

Dólar fecha com pequena queda de 0,09%

Depois de quase um mês de turbulências e oscilações, a Bolsa de São Paulo encerrou acima de 110 mil pontos pela primeira vez na história. O índice Ibovespa, da B3, fechou esta quarta-feira (4) aos 110.063 pontos, com alta de 1,02%. A última vez que o indicador tinha fechado em nível recorde tinha sido em 7 de novembro, quando atingiu 109.581 pontos.

Desde o leilão do excedente da cessão onerosa da Petrobras, no qual o governo não conseguiu vender dois campos, o Ibovespa passou a acumular quedas. Em 19 de novembro, o índice fechou em 105.864 pontos. Na semana passada, o indicador voltou a subir, com alguns dias de pequenas quedas.

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 4,202, com queda de R$ 0,004 (-0,09%). Esse foi o terceiro dia seguido de queda da moeda norte-americana, que acumula baixas depois de fechar em R$ 4,241 na última sexta-feira (29).

AXA no Brasil terá nova liderança a partir de janeiro 2168

AXA no Brasil terá nova liderança a partir de janeiro

Delphine Maisonneuve, atual CEO da operação brasileira, foi promovida à CEO da AXA Next e Chief Innovation Officer do Grupo AXA

O Grupo AXA anunciou hoje (4) que a CEO da AXA no Brasil, Delphine Maisonneuve, foi promovida à função de CEO da AXA Next, empresa dedicada a criar modelos de negócios e serviços que vão além das soluções em seguros, e assume a posição de Chief Innovation Officer do Grupo AXA, sendo responsável por todas as iniciativas de inovação em escala global.

A executiva inicia na nova função em 1º de janeiro de 2020 e vai se reportar a Benoît Claveranne, CEO da AXA International & New Markets e membro do Comitê Executivo do Grupo AXA. Até essa data, a executiva permanece em seu atual cargo. A nova liderança da AXA no Brasil será anunciada nas próximas semanas e assume a posição em janeiro de 2020.

“Em 2018, recebi do Grupo AXA a missão de reposicionar a companhia no mercado brasileiro, estabelecendo resultados positivos e uma trajetória de crescimento sustentável no longo prazo. Posso afirmar que a tarefa foi cumprida e só tenho a agradecer a dedicação e o engajamento das equipes e a confiança de nossos parceiros. Considero que um dos principais legados que deixo para o Brasil é um Comitê Executivo extremamente bem preparado, um plano estratégico alinhado e times muito comprometidos. Só tenho a agradecer e desejar sucesso a todos”, afirma Delphine.

Generali adquire 30% da BMG Seguros 3170

Generali adquire 30% da BMG Seguros

Aquisição faz parte da Estratégia “Generali 2021”, que contempla crescimento em novos mercados

Há três anos, a subsidiária brasileira da Generali, que desembarcou no País em 1925, firmou um acordo de distribuição de 20 anos com o Banco BMG para a venda de seguros massificados. Agora, a Generali expande sua atuação comprando 30% do BMG Seguros, uma das mais importantes instituições financeiras do país, a fim de investir em novos nichos de grande potencial econômico, como commercial lines – voltado para empresas – especialmente o segmento de PME, garantias e finanças locatícias. A aquisição foi assinada em 29 de novembro e anunciada por meio de fato relevante na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por um valor de até R$ 89 milhões. Jorge Sant’Anna, CEO da BMG Seguros, mantém-se no cargo e continuará gerindo o crescimento da companhia. A operação está sujeita à aprovação dos reguladores italianos e brasileiros.

Segundo Antônio Cássio dos Santos, CEO Américas e Sul da Europa, “estamos iniciando uma nova fase da Generali no Brasil: expandindo nosso posicionamento na distribuição B2B2C, focando em iniciativas digitais em negócios até então tradicionais, como automóveis, e estimulando parcerias estratégicas – em especial com o BMG -, com quem desenvolvemos em apenas 24 meses negócios de seguros de baixo ticket para pessoas físicas no montante de mais de R$300 milhões em prêmios anuais. Esse novo negócio em Pessoas Jurídicas no Canal BMG é a evolução natural para tomar posição em Surety e Negócios de Ramos Elementares e Vida junto à Rede Help e o público-alvo do Banco BMG. A operação no segmento de seguros para pessoas jurídicas inclui dois importantes deals: a entrada no capital da BMG Seguros com 30% e acordo de Cosseguros em Seguros para PMEs”.

“A Estratégia ‘Generali 2021’ contempla o crescimento da filial brasileira em outros setores da economia e a nossa parceria com o BMG foi de imensa importância para definirmos novos mercados. O público que adquire os produtos BMG Seguros está alinhado com os nossos últimos lançamentos”, declara Andrea Crisanaz, CEO da Generali Brasil.

“Quando fechamos o primeiro contrato, em 2016, a iniciativa que firmamos com o Banco BMG focou no público composto por aposentados, pensionistas e funcionários públicos, reforçando a função social da indústria de seguros. O Banco BMG atua no segmento de linhas de crédito para pensionistas, que representa cerca de 33 milhões de pessoas, com previsão de chegar a 61 milhões em 2030 – além de atuar fortemente junto ao funcionalismo público. Estamos empolgados com essa compra, fruto do nosso relacionamento com o BMG durante todos esses anos de parceria, que nos dá oportunidade de investir em outros públicos. Queremos também abrir as portas da nossa filial brasileira para novas parcerias com grandes empresas permitindo que Generali desenvolva um novo caminho no setor de seguros no Brasil”, comenta Claudia Papa, Head de Mass Channels da Generali Américas e Sul da Europa e Vice-Presidente do Brasil.

Seguro contratado por Gugu deve deixar mais de R$ 15 milhões aos filhos do apresentador 3075

Seguro contratado por Gugu deve deixar mais de R$ 15 milhões aos filhos do apresentador

Comunicador contratou apólice há muitos anos

Fontes próximas a Augusto Liberato, falecido no último dia 22 de novembro, informam que o seguro de vida contratado pelo apresentador da RecordTV ultrapassou o montante de R$ 15 milhões.

Gugu contratou sua apólice de seguros há muitos anos. O pagamento da indenização carece agora da apuração atenta da área de sinistros por parte da companhia de seguros responsável pela apólice do jornalista.

De acordo com a assessoria de imprensa de Augusto Liberato, os filhos já retornaram aos Estados Unidos – junto a mãe, Rose Matteo – e voltaram às aulas na última segunda (02).

GBOEX apresenta novo Gerente da Unidade de Negócios de Belo Horizonte 785

GBOEX apresenta novo Gerente da Unidade de Negócios de Belo Horizonte

Executivo conta com mais de 19 anos de experiência na área comercial e de gestão de pessoas

A Unidade de Negócios de Belo Horizonte do GBOEX apresenta seu mais novo Gerente: Christiano Viana. Formado em Publicidade e Propaganda e Gestão de Recursos Humanos e cursando MBA em Gestão de Negócios, Viana possui mais de 19 anos de experiência na área comercial e de gestão de pessoas. Chega para liderar a equipe de Belo Horizonte, com entusiasmo e grande expectativa. “É uma empresa centenária, com excelente clima organizacional e profissionais competentes, com muitos anos ao lado do GBOEX. Quero ampliar esta qualidade corporativa também aqui na nossa unidade e região. Tenho um prazeroso desafio para reestruturação da força de venda e fortalecimento do relacionamento com o mercado”, revela Viana.

Christiano encara o novo desafio atento e focado na missão da empresa e confiante no seu time. “Com apoio que recebo da minha equipe e gestão, pretendo aprender e ensinar, para conquistarmos o melhor resultado”, conta. Entre os principais projetos para a unidade de Belo Horizonte, estão a expansão, qualificação e renovação da força de venda para representar a empresa, seus princípios e valores, e acompanhar as tendências de um mercado dinâmico e moderno, atraindo parceiros que reflitam o nosso espírito.

O GBOEX está sempre em constante desenvolvimento, abrindo novas oportunidades para líderes que valorizem a sua posição no mercado e que fortaleçam os seus princípios. A entidade acredita que a sua história vem sendo construída por profissionais diferenciados e determinados, como Christiano, que entra na equipe entendendo e disseminando a missão da empresa e os seus valores. Gestões assim fortalecem ainda mais o comprometimento com associados e corretores de seguros parceiros, bem como sua credibilidade frente ao mercado.

“Acreditamos no trabalho pautado no relacionamento. A nossa nova gestão de BH foi pensada visando um total alinhamento com os nossos parceiros, os corretores e, na total atenção aos associados. Implantamos uma visão mais dinâmica de atuação, onde o foco na qualidade do atendimento está no centro de tudo. O GBOEX é uma empresa especializada em proteção, por isso pensar nas pessoas e em suas famílias, é algo que faz parte de nosso DNA. A nossa Unidade de BH está de portas abertas, ampliando a sua participação de mercado e fortalecendo ainda mais a sua interação com o estado de MG.”, destaca Leonardo Neustadt, o Superintendente Comercial Nacional do GBOEX.