Familiares e executivos da HDI Seguros participam do Verão Super Seguro 354

Familiares e executivos da HDI Seguros participam do Verão Super Seguro

QG do JRS segue com encontros especiais aos finais de semana, no Rio Grande do Sul

A ação especial Verão Super Seguro está com tudo. Acompanhados de familiares, Rubens Oliboni, Diretor Regional da HDI Seguros, e os executivos Giovani Menger e Edson Oliveira, participaram das gravações dos programas de litoral do Seguro Sem Mistério. O programa é apresentado diariamente no Bah!TV, com edição inédita aos domingos, a partir das 11h30min.

Não poderia faltar o tradicional churrasco à moda gaúcha para abrilhantar uma conversa diferenciada sobre política, economia e o futuro do Brasil e seu contexto na América Latina. Os importantes avanços da HDI Seguros e seus processos digitais também foram enfatizados pelos convidados ao anfitrião e apresentador Jota Carvalho.

HDI e Icatu se unem para oferecer seguros de vida e acidentes pessoais 593

HDI e Icatu se unem para oferecer seguros de vida e acidentes pessoais

Parceria marca a entrada da HDI no ramo Vida e a expansão da Icatu via canal de corretores

A HDI Seguros e a Icatu Seguros, duas das maiores seguradoras do Brasil, anunciam parceria para a oferta de seguros de Vida e Acidentes Pessoais. A iniciativa é parte dos esforços de ambas as empresas para alcançar objetivos de mão-dupla: enquanto a HDI busca ampliar seu portfólio voltado à proteção das pessoas durante suas jornadas, a Icatu almeja estimular essa mesma cultura e potencializar o alcance de suas soluções.

Neste modelo de negócios, a Icatu Seguros, líder entre as seguradoras independentes em Vida, Previdência e Capitalização, será responsável pelo desenvolvimento de produtos exclusivos, emissão de apólices e atendimento ao consumidor, garantindo a melhor experiência do cliente no pós-venda, assistências e sinistros.

Já a HDI, 5ª maior operadora de automóveis e residências do Brasil, compete a distribuição por meio de sua força comercial, que inclui filiais e escritórios em todas as regiões do País e mais de 23 mil corretores integrados.

“A capilaridade da HDI e a expertise da Icatu permitem o estabelecimento de um ecossistema empresarial virtuoso que gera ganhos para todos. As companhias ampliarão seus negócios, os corretores terão mais oportunidades de rentabilizar e fidelizar clientes e os consumidores, por sua vez, terão mais acesso a proteções”, destaca Murilo Riedel, CEO da HDI Seguros.

“É importante destacar ainda que o corretor de seguros é o nosso principal parceiro e peça fundamental em todas as iniciativas que desenvolvemos. A geração de novas linhas de negócios é vantajosa tanto para as seguradoras, quanto para corretores e clientes”, comenta Flávio Rodrigues, vice-presidente Comercial da HDI Seguros.

Neste primeiro momento, os novos produtos serão comercializados para pessoas física e jurídica. Há projetos futuros em análise, como por exemplo cross-sell com seguros de automóvel, residencial e empresarial oferecidos pela HDI.

“Como uma companhia especialista em pessoas, nosso propósito é contribuir com as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro. Nesta parceria estratégica, em que cada companhia traz o que tem de melhor, ampliaremos nosso alcance, oferecendo mais oportunidades de negócio aos corretores e a diversidade e qualidade dos nossos produtos a novos clientes”, afirma Luciano Snel, presidente da Icatu Seguros.

“A parceria com a HDI não muda o posicionamento da Icatu em relação aos corretores. Pelo contrário: vamos continuar investindo em produtos e ferramentas para este canal, que agora passa a ter uma abrangência ainda maior”, avalia Guilherme Hinrichsen, vice-presidente comercial da Icatu Seguros.

O início da operação deve acontecer no segundo semestre. Os resultados serão divididos via cosseguro em uma natureza de sociedade de 50% a 50%.

Planetun aplica inteligência artificial ao setor de seguros, em solução inédita 830

Grupo fechou parceria com o IBM; Novidade foi lançada na última terça, em São Paulo (SP)

Um ano desafiador como 2019 exige soluções inovadoras. Uma iniciativa inédita do Grupo Planetun utiliza inteligência artificial para facilitar o momento da vistoria. Inicialmente, a aplicação visa dar agilidade ao seguro de automóvel, mas segundo o CEO e Sócio Fundador da Planetun, Henrique Mazieiro, o recurso também pode ser integrado para outros tipos de apólice.

Henrique Maziero é CEO e sócio-fundador do Grupo Planetun
Henrique Mazieiro é CEO e sócio-fundador do Grupo Planetun

“Estamos trazendo essa novidade, transformando nosso produto de auto vistoria e tornando-o muito mais interativo. Isso resolve um grande problema, pois, apesar do aplicativo ser um sucesso, um bom percentual (30%) das fotos enviadas pelos clientes não podem ser aproveitadas pelas seguradoras, pois muitas vezes ele não sabe e, em minha opinião, nem precisa se preocupar com isso”, explica Mazieiro. A inovação foi lançada em parceria com o IBM, na última terça-feira (12), em São Paulo (SP).

A plataforma Watson em um ambiente cloud faz a validação em tempo real das imagens enviadas pelos segurados. “Ele mostra se temos uma foto de carro, se o veículo está ligado, se a angulação da foto está correta, o que vai direcionando o cliente em como registrar as imagens. Isso significa redução de custo e tempo na hora da vistoria, que pode ser concluída entre 6 horas e um dia. Cabe destacar ainda a praticidade e a comodidade que essa solução traz, uma vez que o cliente não precisará se locomover para fazer a vistoria”, revela.

A ideia da Planetun foi melhorar a experiência do cliente e dos usuários do aplicativo aproveitando ao máximo o que a mobilidade permite nos dias de hoje.

“Antes o cliente teria de agendar a aguardar, em algum horário incerto, a visita do vistoriador. Foram mais de 180 mil usos da aplicação em 2017. Fazemos ainda inspeção residencial, comércio e serviços, que também terão em breve essa solução de inteligência artificial”, diz Mazieiro.

O módulo de antifraude capta todas as informações das fotografias enviadas pelo segurado. “Isso propicia justamente saber se as imagens já foram utilizadas em algum outro momento por alguma outra seguradora em nosso sistema”, afirma.

Henrique Mazieiro conta que a Planetun não sentiu a desaceleração da economia brasileira, em crise há alguns anos. “Isso acontece justamente porque nossas soluções são baseadas em redução de custo e melhoria de processos, o que vem de encontro ao que as empresas estão buscando nos dias de hoje”, completa.

Além da insurtech, o Grupo Planetun também oferece facilidades ao backup das seguradoras, no ramo de serviços com apoio e suporte a diversos produtos. “É preciso despertar para o futuro. Quem ainda não é nosso parceiro pode entrar em contato conosco que, certamente, iremos atender com qualidade”, finaliza.

Seguro Garantia pode dobrar de tamanho em 5 anos 252

Seguro Garantia pode dobrar de tamanho em 5 anos

Fernando Cirelli, especialista da Alper, estima que D&O também tem potencial para dar um salto

O Seguro Garantia tem conquistado a cada ano mais espaço no mercado e a tendência é que continue em curva ascendente, com maior demanda, uso intensivo de tecnologia pelas seguradoras e perspectiva de crescimento do Brasil nos próximos anos. A avaliação é de Fernando Cirelli, Superintendente de Linhas Financeiras da Alper, uma das maiores e mais inovadoras corretoras de seguros do Brasil.

Para Cirelli, esse tipo de seguro — que garante o cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador com o segurado –, é um dos que mais tem aproveitado o avanço tecnológico: “Está cada vez mais fácil fazer o cadastro utilizando os portais das seguradoras (nesse segmento é emitida uma apólice em cada contrato). Além disso, o pós-cadastro também está agilizado o que facilita demais a emissão da apólice”.

Ele mantém seu otimismo em relação a esse segmento mesmo com o crescimento de apenas cerca de 1% no ano passado nos prêmios emitidos, conforme a Susep. Ele atribui essa alta modesta à entrada de novas seguradoras de porte no seguro garantia, o que pode se repetir em 2019 e às taxas mais baixas em consequência do acirramento da concorrência.

Esse cenário, no entanto, não representa um obstáculo para o crescimento expressivo no médio e longo prazos: “Não será surpresa se o seguro garantia dobrar de tamanho em 5 anos, acompanhando o que acontece com o mundo jurídico. A Alper está totalmente preparada para atender essa alta da demanda”. Os prêmios desse segmento somam aproximadamente R$ 2,5 bilhões.

D&O também promete

Fernando Cirelli também enxerga boas perspectivas para o seguro de responsabilidade civil conhecido como D&O, pelo qual as empresas protegem o patrimônio de executivos que são responsabilizados judicial ou administrativamente por decisões que resultaram em prejuízo para terceiros.

Esse segmento, com prêmios totais na casa de R$ 400 milhões, também teve em 2018 a entrada de novas seguradoras e o percentual de sinistralidade é elevado, na casa de 85%.

Apesar desses números, Cirelli está otimista que o segmento continue crescendo, com maior demanda por parte das empresas.

“A consciência da importância dessa proteção é cada vez maior. Veja o exemplo do que aconteceu com a Vale em Brumadinho, em que é possível que os administradores sejam acionados, com elevados custos de defesa e de honorários. Em caso semelhante que aconteceu em Mariana a Samarco tinha apólice de D&O para amparar administradores”. Ele recorda que o D&O teve crescimento de 12% em 2018.

Energia solar cresce 198% entre moradores do Rio Grande do Sul em 2018 307

Energia solar cresce 198% entre moradores do Rio Grande do Sul em 2018

Número de consumidores que instalaram placas para geração elétrica mais que dobrou em relação a 2017

Depois de anos sofrendo com os constantes aumentos na conta de luz, tudo indica que 2018 foi, finalmente, o ano em que os brasileiros acordaram para a solução do problema: energia solar.

O número de consumidores que instalaram placas solares para geração elétrica mais que dobrou em relação a 2017 e cresceu 18 vezes em relação a 2012, ano em que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) criou as regras da geração distribuída.

Através do uso das placas solares, inversor e demais equipamentos dos sistemas fotovoltaicos, esses consumidores conseguem gerar sua própria energia pela luz do sol e, assim, economizar até 95% na conta de luz por 25 anos, vida útil das placas.

A tecnologia é, segundo uma pesquisa do Ibope, o sonho de consumo de 89% dos brasileiros. É grande a procura por tudo sobre energia solar e, segundo a projeção oficial da ANEEL, até 2024 a luz solar será a fonte elétrica de 886.700 brasileiros.

No Rio Grande do Sul, terceiro estado com mais sistemas instalados, a história não foi diferente. O crescimento foi de impressionantes 198,58% em relação ao número de 2017, saltando de 2.470 sistemas para 7.375 conectados à rede ao final de 2018.

São vários fatores favoráveis para essa expansão da tecnologia, começando pela consecutiva queda dos preços dos equipamentos e mão de obra, até a oferta de linhas de financiamento que permitem, em alguns casos, pagar o valor da parcela com a economia obtida na conta de luz.

Com milhões de consumidores de energia elétrica e um ótimo potencial para a geração solar, como indicou o Atlas Solar lançado no final de 2018 pelo Governo do Estado, o Rio Grande do Sul deverá continuar como um dos líderes do segmento pelos próximos anos.

RS: Roubos de veículos caem 31% em Porto Alegre e 25% no Estado 312

RS: Roubos de veículos caem 31% em Porto Alegre e 25% no Estado

Dados de janeiro foram divulgados ontem pela Secretaria de Segurança Pública

A capital gaúcha registrou 550 roubos de veículos em janeiro, o número é 31% que os 796 registrados em 2018. No Rio Grande do Sul a queda foi de 25%, 1.183 casos ante 1.580 no ano passado.

A Brigada Militar lançou a Operação Avante em janeiro do ano passado, visando combater esse tipo de crime. A inteligência passou a utilizar os dados estatísticos para o direcionamento de policiais para locais com maiores índices de roubos e outros crimes.

Em 2016 o Rio Grande do Sul era o quarto Estado do País no número de veículos roubados. Em 2014, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Porto Alegre foi a capital que liderou o ranking.