Uso da tecnologia auxilia corretor de seguros a poupar tempo 844

Profissional ainda é a figura que inspira confiança nos consumidores

O uso da tecnologia de forma integrada, ou seja, por parte das companhias e dos corretores de seguros, auxilia estes profissionais a pouparem tempo. É o que acreditam os seguradores Delphine Maisonneuve, CEO da Axa Seguros; André Lauzana, Vice-Presidente da SulAmérica; Edson Franco, CEO da Zurich Seguros; Luis Gutiérrez, CEO da Mapfre; e Renato Pedroso, CEO da Previsul Seguradora. Executivos estiveram presentes nesta sexta-feira (22) na 6ª Convenção Nacional da Lojacorr, em Curitiba (PR).

A CEO da Axa, que está no Brasil há sete meses, lembra que há não muito tempo atrás os brokers e e agentes tinham receio do meio digital, um certo medo de que ultrapassaria a presença física. “A verdade é que o digital complementa para ajudar a chegar até o cliente e poupa tempo, pois é muito melhor passar tempo com o cliente avaliando as suas necessidades do que perdendo tempo com burocracias”, comentou ao lembrar que em pesquisa realizada pela sua empresa na França, os profissionais que faziam uso da tecnologia apresentavam diferenças de crescimento notáveis em comparação aos que não utilizavam.

Ainda que o digital esteja inerente ao atendimento, é possível torná-la uma experiência ainda mais humana. “As tecnologias facilitaram o relacionamento com corretores e consumidores, e o nosso foco é satisfazer necessidades para fazer o dia a dia mais fácil, mas as empresas são feitas de pessoas e os funcionários tem que estar dentro do desenvolvimento da tecnologia por parte da empresa para ajudar a entender o lado humano”, acredita o CEO da Mapfre, Luis Gutiérrez.

Humanizar o mercado de seguros também é eliminar o “segurês” dos termos e das palavras. “Temos um princípio dentro do mercado que o digital é o meio e não o fim, pois ele traz uma autonomia ao corretor de forma que ele consiga traduzir os produtos aos clientes com mais facilidade”, disse o CEO da Previsul Seguradora, Renato Pedroso. “Assim o corretor não precisa ficar focado em questões administrativas e vai mesmo para o lado da consultoria”, acrescentou.

Além disso, embora os processos tecnológicos signifiquem aproximação, complementação de algo ou substituição, o corretor de seguros ainda é a figura que inspira confiança e credibilidade para o consumidor. “O corretor já entendeu que a tecnologia não é uma barreira entre ele e o cliente, pois no final do dia o que as pessoas confiam a nós é uma família ou um bem importante para eles”, crê o Vice-Presidente da SulAmérica, André Lauzana. “Seguradora não vende seguro, ela compra risco e todos nós neste segmento temos que começar a pensar fora da caixa, pois temos que ajudar os clientes a se protegerem do risco e a tecnologia nos permite ajudar tanto PMEs quanto pessoa física”, concordou o CEO da Zurich, Edson Franco.

Imagens: Filipe Tedesco/JRS

Argo Seguros participa de workshop sobre seguro de RC Profissional em SP 388

Vanessa Oliveira é responsável pela área de Consumer Lines da Argo Seguros / Divulgação

Evento acontece no dia 24 de julho, no Centro da Capital

Argo Seguros – uma das principais seguradoras do Brasil em Transportes, Riscos Patrimoniais, Responsabilidade Civil Geral e Profissional – vai participar do 1º Workshop Seg News de Seguro de RC Profissional. O evento acontecerá nesta quarta-feira, dia 24 de julho, no Centro de Capacitação Profissional Seg News, em São Paulo.

A responsável pela área de Consumer Lines na Argo Seguros, Vanessa Oliveira, abrirá os debates. Sua apresentação começará às 15h e terá como tema “O profissional liberal no universo digital e o acesso ao seguro online”. Entre os pontos que serão abordados estarão um estudo do mercado e as suas oportunidades; o comportamento digital dos profissionais; a plataforma digital da Argo Seguros; e as afinidades oferecidas.

“É sempre importante debater seguros com grande potencial de venda, como são os de Responsabilidade Civil Profissional. No caso específico da Argo Seguros, os corretores tem todo o suporte para concretizarem seus negócios de forma rápida e prática, através da nossa plataforma de distribuição digital Protector”, afirma Vanessa.

Depois do coffee break, acontecerão outras duas palestras: às 16h20min, Marco Lasalvia, CEO da MHC Corretora de Seguros, vai falar sobre “Aspectos Gerais do Seguro de RC Profissional para Contadores”. Por fim, por volta das 17h10min, Felipe Moreira Paes Barreto, sócio diretor da Zenite Gerenciamento de Riscos e Consultoria Jurídica abordará o tema “Seguro de RC Profissional para a Área de Saúde”.

Serviço:

Data: 24 de julho
Horário: das 14h30min às 18h
Local: Centro de Capacitação Profissional Seg News
Endereço: Rua Dr Bráulio Gomes, 25 – 5 Andar Cj 509 – Centro
Inscrições: R$ 180,00 (R$ 160,00 a partir de 02 Inscrições)
Mais informações: neste endereço.

Cascavel recebe pela primeira vez evento de relacionamento com corretores da Zurich 361

O Diretor Regional da Zurich Seguros, Waldecyr Schilling, e a equipe da companhia na Região Sul / Arquivo JRS

Ação da seguradora será no Paiollo Trattoria, no Centro, no próximo dia 24

A cidade paranaense Cascavel vai receber pela primeira vez, no dia 24 de julho (quarta-feira), uma edição do evento de relacionamento Experiência Zurich. Promovida pela Zurich, seguradora global com mais de 80 anos de atuação no mercado brasileiro, a ação será no restaurante Paiollo Trattoria, no Centro, a partir das 19h, e terá a presença de aproximadamente 30 corretores.

Realizado regularmente desde 2017 em diversas cidades brasileiras, o Experiência Zurich tem como objetivo intensificar o relacionamento com os principais parceiros de negócios da seguradora, através de momentos de descontração, networking e troca de conhecimento.

O evento terá a presença de Luiz Gasperi, Gerente de Relacionamento com Corretores; Waldecyr Schilling, Diretor Regional Sul; Marli Lenzi, Gerente Regional Paraná; e o time da filial da Zurich. “Estamos muito felizes em fazer o Experiência Zurich em Cascavel, cidade esta que vem ganhando cada vez mais representatividade nos nossos negócios na região Sul. Que seja a primeira edição de muitas edições. Certamente será uma noite muito agradável e produtiva”, afirma Waldecyr Schilling.

Até o fim de 2019, outras nove edições do Experiência Zurich vão acontecer em cidades como Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Goiânia.

Entenda a importância do marketing digital para a sua empresa 1073

Entenda a importância do marketing digital para a sua empresa

Atentar-se aos meios digitais é importante para o crescimento dos negócios

Toda divulgação que uma empresa realizada online visando adquirir clientes e impulsionar a identidade da sua marca é chamada de marketing digital. De um modo geral, sua maior diferença para o marketing tradicional é a maneira com que essa divulgação é feita.

Devido aos constantes avanços tecnológicos surgem frequentemente novas ferramentas para impulsionar a visibilidade da sua empresa, o alcance dos seus serviços e alavancar suas vendas. Todas voltadas para o marketing digital. 

De acordo com a AdWeek, mais de um terço dos diretores de marketing acredita que os meios digitais serão responsáveis por 75% do investimento com marketing nos próximos anos.

Por isso, se atentar aos meios digitais é um recurso importante para o crescimento da sua empresa. A seguir, vamos conhecer algumas funcionalidades do marketing digital e o motivo de ser tão importante para os negócios:

Quais as vantagens do marketing digital?

Um dos setores mais importantes de uma organização é o de comunicação e marketing. Sua responsabilidade é trazer engajamento, novos clientes e posicionar sua imagem no mercado, dando identidade a ela; além de divulgar os produtos e serviços realizados. 

Para uma gestão empresarial eficiente o setor de marketing deve avaliar corretamente as formas mais assertivas de divulgação. Para isso, vamos deixar claro que, embora o marketing tradicional seja eficiente, o marketing digital possui pontos inalcançáveis. 

Por exemplo, por meio do marketing digital é possível trabalhar especificamente com a persona (perfil de cliente ideal da sua empresa), algo muito importante para o direcionamento das campanhas publicitárias. O foco do marketing sempre foi gerar desejo nas pessoas oferecendo seu produto, e fazer isso para um público específico é a melhor estratégia.

Além disso, os veículos tradicionais de divulgação em massa, como tv’s, rádios e revistas, por mais que alcancem um número grande de pessoas, não possibilitam uma publicidade segmentada.

Então, por meio dos veículos de marketing digital é possível trabalhar os materiais diretamente com o público da sua empresa.

Onde o marketing digital atua?

Em relação às maneiras de se trabalhar com marketing digital, existem diversas ferramentas e ações a serem tomadas. Para se posicionar na internet, é importante que seu site tenha relevância.

Uma das formas mais eficazes de conseguir isso é por meio da otimização por SEO. Em essência, é uma série de ações com a intenção de posicionar o site nos buscadores, como o Google. Isso aumenta a relevância e consequentemente o tráfego da sua página.

Esse aumento nos acessos possibilita um número maior de leads (potenciais clientes qualificados) para a sua empresa. Um lead é alguém que já demonstrou interesse no seu produto ou serviço e aceitou trocar algumas informações de contato por conteúdos.

Além das ações estratégicas, o marketing digital também se faz presente em diversas plataformas. Algumas dessas ferramentas correspondem aos sites, blogs, emails e redes sociais.  

As redes sociais estão entre os canais de divulgação mais eficientes atualmente. Cerca de 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais, segundo o relatório “Digital in 2018: The Americas” divulgado pelas empresas We are Social e Hootsuite.

Os números são uma demonstração de onde se encontra uma parcela grande de potenciais clientes. Por isso, participar estrategicamente do local em que as pessoas estão é fundamental. 

Tenha uma estratégia de marketing digital para o seu negócio

Diferente do marketing tradicional, as estratégias de marketing digital são extremamente segmentadas e podem ser elaboradas para a persona do seu negócio.

Por isso, é importante acompanhar os avanços tecnológicos constantes, tanto nos processos quanto nas ferramentas necessárias para impulsionar sua imagem online. 

Para isso existem estratégias a serem tomadas, como a otimização por SEO, que busca posicionar seu site nos buscadores, e a utilização das redes sociais, importante no impulsionamento da sua marca.

Uma boa gestão empresarial garante uma estratégia de marketing adequada e que pode, além de aumentar a relevância da sua empresa, torná-la uma referência no segmento. 

Por isso, o marketing digital é uma das soluções mais eficientes para impulsionar sua marca no mercado e alavancar as vendas, o que resulta no aumento dos lucros e da relevância da sua empresa na internet.

Artigo de André de Angelo, redator do Soluções Industriais.

Bradesco Auto/RE amplia atendimento digital para usuários do seguro residencial 590

Bradesco Auto/RE amplia atendimento digital para usuários do seguro residencial

Solicitação de serviços emergenciais e agendamentos de assistências já podem ser feitos pelo aplicativo

A Bradesco Auto/RE amplia as funcionalidades do aplicativo Bradesco Assistência Dia & Noite e passa a ter funções exclusivas para usuários do seguro residencial, carteira que já totaliza 1,5 milhão de residências seguradas em todo o país. Por meio da nova versão, serviços de assistência para tratar situações como vazamentos, entupimentos ou quando houver a necessidade de um eletricista ou chaveiro, podem ser solicitados pelo aplicativo. O usuário também pode acompanhar a chegada do prestador de serviços de forma digital e enviar as fotos do dano pelo próprio aplicativo, tornando a experiência mais rápida e eficiente.

A digitalização do atendimento faz parte da estratégia de crescimento da companhia para 2019, com bons números já conquistados. Segundo dados da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), o mercado de seguro residencial cresceu 8,3%, enquanto a Bradesco Auto/RE teve crescimento de 12,2%. “A cultura do seguro residencial sempre foi muito forte no Sul do país, devido às fortes chuvas e vendavais que acontecem com frequência. Com a conscientização sobre os benefícios desta modalidade de seguro, este crescimento já pode ser sentido em outras regiões. Recentemente, tivemos um crescimento de 27% no número total de contratações em todo o país”, comenta Saint’Clair Lima, diretor técnico da Bradesco Auto/RE. O download do aplicativo Bradesco Assistência Dia & Noite pode ser realizado pela App Store (iOS) e Play Store (Android).

Presidente da Porto Seguro analisa oportunidades do mercado nacional 1639

Roberto Santos esteve em Porto Alegre recebendo corretores

Para o presidente da Porto Seguro, Roberto Santos, a proteção veicular pode ser vista sob duas óticas para o mercado de seguros: pela ameaça e pela oportunidade. “Nós sabemos de uma iniciativa chamada proteção veicular, que não é seguro, é outra coisa”, destacou o executivo durante encontro promovido pela companhia nesta sexta-feira (19), em Porto Alegre, com a presença de 200 corretores de seguros.

Sob o ponto de vista da ameaça à instituição do seguro, a proteção veicular não conta atualmente com um esclarecimento de que não se trata do mesmo produto que um seguro, uma vez que não conta com uma regulamentação específica. “Isso não é bem comunicado, o cidadão que compra uma proteção veicular compra muitas vezes achando que é seguro e não é seguro porque não existem provisões técnicas, reservas e isso significa dizer que a probabilidade da empresa ficar insolvente e deixar o cliente na mão é enorme. Depois ele [o cidadão] acha que comprou um seguro e o seguro não pagou e isso é um problema”, afirmou o presidente da seguradora que conta com 28% de marketshare entre as companhias nacionais que operam com seguro auto.

Apesar da crise econômica e mesmo com a mudança de comportamento do consumidor em relação ao automóvel, a carteira  da Porto Seguro continua crescendo. A penetração do mercado de seguros como um todo na frota circulante chega aos 30%. “Esse mercado tem conseguido trazer para essa operação pessoas que não faziam parte do mercado de seguros, ou seja, a proteção veicular está atacando muito nesse 70% que não faz seguro”, analisou.

Contudo, ele ainda comentou que há oportunidades nesse acontecimento. “Por não serem regulados, eles conseguem ter mais flexibilidade de regras, de atender anseios do cidadão. Por exemplo, uma seguradora não pode parcelar o seguro por mais de 11 parcelas, a Superintendência de Seguros Privados não permite porque a última parcela não pode vencer depois do final de vigência da apólice. Então, já se mostra que a seguradora não pode fazer qualquer coisa”, afirmou. Ele enxerga o atual Governo, mais liberal, e o comando da Susep como uma maneira de avançar nesse sentido. “Um discurso na linha de dar mais flexibilidade para o mercado de seguros para que o seguro no Brasil passe a ter índices de países desenvolvidos, porque nós temos muito potencial de crescimento”, disse. “Nós temos que tirar essas amarras de regras desnecessárias que só nos impedem de atender os anseios do consumidor e por isso o advento da proteção veicular nos dá argumentos para a discussão com a Susep de flexibilização de regras”, complementou.

A Porto Seguro trabalha com três linhas de negócios: seguros, produtos financeiros e serviços. E além disso, também é pioneira em inovação. “Hoje todo carro que sai de fábrica vem com uma luz na parte traseira no para-brisa que é o break light, que foi inventado pela Porto Seguro, não foi pelas montadoras, para reduzir a quantidade de colisões na traseira, já que a luz do freio fica embaixo, e nós tivemos essa sacada há 20 anos atrás nos nossos postos de vistoria”, exemplificou. “Uma iniciativa que tinha por objetivo diminuir o número de batidas, na verdade virou um objeto de desejo do consumidor, vendemos muito seguro porque tinham pessoas que queriam ter aquilo no carro e tal. E isso foi incorporado pelas montadoras”, acrescentou.

Para os corretores de seguros, o presidente defendeu que a sua história “se confunde com a desses profissionais”. “Eu costumo dizer que na companhia temos um leque de mais de 50 produtos, mas nunca criamos um produto que não possa ser comercializado pelo corretor de seguros, pois tudo que nós fazemos precisa ser distribuído por eles”, ressaltou.

O gerente regional Rio Grande do Sul Porto Seguro, Edgar Anuseck Neto.

O encontro na Capital gaúcha, que é a segunda maior em produção, marcou a presença da seguradora no dia a dia dos corretores. “Fazemos questão de estar junto dos corretores de seguros e para nós é um marco muito importante ter Roberto Santos junto não só para falar das novidades e como deixamos a companhia mais leve para o corretor, mas também para escutar esse profissionais”, reafirma o gerente regional Rio Grande do Sul Porto Seguro, Edgar Anuseck Neto. “Sempre crescemos ouvindo o corretor para fazer as melhorias devidas e ver de que maneira podemos contribuir juntos para continuarmos melhorando”, conclui o gerente ao lembrar que o balanço é positivo do um ano e meio que está como responsável da companhia na região.

Fotos: Filipe Tedesco/JRS