Revista JRS 223: O seguro no universo delas 92535

Edição da publicação destaca a relevância do seguro para o público feminino, além de diversas reportagens com o que foi destaque no último mês no setor de Seguros, Previdência e Capitalização

O seu próprio futuro, da família e dos filhos sempre foram preocupações das mulheres. Agora, elas estão mais atentas aos produtos de seguros e previdência como forma de proteção a possíveis imprevistos.

Você confere este e outros materiais especiais na edição 223 da Revista JRS. Tudo sobre Seguros, Previdência e Capitalização. Excelente leitura!

Digitalização do mercado de seguros: caminhos e o cenário pós-pandemia 345

Digitalização do mercado de seguros: caminhos e o cenário pós-pandemia

Confira artigo de Wlamir Marques Sobrinho, Diretor comercial na Globant

Quando uma tendência, tecnologia ou moda transforma um hábito da população, o que os provedores de serviço precisam fazer? Adaptar. Foi assim com a transição da locadora para o streaming e será (provavelmente) também com adoção crescente de energia verde, por exemplo. Mas, agora, e quando não um hábito, mas toda rotina de trabalho e vida pessoal da população muda? Quando esses detalhes do dia a dia de alguém – mobilidade, atividade física, moradia – embasam todo o seu modelo de negócios, esse processo de adaptação, já complicado, ganha novas camadas. Um mundo novo de adaptação é o trabalho de casa do mercado de seguros, desde 2020, quando a Covid-19 colocou a vida de todos de cabeça para baixo. O primeiro passo para passar por isso: abrir um chamado no TI.

Antes de falar sobre como todos os caminhos de adaptação do setor passam pela tecnologia, vejamos como ficou o mercado com a chegada do novo coronavírus. As condições impostas pela pandemia provocaram uma série de transformações no comportamento das pessoas. Trabalho remoto, menor mobilidade (muitas vezes sequer utilizando o próprio automóvel), mais atenção/cuidado com o ambiente domiciliar e crescimento no sedentarismo.

Ação e reação. A partir dessa nova realidade, produtos passaram a ser menos e mais demandados. É o caso, por exemplo, do seguro de automóveis. Pelo fato de as pessoas estarem saindo menos de casa e usando mais aplicativos de carona, o setor registrou aumento de 45% na procura por planos mais enxutos, segundo levantamento de uma empresa de multicálculo. Outro efeito, esse decorrente da crise econômica provocada pela pandemia, é o menor acesso a seguros de saúde e vida, descontinuados graças à redução (ou extinção) de salários e menores benefícios trabalhistas em empresas que ainda tentam se manter de pé.

Mas o que cresceu ou deve ser mais procurado, no cenário durante e pós-pandemia? Uma pesquisa da Salesforce mostrou que mais de 50% dos brasileiros trocariam de emprego, se pudesse trabalhar em modelo de home office. Uma imposição de agora, mas que demonstra ser tendência para o futuro, o trabalho remoto deve influenciar em duas linhas de produto: domiciliar e, com o tempo, adoção mais ampla de planos de saúde. Isso porque, com as pessoas passando mais tempo dentro de casa, é mais provável que seguradoras tenham mais oportunidades de venda de soluções focadas no lar. Já o outro, por conta de medidas restritivas e aumento no sedentarismo, é tendência de alta na procura por planos de saúde.

Os caminhos – e benefícios – da digitalização

Mas o que a tecnologia tem a ver com o momento do mercado de seguros e com o cenário que estaremos no pós-covid? Tudo. Soluções tecnológicas, de Inteligência Artificial a Cloud Computing, por exemplo, já resolveram problemas do consumidor e de empresas do setor bancário, entretenimento, farmacêutico e muitos outros. No setor segurador, a aplicação de tecnologia é essencial em um cenário normal de temperatura e pressão. Agora, em uma pandemia, com diversas restrições e isolamento, é ainda mais imprescindível. Isso porque é por meio da transformação digital que as seguradoras poderão, além de se adaptar ao novo cenário ganhando competitividade e eficiência, resolver alguns dos grandes desafios do setor nos últimos anos.

Entre eles estão a necessidade de se estreitar o relacionamento com os corretores e suas plataformas; a busca por canais alternativos de distribuição de seguros via bancos, varejistas, agências de viagens, cartões de crédito etc; e otimizar processos internos, como portais de autoatendimento, automação do pagamento de sinistros e despesas, melhoria de sistemas para permitir um melhor “product to market”, processos automatizados e integrados com parceiros de negócios.

Esses desafios, relacionados principalmente ao direcionamento correto de soluções, conexão, transparência e uso correto de dados, são gerenciáveis por meio de soluções tecnológicas que a Globant já aplica. Um exemplo é o uso do Smart Watch associado aos seguros de Saúde e Vida, funcionando como um coletor de dados valiosos sobre o estilo de vida do cliente. Já a Telemetria Inteligente, solução normalmente usada por gestores de frotas, é um tipo de tecnologia que deve beneficiar principalmente a venda de seguros de automóveis, com aplicações de cobertura extra para o uso de transporte particular, seja por aplicativo ou táxi, por exemplo. Já os produtos residenciais podem contar com melhores insights graças à Internet das Coisas (IoT), uma das tecnologias que torna possível, hoje, as Smart Houses.

O que todas essas aplicações tecnológicas têm em comum? A coleta de informação valiosa — que deve ser protegida e usada com ética e responsabilidade — sobre os hábitos e necessidades do cliente, seja sobre ele mesmo, sua locomoção (seja por seu carro ou por um serviço de transporte) ou sua casa.. Com uma cultura guiada por dados, é possível usar esse conteúdo para oferecer personalizado ao consumidor, como cobertura e/ou serviços que de fato resolvam os seus problemas. Isso está no DNA da Globant: o cliente no centro. Soluções criadas para demandas reais e focadas nas pessoas.

Sabendo que, antes ou durante a pandemia, quem correu atrás da transformação digital saiu na frente, fica a pergunta: com novas tecnologias e novos hábitos adotados pela população, para onde vai o setor de seguros?

Com a coleta mais refinada de dados e melhores insights, uma das principais tendências é o modelos de negócio As a Service, que vai oferecer soluções/pacotes de acordo com as demandas do consumidor — seja por necessidade financeira, como vimos no início do artigo, ou por melhor customização. O atendimento ágil, efetivo e transparente passa a ser cada vez mais importante na decisão de compra e fidelidade do consumidor. Por isso, as seguradoras precisam se manter conectadas para prover esse serviço de excelência, de forma que se gere um ciclo virtuoso. Experiência bem sucedida, que faz o cliente ficar mais satisfeito e fiel à empresa, que, por consequência, se sente mais inclinado a compartilhar mais dados com a seguradora.

Em resumo: é preciso se digitalizar ou se digitalizar.

BRQ e SAP lançam solução inovadora focada no mercado de seguros 496

BRQ e SAP lançam solução inovadora focada no mercado de seguros

Plataforma facilitará troca digital de informações entre seguradoras de maneira integrada, dinâmica, regulada e auditada

Um dos objetivos da Superintendência de Seguros Privados (Susep) é fomentar iniciativas que garantam a estabilidade do mercado e o cumprimento das regras vigentes por parte das seguradoras. Dessa forma, mantém a proteção ao consumidor e se certifica de que seus direitos sejam assegurados.

Por isso, a BRQ Digital Solutions, empresa líder em tecnologia e transformação digital do país vai desenvolver, em parceria com a SAP, a plataforma Cosseguro – sistema de gerenciamento que acompanha desde a criação da apólice com as seguradoras parceiras até a gestão financeira e sinistros.

“O Cosseguro é uma forma de seguro em que há a divisão do risco entre duas ou mais seguradoras. Até hoje, a gestão das informações era manual e de difícil conciliação. A plataforma Cosseguro traz para o mercado uma oportunidade de redução imediata de risco dos negócios, facilitando auditorias no processo, com uma visão clara do fluxo de caixa”, explica Jorge Sellmer, Chief Tecnology Officer da BRQ Digital Solutions.

Trata-se de uma solução inovadora e colaborativa onde as seguradoras poderão operar e trocar informações entre congêneres de maneira cross dinâmica, regulada e auditada. Além disso, será capaz de integrar com outros sistemas, criando um fluxo contínuo entre os participantes de forma 100% digital e automatizada eliminando planilhas, e-mails e interações paralelas.

“A SAP, presente nas maiores seguradoras do país, sempre ouviu de seus clientes que o processo de Cosseguro envolvia grandes volumes financeiros, mas que trazia riscos e alto esforço operacional por conta de processos manuais. Com o objetivo de suprir essas dificuldades, estamos colaborando com a BRQ no desenvolvimento de uma solução de troca de informações confiável, ágil, escalável e eficiente, capaz de otimizar o mercado de seguros”, afirma Jackson Borges, vice-presidente de Strategic Industries da SAP Brasil.

Corretora pede ajuda para filho, em situação grave por Covid-19 527

Henrique Cassel de Oliveira encontra-se intubado em UTI do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo (RS)

Bella Cassel, representante da Barão Fortaleza Corretora de Seguros, faz apelo para doações para ajudar o filho, Henrique Cassel de Oliveira, contra a Covid-19. Henrique encontra-se intubado em UTI do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo (RS).

“Como último recurso, recomendado pela equipe médica, Henrique precisa fazer uso de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO)”, explica Bella em publicação nas redes sociais. Devido ao alto custo para o tratamento, a operadora do mercado segurador pede doações de qualquer valor.

Atualização: Família consegue arrecadar valor para tratamento de Henrique Cassel

Ajude Henrique Cassel de Oliveira na luta conta a Covid-19

Caixa Econômica Federal
Belamar Rodrigues Cassel
Ag: 0547 – Op 13 – Conta Poupança: 1891-7
Pix: 441.285.680-15

Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Tokio Marine inclui afastamento ocupacional entre coberturas do Seguro de Vida Individual 351

Nancy Rodrigues é Diretora de Seguros de Pessoas da Tokio Marine / Divulgação

Seguradora passa a oferecer Diárias por Incapacidade Temporária (DIT), além de opções de contratação de cobertura para LER, DORT e LTC

A Tokio Marine, uma das maiores seguradoras do País, está sempre em busca de coberturas e serviços que fortaleçam a relevância do Seguro de Vida na proteção pessoal, financeira e familiar da sociedade brasileira. Por isso, a partir deste mês de junho, a seguradora passa a oferecer nos produtos Vida Individual Homem e Mulher a cobertura para Diárias por Incapacidade Temporária (DIT). A novidade garante um complemento à renda do segurado diante de imprevistos decorrentes de acidente ou afastamento para tratamento de doença.

“É mais uma cobertura que busca oferecer qualidade em vida e comodidade ao dia a dia dos nossos clientes. A DIT apoia o segurado em momentos de afastamento do trabalho ocasionado por uma doença ou um acidente. A solução permite que tanto o segurado quanto seus familiares se concentrem apenas na recuperação, enquanto a seguradora oferece o apoio financeiro necessário para que superem este momento inesperado”, explica Nancy Rodrigues, Diretora de Seguros de Pessoas da Tokio Marine.

A DIT pode ser contratada por profissionais autônomos ou com vínculo CLT, que estejam enquadrados entre as 1.326 ocupações profissionais disponíveis no produto. O segurado também poderá complementar a contratação incluindo as doenças ocupacionais, tais como Lesão por Esforços Repetitivos (LER), Distúrbios Osteomusculares relacionados ao Trabalho (DORT), Lesões por Traumas Cumulativos (LTC) e Hérnia. Além dos produtos Vida Homem e Mulher, a cobertura de DIT também estará disponível no Seguro Acidentes Pessoais, mas neste produto a cobertura será somente por acidente.

Com a inclusão da DIT a Tokio Marine amplia ainda mais o rol de coberturas disponíveis no produto, de modo robusto e completo, já que oferece também ampla cobertura para Doenças Graves, com cobertura de até 25 patologias, uma das maiores do mercado. A companhia disponibiliza ainda a proteção para DMHO, que diz respeito às Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas decorrentes de acidentes; e cobertura flexível para funeral, cujo capital contratado pode variar entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, entre várias outras coberturas disponíveis para cotação.

A seguradora também foi pioneira na oferta do serviço de orientação médica à distância, e recentemente ampliou ainda mais este benefício que se tornou essencial, especialmente, nos dias atuais. Com o benefício, diante de uma indisposição ou mal-estar que apresente sintomas de baixa complexidade – como febre, gripe, dor de garganta, dor de cabeça, náuseas, alergias, entre outros -, o segurado e dois outros usuários previamente indicados por ele podem utilizar o aplicativo Einstein Conecta, com atendimento 24h e acesso a médicos de um dos principais hospitais do País.

“Nós investimos em uma série de diferenciais para que nossos produtos possam sempre oferecer as melhores opções de proteção aos nossos clientes. Percebemos que esta é a estratégia mais acertada não só para atender as demandas dos segurados, mas também para apoiar nossos corretores com as melhores oportunidades de vendas”, conclui Nancy Rodrigues.

Marcio Benevides explica novidades da Zurich para potencializar negócios dos corretores de seguros 3650

Marcio Benevides é Diretor Executivo de Distribuição da Zurich no Brasil / Divulgação

Confira entrevista exclusiva com o Diretor Executivo de Distribuição da Zurich no Brasil

O Zurich Vida Para Você é o novo produto da Zurich Seguros que está chama atenção do mercado por características e coberturas diferenciadas para o segurado. O que também mostra-se como diferencial é que a seguradora colocou os corretores de seguros no foco dos negócios.

Além de estender a este produto a modalidade D+2, em que as novas vendas do Zurich Vida Para Você feitas com cartão de crédito remuneram o corretor em até dois dias, o parceiro de negócios conta com um simulador em que as coberturas e assistências são escolhidas por meio da análise do perfil e das necessidades do segurado. O Diretor Executivo de Distribuição da Zurich no Brasil, Marcio Benevides, concedeu entrevista exclusiva ao JRS para falar sobre o produto:

JRS: Pode nos dar detalhes sobre o Zurich Vida Para Você?

Marcio Benevides: O recém-lançado Seguro de Vida Zurich Vida Para Você nasceu como um dos mais completos do mercado: além das coberturas tradicionais, como Morte e Invalidez, oferece outras proteções customizáveis, como a cobertura para doenças graves e cirurgias, de acordo com a necessidade de cada família, para serem utilizadas sempre que necessário, durante toda sua vida. E somado às coberturas, o produto disponibiliza 15 assistências para que o cliente escolha até três delas – sem custo adicional. Sua principal marca é a flexibilidade. Mas vale ressaltar que não há a obrigatoriedade da cobertura básica no produto Zurich Vida Para Você: o corretor e segurado definem quais coberturas desejam adquirir e este último paga somente por elas.

Outro ponto de destaque do Zurich Vida Para Você é o capital segurado, que pode ser de até R$ 5 milhões – um valor acima da média praticada para seguros de vida.

JRS:  As coberturas e assistências são escolhidas juntamente com o corretor por meio da análise do perfil e das necessidades do segurado?

Marcio Benevides:  Criamos um simulador que fica no portal do corretor da Zurich. Nele, este profissional entra com as informações, faz o diagnóstico (que não é obrigatório) e monta o pacote de coberturas. Depois, manda por e-mail para o cliente, que assina de forma 100% online, e a contratação estará concluída.

Além disso, oferecemos algumas coberturas diferenciadas, como:

  • Indenização por Cirurgia, que paga o valor contratado caso o segurado precise ser submetido a algum dos procedimentos cobertos pelo seu plano e cujo limite é de cinquenta mil reais.
  • Diárias de Incapacidade Temporária por Acidente ou Doença, que protege a renda do segurado, e garante o pagamento de uma indenização proporcional ao período de afastamento, em caso da impossibilidade de ele exercer a sua profissão ou ocupação, durante o período em que estiver sob tratamento médico. Esta cobertura atende tanto o trabalhador em regime de CLT que vai ter uma queda na sua renda caso fique mais de 15 dias afastado e passe a receber a indenização do INSS, quanto para profissionais autônomos que perdem sua renda mais rapidamente caso precisem ficar afastados da sua atividade por um acidente ou doença.
  • Cobertura de Doenças Graves, que garante proteção financeira caso o cliente seja diagnosticado com algumas das enfermidades que constam em três diferentes planos que ele escolhe no ato da contratação.

Vale a ressaltar que não há a obrigatoriedade da cobertura básica no produto Zurich Vida Para Você: com o auxílio do corretor, o cliente define quais coberturas deseja adquirir e paga somente por elas.
O seguro de vida está totalmente alinhado ao propósito da Zurich, que é criar um futuro melhor, pois a necessidade dos clientes está no centro de tudo o que fazemos.

JRS:  As novas vendas deste produto feitas com cartão de crédito remuneram o corretor em até dois dias. Pode nos explicar sobre essa vantagem que facilita o recebimento da comissão?

Marcio Benevides:  A contratação do produto no ambiente online e a autorização do pagamento no momento de transmissão da proposta agilizam a emissão da apólice e, consequentemente, o pagamento da comissão aos nossos parceiros, que não precisam aguardar o repasse financeiro pela operadora do cartão. Esse é um diferencial da Zurich, que sempre investe em soluções que gerem valor mútuo.

JRS:  A Zurich sempre auxilia o corretor na sua jornada. Como as recentes ações colocam foco neste profissional e seus clientes?

Marcio Benevides:  A remuneração para os corretores em D+2 é nova para o seguro de vida recém-lançado Zurich Vida Para Você. Mas fizemos o mesmo, em janeiro, para o seguro auto. Esses dois movimentos são os mais recentes, que se somam a outros. O fato é que a Zurich tem investido no desenvolvimento de soluções que simplificam processos e melhoram cada vez mais a qualidade dos seus serviços.

Mas o objetivo da companhia é proporcionar as melhores experiências para os clientes e, também, para os corretores. Para os primeiros, o pagamento dos prêmios com cartão de crédito funciona como um meio de comodidade. Já para os corretores, que são nossos parceiros estratégicos, configura-se como um diferencial importante e alinhado à promessa que fazemos para eles, de colaborar para gerar valor mútuo.

JRS:  Essa possibilidade aumenta as contratações de seguro de vida da companhia?

Marcio Benevides:  Certamente. Mas se soma a outros fatores que temos percebido. Cada vez mais, o assunto “Seguro de Vida” tem feito parte das discussões e preocupações das famílias, pois a necessidade de os provedores deixarem “um colchão financeiro” para os seus dependentes no caso de virem a faltar e, consequentemente, terem problemas com orçamento doméstico, deixou de ser um tabu e virou uma realidade.

Somado a esse fenômeno, os corretores passaram a ocupar mais seu tempo com o Seguro de Vida, o que aumenta a frequência do assunto nas conversas com os clientes. Juntos, os dois fatores complementares ajudaram para o crescimento do setor.

Há muito potencial para o seguro de vida no Brasil: de acordo com estudo realizado pela Zurich e pela Universidade de Oxford em 16 países, apenas 8% dos entrevistados brasileiros informaram possuir esse tipo de proteção, o que se caracteriza como um mercado de enorme potencial para corretores.