Previdência privada: remuneração ou investimento? 436

Previdência privada: remuneração ou investimento?

Especialista esclarece vantagens e desvantagens da aplicação

Diante das incertezas que rondam a aprovação da Reforma da Previdência é de se esperar que muitas pessoas comecem a pensar na previdência privada como alternativa de remuneração futura. Mas afinal, o que significa esse tipo de aplicação? No dicionário, previdência significa “a habilidade de se ver antecipadamente, uma espécie de previsão do futuro”. Se adaptarmos o termo para as Finanças, podemos dizer que a previdência é, literalmente, cuidar do próprio futuro.

Em geral, quanto antes se começa a pensar nisso, melhor é o resultado. Mas nunca é tarde. “Enquanto os mais jovens têm o tempo ao seu favor, quem já tem mais idade tem a vantagem de ter mais poder aquisitivo e uma visão de mundo mais tranquila, paciente, o que é sempre favorável quando se fala em investimentos”, comenta Helen Vogt, líder da área de Previdência da Messem Investimentos, principal escritório vinculado à XP.

Segundo ela, estamos muito acostumados a ouvir o termo previdência para se referir à previdência pública, que faz parte da chamada Seguridade Social. Essa trata-se de um conjunto de medidas públicas que tentam garantir o poder de compra da população mesmo quando ela não pode mais contribuir socialmente com o seu próprio trabalho.

Apesar do objetivo, sabemos que a previdência pública é em muitos aspectos minimamente questionável e que os valores pagos pela aposentadoria pública mal garantem a subsistência de quem se aposenta. “Quem não criar o seu próprio plano, com uma aposentadoria complementar, está fadado a ter seus anos de velhice com dificuldades financeiras”, opina a especialista. Por esse motivo, ele reforça a importância de que cada um faça seu próprio plano, prevendo como vai ser sua própria aposentadoria no futuro.

Helen cita os dois tipos mais conhecidos no mercado: o PGBL e o VGBL. O primeiro é mais indicado para aqueles que fazem a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) completo. Com ele, poderá ser feita a dedução de até 12% da base tributável e paga-se menos imposto a curto prazo. O segundo é mais indicado para quem pensa no longo prazo já que ao final do plano existe a necessidade de pagamento de IRPF sobre o valor auferido, diferente do PGBL, que paga o imposto sobre o montante total investido. Em geral, a diferença entre as duas é a tributação.

Entre os benefícios da previdência privada Helen cita a menor alíquota possível para qualquer fundo de investimento, uma ampla gama de instituições, gestores e estratégias disponíveis no mercado e a possibilidade de portabilidade de plano, sem cobrança do imposto de renda. “Uma previdência privada é, sim, um investimento e deve ser encarada como tal. O ideal é nunca esquecer de que se trata de um dinheiro que você está guardando com a expectativa de que ele tenha bons rendimentos e que será resgatado no futuro”, completa.

Últimos convites para a 3ª Feijoada do CVG/RS com desconto especial 812

Evento de integração do mercado gaúcho está marcado para o sábado, 25

Quem deixou para última hora para adquirir convites para a 3ª Feijoada do CVG/RS ainda tem tempo. O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul disponibilizou um lote extra com desconto especial de 50% no valor do ingresso.

O evento, alusivo ao Dia Continental do Seguro, acontecerá no salão social do Grêmio Náutico Gaúcho, em Porto Alegre, no sábado (25 de maio). “Ampliamos ainda mais o espaço do nosso evento para que ele conte com a presença de ainda mais profissionais de mercado, pois este se trata de um momento especial de integração para todos”, destaca o diretor financeiro e de planejamento do CVG/RS, Fábio Souza.

Este ano, o momento contará com camisetas especiais, música sob a responsabilidade da Roda de Samba do CVG/RS,  culinária especial e muitas surpresas. Além disso, conceituadas marcas apostam na ação. Agrifoglio Vianna Advogados Associados, CJosias e Ferrer Advogados Associados, Icatu Seguros, KSA Corretora de Seguros e Previsul Seguradora patrocinam o grande dia.

Grandes marcas patrocinam a 3ª Feijoada do CVG/RS
Grandes marcas patrocinam a 3ª Feijoada do CVG/RS

Feijoada do CVG/RS

25 de maio às 12h
Grêmio Náutico Gaúcho (Avenida Praia de Belas, 1948) – Porto Alegre/RS
Estacionamento pela Rua Barbedo, 250
Traje: Esporte
Valor especial do convite (já com 50% de desconto): R$ 50
Para adquirir: (51) 3286-3104 com a secretária Bruna Baptista

84% dos porto-alegrenses deixaram de beber e dirigir para usar aplicativos de mobilidade 742

84% dos porto-alegrenses deixaram de beber e dirigir para usar aplicativos de mobilidade

Levantamento realizado pelo Datafolha revela que aplicativos se tornaram o transporte favorito dos gaúchos na hora de sair para beber

Pesquisa do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) mostra que 84% da população de Porto Alegre que consome bebida alcoólica passou a usar apps de mobilidade ao invés de dirigir. O índice é maior do que a média nacional, de 68%, também identificada pelo levantamento realizado pelo Datafolha com o apoio da Uber. O objetivo da pesquisa é chamar a atenção para a campanha do Maio Amarelo, iniciativa global que tem como objetivo a sensibilização em relação à segurança no trânsito e redução de acidentes.

Dados da EPTC divulgados neste ano apontam que o número de mortos em acidentes de trânsito caiu 42% em Porto Alegre de 2013 para 2018. O levantamento do Datafolha na região metropolitana identificou que 92% das pessoas acreditam que aplicativos de mobilidade ajudaram na diminuição de mortes no tr! ânsito e 84% entendem que muitas pessoas deixaram de beber e dirigir porque agora podem utilizar os apps.

A pesquisa mostrou que os aplicativos já são a opção preferida dos moradores da região metropolitana de Porto Alegre quando saem para consumir bebida alcoólica, presentes na respostas de metade dos entrevistados. Carro ou motocicleta própria aparece com 19% de preferência e o transporte público surge em terceiro lugar, com 10%.

Segundo o Datafolha, para 72% da população da região, no passado as pessoas bebiam e dirigiam por falta de opção de transporte. Atualmente, segurança é o motivo pelo qual 62% dos moradores de Porto Alegre escolhem os aplicativos, seja por medo de assaltos ou acidentes envolvendo bebida e direção. A média nacional para esse dado é de 50%.

De acordo com o levantamento, 85% dos moradores da região metropolitana de Porto Alegre acreditam que os aplicativos de transporte deixaram o trânsito mais seguro.

Segundo a pesquisa, em Porto Alegre 54% da população afirma consumir bebida alcoólica mesmo que de vez em quando – índice acima da média nacional apurada pelo Datafolha, de 45%. As estatísticas da EPTC apontam que a maioria dos acidentes fatais na cidade ocorrem aos sábados, dia em que é o consumo de bebida tende a ser maior.

Dados da pesquisa Datafolha*:

  • Entre os porto-alegrenses que consomem bebida alcoólica, 84% deixaram de utilizar carro próprio para utilizar apps de transporte quando bebem. A média nacional é de 68%.

  • 92% dos porto-alegrenses concordam que aplicativos de mobilidade ajudaram na diminuição de mortes no trânsito.

  • O meio de transporte preferido para ir a festas, bares e comemorações são os apps de transporte com 50% da preferência, seguido por carro ou motocicleta própria com 19% e o transporte público com 10%.

  • 85% dos moradores da região metropolitana de Porto Alegre acreditam que os aplicativos de transporte deixaram o trânsito mais seguro

  • 84% dos porto alegrenses concordam que muitas pessoas pararam de beber e dirigir para usar os aplicativos de mobilidade

  • Para 72% da população da região, no passado, as pessoas bebiam e dirigiam por falta de opção de transporte

  • Segurança é o motivo pelo qual 62% dos moradores de Porto Alegre escolhem os aplicativos, seja por medo de assaltos ou acidentes envolvendo bebida e direção. A média nacional para esse dado é de 50%.

*Resposta múltipla

  • Entre a população metropolitana de Porto Alegre, 54% afirma que consome bebida alcoólica mesmo que de vez em quando. A média nacional é de 45%.

Confira mais detalhes da pesquisa nacional do Datafolha na página do Observatório

*A pesquisa Datafolha entrevistou 3.531 pessoas entre os dias 2 e 10 de abril de 2019 e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Além de Porto Alegre, o levantamento teve abrangência nacional, incluindo capitais, cidades de outras regiões metropolitanas e cidades do interior, de diferentes portes, em todas as Regiões do Brasil.

Novo Global Flex chega ao RS: Capemisa oferece facilidades para corretor e cliente 407

Companhia lançou novo produto na quinta-feira (23) em Porto Alegre (RS)

O Novo Global Flex da Capemisa Seguradora promete vir ao mercado para ficar. “É um produto que acreditamos que terá uma boa participação de mercado, pois é fácil de comercializar, de fácil acesso ao corretor e ao cliente”, destacou o Superintendente Regional Sul da companhia, Daniel Arena, durante o lançamento do produto na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em Porto Alegre (RS), nesta quinta-feira (23). Outras cidades do Brasil também recebem o lançamento ao longo da semana.

Voltado para pequenas e médias empresas, a ferramenta foi atualizada com melhorias tanto para o corretor quanto para o cliente final. “Estamos com uma plataforma de tecnologia bem montada, em que o corretor emite, calcula e faz tudo do seu escritório, ele tem total autonomia no produto”, detalha.

Entre as principais mudanças, o produto agora conta com a inclusão de cinco novas garantias – 24 no total – como invalidez laborativa permanente total por doença, diária por internação hospitalar por acidente ou doença, diária por internação hospitalar em UTI por acidente ou doença, despesas com natalidade e afastamento por acidente de trabalho. Além disso, foi implementada uma maior flexibilidade na escolha do capital segurado, com mais liberdade ao cliente. “Nosso produto está moderno e facilitado, estando na mão do corretor, com uma entrega de apólice girando em torno de um ou no máximo dois dias”, comenta a gerente da sucursal Porto Alegre, Raquel Tólio.

A Capemisa e a Federação Gaúcha de Futebol mantém parceria através da concessão de direitos de nome da seguradora à sede da FGF, por exemplo. “A parceria entre a Capemisa e a Federação já tem quase uma década e essa ideia surgiu quando a companhia resolveu investir um pouco mais aqui no mercado gaúcho, expondo a sua marca em tudo que aparece na Federação. É uma parceria de sucesso”, conta o consultor Luciano Davi.

A vida é cheia de previstos. Você sabe o que isso quer dizer? 247

A vida é cheia de previstos. Você sabe o que isso quer dizer?

Confira artigo de Alexandre Nogueira, Diretor de Marketing da Bradesco Seguros

A vida é uma jornada com várias fases que se apresentam com necessidades bem distintas entre si, mas que são convergentes quando falamos sobre “proteção”.

Todos nós já fomos ou conhecemos alguém que se tornou um personagem principal de uma história na qual o carro quebrou, o dente doeu, o encanamento entupiu ou que precisou fazer um exame ou procedimento de emergência. Esses “previstos” fazem parte do dia a dia das famílias. Nós não estamos no controle de todas as variáveis e isso não é uma novidade.

Você sabe o que isso quer dizer? Que é fundamental nos prepararmos para enfrentarmos esses e tantos outros momentos desafiadores que ocorrem em nossas vidas. E quem se planeja protege “o dia seguinte” de tudo que realmente é importante.

Fazer um seguro é essencialmente se planejar. O seguro permite que as pessoas e as empresas possam fazer planos, constituir famílias, adquirir bens e desenvolver negócios com mais confiança. Com a certeza de que estarão sempre amparados para prosseguir com o seu dia a dia, seus sonhos e seus projetos.

Alexandre Nogueira é Diretor de Marketing da Bradesco Seguros / Reprodução
Alexandre Nogueira é Diretor de Marketing da Bradesco Seguros / Reprodução

Neste mês de maio comemoramos uma data que já se tornou um marco para o segmento de seguros: 14 de maio, o Dia do Seguro. A Bradesco Seguros, pelo segundo ano consecutivo, busca estimular o setor e celebra a data, como uma oportunidade de popularização e estímulo ao desenvolvimento da cultura do Seguro no Brasil por meio da campanha “Quinzena do Seguro”.

O Setor ainda possui um significativo potencial de crescimento, principalmente considerando o aumento na expectativa de vida dos brasileiros, que demandarão ainda mais os produtos e serviços das Seguradoras. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), atualmente já está acima dos 76 anos e deve superar os 81 anos em 2050, considerando que o Brasil é um dos países que envelhece com maior rapidez dentre as principais nações mundiais.

Mesmo com expectativas tão favoráveis, a conjuntura do setor é extremamente desafiadora. Isso porque, embora o mercado no Brasil ainda tenha um grande potencial de expansão, por ser um produto de fácil aquisição e de bom custo-benefício, ainda há uma questão cultural que instiga o setor a atingir mais pessoas: pouco se fala em prevenção. Nesse contexto, temos diante de nós a chance de não só atrair a atenção de futuros consumidores, como também despertar o interesse desse público que “precisa ou vai precisar” de proteção.

Vivendo diariamente esse desafio, estou certo de que os profissionais de marketing são vetores fundamentais para que o mercado de seguros adquira cada vez mais relevância na vida da população brasileira e contribua para a educação financeira no Brasil. Acreditamos que o seguro precisa estar inserido naturalmente no orçamento das famílias brasileiras por ser um item de primordial importância que garante tranquilidade no presente e para o futuro de todas as pessoas. Nós, profissionais de comunicação, temos a oportunidade e a responsabilidade de intensificarmos esse movimento por proteção.

E você, já está protegido?

Como construir uma carreira de sucesso no setor da tecnologia 256

Como construir uma carreira de sucesso no setor da tecnologia

Confira dicas essenciais para construir esta jornada

Há alguns anos, o caminho para o sucesso era um só: investir em uma carreira tradicional, como medicina, especializar-se e ficar nesse ramo a vida toda, fosse em uma clínica de exame admissional, um hospital ou mesmo um consultório regular. Entretanto, os avanços constantes da tecnologia fizeram com que esse cenário mudasse, criando novas carreiras, caminhos e potencialidades para profissionais das mais diversas áreas.

O problema é que isso nem sempre é tão simples. Como o leque de opções é maior, nem todas as pessoas que pretendem investir em uma carreira no campo da tecnologia conseguem encontrar um caminho que seja interessante e compatível com as suas habilidades. Não é raro, por exemplo, que estudantes universitários brilhantes saiam da faculdade sem nenhuma ideia de início de trajetória.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas dicas essenciais para construir uma carreira de sucesso no ramo da tecnologia:

Invista em qualificação técnica

Por mais óbvio que isso pareça, não custa reforçar: quem pretende construir uma carreira sólida na área da tecnologia tem que dominar o conhecimento técnico requerido por esse mercado. Afinal de contas, é praticamente impossível montar um sistema de gestão comercial sem dominar as mais diversas linguagens da programação, assim como não é viável desenvolver um algoritmo sem um mínimo de habilidades relacionadas à inteligência artificial.

Apesar de haver muitas pessoas autodidatas nesse campo, é interessante que o candidato a profissional da tecnologia passe por instituições de ensino formais. Isso, contudo, não significa que ele deva se limitar apenas à universidade, pois também é essencial que ele faça cursos livres e de extensão, de modo a ampliar ainda mais o seu conhecimento.

Trabalhe em sua inteligência emocional

Por mais importantes que as habilidades técnicas sejam, recentemente, as empresas têm passado a preferir profissionais que também dominem as chamadas soft skills, como inteligência emocional e relações interpessoais. Afinal de contas, de nada adianta ter um empregado brilhante sob o ponto de vista técnico se ele não souber trabalhar em equipe e, tampouco, administrar as suas emoções.

Para que um profissional tenha o perfil desejado pelas empresas, também é interessante que ele invista em qualificações neste sentido. Passar por um treinamento de liderança, por exemplo, é uma ótima ideia. Como líderes têm que ter um excelente trato com pessoas dos mais diversos perfis, esta é uma excelente oportunidade de desenvolver tal habilidade, o que envolve posturas como:

  • Comunicação não violenta;
  • Capacidade de análise do próprio comportamento;
  • Exercício da empatia;
  • Capacidade de trabalhar bem sob pressão.

Deste modo, qualquer profissional se torna instantaneamente mais valioso para toda e qualquer empresa.

Esteja sempre atualizado

Há quem diga que, tendo em vista a velocidade dos avanços na área da tecnologia, é praticamente impossível manter-se sempre atualizado a respeito deles. É por conta disso que empresas têm que realizar procedimentos como o teste de impairment, pois, à medida em que novos recursos são lançados, os mais antigos perdem valor.

Ainda assim, quando uma pessoa se propõe a ser uma profissional da área, ela deve se esforçar ao máximo para estar a par das novidades do mercado, do contrário, pode ser que ela não domine uma tecnologia tida como essencial para a indústria, como uma nova linguagem de programação. Se isso acontecer, ele pode se transformar em um funcionário sem valor, e que consequentemente, terá dificuldades para se firmar no mercado de trabalho.

Crie sua própria marca pessoal

Há quem pense que a construção de uma marca é algo que só deve ser feito por quem tem uma empresa. Essa ideia é ultrapassada. Com um mercado de trabalho acirrado, como o de hoje, é fundamental que todos os profissionais que queiram se manter competitivos invistam no cultivo de sua imagem, como se eles mesmos fossem uma marca.

A boa notícia é que a tecnologia facilita muito essa tarefa. Há, por exemplo, redes sociais criadas com finalidade exclusivamente profissionais, como o LinkedIn. Nelas, é possível seguir profissionais de renome no seu campo, adicionar contatos e compartilhar e criar conteúdo relevante para a sua área. Deste modo, é possível se projetar perante pessoas que têm interesses semelhantes aos seus, o que, por sua vez, pode render convites para eventos e até mesmo indicações para vagas de emprego que não são anunciadas pelo setor de recursos humanos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.