Comissão Especial de Direito Securitário da OAB/SP conta com nova integrante 824

Guadalupe Nascimento, Diretora Jurídico & Compliance da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) Brasil foi nomeada

Guadalupe Nascimento é Diretora Jurídico & Compliance da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) Brasil / Divulgação
Guadalupe Nascimento é Diretora Jurídico & Compliance da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) Brasil / Divulgação

Guadalupe Nascimento, Diretora Jurídico & Compliance da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) Brasil, foi nomeada membro da comissão especial de direito securitário da OAB/SP. A executiva é a única representante das empresas resseguradoras nessa comissão que tem como objetivo debater, pesquisar e promover as boas práticas dentro do Direito Securitário.

“Fico feliz em participar da comissão e poder trazer a perspectiva de alguém do mercado e assim contribuir para discussões como, por exemplo, sobre a aplicação da Lei Geral de Dados. Também é importante destacar que a minha nomeação fortalece a presença feminina na comissão que é presidida por Daniela Matos, sócia do escritório Santos Bevilaqua”, explica a executiva.

Graduada em Direito pela Universidade Mackenzie e mestranda em Direito pela Faculdade de Direito da USP, Guadalupe iniciou sua carreira no mercado segurador em 2010, tendo passado por companhias multinacionais, na área consultiva e business para o Brasil e Cone Sul. Em 2018 assumiu a posição de Diretora Jurídico & Compliance da Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) para o Brasil e atualmente é presidente do Grupo de Trabalho de Resseguro da AIDA Brasil.

Inovação e atuária foram temas de debate em SP 457

Inovação e atuária foram temas de debate em SP

Encontro foi realizado no último dia 06 de novembro

No último dia 06, em São Paulo, a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) realizou o Café com Seguro que colocou em pauta “Inovação e Atuária”. O evento teve como objetivo apresentar ao mercado a inovação e proteção como ferramentas consolidadas de conhecimento analítico e atuarial para os mercados de Saúde, Seguros, Previdência, Capitalização e Resseguros.

A contextualização do tema ficou sob a responsabilidade de Magali Rodrigues Zeller, Coordenadora da Cátedra de Ciências Atuarial da ANSP. “O mercado atuarial já tem abordado alguns pontos de preocupação, em relação a LGPD – Lei 13.709/2018, em orientar os atuários que trabalham com dados relacionados à pessoa natural identificada ou identificável e tem como propósito final proteger as empresas de atuária e atuários contra possíveis penalizações por conta do manuseio incorreto ou vazamento dos dados pessoais, e isso se aplica não só para pequenas empresas de consultoria, mas também para grandes empresas, pois a principal função do atuário é o tratamento científico de dados”, relata.

A primeira palestra abordou o tema “Inovação da Informação e Proteção de Dados e Compliance na Previdência sobre enfoque Atuarial” e foi conduzida por Ana Paula Oriola De Raeffray. “A proteção da privacidade é inerente ao ser humano, por isso ele teria que ter consciência de que ele é titular de dados pessoais e que tem o dever protegê-los, como sua propriedade personalíssima. As normas servem justamente para ampará-lo nessa proteção”, explica.

Em seguida, Luiz Azambuja colocou em pauta a Inovação da Informação e Proteção de Dados e Compliance em Seguros e Saúde sobre enfoque Atuarial. Para ele, o mais importante é o uso e o controle das informações. “É essencial evitar o que já está acontecendo: o compartilhamento indevido das nossas informações”, disse.

Walmir Freitas apresentou o terceiro painel sobre Inovação da Informação e Proteção de Dados e Gestão de Privacidade. Segundo o palestrante, o momento é de prevenção, pois seguro é necessário, mas é a última linha de defesa de qualquer evento que se tenha. “O seguro de risco cibernético é essencial, mas prevenir será sempre a primeira opção”, ressalta.

Logo após foi apresentada a conclusão do evento pelos mediadores Antonio Westenberger e Ivo Loyola. Para Westenberger, a Lei Geral de Proteção de Dados vem para dar uma conformação ao uso indiscriminado da informação.

A abertura do evento e a composição da mesa foi realizada pelo Diretor da ANSP, Rafael Ribeiro do Valle e a coordenação do evento ficou a cargo de Edmur de Almeida, Diretor de Fóruns Acadêmicos da ANSP, Coordenador das comissões técnicas dos seguros de crédito, garantia e finança locatícia do Sincor-SP e da Fenacor e de Magali Zeller, Coordenadora da Cátedra de Ciências Atuarial da ANSP.

Maior festival hacker da América Latina anuncia edição especial com 24 horas de programação 897

Maior festival hacker da América Latina anuncia edição especial com 24 horas de programação

Mega evento na capital paulista promoverá a virada da tecnologia com campeonatos, feira de recrutamento, atividades de interação com novas tecnologias e shows

O Roadsec São Paulo 2019, maior festival hacker da América Latina, celebra neste sábado, dia 23 de Novembro, sua 6ª edição especial. Com uma programação ampliada, a festa terá 24 horas de atividades, oficinas interativas, palestras e shows para reunir estudantes, profissionais e comunidades que discutem temas desde hardware, software, ataque, defesa, ciência, sociedade e criptoativos, além de participarem da feira de recrutamento com oportunidades em tecnologia e segurança da informação nas maiores empresas do Brasil.

Entre os especialistas mundiais que trarão conteúdos inéditos, está Peiter Zatko, mais conhecido como Mudge. O americano é especialista em segurança de computadores e redes, programador, escritor e hacker. Já passou pela vice-presidência corporativa de engenharia da Motorola, pela divisão de tecnologia e projetos avançados do Google, além de executar a pesquisa e desenvolvimento de segurança cibernética dos Estados Unidos, na DARPA. Zatko dirigiu um dos mais famosos “think tanks” de hackers, o L0PHT, testemunhou ao Senado dos EUA sobre vulnerabilidades catastróficas em infraestruturas críticas do país em 1998 e, atualmente, é presidente do conselho da organização sem fins lucrativos Cyber-ITL.

Junta-se a programação o QuebraDev, podcast criado por oito amigos, moradores da periferia da grande São Paulo. O programa reforça a inclusão da comunidade em temas de tecnologia de forma simples e descontraída. Também comandará uma discussão sobre acessibilidade e inclusão Ronaldo Tenório, diretor executivo da Hand Talk, plataforma que traduz simultaneamente conteúdos em português para a língua brasileira de sinais, focando em como a tecnologia pode quebrar a barreira da comunicação com as pessoas com deficiência auditiva.

Simultaneamente com as trilhas de conteúdo, o público poderá interagir com óculos de realidade virtual, pilotagem de drones por smartphone, montagem de circuitos de robótica, lock picking, caneta e impressora 3D, além de oficinas apresentadas por comunidades vindas de todo o país.

A programação também irá contar com shows especiais da banda paulistana de rock, CPM 22, apresentando os principais sucessos dos 20 anos de estrada, o grupo pernambucano de manguebeat que é sucesso desde os anos 90, Nação Zumbi e representando o rap brasileiro, Negra Li leva suas rimas, melodias e o novo álbum “Raízes” para os fãs irem à loucura. Junto também de DJs brasileiros que prometem agitar a pista, como o representante do funk carioca, DJ Marlboro.

Divulgação
Divulgação

HFBR – A final do maior campeonato brasileiro de invasão de sistemas

O Roadsec também é palco da final nacional do HFBR19, o campeonato brasileiro de invasão de sistemas no estilo CTF, principal competição do estilo na América Latina, desenvolvido pela plataforma do Hackaflag. Os doze finalistas, que representam as cidades que receberam a turnê do evento em 2019, irão disputar o título de Campeão do HFBR19. O prêmio para o vencedor é uma viagem para Las Vegas com tudo pago e ingressos para a DEF CON 2020, a maior conferência hacker do mundo.

Neste ano, além do modelo de competição já tradicional no formato CTF, jogado individualmente em um ambiente digital simulado, o evento promoverá uma modalidade que já é comum nos Estados Unidos e que se populariza no Brasil: o bug bounty, um programa de recompensa onde empresas podem cadastrar suas aplicações e plataformas, definindo um valor a ser pago por cada bug ou falha de segurança detectada e reportada.

Representatividade na cultura hacker brasileira 

Neste ano, Mar Williams é responsável pelas artes do tema da edição 2019. Seus pôsteres, credenciais e artes promocionais representam o movimento estético, social e cultural que combina elementos da ficção científica e da fantasia com temáticas não-ocidentais. Mar mistura a cibercultura com uma “fofura bizarra”, quebrando paradigmas à cada traço. Williams é o principal nome por trás de várias obras da DEF CON, maior conferência de cibersegurança do mundo. Mar se define como hacker, maker hardcore e não-binária. Os admiradores poderão conhecê-la no dia do evento durante uma sessão de autógrafos.

Divulgação
Divulgação

Saiba a principal função da blindagem automotiva para civis 352

Saiba a principal função da blindagem automotiva para civis

Brasil lidera frota de veículos blindados desde 2017

No Brasil, a blindagem automotiva vem se mostrando a maior alternativa para os que desejam ficar protegidos da violência urbana. Em 2017 o país passou a liderar a lista das regiões com a maior frota de veículos blindados, segundo a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin).

A blindagem forma um tipo de “armadura” que reveste o automóvel e o protege de projéteis disparados por armas de fogo. Essa proteção evita que as balas alcancem o interior do veículo e os seus ocupantes.

Para a blindagem dos vidros é aplicado um componente semelhante a uma pasta plástica, e a sua grossura é relacionada ao calibre da arma que a blindagem suporta especificamente.

Mesmo que atualmente a blindagem seja usada para proteger os veículos de civis, a sua criação não foi pensada nisso.

Inicialmente, a blindagem automotiva foi uma invenção de uso totalmente militar, no entanto, por conta da violência urbana principalmente de lugares como Brasil, México e Colômbia, passou a ser permitida para o uso civil.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para falar sobre a blindagem automotiva e como o uso civil pode ser eficiente. Confira!

Como surgiu a blindagem automotiva?

Com a aceitação da blindagem automotiva para uso civil e a aparição das empresas especializadas em blindagem, em 1999 o exército das Forças Armadas do Brasil adicionou ao regulamento uma permissão.

A partir daquele momento, a blindagem automotiva passou a ser comercializada como um produto controlado no Brasil.

Isso significa que as empresas podiam comercializar desde que tivessem as devidas permissões dos fabricantes de vidro e manta balística, assim como a emissão de um certificado de registro para o setor.

Depois disso, os carros de passeio foram regulamentados e receberam permissão para que fosse realizada a blindagem em veículos de civis.

Quais os tipos de blindagem existentes?

Para se utilizar a blindagem automotiva como civil, são estabelecidas leis que variam de um país para o outro. Essa classificação de nível permitido ou proibido vem dos testes que medem a resistência da blindagem ao receber o impacto do projétil disparado.

Para isso, é considerado o calibre da arma, tipo de projétil, peso do disparo, a quantidade de tiros e a velocidade da munição.

Os níveis são separados como: 1,2-A, 2, 3-A, 3 e 4. Até o nível 3-A, que é o tipo resistente a tiros de até uma submetralhadora 9mm, o uso é permitido aos civis.

Acima dele, somente com autorização do Exército Brasileiro é possível utilizar, e não é aceitável para uso civil como uma medida de segurança.

Por que é interessante de blindar o seu veículo?

A blindagem automotiva é uma alternativa para quem deseja se sentir seguro no trânsito. Além da proteção contra a violência urbana, um automóvel blindado passa a ser mais resistente a acidentes que envolvam explosões ou batidas, pois sua estrutura é revestida e reforçada com a fundição de aço balístico, tornando o próprio revestimento um sistema de combate a incêndio.

Para quem procura mais segurança, a blindagem automotiva leva uma sensação de conforto para os condutores durante todo o tempo em que estiverem no trânsito.

O custo vai variar conforme o tipo de blindagem escolhida, e é uma boa opção pois o procedimento não muda nada da estrutura do veículo, mantendo o seu design intacto.

Para todos os públicos, a blindagem automotiva se mostra uma opção excelente para quem quer se sentir mais seguro no trânsito, não acha? As informações passadas ao longo deste conteúdo mostraram algumas das vantagens de possuir um veículo blindado no Brasil!

*Esse artigo foi escrito por André de Angelo, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Site responsivo: entenda o que é e sua importância para os negócios 465

Site responsivo: entenda o que é e sua importância para os negócios

Formato do site deve adequar-se ao tamanho do dispositivo

Os sites responsivos são aqueles em que o layout (tamanho e formato do site) se adapta ao tamanho da tela que é visualizado, sempre levando em consideração a variação do tipo de dispositivo usado.

Esse recurso é praticamente indispensável, tendo em mente a diversidade de dispositivos digitais existentes no mercado! Para uma boa navegação, seja em um smartphone, tablet ou computador, o formato do site deve se adequar ao tamanho do aparelho.

O princípio da responsividade é esse, algo que além do visual, faz com que o usuário tenha uma experiência agradável independente da forma como navega sem que tenha problemas ou dificuldades.

Atualmente o smartphone é um companheiro inseparável de boa parte dos brasileiros. Segundo o IBGE, desde 2016 o número de smartphones já superou o de habitantes no Brasil. Em 2019, foram registrados 230 milhões de smartphones ativos, segundo a Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

Considerando esse grande número de pessoas conectadas, é muito importante entender a utilidade de ter um site adaptável aos diferentes dispositivos, principalmente usuários de smartphones.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para falar sobre a importância de ter um site responsivo para os negócios. Confira!

Tenha um site responsivo e consiga mais negócios

De acordo com pesquisa da Deloitte, 92% dos brasileiros utilizam smartphones. Seja para o trabalho, interações sociais, entretenimento ou compras, as pessoas andam conectadas a todo momento.

Diante disso, entender as formas de consumo dos usuários de smartphones e outros dispositivos traz algumas possibilidades de aprender como captar clientes para o seu negócio, aumentando assim suas vendas e lucro.

Um site bem feito para os usuários de desktop é desenvolvido pensando no formato de uma tela grande. Ou seja, para garantir que ele ofereça uma experiência de navegação completa é preciso adaptá-lo aos outros dispositivos.

Pois imagine você ter um site de decoração, com belas fotos de móveis de madeira rústica, mas que quando alguém acessa de um smartphone as fotos ficam estouradas ou muito pequenas.

O site precisa ser trabalhado para que tenha o visual diferente em cada dispositivo caso necessário, ao mesmo tempo que é agradável em todas as telas.

Saiba as vantagens da responsividade

Entre os maiores buscadores, como o Google, Yahoo e Bing, a recomendação é que o site seja responsivo. Isso porque o algoritmo usado pelas empresas compreende melhor e prioriza os layouts dos sites que se adaptam aos mais variados formatos, tornando-os mais relevantes.

Isso significa que além de uma experiência mais agradável para os usuários, o posicionamento do seu site também é afetado pela responsividade, fazendo com que ele suba nos resultados das buscas.Além disso, um site responsivo facilita no planejamento das ações de marketing digital e SEO. O SEO representa um conjunto de técnicas com a finalidade de melhorar o posicionamento do site nos buscadores.

Com a responsividade, esse planejamento é feito apenas para um site, que consequentemente irá se adaptar aos diferentes dispositivos. Não há necessidade de elaborar uma estratégia específica para cada plataforma.

Adapte o seu site

Como vimos ao longo deste conteúdo, os sites responsivos já são importantes para as empresas e serão cada vez mais, sendo extremamente necessário que sejam responsivos para que funcionem nos variados dispositivos.

Com foco não somente no aspecto visual, mas também na funcionalidade, a responsividade deve ser aplicada para que o usuário possa acessar o site de diferentes aparelhos eletrônicos sem dificuldades.

Mesmo que tenha um visual diferente de um computador para outras telas, como um smartphone, o site deve levar em consideração uma experiência agradável para o usuário, mesmo que isso signifique adaptar elementos do site para cada aparelho utilizado.

Além disso, a responsividade ajuda no ranqueamento do site, pois, o algoritmo dos grandes buscadores possui uma facilidade maior em ler páginas que se adaptam a todos os dispositivos.

Esse tipo de recurso, além de ajudar a captar mais clientes transmite uma sensação de preocupação da empresa, gerando satisfação e aprovação de quem navega.

Pois pense, se uma pessoa busca algo na internet, como um filtro de ar industrial, roupas, materiais de construção, locais que fazem reciclagem de eletrônicos e etc, independente da pesquisa, ela pode ser feita de diversos aparelhos, e o ideal é ser funcional em todos!

Todos esses recursos aplicados com a devida atenção farão com que a pessoa que navega no seu site se sinta confortável, aumentando assim as chances de se interessar pelo seu negócio e se tornar um cliente.

*Esse artigo foi escrito por André de Angelo, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Aplicativo promove indicação de profissionais liberais 577

Aplicativo promove indicação de profissionais liberais

IndiqueAí surgiu com o propósito de criar demanda de serviços e a inclusão digital para pequenos profissionais autônomos

Fundada pelo engenheiro e empresário, Felipe Bittencourt, a plataforma IndiqueAí, é um aplicativo para contratação de serviços residenciais. Desde o lançamento, a ferramenta vem recebendo um grande número de usuários e conta com mais de 50 serviços disponíveis para contratação. O fundador conta que inspiração para a criação do IndiqueAí surgiu de uma demanda social atrelada a uma necessidade pessoal de contratação de profissionais de confiança, de forma prática e rápida, utilizando tecnologia.

Depois de uma Conferência Internacional do Rotary, em Seul (Coréia do Sul), sobre um projeto social na cidade de Chicago (EUA) para auxiliar pessoas desempregadas a criar seus próprios negócios, o empreendedor teve a ideia de criar um projeto para gerar demanda para profissionais liberais, principalmente, devido a crise em que o Brasil estava passando naquele momento.

“Sempre gostei de empreender. E ao pesquisar sobre os aplicativos que já existiam no mercado, achei muitas referências, porém, todas deixavam a desejar em algum ponto. Principalmente na parte  da avaliação dos profissionais. Ficava me perguntado como seria possível saber o grau de exigência de um usuário que tenha dado nota 10 para um determinado serviço de um profissional. Foi assim que eu pensei que era necessário criar um diferencial”, explica Bittencourt.

O empreendedor destaca que a partir daí que surgiu o aplicativo. “Eu quis elaborar um sistema de referências em rede, ou seja, um jeito em que as indicações e avaliações de um prestador de serviço  partissem de seus próprios amigos e contatos de seu smartphone. Com isso, aumenta a sensação de segurança daquele usuário ao receber um profissional desconhecido dentro da sua casa, pois a indicação veio de um conhecido e não apenas de um usuário qualquer”, diz.

Bittencourt destaca que sempre acreditou que a ideia de desenvolver o aplicativo daria certo. Acompanhando as tendências da economia compartilhada e atendendo as principais demandas dos usuários, como agilidade, praticidade e qualidade na prestação dos serviços, o IndiqueAí ainda ajuda na inclusão digital e o desenvolvimento de profissionais autônomos de forma justa no mercado. “Sabemos que nosso crescimento é lento no início, mas que será exponencial em pouco tempo devido ao fator de rede”, conclui.