Governança e mitigação de riscos na indústria financeira 1146

Governança e mitigação de riscos na indústria financeira

Confira artigo de Javier Duran, diretor de grandes riscos da corretora Marsh Brasil

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades. A frase, de Stan Lee, criador do personagem dos quadrinhos Homem Aranha, resume bem os reflexos que a tecnologia trouxe para os mais diversos aspectos do mundo dos negócios: grandes facilidades, dinâmica e agilidade, mas, ao mesmo tempo, mais ameaças. Tanto que, a percepção dos riscos provenientes do avanço tecnológico, mudou radicalmente nos últimos três anos. O recente Global Risks Report 2019 mostra que ao longo dos últimos 3 anos, as preocupações migraram de questões econômicas, geopolíticas e sociais, para impactos no meio ambiente e tecnológicos (este último ganhou mais força no Brasil com as discussões em torno da Lei Geral de Proteção de Dados – LGDP). 

O risco cibernético, que se concretiza nos casos de ataques de hackers já não é mais uma questão de “se” irá acontecer, e sim “quando” irá acontecer e como responder ao incidente dos impactos (interrupção de negócios ou roubo/furto de informações) das suas operações e de seus clientes. Com a indústria financeira não é diferente. Este cenário exige das empresas mais governança e mitigação de riscos. 

Não por menos. Os ataques cibernéticos são considerados hoje um dos riscos com a maior probabilidade de ocorrência e os prejuízos superam cifras inimagináveis, segundo relatório da corretora Marsh. Os prejuízos no mundo decorrentes desse tipo de crime já geram perdas de US$ 1 trilhão para as empresas de todos os segmentos de negócios, bem acima dos US$ 300 bilhões de perdas com desastres naturais em 2017, segundo o estudo Cyber Handbook 2019. Outro dado preocupante: na Europa, em um ano de funcionamento do Conselho de Proteção de Dados, foram registradas 94 mil reclamações, 64 mil notificações de vazamentos de informações e cobrados 56 milhões de euros em multas. 

Na indústria financeira se tem hoje um dos exemplos mais claros dos desafios dessa transformação digital, que deve levar a uma grande desintermediação financeira e à redução do papel dos bancos tradicionais. Não por acaso, as autoridades financeiras, tanto no Brasil quanto no exterior, acompanham atentamente esse processo e buscam modernizar suas regras para organizar essa transição. No Brasil, Banco Central (BC) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM) vem desde 2013 criando regulamentações para preparar o Sistema Financeiro Nacional para esse grande salto, dentro da Agenda BC+, substituída agora pela Agenda BC#. 

O maior controle tem um fundamento. No CIAB 2019, congresso de tecnologia da informação para instituições financeiras promovido pela Febraban, estudos indicaram que os investimentos em soluções contra fraudes de identidade vão chegar a US$ 10,4 bilhões até 2023, enquanto os prejuízos decorrentes de fraudes de cartão de crédito alcançarão os US$ 35 bilhões até 2020. Outro estudo apresentado no congresso apontou o prejuízo de US$ 15 milhões que o sistema bancário mexicano sofreu após um ataque de cibercriminosos. Dados da Fecomércio também mostram que o Brasil amarga R$ 60 bilhões em prejuízos oriundos transações comerciais fraudulentas. 

A preocupação dos órgãos que regulam o setor também faz mais sentido para fazer frente à amplitude dos riscos. As ameaças não se limitam aos riscos cibernéticos e às operações da própria instituição. Elas se espalham também pelos agentes externos, ou seja, seus fornecedores e clientes. Quando um banco entra no financiamento de um projeto por exemplo, os riscos (fatores climáticos em caso de uma usina eólica, sucroalcooleira, entre outros) que podem impactar a não conclusão de um determinado empreendimento, também precisam ser considerados e amparados com garantias que serão solicitadas para viabilizar esses investimentos. 

Por conta destas exposições, as instituições financeiras enfrentam um ambiente marcado pela alta volatilidade de ameaças que demanda uma grande atenção que exige delas uma visão mais holística do mapeamento, identificação e financiamento dos riscos. Uma estratégia alinhada com os objetivos dos negócios e que dê segurança para seus executivos nos momentos de tomadas de decisões. 

Jota Carvalho, fundador do JRS, falece em Porto Alegre (RS) 4359

Carvalho dedicou trajetória ao setor de seguros

Faleceu na madrugada desta sexta-feira (30) o fundador e presidente do JRS, Jota Carvalho, aos 66. Com uma vida dedicada ao setor de seguros, o empresário gaúcho atuou em diversas companhias seguradoras, foi professor da Escola Nacional de Seguros e fundou nos anos 2000 o Grupo JRS, com o intuito de disseminar informação sobre o setor de seguros para todo o Brasil.

“Ninguém faz nada sozinho”, era apenas uma das diversas frases que sempre fizeram de Carvalho um amigo querido e especial na vida daqueles que o conheceram.

O velório acontece no Cemitério Jardim da Paz, capela C, a partir das 11 horas. A despedida acontece ás 17 horas.

Arquivo
Arquivo
Jota Carvalho, fundador do JRS, falece em Porto Alegre (RS)
Jota Carvalho, fundador do JRS, falece em Porto Alegre (RS)
Arquivo
Arquivo
Arquivo
Arquivo
Arquivo
Arquivo
Arquivo
Arquivo

Conheça os destaques do mercado de seguros de vida e benefícios do RS 1074

Premiação promovida pelo CVG RS acontecerá no dia 27 de setembro

O mercado de seguros já escolheu os profissionais e empresas destaques de vida e benefícios do Rio Grande do Sul. A eleição, promovida pelo CVG RS, aconteceu na última semana através do site da entidade.

Foi a primeira vez que o Clube instituiu o voto online, com o auxílio do sistema criado pela empresa Raifone, especialista em soluções tecnológicas. “Nossa votação eletrônica aconteceu perfeitamente e de forma sigilosa, o que nos deixa muito contentes com o resultado e ansiosos pelo dia da premiação”, destaca a presidente Andreia Araújo sobre a grande noite dos eleitos que acontecerá no dia 27 de setembro no Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre.

Além disso, a categoria Personalidade do Ano, que premia o grande nome da noite, já foi escolhida pela diretoria da entidade. A personalidade e os demais vencedores de cada categoria de voto aberto serão conhecidos no dia. Confira os finalistas:

Seguradora ou Entidade de Previdência Aberta (EAPC): GBOEX, Icatu e Rio Grande Seguros e Previdência

Executivo de seguradora ou EAPC: Giovani Menger, Josiana Lemes e Renato Pedroso 

Comercial de seguradora ou EAPC: Claudia Piccinini, Clarissa Conrado e Marcio Casagrande

Corretor de Seguros Pessoa Jurídica ou Pessoa Física: Amauri Bueno/RSul, Neo Executiva e Ricardo Rezende/Planilife

Prestador de Serviços: Atuária Brasil, JRS e Mirador Atuarial

Entidade do Mercado: Clube da Pedrinha RS, Sincor/RS e SindSeg/RS

Conceituadas marcas apostam na Festa dos Destaques do CVG RS. Agrifoglio Vianna, Atuária Brasil, Bradesco, Cabergs, Caburé, CJosias & Ferrer, Doctor Clin, Expermed, GBOEX, Grupo Aspecir, HDI, Icatu, KSA, Mapfre, MBM, Mirador Atuarial, Mongeral, Omint Seguros, Porto Seguro, Previsul, Prudential, Rio Grande, RSul, Sancor, Sicredi Consórcios, SINDSEGRS, Sompo, Sperotto, Tokio Marine e Unimed patrocinam a grande premiação.

Os convites para o evento do dia 27 já estão disponíveis na sede do CVG RS. Para adquirir, é preciso entrar em contato pelo telefone (51) 3286-3104 ou pelo email secretaria@cvgrs.com.br, com Bruna Baptista.

113 anos e novos produtos da Previsul Seguradora são destaque na Revista JRS 9830

Confira a edição 228 da publicação na integra

A edição 228 da Revista JRS chega com destaque aos 113 anos da Previsul Seguradora, completados em agosto. Em comemoração, a companhia lançou novos produtos e marcou sua volta aos Ramos Elementares e demais soluções completas e inteligentes para mais negócios ao corretor e maior satisfação ao cliente. Outros conteúdos que foram destaque nos últimos 30 dias do setor de seguros também contemplam a publicação mensal. Excelente leitura!

SulAmérica lança plano de saúde a partir de R$ 192 em São Paulo 3198

Com Dr. Consulta e Hospital Oswaldo Cruz na rede referenciada, “SulAmérica Direto Sampa” aumenta o acesso de empresas à seguradora

A SulAmérica está ampliando as oportunidades em Saúde para o corretor na cidade de São Paulo e região metropolitana com o lançamento do “SulAmérica Direto Sampa”. O produto regional, que integra a linha “SulAmérica Direto”, tem como diferencial o acesso a redes de atendimento local de excelência, podendo ser ofertado a empresas, inicialmente, com mais de 30 vidas, entre titulares e dependentes. O valor do plano é muito atrativo: a partir de R$ 192 por vida.

A rede referenciada do “SulAmérica Direto Sampa” inclui os mais de 40 centros médicos do Dr. Consulta distribuídos por São Paulo e região metropolitana e o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, unidade Vergueiro. Os beneficiários terão ainda disponíveis opções complementares em instituições de referência, como Hospital Infantil Sabará, Hospital CEMA e Hospital GRAACC. Além da capital paulista, são elegíveis ao “SulAmérica Direto Sampa” os municípios de Barueri, Osasco, Guarulhos, Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá e Taboão da Serra.

“Com um portfólio diversificado, como proporciona o ‘SulAmérica Direto’, o corretor paulista pode garantir muito mais negócios ao atrair e fidelizar novos clientes de Saúde. Estamos falando de um produto alinhado à sensibilidade da companhia e dos corretores para as novas demandas da sociedade, e com o apoio de nossos parceiros, tenho certeza de que entregaremos uma oferta embarcada com prestação de serviço, preço competitivo e ampla conveniência”, destaca o vice-presidente Comercial e de Marketing da SulAmérica, André Lauzana.

O plano oferece cobertura para os procedimentos hospitalares, ambulatoriais e laboratoriais previstos no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com as opções de internação em enfermaria ou apartamento, além de um canal exclusivo para agendamento de consultas e exames. Os beneficiários poderão usufruir também de alguns serviços especiais da SulAmérica, como o Médico na Tela, que permite realizar videochamada com pediatra, e o aplicativo SulAmérica Saúde, no qual acessa sua carteirinha virtual, confere a rede referenciada e encontra médicos, clínicas e hospitais por geolocalização. O app também permite consultar o Benefício Farmácia, que concede descontos de até 85% em 3.500 medicamentos e dermocosméticos nas farmácias parceiras.

“Sustentabilidade é a palavra-chave para definir a linha ‘SulAmérica Direto’. Trata-se de mais que um produto, mas de uma solução completa e disruptiva para cuidar da saúde dos nossos beneficiários, com rede regional inteligente, qualidade assistencial e estímulo ao uso consciente, oferecendo a melhor experiência com excelente custo-benefício. A partir do engajamento de parceiros, corretores e clientes num mesmo propósito de promover eficiência e sustentabilidade no setor de saúde, desenvolvemos uma oferta de valor tanto para empresas clientes quanto para beneficiários”, afirma a vice-presidente de Saúde e Odonto da SulAmérica, Raquel Giglio.

Expansão

A cidade do Rio de Janeiro e região metropolitana já contam com o “SulAmérica Direto” desde o fim de junho. O produto será disponibilizado, gradualmente, em outras localidades do País, respeitando características regionais e as redes médicas de cada região. Os novos planos terão sempre a denominação “SulAmérica Direto” acompanhada do nome da cidade.

Fator Seguradora e Lótus Assessoria reúnem parceiros de negócios 636

Juntas, empresas fomentam a diversificação de produtos na carteira dos corretores

A Fator Seguradora e a Lótus Assessoria e Consultoria de Seguros reuniram nesta terça-feira (10), seus parceiros de negócios. O momento, que aconteceu no auditório do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (SindSeg/RS) na Capital gaúcha, marcou a parceria entre as duas empresas.

A Lótus foi fundada em 2017 e Fator Seguradora iniciou suas atividades em 2008. “A Fator vem com uma visão de negócios bem apurada, então consideramos importante trazê-los para os nossos clientes que são os corretores de seguros”, destacou a executiva da assessoria, Valdéria Ramos. “Com este seleto grupo temos objetivo de que eles utilizem essa oportunidade de negócios, pois estamos trazendo uma proposta diferenciada, que é a presença junto com os nossos parceiros e o foco na diversidade, para que o profissional possa maximizar a sua carteira com novos negócios”, acrescentou.

O gerente comercial regional da seguradora, João Lagranha, comenta que o encontro trata-se de uma oportunidade bacana para a companhia em função da capilaridade da Lótus. “O relacionamento que a empresa tem no mercado é importante para divulgar nossos produtos e serviços, é uma parceria que promete bons resultados muito em breve”, disse.

Entre os diferenciais da Fator Seguradora, tanto os preços, as franquias, o comissionamento e as facilidades de contratação são detalhes que sempre chamam a atenção dos corretores de seguros. “Fora isso, algumas novidades que estaremos lançando já estão à vista, como o Portal de Garantia e ainda mais produtos que prometem complementar o portfólio”, adianta.