Corretor da Região Sul: a Argo Seguros quer fazer negócios com você 2681

Companhia promoveu evento em Porto Alegre em parceria com a Inova Representação

A Argo Seguros quer fazer negócios com os corretores de seguros da Região Sul do Brasil. A companhia marcou a sua intenção estratégica em evento nesta quarta-feira (18), em Porto Alegre, em parceria com a Inova Representação.

O CEO & Presidente da Argo Seguros, Newton Queiroz, frisou que o momento é para gerar aproximação da companhia com os corretores de seguros gaúchos. “Nós já atuamos aqui na região, mas era uma atuação mais tímida e agora o nosso foco é aumentá-la e estarmos mais próximos e esse encontro é o primeiro passo para isso”, comentou. “A nossa indústria é feita por pessoas, a ideia aqui é nos aproximarmos desse grupo de corretores, começar a fazer mais negócios e explicar qual é o nosso foco”, acrescentou.

A seguradora é uma companhia multilinha, mas com grande especialização na área de transportes, estando entre os dez primeiros do Brasil e, no transporte internacional, entre os cinco maiores. “No segmento de Erros e Omissões, RC Profissional, nós somos os líderes de mercado, já alguns anos, que é um dos nossos carros-chefe; no D&O, estamos sempre entre os dez maiores”, detalhou.

Para a empresa, este ano finalizará, em prêmios, entre R$ 250 a 270 milhões. “O nosso foco é chegar no final de 2021 passando a marca dos R$ 500 milhões, o que é muito significativo para o grupo porque quando uma unidade produz mais de 100 milhões de dólares, ela se torna ainda mais relevante. Hoje em dia estamos no patamar de 70 milhões de dólares, então queremos chegar nessa marca, sempre com o combinado operacional dando lucro”, comentou. “E para isso precisamos sair da nossa zona de conforto, de São Paulo que é onde todo mundo geralmente fica, e contar com o apoio dos corretores parceiros e podermos expandir e ter uma maior penetração no que nós somos líderes e começar a vender produtos que a gente ainda não tem uma participação expressiva na região”, diagnosticou.

Na Região Sul, eficiência e facilidade de contratação são os focos da seguradora. “Nosso modelo é fazer um processo de venda muito mais interessante, fácil, eficiente e rápido para o corretor, que representa o cliente. Por isso o nosso foco é trazer essa tecnologia em produtos que hoje ainda não estamos utilizando e estamos finalizando esse processo”, afirmou. “D&O é um grande exemplo, pois hoje a maioria das seguradoras vendem 100% sob medida e hoje estamos trazendo uma ferramenta aqui para o Sul, que vai ser online, que vai facilitar os corretores para fazer a contratação”, exemplificou.

A cargo da Inova Representação, representada pela executiva Cristiane Troleze, fica a responsabilidade de desenvolver a expansão da companhia. “É uma atuação comercial, atuando como uma filial, representando todos os produtos, negócios, levando a estratégia, retomando os negócios que a Argo num passado recente já fez”, explica. De acordo com ela, o corretor buscar a Argo por ser uma seguradora reconhecida nas linhas financeiras, operando uma plataforma digital que traz autonomia.

A Inova tem a proposta de ser uma representante da companhia efetivamente, falando a língua da companhia e levando exatamente o seu tom para o corretor. “Muito embora também seja uma assessoria, ela nasceu realmente para representar a companhia no nível que ela precisa, com muito respeito e compromisso. Eu já estou no mercado há 24 anos, então muitos corretores já me conhecem e a ideia é dar continuidade ao trabalho com a bandeira da Inova”, finalizou.

Icatu amplia facilidades e coberturas do produto Horizonte 902

Gustavo Arruda é gerente de Desenvolvimento de Produtos de Vida da Icatu Seguros / Divulgação

Produto passa a oferecer liberdade de escolha nas vigências das coberturas e uma nova experiência de venda 100% online

Maior seguradora entre as independentes, a Icatu Seguros traz mais flexibilidade para a comercialização do Horizonte, um dos produtos mais completos do mercado de Vida individual, que alia proteção e planejamento financeiro, com coberturas e benefícios customizados aos mais diversos perfis e realidades. Lançado no ano passado, este seguro é orientado pela inovação e oferece, além das coberturas tradicionais do seguro de Vida, a formação de reserva, inclusive com possibilidade de resgate pelo cliente. Com isso, o corretor ganha a oportunidade de ampliar ainda mais seu escopo de atuação.

A plataforma de vendas, cotação e contratação está ainda melhor, com um fluxo 100% online, que conta com assinatura eletrônica e análise inteligente da proposta, o que garante uma experiência intuitiva ao cliente e ao corretor. Com estas novidades o seguro pode ser aceito automaticamente após a conclusão da venda. Há ainda um novo fluxo de cartão de crédito com cobrança online e imediata, permitindo que o corretor receba a comissão ainda mais rápida.

Além das melhorias digitais, o Horizonte passa a oferecer liberdade de escolha sobre a vigência das coberturas, prazos de pagamento flexíveis e inclusão de novas coberturas adicionais. Com mais autonomia e flexibilidade o segurado pode escolher estar protegido entre 10 anos, 20 anos, ou de forma vitalícia, conforme regras do produto.

As coberturas incluídas fazem este produto ser o mais completo do mercado. Agora os clientes podem contar com proteção por incapacidade temporária e invalidez por doença. Além de outras garantias para proteger o segurado e usufruir do produto ainda em vida, como doenças graves e invalidez por acidente.O Horizonte ainda conta com benefícios adicionais, como o Seguro Viagem e a Assistência Domiciliar, para todos os clientes.

Com intuito de democratizar o acesso dos brasileiros, o produto é comercializado a partir de R$ 100 e com mensalidades fixas, reajustadas apenas pela inflação. O segurado pode se proteger com capitais que variam entre R$ 50 mil e R$ 5 milhões.

Como este é um produto resgatável, a partir do 25° mês de vigência o cliente pode usar o valor de resgate disponível para qualquer imprevisto ou ainda para quitar antecipadamente o seguro.

“Este é um produto flexível, que atende às principais necessidades de quem busca proteção financeira e que acompanha a reformulação que estamos fazendo em nossa grade para corretores, buscando opções cada vez mais alinhadas com o que seus clientes precisam”, afirma o gerente de Desenvolvimento de Produtos de Vida da Icatu Seguros, Gustavo Arruda. “Há coberturas temporárias, com proteção até a conclusão dos estudos de um filho, por exemplo, e condições variadas de pagamento, o que melhor se adequar ao perfil do segurado”, explica o executivo.

Desafios à frente, mas expansão é oportunidade para o setor segurador 566

Em webinar, Marcio Coriolano prevê alta de até 4% neste ano e possibilidade de voltar a crescer mais a partir de 2021

A arrecadação do setor segurador, mais uma vez resiliente diante de um PIB negativo, deverá fechar 2020 em alta entre 3,5% e 4% e poder voltar à casa de dois dígitos em 2021, se o PIB confirmar a trajetória positiva no próximo ano, com expansão projetada de mais de 3,4%. O prognóstico foi feito pelo Presidente da Confederação Nacional das Seguradoras – CNseg, Marcio Coriolano, ao participar do webinar “Expectativas e desafios para o setor de seguros no pós-pandemia”, realizado pelo Sindicato das Seguradoras do Norte e Nordeste (Sindseg N/NE) nesta quarta-feira, 21, ao lado dos Presidentes do Sindseg N/NE, Ronaldo Dalcin, e do Sindseg BA/SE/TO, Alexandro Barbosa.

“Vamos sair ainda maiores do que quando entramos na pandemia”, destacou Marcio Coriolano. Os números positivos do setor, porém, não tornarão menos complexa a tarefa de levar mais proteção aos segurados nos próximos anos, reconheceu ele, ao lembrar que ainda há gargalos de conhecimento sobre a importância do setor segurador, além de limitações geradas pela renda da população, pela trajetória da recuperação econômica e pelo índice de desemprego.

Reprodução
Reprodução

A desaceleração econômica ocorrida prejudica o setor para atingir o seu potencial de crescimento, mas não o impede de atingir taxas mais altas de expansão. Nesse sentido, ele destacou o comportamento de 2019 (PIB cresceu 1,1% no período, e inflação inferior a 4%), quando o setor obteve um crescimento de mais de 12,2% sobre o exercício imediatamente anterior. Na opinião do Presidente da CNseg, esse desempenho tem relação direta com a maior penetração dos seguros nos últimos 10 anos e com o progressivo reconhecimento do seguro como um instrumento efetivo de proteção. “Estamos constantemente rompendo barreiras, apresentando taxas de crescimento acima da inflação ou do PIB na última década”, afirmou ele, deixando claro, porém, que ainda há enormes faixas de público e de negócios sem a assistência do seguro, gerando muitas oportunidades novas.

Marcio Coriolano observou que o atual governo tem dado contribuições importantes para garantir tração ao crescimento futuro do setor, destacando avanços no seu marco regulatório, como o sandbox regulatório e regras de proporcionalidade de solvência de acordo com o tamanho das seguradoras. Disse que um fator importante para a modernização do marco regulatório dos seguros tem sido o alinhamento estreito da Susep com o Ministério da Economia.

A seu ver, há um claro movimento no sentido de que o seguro seja um dos pilares do crescimento sustentado da economia. Em consequência, abrem-se novas possibilidades de expansão do mercado. Dessa agenda, participam tanto a recente reforma da Previdência Social, o novo marco do saneamento e até a perspectiva de privatização do seguro de Acidentes do Trabalho. A cada passo conquistado pelos seguros privados, criam-se condições de desonerar os cidadãos dos impostos que pagam para ter coberturas insuficientes, acrescentou Marcio Coriolano.

O Presidente da CNseg comentou que a pandemia afetou o comportamento de ramos e modalidades de seguros de maneira heterogênea, já que a crise de mobilidade que veio como combate à propagação do vírus atingiu de maneira diversa os setores econômicos. Ainda assim, alguns ramos de seguros, depois de abril e maio – os meses mais agudos de queda da economia -, reagiram mais rapidamente, como os seguros Rural, Vida, Residencial e Habitacional. A despeito de números, acrescentou Marcio Coriolano, o importante é que o seguro atinge cada vez mais pessoas, confirma sua solidez financeira, com a manutenção de indenizações na casa dos bilhões, cumprindo o papel de proteger pessoas e negócios, além de ser um dos maiores investidores institucionais, com seus R$ 1,2 trilhão em ativos garantidores, o que representa 27% da dívida pública do País.

Como corretoras de seguro devem se adaptar para garantir vendas online em 2020 440

Como corretoras de seguro devem se adaptar para garantir vendas online em 2020

Assunto tornou-se um desafio para muitas empresas, mas pode ser oportunidade de lucrar ainda mais

Mesmo que, com a pandemia, as pessoas tenham cortado gastos, a empresa pode garantir as vendas online em 2020. Isso desde que as estratégias adequadas sejam adotadas.

A contratação dos seguros auto, por exemplo, diminuiu. Mas, nos últimos meses, a venda de veículos cresceu, o que mostra um mercado em potencial a ser conquistado.

Já os seguros de vida tiveram aumento na contratação durante a pandemia. E não apenas eles. Como uma corretora trabalha com os mais variados serviços, há muito o que vender.

Para a venda de seguros hoje, os usuários estão cada vez mais ligados ao virtual. Ou seja, eles vão pesquisar sobre o serviço na internet, e podem encontrar a sua corretora.

Abaixo, nós contamos como as corretoras podem aproveitar a internet para garantir as vendas online em 2020. Acompanhe!

5 dicas para garantir as vendas online em 2020

1. Marcar presença nas redes sociais

Os brasileiros passam cerca de 3 horas e 31 minutos por dia nas redes sociais. Isso significa que há um grande número de potenciais clientes disponíveis nessas mídias. Para vender, a corretora de seguros precisa estar presente nestes espaços.

Mas isso vai bem além do que apenas ter uma página no Instagram, Facebook ou outra rede. Na verdade, a estratégia de marketing nas mídias sociais deve ser bem pensada.

As publicações devem ser frequentes e incentivarem a participação do consumidor. As postagens que geram interação podem ser bem mais eficazes do que aquelas que apenas divulgam os serviços.

2. Reforçar a presença da marca na internet

Além de nas redes sociais, é importante que a corretora trabalhe sua presença digital como um todo. Para isso, a principal estratégia indicada é o Inbound Marketing.

Ou seja, a corretora deve produzir conteúdo de relevância ao setor, como artigos com dicas sobre como contratar o melhor seguro de carro.

Esse tipo de conteúdo coloca o site da corretora no “radar” do Google. Então, o portal passa a ser mostrado nos resultados das pesquisas dos usuários. Isso pode atrair a clientela.

3. Oferecer diversos canais de atendimento online

Para garantir as vendas online em 2020, também é importante cuidar dos canais de atendimento digital.

Isso quer dizer que o consumidor deverá conseguir falar com a corretora de várias formas, tudo online.

No seu site, inclua um chatbot, por exemplo. Assim, o usuário vai conseguir respostas mais rápidas para suas dúvidas.

Também é importante disponibilizar formulários para atendimento. Números de WhatsApp são opções igualmente interessantes.

Essas ferramentas permitem o contato rápido e simples pelo usuário, e isso é algo bastante procurado.

4. Possibilitar a cotação automática

Como citado, o consumidor preza pelo atendimento rápido. Então, uma dica é disponibilizar no site a possibilidade de cotação automática.

Assim, inserindo algumas informações básicas, o usuário terá uma estimativa do quanto vai pagar pelo seguro desejado.

Mas, claro, os dados apresentados serão simples. Para conhecer o valor final, coberturas e contratar o serviço, o consumidor deverá entrar em contato com a corretora.

De qualquer forma, essa prévia dará ao usuário a visualização de que o que a corretora oferece é mesmo o que ele precisa.

Se você acessar ao Simulador Habitacional CAIXA terá uma ideia mais clara do que estamos falando. A simulação é um atrativo aos interessados em financiar um imóvel com o banco.

5. Mostrar sua disposição aos clientes

Para garantir as vendas online em 2020, é essencial mostrar sua disposição aos atuais clientes. Para isso, a corretora deve investir em uma estratégia de e-mail marketing ou SMS.

Com uma mensagem enviada ao cliente, a empresa pode reforçar sua disponibilidade de atendimento por meios online, seja para tirar dúvidas, renegociar um seguro, renová-lo, contratar ou mais.

6. Dar suporte aos seus funcionários

Por último, para vender pelo meio digital, é preciso preparar seus colaboradores. Primeiro, para que eles tenham os equipamentos necessários para trabalhar.

Mesmo que o atendimento seja feito de forma home office, os funcionários vão precisar de acesso a um bom computador e internet.

Além disso, eles precisam estar capacitados para atender o usuário de forma rápida e completa.

Pronto! Agora você já conhece as principais estratégias para garantir as vendas online em 2020 e daí para frente. Com um bom planejamento, as corretoras poderão aproveitar esse momento para mudar e lucrar.

*Por Jeniffer Elaina, da Smartia.

EZZE Seguros amplia a oferta do Produto Perda de Renda 733

Seguradora comercializa seguro que garante uma renda extra em caso de desemprego ou incapacidade física temporária

De acordo com dados do IBGE, a pandemia do coronavírus fez o número de desempregados no Brasil aumentar em 20,9% entre maio e julho. O estudo realizado no último mês de agosto aponta ainda que o País perdeu 1,9 milhões de trabalhadores informais em apenas três meses.

Com o aumento do desemprego e a impossibilidade de trabalhar em consequência da pandemia da COVID-19, muitas pessoas ficaram sem saber a quem recorrer para pagar as contas. Esse movimento estimulou a procura por seguros como o de Perda de Renda, tradicionalmente garantido através do Seguro Prestamista, que cobre parte ou toda a dívida do cliente em caso de sinistro.

Para suprir essa demanda do mercado, a EZZE Seguros, seguradora 100% nacional, que atua no segmento de massificados desde dezembro do ano passado, não só intensificou a oferta do Prestamista, como também passou a comercializar um produto que ela batizou de Renda Garantida, seguro que garante uma renda extra em caso de desemprego ou incapacidade física temporária.

Simone Libonati é diretora comercial de massificados da EZZE Seguros / Divulgação
Simone Libonati é diretora comercial de massificados da EZZE Seguros / Divulgação

Simone Libonati, diretora comercial de massificados da seguradora, explica que o aumento da demanda deste seguro mostra uma maior conscientização das pessoas em relação à cultura de seguros e a importância de estar segurado em momentos de crise econômica. “O Renda Garantida tem sido uma importante alternativa nesse momento de incertezas que estamos vivendo e apoia o segurado no pagamento de despesas extras às suas dívidas, que a perda da renda fatalmente gera”, explica.

“As consequências da pandemia geraram uma retração do mercado para este tipo de garantia, tendo em vista o aumento da sinistralidade, mas a EZZE está indo na mão inversa, justamente por entender que agora é que o mercado mais precisa da seguradora ao seu lado”, concluiu.

O crédito rural ajudou o meu negócio 569

O crédito rural ajudou o meu negócio

Conheça alguns dos produtores rurais que decidiram realizar o financiamento do crédito rural com a Sonhagro, rede de franquias especializada em consultoria de crédito

No Brasil, o mercado agro ganha força e apresenta um crescimento sólido. Segundo os dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) e da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq), o setor cresceu 2,42% no primeiro bimestre de 2020.

Com esse cenário de crescimento, o crédito rural é uma ótima opção para os produtores rurais que pretendem investir em novos equipamentos para realizarem suas colheitas, mas não possuem como realizar o investimento.

Como o caso do agricultor, Luciumar A. Reis, de 53 anos. Que realizou o financiamento do crédito rural para iniciar a sua lavoura de café, ele optou em fazer o negócio com a rede Sonhagro. “Decidi realizar esse negócio com a Sonhagro, devido às ótimas informações oferecidas e pela indicação de meus amigos”, comenta. Lúcio, realizou o empréstimo há alguns anos atrás, em Orizânia – MG.

Outro financiamento de sucesso foi do empresário, Ranielle G. de Matta, de 40 anos. Que realizou o financiamento do crédito rural há dois anos, ele optou em fazer com a Sonhagro, pois conheceu os seus serviços no Projeto Rural. Ele utilizou o empréstimo para investir em sua propriedade em Muriaé – MG.

O consultor de cafeicultura, Gilsimar Moreira, de 38 anos. Também realizou o financiamento do crédito rural com a Sonhagro, ele optou pela rede devido a melhor condição em termos de juros e prazos para a quitação do empréstimo que a empresa oferece.

“Optei em realizar o financiamento com a Sonhagro, devido a confiança e a agilidade nos processos de contratação financeira que a rede possui. Fiz negócios com eles em agosto de 2019 e fiz novamente em setembro de 2020”, comenta. Gilsimar mora em Santa Maria de Jetibá – ES.

Fundada em 2013, a Sonhagro, rede de franquias especializada em Consultoria de Crédito Rural, oferece esse serviço, onde agilizará a documentação e entrará em contato com os bancos para realizar o financiamento mais rápido e mais prático para o cliente.