Plenário do Senado aprova texto-base da reforma da Previdência 58722

Plenário do Senado aprova texto-base da reforma da Previdência

Senadores começam a discutir destaques

Depois de quase quatro horas de sessão, o Plenário do Senado aprovou, em primeiro turno, o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência. Às 22h51min, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), proclamou o resultado: 56 votos a favor, 19 contra e nenhuma abstenção. Eram necessários 49 votos, equivalentes a três quintos dos senadores mais um, para aprovar o texto.

Alcolumbre pretendia concluir a tramitação do texto-base e dos destaques até as 22h. No entanto, o número de senadores que se inscreveram para discursarem, a maioria da oposição, atrasou o início da votação. A sessão começou às 16h, com a votação de outras matérias, mas os encaminhamentos do texto-base da PEC da Previdência só começaram às 18h50min.

Pouco antes de encerrar a votação, o presidente do Senado disse que a reforma ajudará o país a recuperar a capacidade de investimento. “A votação dessa reforma é a votação da consciência de um país que precisa ser reformado. Sem dívida nenhuma, essa é a reforma mais importante do Estado porque, sem ela, não seríamos capazes de fazer outras. O Estado brasileiro está capturado, sem condições de investimento. O Senado, a Câmara dos Deputados, dão demonstração de grandeza, de espírito público e do verdadeiro significado da democracia”, declarou.

O relator da PEC, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse que a reforma é impopular, mas necessária para reequilibrar as contas públicas e permitir a retomada dos investimentos federais nos próximos anos.

“O Brasil, na maneira que vai, dentro de aproximadamente dois anos, se não fizermos a reforma previdenciária, vamos chegar a um momento, já em 2021, em que a União não terá um tostão sequer para investimento. Vamos entrar numa era em que todos aqueles discursos proferidos aqui e aqueles desejos sonhados aqui ao redor da educação, da saúde e do emprego não poderão ser alcançados ou sequer que haja tentativa de alcançá-los”, disse Jereissati.

Plenário vota, em 1° turno, a reforma da Previdência (PEC 6/2019). - Marcos Oliveira/Agência Senado
Plenário vota, em 1° turno, a reforma da Previdência (PEC 6/2019). – Marcos Oliveira/Agência Senado

Destaques

Os senadores agora começam a discutir os dez destaques apresentados pelas bancadas. A maioria dos destaques é supressiva – retira pontos do texto aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) – e precisam de 49 votos dos 81 senadores para serem aprovados. No entanto, partidos da oposição apresentaram destaques para alterar o texto-base, o que exigiria a volta da PEC para a Câmara.

A PEC precisa ser aprovada em segundo turno para ser promulgada, e as novas regras de aposentadoria, pensões e auxílios passarem a valer. Mais cedo, Alcolumbre disse que pretende concluir a votação em segundo turno antes do dia 10 , mas, para isso, o governo federal e as bancadas estaduais precisam chegar a um acordo em relação à regulamentação da partilha dos 30% excedente da cessão onerosa para os estados e os municípios.

Alterações como a que reinclui os estados e os municípios na reforma da Previdência tramitam numa PEC paralela, que ainda tramita na CCJ. Segundo Alcolumbre, o texto paralelo, que precisa voltar à Câmara dos Deputados, tramita com 15 a 20 dias de atraso em relação à PEC principal. A expectativa, informou o presidente do Senado, é votar a PEC paralela no fim de outubro.

ENS divulga pronunciamento sobre autorregulação dos corretores de seguros 1116

CNSP vai definir como funcionará entidade autorreguladora de seguros

Trata-se da principal instituição de ensino do setor

Após a divulgação, nesta semana, de Medida Provisória que revoga a Lei 4594/1964, que instituiu a regulação da Habilitação Técnica-Profissional dos Corretores de Seguros, a ENS, principal instituição de ensino do setor, reforça o seu posicionamento de que a capacitação técnica desses profissionais se tornará cada vez mais valiosa para o bom funcionamento de uma importante indústria relacionada à formação de poupança e ao desenvolvimento do nosso País, como a de seguros.

A Escola sempre prezou e continuará prezando pela valorização do corretor de seguros, ministrando programas de formação e capacitação de excelência para a categoria. Por isso, está atuando junto à Fenacor e aos sindicatos para estabelecer as melhores condições para a autorregulação.

Em vídeo divulgado na última terça-feira nas redes sociais, o presidente da ENS, Robert Bittar, que também é 1º vice-presidente da Fenacor, enviou mensagem aos alunos do curso de formação de corretores. “Aproveito o momento para tranquilizar os concluintes do Curso para Habilitação de Corretores de Seguros, que não terão dificuldades em obter o registro profissional. Este é o empenho conjunto da Fenacor e da Escola no sentido de prover soluções a todos vocês”, declarou.

No mesmo vídeo, o presidente da Fenacor, Armando Vergilio, informou que a Federação está construindo uma agenda junto à Susep para definir as novas diretrizes quanto à forma de implementar a autorregulação do corretor de seguros, inclusive o registro da profissão. “Temos total discordância com o fim da lei 4594. Não aceitamos essa posição e vamos nos articular de todas as maneiras para que retornemos a lei. Outro ponto técnico com o qual não concordamos é com uma eventual exclusão dos corretores de seguros do Sistema Nacional de Seguros Privados”, afirmou Vergilio.

O outro representante da categoria no vídeo, Alexandre Camillo, presidente do Sincor-SP e 2º vice-presidente da Fenacor, destacou o trabalho em conjunto da Fenacor e Sincors. “Estamos atuando de maneira conjunta, rápida, assertiva e pontual para que a categoria não tenha qualquer tipo de retrocesso, ao contrário, para fazer deste um momento de avanço, de melhora das nossas relações. Acreditem, este será um novo capítulo da nossa história, vamos nos renovar e avançar”.

A ENS confia no sucesso da agenda que começa a ser construída! Também acredita que os agentes do setor e a sociedade brasileira continuarão demandando a excelência no atendimento e conhecimento técnico, atributos que só uma formação profissional continuada e de alto nível pode oferecer. Assim, reforçamos o nosso compromisso de capacitar o mercado de seguros e apostar na qualidade de ensino como diferencial para seus profissionais.

Seguradora automatiza processos e realoca colaboradores para áreas mais estratégicas 769

Seguradora automatiza processos e realoca colaboradores para áreas mais estratégicas

Desde 2017, Zurich digitaliza procedimentos internos e torna atendimento mais ágil, sem demitir colaboradores

Seguindo sua estratégia de forte investimento em inovação digital e tecnologia alinhada às mudanças impulsionadas pela digitalização no mercado de seguros, a Zurich, companhia global com mais de 80 anos de atuação no mercado brasileiro, vem passando por um processo de automatização, há mais de dois anos, de suas áreas internas, em especial sinistros.

Com isso, para seguros da área de Afinidades, como Garantia Estendida e Roubo e Furto Qualificado, atualmente é possível fazer a aprovação do sinistro sem intervenção humana. Em 2018, 65% dos sinistros de Afinidades foram analisados e pagos por robôs. Antes, o tempo médio para solução era 35 dias. Agora, pode ser menos de 24 horas.

E mesmo com a robotização dos processos de pagamento de sinistros, os funcionários que atuavam nesta área não foram demitidos, e sim realocados em funções mais estratégicas da companhia. Este processo envolveu o mapeamento das atividades que eram desenvolvidas de maneira repetitiva por seus colaboradores e, que poderiam ser substituídas pelos robôs. Depois, foram coletados dados a respeito desse colaborador como, quais as expectativas em termos de carreira e qual o desempenho interno, informações que ajudaram na realocação, de acordo com cada perfil.

“Tivemos que pensar em como alinhar os interesses da companhia com as ambições do colaborador, tarefa que foi realizada em conjunto com os gestores de cada área envolvida. Foram 30 colaboradores do setor de sinistros, principalmente do setor de regulação, redistribuídos para áreas que estavam em linha com o seu perfil. Para os que necessitavam de algum tipo de treinamento, oferecemos a capacitação para que pudesse exercer tal função, fazendo assim com que não houvesse nenhuma demissão”, afirma Marcelo Alvalá, Diretor Executivo de Operações e TI.

Uma das áreas que recebeu os colaboradores foi a de gestão de projetos, que já implementou 26 projetos de melhorias na companhia. “Com isso, pudemos trazer novidades para essas áreas, com inovações em alguns processos tradicionais que passaram a ser mais ágeis e fáceis, além de melhorar cada vez mais as tomadas de decisões das equipes”, complementa o executivo.

Affinity vai sortear R$ 200 mil para agentes e corretores 544

Affinity vai sortear R$ 200 mil para agentes e corretores

Ação de incentivo vai até maio de 2020

Sempre com foco em boas relações com os parceiros comerciais – agentes de viagens e corretores de todo o Brasil – a Affinity acaba de lançar a campanha Show de Prêmios. A iniciativa que promete impactar o mercado, vai distribuir 100 prêmios de R$ 1.500 (20 por mês, durante 5 meses) e um prêmio final de R$ 50 mil. Serão ao todo R$ 200 mil em premiações.

“Nosso intuito é prestigiar esses profissionais que são tão importantes para nossa empresa. Vivemos integralmente do B2B, portanto os agentes e corretores são peça fundamental na engrenagem do nosso trabalho”, explica do CEO da empresa, Marilberto França.

A ação terá início em 1º de dezembro de 2019 e se estende até 31 de maio de 2020. A cada R$ 150 em vendas Affinity agentes e corretores receberão dois números da sorte (um para concorrer aos sorteios semanais e outro para o sorteio final). Os sorteios de R$ 1.500 vão acontecer nos meses de fevereiro, março, abril, maio e junho. Já o grande prêmio de R$ 50.000 será sorteado em 04/07/2020.

Divulgação
Divulgação

Os resultados da Loteria Federal poderão ser acompanhados em qualquer Casa Lotérica ou no site oficial. Para facilitar, a Affinity vai divulgar a lista de sorteados semanalmente, sempre às segundas-feiras, no Blog do Affinity. Os agentes e corretores que ainda não são parceiros da Affinity, mas tenham interesse em vender os planos da Affinity devem entrar em contato com a empresa.

Contatos:

Rio de Janeiro
(21) 2531-1115 / (21) 2531-1136

São Paulo
(11) 3122-9800

Divulgação
Divulgação

Porto Seguro aponta crescimento de 16% na contratação de seguro residencial em 2019 624

Porto Seguro aponta crescimento de 16% na contratação de seguro residencial em 2019

Produto ainda oferece diversas vantagens e assistências especializadas

Contar com uma proteção efetiva para o lar contra situações e imprevistos é fundamental para se ter tranquilidade em todos os momentos. Ao longo do ano, a Porto Seguro registrou um crescimento de 16% na contratação dessa modalidade de produto, em relação ao mesmo período do último ano, o que demonstra que as pessoas estão cada vez mais conscientes sobre a necessidade e as vantagens de se contar com esse serviço.

Além de oferecer cobertura contra incêndios, danos elétricos em bens e instalações, subtração de bens, danos a terceiros (como vazamentos que afetem os vizinhos) e outras garantias personalizadas para cada cliente, o produto ainda oferece uma gama de assistências especializadas e benefícios permanentes aos segurados, mesmo quando não ocorre nenhum dano que exija o uso da cobertura contratada. É uma garantia para a preservação de bens tão pessoais e ainda a certeza de poder contar com uma rede de assistências e serviços em caso de pequenos consertos e emergências.

Segundo o gerente da Porto Seguro no Rio Grande do Sul, Edgar Anuseck. “É importante que o consumidor converse com o seu corretor e adquira o seguro que mais se adeque ao seu perfil”, orienta. “É interessante verificar esse comportamento dos clientes e o crescimento pela busca por esse produto, que é de extrema importância para diferentes momentos da vida do segurado, ajudando-o a manter o patrimônio conquistado em situações inesperadas”, complementa.

O Porto Seguro Residência pode ser contratado por valores de investimento inferiores a R$ 1,00 por dia. O produto ainda oferece serviços de assistência permanentes como reparos hidráulicos e elétricos, chaveiro e manutenção de eletrodomésticos da linha branca. Para obter mais informações sobre o produto e simular uma contratação do serviço, basta acessar este endereço ou consultar um corretor.

Receitas dos Títulos de Capitalização ultrapassam R$ 17 bilhões 769

Receitas dos Títulos de Capitalização ultrapassam R$ 17 bilhões

Arrecadação avança 12,1% e ultrapassa, em setembro, o percentual de crescimento projetado para 2019

O presidente da FenaCap, Marcelo Farinha / Divulgação
O presidente da FenaCap, Marcelo Farinha / Divulgação

Os Títulos de Capitalização são produtos que reúnem soluções de negócios com sorteios. De acordo com a Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), entre os meses de janeiro e setembro, as empresas do segmento registraram receita acumulada de R$ 17,4 bilhões, avanço de 12,1% em relação ao mesmo período do ano anterior,  batendo, em setembro, o percentual de crescimento projetado para 2019.

Os números divulgados pela FenaCap mostram, ainda, que as empresas do setor distribuíram R$ 870 milhões em sorteios para clientes contemplados de todo o país. O valor representa um crescimento de 1,2% em relação ao mesmo período de 2018 e ao pagamento de R$ 4,6 milhões de prêmios em dinheiro por dia útil, até setembro. Os resgates finais e antecipados ultrapassaram R$ 13,7 bilhões, registrando um crescimento de 4,4%. E o volume das reservas técnicas, constituídas pelos recursos de clientes com títulos de capitalização ativos, cresceu 3,9%, fechando o período em R$ 30,5 bilhões.

O mercado de Capitalização tem 17 milhões de clientes, entre pessoas físicas e jurídicas. “Mesmo que o cenário permaneça desafiador, as empresas estão empenhadas em oferecer soluções para facilitar a formação de reservas e proteger conquistas, assim como proporcionar melhores experiências de consumo”, assinala Marcelo Farinha, presidente da FenaCap.

Conheça as modalidades de títulos de capitalização existentes

Instrumento de Garantia – Substitui a figura do fiador nas transações de aluguel de imóveis e serve de garantia para operações financeiras e  contratos de qualquer natureza.

Filantropia Premiável – O consumidor cede o direito de resgate da sua reserva para uma instituição filantrópica previamente credenciada pelas empresas de capitalização e participa de sorteios.

Popular – Permite que o consumidor adquira um título de valor acessível com direito ao resgate de até 50% do valor pago e concorra a muitos prêmios ao longo da vigência.

Tradicional – O objetivo dessa modalidade é a formação de uma reserva, de maneira programada, por um prazo previamente conhecido e valor pré-determinado. Dá direito a participar de sorteios e ao resgate de 100% do que foi pago, atualizado pela TR, ao fim do prazo de vigência.

Incentivo – Nessa modalidade, uma empresa de varejo, por exemplo, adquire uma série exclusiva de títulos e cede aos seus clientes o direito a participar de sorteios.

Compra Programada – Essa modalidade permite a acumulação mensal vinculada à aquisição de bens duráveis com sorteio de prêmios.