Revista JRS Especial: A notícia que não queríamos dar 128305

Edição 229 da publicação mensal aborda trajetória de Jota Carvalho, fundador do JRS

Existem títulos óbvios e existem títulos dolorosos. O desse texto pertence a segunda categoria. Os profissionais que estão por mais tempo no mercado de seguros vão se lembrar da primeira redação, como é chamado o escritório no jornalismo, do JRS, na época Jornal Regional de Seguros. Confira essa história, além de entrevistas, reportagens e notícias selecionadas na edição 229 da Revista JRS.

Oportunidade: Grupo Aspecir contrata atuário 3113

Candidatos devem ser graduados em ciências atuariais

O Grupo Aspecir, empresa de origem gaúcha nos ramos de previdência privada, seguro de vida e empréstimo, oferece oportunidade profissional para a integrar sua equipe atuarial. O candidato deve ter graduação em ciências atuariais, experiência consolidada no mercado de previdência complementar aberta e domínio do pacote office.

Além disso, é desejável que possua conhecimentos em legislação do mercado segurador. A carga horária é de segunda a sexta-feira e a vaga conta com benefícios. Ficou interessado(a)? Envie seu currículo e pretensão salarial para vagas@grupoaspecir.com.br.

Edição 235 da Revista JRS destaca momento de transformação mundial 22941

Coronavírus à luz do seguro e outros destaques exclusivos estão na publicação

Especialistas reforçam a todo momento: o mundo não será o mesmo depois do novo coronavírus. Mudança de atitudes, da forma de se relacionar e a adoção de medidas de prevenção não só no âmbito pessoal, mas também no profissional, pegaram o mundo de surpresa. No mercado de seguros não foi diferente, seguradores, corretores e prestadores de serviço tiveram que se adaptar à nova realidade, mantendo toda a sua funcionalidade e atendimento à sociedade brasileira.

Estas e outras reflexões estão disponíveis na versão online da Edição 235 da Revista JRS. Uma excelente leitura!

CVG destaca as oportunidades do ramo vida 488

Em nova edição, revista da entidade traz informações sobre seguro e ações realizadas durante a pandemia

Dois momentos dos seguros de pessoas foram abordados na nova edição da revista CVG Notícias. Antes da pandemia de coronavírus, o CVG-SP debateu, em março, as oportunidades dos planos de previdência e do seguro de vida com a participação de um time de especialistas. A matéria de capa desta edição traz os detalhes do evento, revelando a evolução do ramo, que passou a atender à crescente demanda com a oferta de produtos sofisticados.

Outro momento do seguro de vida, após a declaração de pandemia, também é tratado pela revista, em especial na matéria sobre o webinar promovido pelo CVG-SP, no final de abril, com a participação da diretoria executiva. Uma das conclusões do evento é que a pandemia está mudando a percepção da população em relação ao seguro de vida. De acordo com os palestrantes, na contramão de outros ramos, a contratação do seguro de vida está avançando.

Outro assunto da revista relacionado à pandemia é o lançamento da nova série de vídeos Pílulas de Vida. Os vídeos curtos da série, que integram o acervo da TV CVG, contam com as orientações e dicas de diversos especialistas para os profissionais aumentarem seus negócios. Já na seção Análise, o leitor poderá se informar sobre as perspectivas econômicas a partir da previsão de economistas entrevistados.

Na seção Especial, a CVG Notícias fez questão de exaltar o gesto de solidariedade das seguradoras do ramo vida que divulgaram a decisão de indenizar as mortes provocadas pelo Covid-19 em seus contratos vigentes, apesar de a pandemia ser um risco excluído. A matéria traz o depoimento de algumas dessas seguradoras.

Para ler a revista ou baixar o arquivo, clique aqui

Capemisa contribui para confecção e doação de máscaras de tecido 764

Acessório será distribuído às famílias do Lar Fabiano de Cristo e garante renda extra a costureiras

A Capemisa Seguradora está contribuindo para que famílias assistidas pela entidade possam produzir 5 mil máscaras caseiras, que estão sendo distribuídas a funcionários das casas de apoio, às pessoas atendidas e seus parentes. Cerca de 45 mães costureiras e dez voluntárias de pelo menos 20 instituições estão trabalhando com retalhos de oficinas de costura que eram realizadas no Lar e também tecidos doados para a produção deste novo item de necessidade básica, por conta dos desdobramentos da pandemia de Covid-19 no país.

A iniciativa, segundo a presidente da entidade, Regina Oliveira, vai ajudar a contribuir com a renda de famílias que deixaram de trabalhar neste período de isolamento social. “Além de ajudar a proteger as pessoas assistidas pelas nossas casas, essas mães estão recebendo material e ajuda de custo, estão trabalhando, estão produzindo, o que é muito importante para elas”, conta.

As doações da Capemisa foram enviadas a casas de assistência nas regiões Sudeste, Sul, Norte e Nordeste.

“A nossa seguradora foi criada com a finalidade de arrecadar recursos para a manutenção de diversas obras sociais, em especial, o Lar Fabiano de Cristo. Esses recursos são destinados para cuidar de mais de 3.800 famílias e aproximadamente 18.500 pessoas em todo o país. Neste momento sem precedentes e tão desafiador, nosso apoio a essas casas se torna ainda mais importante”, afirma o presidente da Capemisa, Jorge Andrade.

CVG-SP completa 39 anos de uma trajetória histórica 687

Clube Vida em Grupo São Paulo é responsável pela formação da maioria dos profissionais que atuam no ramo de pessoas

Trinta e nove anos se passaram desde que um grupo de 79 profissionais se reuniram no dia 25 de maio de 1981 para fundar o Clube Vida em Grupo São Paulo. Eles não apenas acreditavam no potencial de expansão do seguro de pessoas no país, em uma época em que o mercado era dominado pelos seguros de ramos elementares, como também na capacidade da nova entidade de oferecer as bases técnicas para a formação profissional.

Carlos Poffo, o primeiro presidente (1981/1982), descrito por seus sucessores como um gentleman e visionário, criou a logomarca do CVG-SP e deu o primeiro passo na área que marcaria a trajetória da entidade: a formação profissional. No segundo ano de sua gestão, o CVG-SP realizou o primeiro curso Básico de Técnica de Vida em Grupo e Acidentes Pessoais.

De lá para cá o CVG-SP construiu uma história vitoriosa, tornando-se um dos principais formadores de profissionais para o mercado, como também um dos maiores disseminadores das boas práticas do ramo. Com uma ampla grade de cursos semestrais, de básicos a avançados, nas áreas técnica de vida, previdência privada e atuária, o CVG-SP é responsável pela formação da maioria dos profissionais que atuam no ramo de pessoas.

Hoje, na segunda gestão de Silas Kasahaya, 20º presidente, o CVG-SP conta com um quadro associativo diversificado, composto por 23 seguradoras, 3 resseguradoras, 4 prestadoras de serviço e 20 corretoras de seguros, todas atuantes no ramo vida. Além da parceria com a FECAP, que possibilita a realização dos cursos presenciais, a atual gestão acompanhou a evolução tecnológica, marcando presença nas redes sociais e investindo em mídias digitais.

O CVG-SP, hoje

Atualmente, o CVG-SP dispõe de um amplo acervo de vídeos, composto por eventos e séries inéditas. Uma delas é a consagrada Histórias de Vida, que traz o relato de experientes profissionais sobre a importância do seguro de vida. A mais recente é a série Pílulas de Vida, que apresenta orientações e dicas de especialistas para aumentar os negócios, sobretudo no atual momento de isolamento social imposto pela pandemia de coronavírus.

Além da promoção de grandes eventos internacionais, como o MDRT Day Brazil e o CVG-SP Limra Day, a gestão de Kasahaya deverá marcar, ainda, um importante passo do CVG-SP rumo ao ensino à distância. Depois do sucesso das duas edições do curso de capacitação online “Como vender seguros de vida”, recentemente, a entidade migrou alguns de seus cursos presenciais para a plataforma online. Sensível às necessidades dos alunos que estão em isolamento social, o CVG-SP planeja estender a iniciativa para outros cursos de sua grade.

“Tenho orgulho de presidir o CVG-SP e ao mesmo tempo ciência da responsabilidade da minha gestão de continuar o trabalho pioneiro dos meus antecessores, que tanto empenho tiveram na evolução da entidade. A história do CVG-SP é única e vitoriosa, mostrando que lá no passado, 39 anos atrás, foi muita certa a aposta dos fundadores no crescimento do ramo de pessoas. Hoje, trabalhamos para acompanhar a evolução do setor e prover aos profissionais o conhecimento e capacitação necessários para a expansão do seguro de vida. Acredito que estamos no caminho certo. Parabéns ao CVG-SP! ”. Silas Kasahaya

A data foi marcada com um webinar que pode ser acessado através do link: https://www.youtube.com/watch?v=je06cxEALCE&feature=emb_title