Os desafios das seguradoras na oferta de seguros sob demanda 841

Fernando Steler é fundador e CEO da D1 / Divulgação

Confira artigo de Fernando Steler, fundador e CEO da D1

Recentemente a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) divulgou uma inovação importante no mercado segurador. De forma surpreendente autorizou a emissão de seguros com contratos ou apólices intermitentes, representados figurativamente pelo botão “liga-desliga” da contratação. São os seguros sob demanda ou on-demand insurance.

Agora, as seguradoras, e também as Insurtechs – startups de tecnologia voltadas ao mercado segurador -, podem oferecer seguros válidos por uma fração de tempo, quer seja por meses, dias, horas ou minutos. Poderão ofertar também seguros válidos por alguma jornada, viagem ou trecho do segurado – ou mesmo por algum critério específico que a seguradora considerar ser válido, como eventos esportivos, partidas de tênis, festivais de rock, corridas de Uber, táxis, bicicletas, patinetes, temporadas na praia, no campo, escaladas em montanhas, etc.

Ao conceber a regra, o regulador foi ainda mais longe já que permitiu que, além da intermitência da contratação, o segurado possa incluir ou excluir determinadas coberturas de riscos, podendo o seguro e o serviço ser realizado de forma altamente personalizada.

Atualmente, no mercado segurador brasileiro, a grande maioria das apólices de seguros possuem vigências anuais e cláusulas padronizadas — até então, existia pouca margem para customização de prazos e coberturas, não deixando muitas oportunidades para a inovação no setor.

A Circular 592, que a SUSEP divulgou em 26 de agosto de 2019, promete trazer novos concorrentes, novos produtos, novas possibilidades de preços e, assim, ampliar o mercado segurador, já que as companhias de seguros poderão oferecer uma maior gama de produtos e serviços para os clientes.

Sandbox Regulatório

E as novidades não pararam por aí. Em 1º de outubro de 2019, a SUSEP também, em uma consulta pública, abriu uma minuta de normas com regras para participação em Projeto de Inovação – Sandbox Regulatório no Mercado de Seguros. As empresas ou startups aceitas no programa receberão uma autorização temporária da SUSEP para operar como seguradoras, podendo subscrever riscos de determinados ramos, sujeitos a algumas limitações.

O conceito de “Caixinha de Areia” é bem conhecido do mundo da inovação tecnológica: dentro dos limites estabelecidos, você pode desenhar livremente ou mesmo errar, para depois apagar e começar novamente – sendo um incentivador para os empreendedores na tomada de riscos e criação de inovação.

O objetivo da SUSEP é limitar o risco sistêmico, já que uma seguradora precisa ter capital para arcar com os sinistros na medida que eles ocorrem. Se uma seguradora falir, ela pode deixar muitos clientes desprotegidos. E a chance de uma startup desaparecer é muito alta: de cada dez empresas, seis fecham antes de completar 5 anos, de acordo com o IBGE.

MP da Liberdade Econômica e os seguros intermitentes

Outra iniciativa relevante é a aprovação da Lei n.º 13.874/19 (Medida Provisória da Liberdade Econômica) que, em conjunto com a Circular SUSEP 592, irá acelerar a criação de novos tipos de seguros ou até mesmo a customização total de novas coberturas. Agora, existe a possibilidade das seguradoras escreverem coberturas diferenciadas com maior segurança jurídica. Além de diminuir a intervenção do estado, a nova lei tratou da liberdade e da livre aceitação do contrato entre as partes, que os legisladores chamaram de “negócios jurídicos”, que possibilita menos participação do estado nos acordos de boa fé.

Os negócios jurídicos são conhecidos, por exemplo, como testamentos, contratos de compra e venda, de prestação de serviços e de aluguel, doações, apólices etc. Nesses acordos, as partes formalizam suas intenções e estabelecem as regras e as condições sob as quais os negócios deverão ser feitos.

A partir de agora, os chamados “clausulados de coberturas” das apólices de seguros poderão ser cada vez mais customizados pelas seguradoras, que poderão arriscar um pouco mais. Podemos começar a imaginar o mercado brasileiro de seguros cada vez mais próximo dos mercados mais maduros, como EUA e Europa, que possuem praticamente o dobro da penetração do PIB que temos por aqui.

*Por Fernando Steler, fundador e CEO da D1, empresa que viabiliza o processo de transformação digital para a construção de melhores jornadas de engajamento no envio de comunicações omnichannel entre corporações e suas bases de clientes. A plataforma funciona como um agregador de mensagens e um orquestrador de comunicações que não apenas otimiza custos, mas também aprimora a experiência do cliente final no processo.

Acessibilidade em UX é destaque em maior festival hacker da América Latina 959

Acessibilidade em UX é destaque em maior festival hacker da América Latina

Professora de UX/UI Design da escola de tecnologia Ironhack, Isabela Abrantes, pretende trazer conscientização sobre o tema para estudantes e profissionais presentes no Roadsec São Paulo 2019

Visando conscientizar sobre a importância do ambiente digital também ser um universo mais plural e inclusivo, a professora de UX/UI Design da escola de tecnologia Ironhack, Isabela Abrantes, vai ministrar no próximo sábado, dia 23/11, a palestra “Acessibilidade em UX”. A apresentação acontece na trilha de conteúdo de Tecnologia & Desenvolvimento durante a 6ª edição do Roadsec – maior festival hacker da América Latina.

Com experiência de ter atuado em empresas como ESPN, Ambev, Roche, Abril, HSBC, Oi, Claro e Leroy Merlin, a especialista em UX de produto defende que a acessibilidade digital deve estar presente desde o início de cada projeto. “Se a acessibilidade for encarada como uma feature especial, as empresas terão sérios problemas em garantir a universalidade do ambiente mais a frente. Criar projetos inclusivos faz parte da cultura hacker. Queremos nos aproximar ainda mais com esse público para fomentar e aprofundar essa discussão”, afirma.

Abrantes argumenta ainda que a acessibilidade digital, embora seja amparada por lei, ainda não é uma realidade em diversos produtos digitais no País. “O mercado de UX está em franca ascensão. A área conquista cada vez mais espaço nas empresas porque agora não é mais possível criar produtos de sucesso sem que eles estejam genuinamente resolvendo os problemas das pessoas. Porém, em geral, a acessibilidade digital ainda é um tema pouco explorado e necessita ser olhado com mais carinho”, complementa.

Maior festival hacker da América Latina, o Roadsec está na sua 6ª edição e contará com uma programação ampliada. A festa terá 24 horas de atividades, oficinas interativas, palestras e shows para reunir estudantes, profissionais e comunidades que discutem temas desde hardware, software, ataque, defesa, ciência, sociedade e criptoativos, além de participarem da feira de recrutamento com oportunidades em tecnologia e segurança da informação nas maiores empresas do Brasil.

“O Roadsec tornou-se referência para estudantes e profissionais de segurança da informação em busca de conhecimento aprofundado e networking. O mercado ainda sofre de uma carência estrutural de mão de obra. Por isso, o evento também se propõe a ser uma porta de entrada para quem busca encontrar uma oportunidade de se colocar no mercado formal nas maiores empresas do Brasil”, explica Anderson Ramos, CTO da Flipside, empresa organizadora do festival.

Roadsec São Paulo – 6ª Edição

Palestra “Acessibilidade em UX”
Data e horário: 23 de novembro, às 15 horas.
Local: Audio (Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca).
Mais informações: neste endereço.
Ingressos: neste endereço.

Liberty Seguros é destaque em Vida na 15ª edição do Troféu Pinhão de Ouro 630

Liberty Seguros é destaque em Vida na 15ª edição do Troféu Pinhão de Ouro

Reconhecimento é promovido anualmente pelo Instituto Superior de Seguros e Benefícios Brasil (ISB Brasil)

A Liberty Seguros foi destaque na categoria de seguros do Troféu Pinhão de Ouro, em Curitiba. Reconhecida pelo mercado como Seguradora e Operadora de Vida de 2019 no Estado do Paraná, a companhia foi premiada por seus produtos voltados para o setor de vida alinhados às necessidades dos consumidores, a parceria com os corretores do segmento, um conjunto de serviços acima do mercado e uma equipe interna dedicada a desenvolver cada vez mais soluções de vida.

O troféu, que chegou na 15ª edição em 2019, é realizado anualmente pelo Instituto Superior de Seguros e Benefícios Brasil (ISB Brasil) e avalia empresas que se destacam no mercado paranaense. Este ano, concorreram empresas nas categorias “Seguradora e Operadora do Ano”; que avalia os setores de Vida, Previdência, Saúde e Dental; “Profissional do Ano”; atuante em Vida, Previdência, Saúde, Dental e Benefícios Interiores; “Assessoria de Beneficios do Ano”, “Administradora de Saúde e Dental” e “Personalidade do Mercado”.

Além do prêmio, o ISB Brasil também realizou uma pesquisa nacional para avaliar as melhores seguradoras no ramo de vida e a Liberty Seguros ficou entre as cinco primeiras finalistas.

“Receber prêmios como o Troféu Pinhão de Ouro é um reflexo do nosso forte investimento em Vida. Ao longo do ano trabalhamos em diversas frentes neste segmento: aprimoramos novos produtos, lançamos uma nova campanha publicitária e realizamos diversos treinamentos com foco na capacitação do público corretor para crescer cada vez mais com a companhia”, diz Alexandre Vicente, Diretor de Seguros de Pessoas da Liberty Seguros. “Estamos muito honrados por esse reconhecimento, e será um incentivo para nos dedicarmos ainda mais para oferecer soluções de excelência para os nossos parceiros”, completa.

Black Friday: dia de pagar barato ou uma sexta-feira qualquer? 706

Black Friday: dia de pagar barato ou uma sexta-feira qualquer?

Confira artigo de Conrado Navarro, Especialista em Finanças Pessoais e Sócio da Diin

Quem não quer pagar mais barato nos objetos de consumo que tanto deseja? Parece incrível aproveitar descontos anunciados de até 80%. Mas será que realmente os preços da Black Friday são verdadeiras pechinchas? O apelido “Black Fraude” é exagerado?

Sim, existem produtos com descontos reais, o que é bom, mas é importante entender que a Black Friday é uma data comercial, ou seja, uma sexta-feira qualquer impulsionada por muito marketing voltado para aquecer as vendas do varejo – com o objetivo de atrair todos os consumidores.

Essa data é marcada por trabalhar a escassez, dizendo para o consumidor que os preços incríveis durarão apenas um dia, e ainda colocar um conflito dentro das pessoas – medo de não fazer um bom negócio, e então, sem perceber elas “compram” essa ideia.

Se o que você vai comprar ou não faz sentido, é uma questão individual. Pense no seguinte: você está disposto a comprar porque o preço baixou? Certo! Mas ainda que você pague mais barato, será que esse gasto cabe no seu orçamento?

Comprar porque está barato é diferente de considerar suas condições financeiras e o momento: aquilo que você pretende comprar com desconto na Black Friday já faz parte de seu planejamento e você tem monitorado os preços e economizado para uma compra mais barata? Excelente! Aproveite o preço baixo e cumpra sua meta.

Algumas dicas para não cair em tentação (e nas armadilhas):

  • Pesquise preços – Infelizmente, a prática de subir os preços tempos antes da Black Friday para oferecer “desconto” no dia é comum. Você deve manter um histórico do preço ou usar uma ferramenta de comparação de preços para ter detalhes sobre isso;
  • Compre quando puder – O bom planejamento financeiro requer que você compre o que cabe no seu orçamento, quando tiver condições de fazê-lo. Se puder pagar mais barato, ótimo! Mas é mais importante se organizar para comprar, do que comprar porque está em promoção;
  • Desconfie de preços muito baixos na Internet – É muito importante ter em mente que além do preço ser atraente, o produto precisa de procedência e garantia. Compre de lojas sérias, em que pode consultar o CNPJ, endereço e histórico de outros consumidores;
  • Use e abuse das bases de dados de reputação e atendimento – Consulte os principais sites que compilam informações e reclamações sobre compras e avalie a empresa também por meio da experiência de outros usuários;
  • Exija sempre a nota fiscal – Ela é o documento que permite que você reclame seus direitos caso haja algum problema futuro.

É bom se lembrar também de que esse período do ano reúne muitas despesas e momentos recheados de emoção e impulsos de consumo (Natal, Ano Novo, Amigo Secreto etc.). Uma sugestão é criar uma lista com seus planos de compra e ao lado dela estabelecer um limite, um teto de gastos de acordo com sua capacidade financeira.

Se o desconto é real ou não, você consegue descobrir com facilidade; se comprar ou não neste momento faz sentido, você precisa refletir mais e melhor. Lembre-se que deve também ter sempre um objetivo de juntar dinheiro, para ter condições de aproveitar promoções quando elas surgem.

*Conrado Navarro é Especialista em Finanças Pessoais e Sócio da Diin.

Aconseg-RS reúne mercado e demonstra preocupações com cenário brasileiro de seguros 498

Encontro aconteceu em Porto Alegre

A Associação das Empresas de Consultoria em Seguros (Aconseg-RS) reuniu lideranças do mercado de seguros nesta quarta-feira (20), em Porto Alegre. O motivo foi a celebração de encerramento de 2020 e cinquenta executivos se fizeram presentes.

Dezoito assessorias que fazem parte da Aconseg-RS. “Ficamos muito felizes em receber parceiros para o fechamento anual e faço um agradecimento especial à coordenadora RS da Escola de Negócios e Seguros Jane Manssur, ao presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul Guacir Bueno e o presidente do Sincor-RS Ricardo Pansera, por sempre estarem juntos da nossa atividade”, destacou o presidente da Aconseg-RS, Celso Azevedo. “A nossa função é interessante, pois somos contratados para atender com muita dedicação e auxiliar os corretores”, complementou.

Azevedo, que na data completou 45 anos de Grupo Bradesco, somando sua passagem pela companhia e depois o comando de assessoria exclusiva, comentou a respeito da preocupação com alguns movimentos que o cenário brasileiro de seguros vem manifestando. “O momento está um pouco conturbado, ainda temos pouca informação em relação a autorregulação dos corretores de seguros, há muitos questionamentos e poucos esclarecimentos. A última informação que se tem é uma suspensão da medida da Susep até que se discuta melhor essa mudança, e não sei até que ponto isso vai estar definido, mas sabemos que isso impacta milhares de pessoas e profissionais”, disse.

Todas as imagens – Encontro Anual da Aconseg-RS

Últimos dias para visitar a Mostra Elite Design 1474

Últimos dias para visitar a Mostra Elite Design

Icatu Seguros é a Seguradora Oficial do evento que encerra no dia 24 de novembro

A 3ª edição da Mostra Elite Design está perto do fim, mas ainda dá tempo de conferir os 43 ambientes expostos ao público no Clube de Regatas Guaíba Porto Alegre (GPA). O evento de arquitetura, decoração, paisagismo e design fica aberto até o próximo domingo, dia 24 de novembro.

Pela 3ª vez consecutiva a Icatu Seguros é a Seguradora Oficial da mostra. São três mil metros quadrados com diversos ambientes, como cozinha, sala de jantar, bar, restaurante, longe, lofts, cozinha, sala de janta, home office e lavabo.