Óleo hidráulico: qual a sua importância para a indústria? 1202

Óleo hidráulico: qual a sua importância para a indústria?

Uso de maneira correta evita que desempenho de sistemas sejam afetados

Para a indústria, a principal tarefa do óleo hidráulico nas máquinas é movimentar as ferramentas e equipamentos nas linhas de produção.

Geralmente são sistemas centralizados ou individuais que levam os produtos dentro da fábrica, ou fazem com que os aparelhos funcionem.

A maioria dos óleos hidráulicos para máquinas é feito com óleos minerais, e para que cumpram o seu papel recebem uma série de aditivos, entre eles inibidores de corrosão, detergentes, antioxidantes, aditivos para suportar altas pressões, antiespumantes, e tantos outros.

O óleo hidráulico possui um alto índice de viscosidade, indicado para sistemas que exerçam um movimento constante, para que seu desempenho não seja afetado. Essa viscosidade é muito útil para o funcionamento de um cilindro hidráulico, por exemplo.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo mostrando a importância de usar o óleo hidráulico para máquinas de maneira correta. Confira!

Quais as características do óleo hidráulico para máquinas

A utilização do óleo hidráulico para máquinas fornece uma propriedade de lubrificação e proteção contra desgastes. Com isso, o óleo tem condições lubrificar as peças móveis e formar uma película.

Além disso, a viscosidade que o óleo fornece é a responsável pela resistência que a peça precisa ter ao se mover. Com essa resistência as peças móveis se tornam mais resistentes à pressão exercida pelo trabalho realizado.

Além da resistência física, o óleo para máquinas também oferece resistência térmica para as peças, que aquecem e resfriam durante o processo, assim com uma solução antioxidante, para que as peças não sofram com o passar do tempo.

Qual a importância do óleo hidráulico para máquinas correto

Por mais que a função principal do óleo hidráulico seja promover uma condição melhor para a transmissão de energia das peças, as suas atribuições vão muito além disso.

O óleo hidráulico lubrifica as peças e serve como prevenção de atritos que a médio e longo prazo, danificam as máquinas. Além disso, as saídas de ar são vedadas e as peças podem trabalhar com o máximo de sua capacidade.

Em um motor elétrico trifásico, por exemplo, o seu trabalho pode ser feito explorando o seu potencial máximo, entregando toda sua capacidade de funcionamento de maneira segura.

Por conta das variadas funções, existem diversos tipos de óleos, e os mais comuns são feitos a base de petróleo. No entanto, a sua natureza pode ser alterada de acordo com o aditivo que ele receber.

Entre esses aditivos, é possível encontrar: aditivos para suportar extrema pressão, antiespumantes,  inibidores de oxidação, inibidores de corrosão e um fator importante a ser medido que é a sua viscosidade.

Um óleo hidráulico à base de petróleo não pode ser utilizado em superfícies em chamas ou com altas temperaturas, por exemplo, e por isso a utilização do óleo correto é importante e dispensa a utilização de um sistema de combate a incêndio no próprio sistema.

Utilize o óleo hidráulico

Como vimos ao longo deste conteúdo, por ser muito utilizado na indústria, a tarefa principal do óleo hidráulico para máquinas é ajudar na movimentação dos equipamentos e ferramentas nas linhas de produção.

Existem diversos tipos de óleos, e é importante saber qual o mais adequado para que desempenhe um bom trabalho. Os óleos recebem aditivos, e entre eles estão detergentes, inibidores de corrosão, antioxidantes, aditivos para suportar altas pressões, antiespumantes e outros.

O óleo hidráulico para máquinas possui um alto índice de viscosidade, indicado para sistemas que exerçam um movimento constante, e os aditivos são relativos a cada trabalho a ser desempenhado.

Para impedir que a utilização dos óleos hidráulicos cause dano à saúde e ao meu ambiente, é importante observar as especificações técnicas documentadas pelos fabricantes.

Com isso, além de ter certeza de que o óleo utilizado é o correto, é possível melhorar o trabalho das máquinas sem levar riscos à linha de produção.

*Este artigo foi produzido pelo Soluções Industriais.

IRB Brasil RE anuncia Hugo Daniel Castillo como nono membro do Conselho de Administração 163

Ressegurador confirmou também o nome de Isabel Blázquez Solano como vice-presidente estatutária de Resseguros

O IRB Brasil RE anunciou em Comunicado ao Mercado, o nome de Hugo Daniel Castillo como o nono membro do Conselho de Administração da companhia. A indicação foi confirmada ontem à noite e sua eleição foi incluída na ordem do dia da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária do IRB Brasil RE, convocada para 31/07. A ampliação do número máximo de membros que podem compor o Conselho, de oito para nove, foi aprovada na última Assembleia Geral Extraordinária, em 23/06.

Após a eleição de Hugo Castillo, o Conselho de Administração do IRB será composto por nove integrantes, sendo oito independentes. São eles: Antônio Cássio dos Santos – Presidente; Regina Helena Jorge Nunes – Titular (independente); Ivan Gonçalves Passos – Titular (independente); Henrique José Fernandes Luz – Titular (independente); Marcos Pessoa de Queiroz Falcão – Titular (independente); Marcos Bastos Rocha – Titular (independente); Roberto Dagnoni – Titular (independente); Ellen Gracie Northfleet – Titular (independente, aguardando posse); e Hugo Daniel Castillo (independente, sujeito a eleição em AGOE).

Castillo tem trajetória de quatro décadas no setor de resseguros, tendo nos últimos anos desenvolvido a carreira na General RE Argentina, onde atuava como P&C Regional Officer para América Latina, Espanha e Portugal. Foi também membro executivo do Conselho de Administração da mesma General RE Argentina e vice-presidente executivo responsável pela área de contratos P&C para a Europa Continental, Oriente Médio, África do Sul e América Latina. Antes, teve responsabilidade pelo desempenho dos escritórios da empresa em cidades como Paris, Madri, Moscou, São Paulo e Buenos Aires e foi presidente da General RE México.

O novo conselheiro do IRB teve passagens também por Munich RE Canadá, Bradesco Seguros e Sul América. “O Hugo é um profissional de larguíssima experiência, com uma ficha de vida dedicada à atividade específica de Resseguros, no Brasil, América Latina e Europa. Certamente irá colaborar sobremaneira na formulação da nossa estratégia regional, de Re-Underwrinting e Apetite de Riscos”, disse o presidente do Conselho de Administração e CEO do IRB, Antonio Cassio dos Santos.

Isabel Blázquez Solano

O IRB Brasil RE também confirmou a promoção, anunciada em abril, de Isabel Blázquez Solano a vice-presidente estatutária de Resseguros. O novo cargo da executiva foi referendado pelas mudanças no estatuto da companhia aprovadas em Assembleia Geral Extraordinária de 23/06. A posse ainda depende das aprovações regulamentares da Susep.

Isabel está no IRB Brasil RE desde 2013, tendo atuado como diretora de Subscrição, de Property & Casualty Internacional, de Óleo & Gás e de Retrocessão do IRB. Ela também tem passagens pela Mapfre RE na Alemanha e Espanha.

“Com a indução da jovem Isabel a tal posto ratificamos nosso compromisso com a Diversidade e Inclusão”, finalizou Cassio.

FenaCap fará sorteios substitutos à extração da Loteria Federal das quartas-feiras até setembro 174

CEF retomará as extrações de sábado a partir de 4 de julho

Até o dia 23 de setembro, a Federação Nacional de Capitalização (FenaCap) continuará realizando sorteios substitutos às extrações da Loteria Federal das quartas-feiras – referência para premiações dos títulos de capitalização. Já as extrações de sábado serão retomadas pela Caixa Econômica Federal a partir de 4 de julho.
Os sorteios substitutos acontecem sempre às sextas-feiras, em parceria com a Caixa Seguradora, em Brasília (DF). Os resultados são divulgados sempre na sequência, às 19h, no site da FenaCap, no Facebook e no canal da Federação no YouTube.

A apuração dos contemplados nos sorteios substitutos continua a cargo das empresas fornecedoras dos títulos, assim como sempre ocorreu com os sorteios da Loteria Federal, uma vez que os critérios de premiação variam produto a produto, de acordo com as características de cada um, descritas nas Condições Gerais.

As extrações da Loteria Federal, que ocorrem sempre em locais públicos, foram suspensas em março, por três meses, para conter o avanço do novo coronavírus. A FenaCap passou a realizar sorteios substitutos para que as premiações dos títulos de capitalização não fossem interrompidas nesse período. Entre janeiro e abril, o mercado distribuiu R$ 352 milhões em prêmios a clientes de títulos de capitalização sorteados em todo o país. O montante equivale ao pagamento de R$ 4,3 milhões, por dia útil, em premiações.

Confederação Nacional das Seguradoras participa do 2º Congresso dos Profissionais PLD-FT 843

Evento acontece no dia 15 de julho

A Superintendente de Acompanhamento Técnico da CNseg, Karini Madeira, participará, no dia 15 de julho, do 2º Congresso dos Profissionais de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao Terrorismo (PLD-FT), no painel “Susep, Coaf e a regulação de PLD-FT”.

O evento, que conta com o apoio da CNseg e acontece de 13 a 17 e de 20 a 24 de julho, será transmitido ao vivo pela internet e abordará, entre outras questões, os novos marcos regulatórios e os importantes aprimoramentos dos controles internos de prevenção à lavagem de dinheiro e combate do financiamento ao terrorismo. O tema do evento é de particular interesse para o mercado segurador, já tendo sido, inclusive, abordado em um dos livretos do Programa de Educação em Seguros da Confederação Nacional das Seguradoras (clique aqui para acessar a publicação), e mais recentemente, no Boxe Regulatório da Conjuntura CNseg nº 21.

No painel com a Superintendente da CNseg, também estarão presentes o assessor de Estudos e Relações Institucionais da Susep, Gustavo Dias; a integrante da Comissão de Certificação do IPLD e especialista em PLD-FT da Seguradora Tokio Marine, Estela Gouveia, e o Diretor de Supervisão do Coaf, Rafael Vasconcelos.

No dia anterior, o ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, participará do painel “Combate à lavagem de dinheiro e Estado de Direito”. Os interessados podem obter mais informações pelo site.

Europ Assistance Brasil e Iveco firmam parceria de peso 1207

Companhia de assistência será responsável pelo reboque e atendimento de todos os caminhões que estiverem no prazo de garantia do fabricante

Rogério Guandalini, da Europ Assistance Brasil. Foto: Divulgação

A já tradicional linha de negócios para assistência de veículos de grande porte da Europ Assistance Brasil (EABR), empresa líder em soluções de serviços e assistência, ganha mais um parceiro de peso: a Iveco, companhia do grupo de bens de capitais CNH Industrial que se dedica à fabricação e comercialização de caminhões e que tem sede na cidade de Sete Lagoas (MG) desde 2000.

A EABR oferece à montadora a assistência 24 horas voltada ao atendimento de caminhões que estejam dentro da garantia de fábrica. Com isso, a companhia de serviços amplia ainda mais a sua presença no setor de frotas, montadoras e veículos pesados – uma carteira estratégica para a EABR. Que, atualmente, realiza mais de 5 mil atendimentos por mês apenas neste segmento.

“A função da EABR nessa parceria é transmitir segurança para a frota de caminhões da Iveco, para que seus clientes fiquem tranquilos caso qualquer contratempo ocorra durante o período de garantia. Estamos prontos para atender esses clientes e cumprir esse papel, hoje contamos com 1,6 mil prestadores especializados no setor e disponíveis em todo território nacional”, conta Rogério Guandalini, CSO & CMO da companhia no Brasil.

Guandalini ressalta que o Iveco Non Stop – 0800 702 3443 – nome dado ao serviço – é um produto providencial para a Europ Assistance Brasil, pois ela já possui uma carteira expressiva de atendimento a caminhões e tem na parceria com a Iveco um salto ainda maior. A contratação do produto é feita pela própria fábrica, para fornecer uma experiência completa e segura às frotas de seus clientes, cuidando também dos seus motoristas.

Como líder de mercado no atendimento para esse tipo de veículo, a Europ Assistance Brasil vê no acordo a consagração de sua força no segmento. “A parceria nos torna ainda mais fortes dentro desse mercado. A Iveco é uma marca muito conhecida e nos escolheu por sermos capazes de gerar bons resultados em conjunto”, reforça Rogério Guandalini.

EZZE Seguros apresenta novo superintende comercial de garantias 720

Luiz Verri terá a missão de ampliar rede de relacionamentos da seguradora e a melhoria continua do atendimento aos corretores, assessorias e parceiros

Luiz Verri é o novo superintende comercial de garantias da EZZE Seguros

A EZZE Seguros, seguradora 100% nacional, anuncia Luiz Verri como novo superintende comercial de garantias. O executivo especializado em relacionamento com clientes, tem em seu histórico profissional forte atuação na área comercial em importantes seguradoras como Itaú Seguros e Chubb.

Ivo Machado, vice-presidente comercial e de marketing da EZZE, destaca que o novo executivo terá a missão de ampliar rede de relacionamento e garantir o atendimento com rapidez e eficiência. “Entendemos que o nosso time é um valor importante da companhia e, por isso, estamos bastante felizes com a chegada do Luiz, um profissional experiente e muito competente”, afirma.

A seguradora, que chegou ao mercado em outubro de 2019, segue apostando na evolução da economia brasileira para fomentar os produtos de garantia & linhas financeiras. A empresa segue com seu planejamento estratégico para contemplar os segmentos de grandes riscos, massificados, vida e acidentes pessoais, tornando-se uma seguradora multilinear e multicanal.