Previdência: Sérgio Rangel analisa ambiente de transformações como oportunidades ao mercado 1900

Atuário participou da última edição de 2019 do Almoço do Mercado Segurador

A última edição de 2019 do tradicional Almoço do Mercado Segurador trouxe o atuário e Consultor Sênior da Mirador Atuarial, Sérgio Rangel, para abordar o ambiente de transformação sob o qual a previdência complementar está inserida. O evento, promovido pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg-RS), aconteceu nesta quinta-feira (21) em Porto Alegre.

De acordo com o especialista, é preciso analisar positivamente para o atual cenário. “Para quem trabalha na previdência complementar, seja ela aberta ou fechada, em qualquer uma das duas, ainda mais com a perspectiva de fusão entre a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), vemos com bons olhos a questão do horizonte em si que envolve as pessoas pensarem mais no futuro”, destacou.

No Brasil, R$ 1,8 trilhões são administrados por Fundos de Pensão e Seguradoras. “Ficou bem claro, com toda a discussão da reforma da previdência, que temos que contar cada vez menos com a participação do Estado para garantir o amanhã e enxergamos que isso realmente abre um espaço muito interessante para a previdência complementar se desenvolver aqui no Brasil”, articulou.

O momento também marcou o último Almoço promovido pelo SindSeg-RS com Guacir Bueno na presidência da entidade. Em 15 de fevereiro do próximo ano, Enio Borsatto e uma nova diretoria devem assumir  a entidade. ” Encerramos o ano agradecendo muito pelos conteúdos e contribuições que conseguimos doar nesses quatro anos de mandato, facilitando o encontro dos operadores de seguros e a divulgação da cultura do seguro, buscando de todas as formas fortalecendo o nosso segmento. Por isso agradeço muito a todos os diretores e colaboradores do nosso Sindicato, em 2019 nós trabalhamos bastante e foi profícuo o nosso desempenho”, comentou.

Todas as imagens – Almoço do Mercado Gaúcho de Seguros

ENS e SindsegSC reforçam importância da capacitação profissional do mercado 959

Conferência online abordou a continuidade da parceria entre as  instituições

Na última semana, o presidente do Sindicato das Seguradoras de Santa Catarina (SindsegSC), Waldecyr Schilling, participou de uma reunião online com a direção da Escola Negócios e Seguros (ENS). O objetivo das entidades foi debater a preservação da parceria e a forma de agregar cada vez mais conhecimento para os profissionais do mercado segurador. “O SindsegSC sempre foi a mola propulsora do mercado de seguros catarinense, e neste momento não será diferente”, afirmou Schilling.

Segundo ele, é importante que a ENS disponibilize cursos à distância no atual período de pandemia, contribuindo para a capacitação dos profissionais do mercado de seguros. “A Escola apresenta através do seu portal novas tecnologias de comunicação que contribuem na geração de conteúdos para minimizar o dia a dia nesse momento de isolamento social”, afirmou.

A ENS conta com muitos produtos a disposição do mercado, e também oferece nove cursos gratuitos, entre eles Relações de Consumo, Iniciação em Seguros, Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Liderança de Pessoas, Procedimentos Operacionais para Corretoras de Seguros, Regulação de Sinistros para Corretores de Seguros, entre outros.

Para saber mais sobre os cursos, acesse o site da instituição.

Sabemi reforça que Pecúlio também cobre mortes por coronavírus 963

Para a seguradora, o momento é de solidariedade

Com o avanço do Covid-19 (o novo coronavírus), a população passou a ter de lidar com o risco concreto de perder familiares para a pandemia. Como se trata de uma causa de exceção, uma angústia extra é a dúvida se há garantia de cobertura.

A Sabemi, uma das maiores seguradoras do país, esclarece aos clientes e parceiros que seu plano de previdência privada (Pecúlio) está apto a cobrir uma ampla gama de circunstâncias, incluindo todas aquelas referentes à morte por pandemias, inclusive a do Covid-19.

O momento é de solidariedade, e a Sabemi visa sempre à proteção e ao amparo dos seus clientes em todos os momentos.

A empresa mantém um número específico para atender aos clientes: 0800 880 1900

App Anjo: Tecnologia a serviço do corretor de seguros 11046

Este e outros destaques do mercado brasileiro de seguros estão na edição 234 da Revista JRS

Comprometido em conquistar a parcela de 85% de brasileiros que não contam com seguro de vida, o mercado de seguros tem apresentado excelentes soluções no que diz respeito não só a produtos completos e diferenciados, mas também a formas de comercialização. Essa última, que fica a cargo das corretoras de seguros, é ainda mais complexa, pois necessita de mecanismos inteligentes para atingir as pessoas, diante da constante transformação das formas de consumo.

Nesse sentido, desde o final do ano passado, os corretores de seguros contam com um novo aliado quando o assunto é venda no segmento vida. Isso porque o Grupo Caburé, atento a esse cenário, lançou o Anjo, um aplicativo desenvolvido pela empresa para facilitar a distribuição deste tipo de seguro.

Ficou curioso ou curiosa? Este e outros destaques do mercado de seguros estão em evidência nas 52 páginas da Revista JRS. Uma excelente leitura!

ExperMed lança a primeira plataforma de teleperícias do Brasil 2769

Utilização da ferramenta é indicada para o mercado de seguros

A ExperMed lançou este mês, a primeira plataforma de teleperícias do país, que visa facilitar a rotina das pessoas, bem como reduzir custos operacionais. A tecnologia exclusiva é simples e de fácil manuseio, tanto para médicos quanto para periciados e, para ser utilizada, basta que os usuários possuam acesso à internet e câmeras em computadores ou celulares.

Eduardo Della Giustina (de rosa) e os executivos da ExperMed. Arquivo JRS

A plataforma possui funcionamento como em uma perícia presencial, mas com a comodidade de evitar deslocamentos, além das garantias de gravar, tirar fotos e trocar documentos, por exemplo. “O modelo foi inspirado em uma lacuna de mercado, sendo utilizado como referência alguns cases internacionais”, afirma Eduardo Della Giustina, CEO da ExperMed em conversa com a equipe do JRS.

Della Giustina conta que até a implementação da teleperícia, existiam duas hipóteses possíveis: a documental, que possui baixo nível de assertividade e a presencial, com alto nível de assertividade. “Já a teleperícia possibilita uma nova modalidade, também com alto índice de assertividade, porém a plataforma possui outras vantagens em relação ao método convencional, como maior agilidade e segurança para os envolvidos e menor custo operacional”, disse.

Segundo o CEO da ExperMed, a empresa está atenta às necessidades do mercado, e após alguns anos trabalhando com diversas seguradoras, ficou visível que alguns procedimentos seriam facilmente resolvidos como o uso de tecnologias. “Um exemplo disso são as juntas médicas, onde é necessário organizar a agenda de três médicos e o periciado, para o mesmo dia e hora determinada. Com a teleperícia é possível que juntas médicas sejam realizadas no mesmo dia ou em curto prazo, gerando laudo com a assinatura de todos os envolvidos em tempo real”, explica.

Há vantagens na plataforma ser utilizada pelo mercado segurador, já que o serviço conta com mais agilidade, cumprindo os prazos de órgãos reguladores e consumeristas, além de reduzir consideravelmente o custo da operação. “Soma-se a isso a segurança de possuir de maneira organizada a gestão de dados e informações atinentes ao ato pericial”, complementa.

Mesmo com o serviço recém lançado com exclusividade no Brasil, o seviço de teleperícias também é eficiente em casos mais complexos, tornando a perícia menos invasiva. “Além da junta médica, utilizamos a plataforma também para casos de ‘Home Care’, no sentido de informar qual suporte é necessário ao periciado. Pelo fato de o periciado nesta situação estar sempre acompanhado de alguém, a perícia é facilmente conduzida e todos os detalhes captados e gravados”, explica.

Durante a conversa, o CEO lembrou que não há como o mercado regredir com a Telemedicina e a Teleperícia, após a autorização do Governo, mesmo que em caráter temporário, e ressaltou ser inadmissível que uma tecnologia que concebe vantagens para todos, não seja utilizada em larga escala. “Precisamos levantar a bandeira da inovação e não baixar a guarda para barreiras burocráticas e conservadoras.Chegou a era das Teleperícias e todos sairão ganhando”, finaliza.

Previdência: tecnologia apoia idosos durante crise do coronavírus 817

Aposentados podem resgatar benefício sem sair de casa

Em meio ao atual cenário de pandemia do coronavírus (Covid-19), a população mais afetada tem sido os idosos, considerados grupo de risco da doença. Devido a recomendação dos órgãos governamentais para que permaneçam em isolamento total, muitos têm receios em relação a aposentadoria, já que não podem sair de casa e manter o benefício é vital durante essa consequente crise econômica.

Apesar do panorama adverso e as inúmeras inseguranças que o permeiam, a tecnologia pode ser uma importante aliada para garantir a saúde dos idosos ao mesmo tempo que têm acesso a aposentadoria. A Planetun, insurtech que desenvolve soluções disruptivas para o mercado de seguros e automotivo, conta com o aplicativo web Mobi Previdência, com o qual o idoso consegue resolver diversos processos de forma remota, sem sair de casa, como a concessão da aposentadoria e a prova de vida. Com o app, o titular da previdência ainda pode solicitar o resgate do valor investido e os beneficiários, em caso de falecimento do titular, podem enviar a documentação necessária para o pagamento do sinistro.

Utilizando a solução, o titular ou beneficiário recebe um token via SMS que dá acesso ao app web. A partir daí, é só seguir um passo a passo de fácil entendimento para enviar todos os documentos necessários diretamente à empresa de previdência e aguardar a conclusão do processo. Ao invés de ter que se deslocar e correr riscos, o idoso pode fazer a solicitação de sua aposentadoria ou a prova de vida com poucos cliques no celular e ainda pode acompanhar cada etapa do estágio em que se encontra seu pedido pelo próprio aplicativo web.

“Estamos buscando maneiras de apoiar as pessoas e o mercado de seguros diante das incertezas e desafios da crise atual. A tecnologia vem sendo uma grande aliada para que as seguradoras possam entregar aos seus clientes um serviço mais efetivo e compatível com o momento”, comenta Henrique Mazieiro, CEO da Planetun.

O Mobi Previdência reduz em 65% o tempo do processo, que da maneira tradicional exige o cumprimento de várias etapas de um caminho que inclui organização de documentos, reconhecimento de firma e eventuais visitas à agência. Além das vantagens, como agilidade e comodidade para os clientes, a ferramenta é disruptiva e também apoia as seguradoras neste período difícil, já que o produto é completo e simplifica a previdência privada de ponta a ponta.