Os Seguros e a Black Friday, uma relação íntima e pouco conhecida 1545

Dia de compras acontece nesta sexta-feira

A Black Friday, que ocorre nesta próxima sexta-feira, é um marco para os consumidores de muitos países. A data foi importada dos Estados Unidos onde foi criada com o objetivo de iniciar e impulsionar a temporada de compras natalinas no país. No Brasil, a data rapidamente ganhou relevância no mercado consumidor e impacta drasticamente vários setores no país.

Entretanto, existem muitos mercados que são atingidos pela Black Friday, os quais o consumidor sequer possui conhecimento, dentre eles, o mercado dos seguros.

Quando pensamos nessa relação, a primeira coisa que nos vem à cabeça é a necessidade de proteção que os fornecedores precisam buscar a fim de evitar as fraudes nesse período, onde muitos estelionatários visam se aproveitar da crença dos consumidores em promoções milagrosas. Todavia, há uma outra relação desta data com esse mercado, que poucos conhecem.

Apesar de não ser pioneiro na adesão da data, o mercado de vendas de seguros já vem há anos oferecendo vantagens aos segurados e aos corretores, para aderirem ou ajustarem sua proteção nessa época do ano.

Grupos seguradores de maior porte, investiram nos anos anteriores em campanhas para essa data e em 2019 não será diferente. Já é amplamente encontrado na internet campanhas e promoções que inclusive se estendem à data do evento.

Também podemos destacar o marketing interno da Black Friday no setor. O aumento na comissão dos seguros vendidos nesse período é uma das estratégias utilizadas pelas seguradoras para impulsionar ainda mais a data. A estratégia de relação ganha-ganha, onde o corretor garante uma remuneração maior e o segurado um gasto menor, é a chave para o sucesso do evento em um mercado que já se encontra em crescimento no país.

O inegável aquecimento do mercado nessa época do ano ainda garante, através de algumas ofertas com ciclo de 12 meses ou até de menor período, mas com maior adesão, que a promoção do próximo ano tenha um sucesso ainda maior.

A carteira de clientes dessa época, que aumenta Black Friday após Black Friday, amplia ainda mais a relevância do setor.

Destaca-se, ainda, que a ligação entre corretor e segurado é uma relação íntima de muita confiança. A Black Friday consegue impulsionar esse relacionamento, momento no qual as onde coberturas que pareciam impossíveis em momento anterior podem ser negociadas novamente e viabilizada através de valores mais baixos, e por isso, muito mais atrativos.

O mercado de seguros já é um dos setores de maior crescimento em 2019 e, diante de um cenário de crise no país, a Black Friday se revela um bom momento para a população se prevenir das instabilidades desse período e garantir um crescimento ainda maior do setor.

Nesse cenário, não há como cravar o futuro, mas as projeções são de que ao final da Black Friday de 2019, haverá um crescimento expressivo ao compararmos com os anos anteriores, o que garantirá uma participação do setor ainda mais relevante nas campanhas dos próximos anos.

Unisincor oferece cursos de RC para capacitar profissionais 957

Interessados no ramo de responsabilidade civil têm descontos de até R$ 250 em três cursos online sobre o tema

A Universidade Corporativa Sincor (Unisincor), em parceria com a Conhecer Seguros, está lançando uma promoção supercombo com três cursos online sobre o seguro de responsabilidade civil. Os descontos chegam a ultrapassar R$ 250 e tem como proposta instruir profissionais do setor a ampliar o conhecimento no ramo.

Os três cursos são apresentados por Walter Polido, mestre em Direitos Difusos e Coletivos, advogado, técnico-especialista em seguros e resseguros consultor da Polido Carvalho Consultoria em Seguros e Resseguros, árbitro em seguros e resseguros, parecerista, professor universitário e escritor.

Segundo Polido, o seguro de RC é vasto e, se bem explorado pelos profissionais do setor, garante novos negócios e especialização em diversas situações. “O seguro RC garante não apenas a responsabilidade advinda do dano causado pelo próprio segurado, mas também das pessoas pelas quais ele responde civilmente e de coisas e animais, que ele detém a posse e que venham a causar danos a terceiros”, explica o especialista.

A promoção supercombo contempla os cursos “Responsabilidade Civil – Aspectos Técnicos e Jurídicos”, ” Responsabilidade Civil – Modalidades” e “Responsabilidade Civil – Produtos e Operações Completadas” pelo valor de 4x de R$ 118,50 no cartão de crédito. Para os associados ao Sincor-SP, o investimento fica em 4x de R$ 82,95. Os preços serão garantidos para inscrições realizadas até o dia 31 de janeiro.

É possível adquirir os cursos individualmente pelo valor de R$ 198 cada e associados ao Sincor-SP têm a vantagem de contar com desconto de 30% no valor. As duas opções de compra estão disponíveis no site. Inscreva-se.

Seguros: arrecadação sobe 12,2% até novembro e soma R$ 243,4 bilhões 1401

Setor evolui dois dígitos pelo sexto mês consecutivo

O setor segurador, puxado pelo desempenho extraordinário dos seguros de pessoas (planos de risco e de acumulação), continua a exibir tons azuis no ano em termos de arrecadação. Até novembro de 2019, houve crescimento de 12,2% comparado ao mesmo período de 2018, elevando a receita para R$ 243,4 bilhões. Com o resultado de novembro, o setor cresce dois dígitos pelo sexto mês consecutivo.

No editorial da nova edição da Conjuntura CNseg, o presidente Marcio Coriolano afirma que “a persistência do bom desempenho dos Planos de Risco em Cobertura de Pessoas, a recuperação dos Planos de Acumulação e dos Títulos de Capitalização e o protagonismo, no segmento de Danos e Responsabilidades, de ramos importantes, como o Patrimonial, Rural e Crédito e Garantias, são características fundamentais de uma trajetória que, restando apenas um mês para o encerramento do ano, levará o setor de seguros a crescimento de dois dígitos em 2019”.

Ele lembra que o desempenho é, em grande parte, resultado da preferência pela proteção contra eventos que, em ciclo baixo da economia, ameaçam a estabilidade das rendas familiares, como os sinistros de morte, acidente e invalidez e, por outro lado, da grande exposição da população a cada vez mais próxima necessidade de acumulação de recursos compensatórios da Reforma da Previdência.

Nesses 11 meses, os planos de risco – com destaque para os seguros de vida (20%) e prestamista (21,3%) – subiram 14,5%, ao passo que os planos de previdência, 17,1%, reflexo direto da evolução dos produtos da linha VGBL (18,3%).

As vendas também evoluíram no segmento de Danos e Responsabilidade (sem os prêmios do DPVAT) no acumulado do ano até novembro. Os prêmios subiram 5,2% no período, atingindo R$ 67,2 bilhões. O desempenho mensal de novembro também é bastante positivo. A receita teve salto de 8,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, somando R$ 22,8 bilhões. No mês, chamou a atenção a taxa de expansão de algumas modalidades de seguros patrimoniais, a começar de Riscos de Engenharia (alta de 163,7% sobre novembro de 2018); Responsabilidade Civil D&O (83,2%); e Rural (22,1%), por exemplo.

Conheça a trajetória de Reinaldo Costa, fundador da R7 Saúde 1006

Profissional conta com 21 anos de experiência no mercado de corretagem e seguros

Reinaldo Costa, carioca de 39 anos, iniciou sua carreira na área de seguros aos 18 anos como office-boy em uma corretora. Foi nessa fase de sua vida que ele conheceu o fundador do JRS, Jota Carvalho. Costa lembra que “(ele) me ajudou a dar os primeiros passos no mercado”. No início de 2019, ele fundou a R7 Saúde. A ideia de trabalhar nessa área veio da sua experiência no segmento: “trabalhei durante quatro anos como executivo em uma operadora de planos de saúde, sendo o responsável por todos os planos coletivos por adesão no Rio Grande do Sul. Ao encerrar minhas atividades junto a essa empresa, tive a opção de aceitar alguns convites ou empreender. Assim nasceu a R7 Saúde”.

Além de empreendedor, ele também é casado com Amanda Romero Costa, sua companheira de vida e trabalho, e é pai de uma menina chamada Melissa. A sede da família e da empresa é em Porto Alegre, com previsão de abertura de uma unidade em Florianópolis, capital catarinense, em março de 2020. A R7 possui clientela espalhada em todo o país, mas com atendimentos prioritários ao Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Ao pontuar os diferenciais da empresa, ele afirma que “somos totalmente focados no mercado de plano de saúde e já reconhecidos pelos clientes, parceiros de negócios e mercado em geral como especialistas no segmento. Hoje contamos com equipe de 22 consultores nos dois Estados”. O empreendedor refere-se a sua equipe como “família R7” que, segundo ele mesmo, “é treinada para realizar uma customização para a realidade de cada situação apresentada pelos nossos clientes e principalmente a continuidade do vínculo com o cliente no pós-vendas que entendo ser extremamente importante”. A família de colaboradores da R7 possui treinamentos semanais que buscam aprimoramento sobre produto, atendimento e pós-vendas.

Reinaldo considera-se um empreendedor nato. “Empreender está no meu DNA e no mercado de saúde há muito espaço para empreender, existe muito do mesmo”, afirma. Ele pretende ampliar e inovar os negócios: “além da corretora, tenho um projeto, em fase avançada, de uma clínica médica em parceria com uma empresária do segmento e uma entidade de classe. Outro projeto, que será implantado no início de 2021, refere-se a um cartão e um aplicativo, disponíveis aos clientes da R7 Saúde, onde eles terão acesso gratuito a uma rede de desconto em diversos estabelecimentos, isso trará um vínculo ainda maior com nossa empresa”. Otimista, o empresário possui fé no trabalho e diz que “o sucesso de uma empresa é o resultado do trabalho de uma grande equipe”. “Aprendi com um grande amigo o seguinte lema: ninguém faz nada sozinho”, conclui ao referir-se a emblemática frase de Jota Carvalho.

Análise de dados pode desenvolver o mercado de seguros médicos e salvar vidas 549

Uma boa gestão da jornada do beneficiário pode ser aliada da medicina preventiva

A área da saúde começa a se adaptar com as novas demandas da transformação digital e passa a utilizar dados a fim de trabalhar de forma preventiva, tratando de fato a saúde dos beneficiários, e não a doença. A tecnologia de análise de grandes volumes de dados já vem mostrando resultados em grandes prestadores de saúde e seguradoras.

Por exemplo, um plano de saúde pode mensurar todas as idas de um paciente a um pronto socorro. Se a análise de dados é bem feita, essa ida recorrente ao PS pode disparar um alerta para um médico especialista analisar o caso e também um alerta para o paciente, a fim de agendar um atendimento de emergência com esse médico especialista. Após receber o atendimento personalizado, o paciente recebe o diagnóstico de uma doença crítica, mas que por estar em estágio inicial pode receber um tratamento adequado e eficiente.

Essa história é um caso real e mostra como o uso de dados de forma proativa e a boa gestão da jornada do beneficiário podem, além de salvar vidas, reduzir custos de tratamentos e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O aumento da expectativa de vida do brasileiro, que chegou a 76,3 anos em 2019, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que, cada vez mais, as pessoas estão preocupadas com prevenção e promoção da saúde.

Para que os planos de saúde consigam gerenciar o relacionamento com seu beneficiário de forma personalizada e em escala, é necessário utilizar a tecnologia, e, principalmente, a análise de dados. Apenas dessa forma é possível fazer a gestão da jornada do paciente de forma completa, desde a central de relacionamento, até o atendimento clínico.

Seguradoras e hospitais podem otimizar serviços e melhorar a experiência de seus clientes e pacientes com a utilização de plataformas de dados acionáveis. “Percebemos que a área da saúde tem muitas oportunidades para a análise de dados, isso porque muitos dos dados já são registrados e armazenados, mas ainda não são utilizados de forma assertiva a fim de gerar ações preventivas nos beneficiários. É preciso começar a utilizar os dados de forma acionável”, explica Mateus Pestana, CEO e cofundador da SenseData.

Prevenção de eventos clínicos críticos a partir da análise de dados

No caso descrito acima pode-se perceber que a análise de dados e a tomada de ação é muito benéfica para o paciente, que pode receber um diagnóstico adequado e seguir com o tratamento correto. Mas, esse investimento em centralização e análise de dados também é muito vantajoso para os planos de saúde, convênios e seguradoras, sempre respeitando a regulamentação e a anuência do cliente, é claro

No caso descrito, a ação proativa do plano de saúde reduziu as custosas idas do paciente ao Pronto Socorro. Além disso, ao identificar a doença ainda em estágio inicial, foi possível evitar outros gastos com internações ou cirurgias. Isso prova que o investimento em tecnologia e análise de dados é uma forma de reduzir custos e aumentar a qualidade de vida e experiência dos beneficiários.

AIG anuncia os 20 grandes vencedores do Rally dos Corretores 2019 681

Cerca de 8 mil corretores participantes também concorreram a recompensas instantâneas

A última edição da campanha de relacionamento e incentivo da AIG Rally dos Corretores superou as expectativas, com o crescimento significativo em prêmios nos seguros de Riscos Cibernéticos (Cyber), RD Equipamentos voltado para o maquinário de construção civil e agro (linhas amarela e verde) e Responsabilidade Civil Geral. Como resultado, 20 representantes de corretoras e assessorias de São Paulo (capital e interior), Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Bahia estarão com a AIG na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, para um rally de regularidade exclusivo em meio à paisagem dos canyons da região.

Além do grande prêmio, os cerca de 8.000 corretores participantes concorreram a recompensas instantâneas de acordo com o produto e desafio proposto a cada mês. Os produtos participantes foram: CyberEdge® (riscos cibernéticos), seguro Patrimonial, seguro de RD (Riscos Diversos) Equipamentos de linhas amarela (construção civil) e Equipamentos linha verde (agrícola), seguro de Responsabilidade Civil Geral e Seguro Viagem Corporativa. “De março a novembro, centenas de parceiros atingiram as metas mensais e puderam escolher o resgate de prêmios a partir das transações feitas no Portal”, explicou Rodrigo Valadares, Gerente de Corretores Nacionais da AIG.

Até o final do Rally 2019, a AIG promoveu cerca de 30 treinamentos sobre produtos e tendências no setor, entre encontros presenciais e online, com cerca de 1.500 corretores participantes nas diferentes regiões. “Durante a campanha e por meio dos nossos treinamentos, buscamos apresentar os diferentes riscos presentes nos mais variados negócios e como os Seguros AIG atuam como aliados na continuidade do negócio das empresas”, afirmou Rodrigo.

Crescimento em prêmios e cotações

Com o Rally dos Corretores, os seguros RD Equipamentos e Cyber superaram os 100% de crescimento em prêmios emitidos (GPW). Outro destaque foi o crescimento na procura e cotação pelos seguros RC Geral e Cyber. “Ao trabalharmos junto com os corretores, podemos contribuir para que explorem novas oportunidades de diversificação dos negócios”, completa Rodrigo.