Seguro de vida é aliado dos profissionais autônomos 724

Seguro de vida é aliado dos profissionais autônomos

Ninguém sabe quando vai ter um imprevisto

Um acidente de carro, o diagnóstico de uma doença grave, uma internação na UTI. Ninguém sabe quando vai ter um imprevisto, mas, se alguma dessas situações acontecer, o seguro de vida pode ser um aliado, desmitificando a ideia de que que o produto só tem utilidade nos casos de morte.

Tendo em vista o aumento do número de empreendedores, microempresários e profissionais autônomos nos últimos anos, a contratação do seguro se faz ainda mais importante a quem não tem carteira assinada, especialmente se o profissional autônomo for o provedor de sua família. Isso porque trabalhar por conta própria exige do profissional autônomo um planejamento financeiro que compense a ausência dos benefícios oferecidos pela iniciativa privada ou cargo público, como uma renda fixa, aposentadoria e cobertura do INSS em caso de afastamento do trabalho por acidente ou invalidez.

Com uma renda mensal flutuante, um dos maiores desafios do profissional autônomo é cobrir todas as suas necessidades de seguro.

“Além das coberturas tradicionais para casos de acidente que podem incorrer em uma invalidez ou mesmo morte, existem coberturas que podem cobrir as despesas médico hospitalares (Cobertura DMHO) e até pagar um valor fixo por dia de internação hospitalar (Cobertura DIH), garantindo para o segurado uma renda extra que pode ser utilizada inclusive para auxiliar nas despesas para o tratamento de sua saúde que, para o caso de autônomos, é uma ótima alternativa durante a fase de restabelecimento. O ideal é que o profissional que não tem a contribuição compulsória contrate um seguro de vida para garantir renda em caso de doença ou acidente que o afaste do trabalho. Os seguros de vida tradicionais, acidentes pessoais, incapacidade temporária ou prestamista (que cobre dívidas em caso de morte, invalidez e até perda de renda do segurado) oferecem uma espécie de colchão que protege o segurado e a sua família em situações imprevistas”, explica Karina Massimoto, superintendente executiva de Seguros de Pessoas da Brasilseg, uma empresa BB Seguros.

Tanto a cobertura DMHO quanto a DIH têm facilidade no pagamento da indenização. No caso da cobertura de DIH, o segurado receberá o valor da diária contratada somente comprovando a internação por acidente, sem necessidade da comprovação da renda familiar. Na cobertura DMHO, basta o segurado comprovar o acidente e encaminhar as notas fiscais para reembolso.

“São seguros com valores acessíveis por mês, que normalmente ainda contam com assistências que dão suporte no dia a dia com serviços para sua moradia, seu carro ou outros”, afirma a executiva.

Atualmente, a Brasilseg oferece seguros que oferecem coberturas para doenças graves e acidentes pessoais. O de doenças graves, um dos mais contratados, possibilita, em casos de câncer, infarto ou AVC, que o segurado receba a indenização de uma única vez. Já o de acidentes possui uma cobertura exclusiva de Acessibilidade Física, cujo valor de indenização pode ser utilizado para a realização de tratamentos, com médicos especializados, por exemplo, ou para a realização de modificações na casa, no carro ou no dia-a-dia que permitam ou facilitem a mobilidade e tragam maior qualidade de vida permitindo que segurado se adapte a nova condição.

O produto BB Proteção, por exemplo, custa R$ 6,49/mês e, além da cobertura de morte acidental e invalidez por acidente, inclui serviços emergenciais de assistência como chaveiro, encanador e eletricista, auxílio-funeral e, para o automóvel, em casos de pane seca, troca do pneu e o serviço de motorista amigo, por meio do qual o segurado tem seu carro entregue em sua residência e utiliza táxi, se não tiver em condições de dirigir.

Já os produtos BB Seguro Vida Completo, BB Seguro Vida Mulher Mais e BB Seguro Vida Estilo contam, além das coberturas de acidentes, com outras mais completas, como por exemplo a de Doenças Graves, que assegura o pagamento de indenização em caso de diagnóstico de câncer primário, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC), cirurgia coronariana, insuficiência renal crônica e transplante de órgãos vitais. O principal diferencial desta cobertura é que não se trata de reembolso de despesas ou adiantamento do capital de morte, mas sim um valor contratado entre R$ 10 mil e R$ 100 mil pago em vida ao segurado quando confirmado o diagnóstico da doença.

“Tratam-se de doenças de alto custo que, embora cobertas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nem sempre estão cobertas pelos planos de saúde privado e quase sempre exigem do segurado ou de familiares o desembolso de altos valores com remédios. Nesse sentido, o valor da indenização pode cobrir ou colaborar com o pagamento parcial das despesas decorrentes do tratamento ou até mesmo a contratação de cuidadores”, explica Karina.

Covid-19: Fenacor agradece a seguradoras que aderiram a movimento 787

Seguradoras não aplicaram as cláusulas de exclusão relacionadas à pandemia nos seguros de vida

Na manhã desta sexta-feira, dia 03, a Fenacor publicou um agradecimento a todas as seguradoras que não aplicaram as cláusulas de exclusão relacionadas à pandemia do coronavírus nos seguros de vida.

Até o dia 31 de março, 12 seguradoras já haviam aderido ao movimento, e até o dia de hoje, foram contabilizadas 17 seguradoras envolvidas com o ato de solidariedade.

Aderiram à campanha as empresas: Brasil Seguridade, Caixa, Centauro ON, Chubb, Icatu, Itaú Seguros, Liberty, Mag, Mapfre, MetLife, Mitsui Sumitomo, PASI, Previsul, Prudential, Sura, Unimed Seguros e Zurich Santander.

Confira na íntegra, o agradecimento publicado pela Fenacor:

A Fenacor, mais uma vez, manifesta seu total reconhecimento e agradecimento a todas as empresas, inclusive, agora, algumas seguradoras ligadas a bancos, que se sensibilizaram e aderiram à nossa campanha, afastando a exclusão de pandemias dos contratos de seguros de vida e de pessoas de forma geral. São elas: Brasil Seguridade, Itaú Seguros, Mitsui Sumitomo, Unimed Seguros e Zurich Santander.

É muito importante para toda a sociedade brasileira que todos tenham uma sensibilidade maior neste momento em que a população necessita do nosso amparo e proteção. É, acima de tudo, uma questão de responsabilidade social.

Agora, já são 17 grandes empresas que ouviram nosso apelo e aderiram a esse importante e vital movimento: Brasil Seguridade, Caixa, Centauro ON, Chubb, Icatu, Itaú Seguros, Liberty, Mag, Mapfre, MetLife, Mitsui Sumitomo, PASI, Previsul, Prudential, Sura, Unimed Seguros e Zurich Santander.

Essa elogiável iniciativa e decisão comprova que o nosso setor está pronto para garantir a proteção de todos.

Nesse contexto, a Fenacor conclama as seguradoras que ainda não se posicionaram a assumirem, se possível, esse mesmo compromisso, o quanto antes.

Pois, neste momento, nada vale mais do que a vida, a tranquilidade, a segurança e o bem estar da população do nosso país.

Sigamos, portanto, o mantra: responsabilidade, cooperatividade e solidariedade!

Dell amplia descontos para corretores de seguros associados 808

Parceria com o Sincor-SP, possibilita descontos em compras realizadas até o fim de abril

Através da parceria com o Sincor-SP, a Dell ampliou os descontos em eletrônicos e acessórios para os corretores de seguros associados até o final do mês de abril.

Na compra de acessórios, periféricos e monitores, os descontos vão de R$ 20 a R$ 100. Já nas compras acima de R$ 2.499, a redução pode ser de até R$ 450.

Para aproveitar a oportunidade, os associados ao sindicato, devem consultar o código de acesso através da área restrita do Portal Sincor-SP, exclusivo aos corretores de seguros associados.

Como comprar:

– Acesse o site e escolha o produto desejado;

– Adicione ao carrinho e siga a compra normalmente;

– Aplique o código do cupom no campo “descontos e cupons”;

– Confira o valor atualizado e finalize sua compra.

Corretores de Piracicaba se reúnem em Encontro Digital de Empreendedores 504

Evento contou com a participação de mais de 90 corretores de seguros

Para se adaptar aos novos tempos, devido à pandemia do novo coronavírus, o Sincor-SP está reformulando seus eventos para interagir com a categoria de maneira online. E, na última quinta-feira, dia 02, a Regional Piracicaba foi a primeira a receber o Encontro Digital de Corretores de Seguros Empreendedores.

Com a participação de mais de 90 corretores de seguros, o evento abordou temas como as iniciativas adotadas pelo Sincor-SP e o mercado de seguros em relação à Covid-19, além de atualizar a categoria sobre o Acordo Coletivo 2020, a MP 905 e a Resolução Susep N° 382.

“O mundo inteiro está sendo obrigado a se adaptar nesse momento. Seguradoras estão trabalhando, quase em sua totalidade, em home office, assim como os corretores de seguros. O mercado não parou, continua com a mesma pujança de sempre”, ressalta o diretor da Regional, Carlos Caporali.

Sobre as medidas adotadas pelo governo para tentar conter a pandemia e não levar às empresas à falência, o diretor ressaltou que as Comissões, Assessorias Técnica e Jurídica do Sincor-SP estão atentas aos decretos. “Sincor-SP está preocupado com isso e estamos buscando todas as informações necessárias para o corretor operar tranquilamente”, completa.

A 2ª vice-presidente do Sincor-SP, Simone Martins, participou do Encontro para esclarecer algumas ações das seguradoras, cujas adaptações foram solicitadas pelos corretores através da Intersindical. “No caso, por exemplo, a cobertura do seguro de vida, tivemos reuniões com as companhias e, atualmente, 16 seguradoras já estão indenizando morte por Covid-19 e as outras estão entrando gradativamente”, explica. Em breve, a Comissão deve disponibilizar as mudanças de condições de diversos ramos na área exclusiva do site para associados ao Sincor-SP.

O presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, também participou da reunião para levar as informações atualizadas da MP 905, bem como abordar a Resolução 382 da Susep, que trata da exposição da comissão do corretor de seguros nos contratos.

“Com a aprovação do relatório do deputado Christino Áureo, nós conseguimos colocar o texto que dava nova redação à MP, voltando com a regulamentação da profissão e a nossa lei (N° 5.594/64)”, explica. Camillo ainda ressaltou que tanto a Câmara quanto o Congresso têm condições de discutir a MP remotamente, por isso, acredita que o texto vá para aprovação até semana que vem.

Em relação à Resolução 382, o presidente do Sincor-SP acredita que o setor tem outras preocupações no momento, já que o documento entrará em vigor apenas em julho. “A Fenacor e os Sincors estão debruçados para entender todas as questões legais da resolução e propor mudanças, no entanto, o momento agora é de focarmos nossa luta na MP 905. Após ganharmos essa batalha, vamos partir para outra com toda a intensidade necessária, declara.

Finalizando o evento, Camillo reforçou a atuação do Sincor-SP diante da pandemia. “O Sincor-SP está preparado para esse momento, para lutar, para oferecer auxílio ao corretor de seguros. Precisamos ter em mente que as consequências da crise serão maiores ou menores dependendo das atitudes que tomarmos agora”, completa.

Susep divulga canais de atendimento 503

Durante o período de quarentena, os servidores atenderão remotamente

Seguindo as diretrizes divulgadas pelos Ministérios da Economia e da Saúde, a Susep está com as atividades em suas instalações suspensas, para o combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Durante este período, os servidores estarão atendendo remotamente.

Como alternativa ao atendimento presencial ao público, que está suspenso desde 16 de março (por 30 dias a partir dessa data), a Susep mantém ativo o canal Fale Conosco e, enquanto durar a suspensão, a possibilidade de contato por WhatsApp e outros canais.

Confira:

Envio e protocolo de documentos: O Protocolo de documentos seguirá por meio eletrônico. Acesse aqui e verifique as orientações.

Atendimento ao consumidor: O atendimento ao público permanecerá sendo realizado por meio do Fale Conosco e, enquanto durar a suspensão, a Susep disponibilizará contato por WhatsApp, por meio do número (21) 97684-7806.

Atendimento à imprensa: Jornalistas devem entrar em contato pelo e-mail imprensa.rj@susep.gov.br.

Atendimento da Auditoria: Para Órgãos Externos de Controle (TCU e CGU) e Assessoria de Controle Interno (AECI) do Ministério da Economia – audit.rj@susep.gov.br

Assuntos Internacionais: Demandas relativas às atividades da Susep no âmbito internacional – internacional.rj@susep.gov.br

Assuntos Estatísticos: Demandas relativas aos relatórios e sistemas estatísticos da Susep – estatisticas.rj@susep.gov.br

Processo Administrativo Sancionador: Demandas relativas a processos sancionadores em andamento na Susep – Coordenação-Geral de Julgamentos – CGJUL cgjul.rj@susep.gov.br

Atendimento a servidores ativos e aposentados e pensionistas: Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoal – COGEP cogep.rj@susep.gov.br

Atendimento ao Mercado Supervisionado

Coordenação de Arrecadação e Execução Financeira: Atendimento relativo à Taxa de Fiscalização, CADIN, recarga do quadro 92 do FIP ou parcelamento de debitos.coraf.rj@susep.gov.br

Regulação de Seguros Massificados, Seguros de Pessoas, Microsseguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Coordenação Geral de Regulação de Seguros Massificados, Pessoas e Previdência – CGSEP cgsep.rj@susep.gov.br

Coordenação de Regulação de Seguros Massificados – COMAS (Seguros Massificados e Capitalização):
comas.rj@susep.gov.br

Coordenação de Regulação de Seguros de Pessoas e Previdência – COPEP (Seguros de Pessoas, Microsseguros e Previdência Complementar Aberta): copep.rj@susep.gov.br

Grandes riscos e resseguros:

Coordenação Geral de Grandes Riscos e Resseguros – CGRES (regulação e supervisão de conduta de grandes riscos e resseguros, além de supervisão de produtos, balanço de pagamentos e moeda estrangeira) cgres.rj@susep.gov.br

Monitoramento de solvência:

Coordenação Geral de Monitoramento Prudencial – CGMOP cgmop.rj@susep.gov.br

Coordenação de Monitoramento de Provisões Técnicas – COPRA (Monitoramento de solvência com foco nas provisões técnicas) copra.rj@susep.gov.br

Coordenação de Monitoramento de Riscos – CORIS (Monitoramento de solvência com foco no capital mínimo requerido e no teste de adequação de passivos) coris.rj@susep.gov.br

Coordenação de Monitoramento de Ativos Financeiros e Macroprudencial – COMAP (Monitoramento de solvência com foco nos ativos financeiros) comap.rj@susep.gov.br

Coordenação de Monitoramento de Solvência e Contabilidade – COMOC (Monitoramento de solvência com foco nos aspectos gerais de solvência e contabilidade) comoc.rj@susep.gov.br

Fiscalizações prudenciais em curso
Coordenação-Geral de Fiscalização Prudencial – CGFIP cgfip.rj@susep.gov.br

Dúvidas sobre os registros contábeis auxiliares obrigatórios
Consulte as perguntas frequentes.
Caso sua dúvida não esteja contemplada, encaminhe sua consulta através do peticionamento eletrônico, observando o previsto na Deliberação Susep Nº 183/2016.

Material digital oferece informações para pedido de restituição do Seguro DPVAT 2020 505

Publicação contém informações sobre o preenchimento do formulário online e esclarecimentos sobre erros que podem atrasar o recebimento da restituição

Para ampliar o conhecimento sobre o Seguro DPVAT, a Seguradora Líder desenvolveu um material digital com o passo a passo detalhado para quem quer dar entrada no pedido de restituição da diferença do valor do Seguro DPVAT 2020. A apresentação pode ser conferida na ferramenta SlideShare, rede de compartilhamento de documentos que permite o acesso a conteúdo sobre diferentes temas.

Para conferir o material, basta clicar aqui e ter acesso ao passo a passo detalhado, além de respostas às principais dúvidas sobre o procedimento. O material contém informações básicas sobre o preenchimento do formulário online e esclarecimentos sobre os erros mais comuns, que podem atrasar o recebimento da restituição.

O site para recebimento dos pedidos foi lançado no dia 15 de janeiro, como uma solução tecnológica simples para a restituição da diferença dos valores pagos a mais no Seguro DPVAT 2020. Após dois meses, a página teve mais de 3 milhões de visualizações e foram registrados pedidos de restituição para mais de 881 mil veículos.

Para realizar ou consultar seu pedido de restituição, clique aqui.