Saiba como a tecnologia é implantada na construção civil 786

Saiba como a tecnologia é implantada na construção civil

Quando projetadas em conjunto com a tecnologia, as construções, principalmente residenciais, costumam auxiliar os moradores em seus afazeres domésticos. Para isso, são utilizadas ferramentas que, automaticamente, realizam algumas tarefas que gastariam tempo das pessoas. Para se ter uma ideia, assim como o raio x portátil modificou todo o setor trazendo um novo tipo de aparelho para sua área, nas casas, por meio de um controle remoto é possível fazer tarefas simples em casa, como acender ou apagar uma luz remotamente. Em casa automatizada pode ser vista como uma forma otimizar o seu tempo, diminuindo algumas tarefas rotineiras e trazendo mais conforto.

Considerando isso, preparamos este conteúdo explicando a aplicação da tecnologia na construção civil. Acompanhe!

Saiba como uma casa automatizada funciona

A automação residencial permite controlar ´partes da casa remotamente. Para isso, todas as configurações devem estar de acordo com o conforto dos moradores. Esse recurso da construção civil é muito útil para:

Maior praticidade

A rotina pode ser bem cheia de tarefas! Consome um certo tempo você se vestir, tomar banho e arrumar as coisas, certo?

Uma cafeteira elétrica é uma das formas atuais de otimizar o seu tempo durante a manhã. Ela pode inclusive ser programada para ligar automaticamente em um horário pré determinado. Fora isso, os espaços de lazer da sua casa também podem ser beneficiados com a tecnologia. Você pode sonorizar todas as partes da casa que quiser com um sistema de som ambiente. Assim é possível dividir o som para vários lugares da casa a partir de uma central de controle. Vale ressaltar que em um ambiente musical, como assistir um show na tv, esse sistema torna a experiência mais agradável.

Segurança e economia

Um portão automático é uma das melhores medidas para quem está preocupado com a segurança. No lugar de sair do carro para abrir o portão bastará acionar um controle para abrir e fechar o portão à distância.

Outro ponto vantajoso da automação residencial é a iluminação. Chegar a noite em sua casa e precisar entrar no escuro. Basta os projetores estarem ligados à sensores e um gerador de energia. Tanto quanto qualquer processo industrial que necessite de máquinas de solda, processos de fundição de aço ou disco abrasivo, a tecnologia surge com formas de tornar tudo mais seguro!

Conforto

Imagine esquecer de fechar as janelas ao sair de casa, em um dia que a previsão é de chuva! Caso tenha uma casa automatizada, nessa situação o morador não precisa se preocupar. Isso porque, basta configurar para que as janelas se fechem sempre que for chover ou então o morador pode dar o comando remotamente. A blindagem automotiva, por exemplo, é uma medida bastante segura e resistente para seu carro. Com o avanço tecnológico é possível dividir essa sensação de segurança e conforto para sua casa também!

Saiba como a tecnologia é aplicada na construção civil

Como vimos ao longo deste conteúdo, a automação residencial possui diversas características fundamentais. Além de facilitar a vida dos moradores é uma nova forma de construir e reformar as casas. Para isso, é importante pensar na praticidade e conforto nas tarefas do dia a dia. Automatizar portões ou uma porta de ferro é uma forma de ter mais segurança ao chegar em casa.

Dessa forma, sua casa além de mais agradável passa a interagir mais com você, facilitando seu dia a dia e te fazendo economizar tempo. A construção civil, como diversas áreas, pode se beneficiar muito dos avanços tecnológicos constantes.

Icatu Seguros aposta em tecnologia e mobilidade para lidar com os desafios do novo coronavírus 833

Seguradora adota novos formatos de trabalho e reforça soluções digitais para clientes, parceiros e corretores

Diante do avanço do coronavírus em escala mundial, a Icatu Seguros está seguindo as orientações dos órgãos competentes diante de um cenário desafiador. Com o objetivo de preservar a saúde e bem-estar de seus colaboradores e suas famílias e garantir a plena continuidade dos negócios, a companhia reorganizou a rotina de suas equipes, criando novos formatos de trabalho.

Através de um plano estruturado, a seguradora conseguiu que seus quase 1.800 colaboradores estivessem conectados e trabalhando simultaneamente, cada um de sua própria casa. Na última semana, 100% da operação do Centro de Relacionamento com Clientes (CRC) passou a operar com as ferramentas necessárias para o trabalho remoto.

Para garantir o acesso completo à informação, a companhia criou uma página exclusiva dentro do portal corporativo para os funcionários, comunicando todas as suas ações. No site, o colaborador também tem acesso a um material completo sobre o Covid-19, dicas de prevenção e orientações gerais para o novo formato de trabalho em home office. Além disso, em parceria com a D’or Consultoria, a Icatu disponibilizou um canal direto, por telefone e WhatsApp, onde os funcionários podem tirar todas as suas dúvidas sobre o coronavírus com uma equipe médica.

“Como seguradora, prestamos um serviço essencial e de grande relevância para a sociedade, portanto não podemos parar nesse período de quarentena. A tecnologia e a mobilidade permitiram que a Icatu se adaptasse com maior rapidez ao cenário atual, cumprindo o objetivo de gerar o menor impacto possível para nossos clientes, corretores e parceiros comerciais”, afirma Alexandre Vilardi, vice-presidente Corporativo da Icatu Seguros.

O investimento realizado em tecnologia ao longo dos anos permite que hoje a seguradora possa oferecer diversas opções de autoatendimento através de suas soluções digitais. Na Área do Cliente (www.icatu.com.br), por exemplo, é possível consultar todas as informações dos produtos de Vida, Previdência e Capitalização, acompanhar reservas em tempo real, acessar documentos, realizar aportes e resgates, editar beneficiários, formas de pagamento e endereço, além de outras facilidades.

Já no portal Casa do Corretor (www.icatu.com.br/corretor), o profissional pode emitir boleto no momento do cadastro do cliente e 2ª via de boletos em atraso, consultar carteira de clientes, realizar cotações online dos produtos de Vida, acompanhar as propostas realizadas nos últimos 180 dias, além de possibilitar a assinatura eletrônica para contratação digital de produtos de Vida e Previdência

A Icatu aposta também em outras iniciativas positivas para os clientes diante de um cenário de isolamento social como este. A empresa acaba de reformular seus cursos online gratuitos, em parceria com a FGV Online. Agora, eles contam com um novo design e estão mais dinâmicos, com explicações em vídeo e exercícios práticos. São opções que ensinam a organizar o orçamento familiar, investir de acordo com cada perfil, planejar a aposentadoria e consumir de forma consciente, temas fundamentais para garantir uma vida financeira saudável.

“Os últimos dias foram desafiadores e nos mostraram que temos um time dedicado às entregas, onde quer que ele esteja. Em uma semana de teletrabalho preservamos nossos funcionários e mantivemos todos nossos serviços operacionais sem nenhuma interrupção”, afirma Luciana Chagastelles, diretora de Pessoas da Icatu Seguros.

Previdência: tecnologia apoia idosos durante crise do coronavírus 822

Aposentados podem resgatar benefício sem sair de casa

Em meio ao atual cenário de pandemia do coronavírus (Covid-19), a população mais afetada tem sido os idosos, considerados grupo de risco da doença. Devido a recomendação dos órgãos governamentais para que permaneçam em isolamento total, muitos têm receios em relação a aposentadoria, já que não podem sair de casa e manter o benefício é vital durante essa consequente crise econômica.

Apesar do panorama adverso e as inúmeras inseguranças que o permeiam, a tecnologia pode ser uma importante aliada para garantir a saúde dos idosos ao mesmo tempo que têm acesso a aposentadoria. A Planetun, insurtech que desenvolve soluções disruptivas para o mercado de seguros e automotivo, conta com o aplicativo web Mobi Previdência, com o qual o idoso consegue resolver diversos processos de forma remota, sem sair de casa, como a concessão da aposentadoria e a prova de vida. Com o app, o titular da previdência ainda pode solicitar o resgate do valor investido e os beneficiários, em caso de falecimento do titular, podem enviar a documentação necessária para o pagamento do sinistro.

Utilizando a solução, o titular ou beneficiário recebe um token via SMS que dá acesso ao app web. A partir daí, é só seguir um passo a passo de fácil entendimento para enviar todos os documentos necessários diretamente à empresa de previdência e aguardar a conclusão do processo. Ao invés de ter que se deslocar e correr riscos, o idoso pode fazer a solicitação de sua aposentadoria ou a prova de vida com poucos cliques no celular e ainda pode acompanhar cada etapa do estágio em que se encontra seu pedido pelo próprio aplicativo web.

“Estamos buscando maneiras de apoiar as pessoas e o mercado de seguros diante das incertezas e desafios da crise atual. A tecnologia vem sendo uma grande aliada para que as seguradoras possam entregar aos seus clientes um serviço mais efetivo e compatível com o momento”, comenta Henrique Mazieiro, CEO da Planetun.

O Mobi Previdência reduz em 65% o tempo do processo, que da maneira tradicional exige o cumprimento de várias etapas de um caminho que inclui organização de documentos, reconhecimento de firma e eventuais visitas à agência. Além das vantagens, como agilidade e comodidade para os clientes, a ferramenta é disruptiva e também apoia as seguradoras neste período difícil, já que o produto é completo e simplifica a previdência privada de ponta a ponta.

Insurtech libera vistoria e inspeção remota gratuitamente para o mercado por coronavírus 576

Iniciativa busca minimizar o impacto da pandemia no mercado automotivo e segurador

A preocupação com a crescente disseminação do coronavírus (COVID-19) está mudando a rotina de milhões de pessoas em todo o mundo. Por conta dos riscos, a orientação dos órgãos governamentais é que a população reduza o contato social e muitas empresas, assim como a própria Planetun, já estão adotando o trabalho home office.

Pensando em minimizar o impacto da pandemia no mercado automotivo e segurador, a insurtech Planetun decidiu liberar gratuitamente seus aplicativos web que permitem a vistoria ou inspeção remota para as empresas que ainda não possuem esta tecnologia, durante 30 dias.

Com a solução da Planetun é possível que o usuário realize a vistoria ou inspeção do seu bem, automóvel ou residência, de forma remota, com poucos cliques no celular. O cliente recebe um link que dá acesso a um aplicativo web e, seguindo as instruções da ferramenta, envia as fotos necessárias para o processo diretamente para a avaliação da seguradora. Desta forma, elimina-se o deslocamento e contato físico, o que contribui para a não disseminação do vírus.

Para os automóveis, a insurtech vai disponibilizar os aplicativos de vistoria prévia; auto sinistro (segurado faz às fotos); sinistro oficina (oficina faz as fotos); constatação de danos; e vistoria de qualidade. Para residências, as soluções de inspeção residencial e sinistro residencial (quebra de vidros, roubo / furto e danos elétricos) estarão liberadas. Os idosos, que são o maior grupo de risco em relação a doença, também vão poder se beneficiar utilizando o app de prova de vida de forma gratuita.

“A tecnologia é uma grande aliada no dia a dia e em situações extremas pode ser ainda mais eficiente, contribuindo para ajudar as pessoas e a economia. Nesse momento é importante usarmos esses recursos a fim de diminuir o impacto causado por essa pandemia”, comenta Henrique Mazieiro, CEO da Planetun.

As seguradoras devem acompanhar o andamento de todos os processos pelo workflow da Planetun, sistema que gera fila de trabalho e ainda disponibiliza outros recursos como geolocalização e dashboard.

Para mais informações, os interessados devem acessar: http://www.planetun.mobi/previna-se

A aplicação da Internet das Coisas nos negócios já é uma realidade 874

Conheça as aplicações e tendências do uso da IoT que vão revolucionar os negócios nos próximos anos

Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Os empreendedores que dominarem as tendências inovadoras de Internet das Coisas (conhecida pela sigla IoT) terão a oportunidade de liderar a inovação digital em seus negócios, pois ao permitir a interconexão digital de objetos cotidianos com a internet, a IoT tem um enorme potencial para coletar continuamente dados sobre nossos ambientes.

Os negócios que tiverem isso em mente terão em mãos um importante aliado na tomada de decisões, seja em diagnósticos médicos, comandos para modificar ações de máquinas ou até mesmo na identificação e autorização de acesso físico. Além disso, dispositivos conectados oferecem oportunidades em ganho de eficiência, redução de custos de produção e na criação de mais pontos de engajamento com o consumidor, ajudando na proximidade entre marca e cliente, o que pode impactar diretamente nas vendas.

No setor automotivo, por exemplo, os carros estão usando cada vez mais a IoT, e os veículos autônomos já são uma realidade que oferecem informações valiosas sobre as condições das estradas, melhores rotas etc. Já na indústria, sensores ultra conectados são utilizados para acelerar processos de fabricação e garantir a segurança do trabalho, além de contribuir para automatizar atividades de mensuração de indicadores importantes como temperatura, pH e pressão.

Além disso, dispositivos conectados oferecem oportunidades para que as empresas criem mais pontos de engajamento com o consumidor, e consequentemente se tornar uma marca mais presente em suas vidas. A Amazon, por exemplo, é uma empresa que consegue explorar de forma muito eficiente o potencial da internet das coisas nos processos de logística, utilizando robôs e sensores em seus centros de distribuição.

A adoção da IoT nas PMEs

Engana-se quem pensa que a Internet das Coisas é uma realidade apenas para grandes empresas. As PMEs também têm grandes possibilidades para explorar e se beneficiar.

No comércio, por exemplo, a IoT pode criar lojas e estabelecimentos inteligentes, nos quais sensores serão responsáveis por coletar desde o funcionamento de câmeras de vigilância até o consumo de energia elétrica, entrada de clientes, dentre outros aspectos. Com sensores de movimento conectados ao sistema da empresa, será possível medir o número de pessoas que entram na loja, criando dados para insights importantes sobre efeito de campanhas, promoções e popularidade de produtos. Isso gera uma integração entre áreas estratégicas como a de vendas e o marketing, resultando em ações de sucesso. Nos meios de pagamento está outro fator em que já podemos ver o resultado da IoT: a adoção da tecnologia permite que as pessoas paguem usando seus smartphones ou relógios inteligentes de forma segura e prática.

O Atual panorama da IoT no Brasil

A internet das coisas provocou grande barulho e gerou um otimismo muito maior que o mercado oferecia na época. Muitas empresas apresentaram números que eram maiores que a realidade. Hoje a IoT é mais concreta e com projetos viáveis, que estão dando certo e oferecendo retorno.

Se olharmos isso de uma maneira geral, no Brasil tem muita coisa acontecendo. Por aqui, aliás, o mercado de Internet das Coisas é um dos mais desejados do mundo. De acordo com estudo da Frost & Sullivan realizado em junho de 2019, a expectativa era de que o Brasil deveria faturar US$ 2,2 bilhões com esse mercado no ano que passou, o que representa cerca de 45% de toda a América Latina. Os números finais ainda não foram fechados.

Em uma avaliação geral, podemos dizer que o Brasil é o maior e mais desenvolvido mercado da América Latina. Temos uma legislação considerada avançada, um mercado grande e ávido por inovação. Ao mesmo tempo, ainda temos certa imaturidade no que se relaciona às próprias empresas e às pessoas. A ruptura tecnológica dos últimos anos foi intensa de uma forma que nunca tinha acontecido antes, mas as pessoas não se preparam na mesma velocidade. Boa parte das empresas e dos empresários ainda são muito jovens e vão cumprir um ciclo de amadurecimento do negócio, da gestão e também pessoal.

Já o Plano Nacional de IoT levou o Brasil ao patamar de país da América Latina mais preparado para participar do mercado da IoT e de se beneficiar das suas oportunidades, ao lado do Chile e Costa Rica, de acordo com um estudo de 2018 da Deloitte sobre a IoT no setor empresarial que avaliou seus principais indicadores: ICT infraestrutura, política e regulamentação, capacidades inovadoras, economia e estabilidade política, nível de negócios de adoção da ICT e habilidades da ICT.

O Plano Nacional de IoT resultou de um grande esforço colaborativo entre governo, academia, sociedade civil e indústria e estabeleceu prioridades claras com base nas quatro aplicações de maior potencial: cidades, saúde, rural e IIoT. No futuro, a IoT permitirá o cumprimento da revolução dos dados, por isso é imperativo que todos, desde indivíduos a líderes do setor privado e autoridades do setor público, tomem consciência da presença e do poder da IoT.

 

Por Paulo José Spaccaquerche, Presidente da ABINC*

Quais as tendências para o mercado de seguros em 2020? 593

Tecnologia se faz presente entre as tendências para o mercado de seguros, mas, existem outros pontos que andam chamando a atenção

Quando o assunto é proteção para pessoas e bens pessoais, as necessidades vão mudando com o passar do tempo e com isso as tendências para o mercado estão sempre se renovando. Os profissionais da áreas e seguradoras precisam estar atentos as essas mudanças para sempre oferecer os que os consumidores estão procurando e assim conseguir atender as necessidades e impulsionar as vendas.

Conheça algumas das tendências para o mercado de seguros e se antecipe ao que será pedido pelos clientes.

Contratação de seguros online

Essa modalidade já existe, mas deve ganhar ainda mais força em 2020. As pessoas poderão pesquisar, se informar e contratar o seguro de forma 100% online, o que permite mais agilidade e praticidade.

A qualquer momento essa contratação poderá ser feita e as corretoras que quiserem chegar até esses clientes precisarão estar nesse mundo online e garantir o acesso de qualquer dispositivo.

Valores ajustados ao perfil

Antes se consideravam apenas alguns dados dos usuários para definir o valor do seguro, agora os algoritmos e análises comportamentais permitirão realizadas por meio de inteligência artificial permitirão ter um preço mais justo.

Pessoas mais cuidadosas devem pagar menor por suas proteções, já os que são descuidados devem seguir o caminho oposto.

Novos produtos de saúde

Uma das tendências para o mercado de seguros é que surjam novos produtos na área de saúde, principalmente os que são focados nos cuidados primários.

Isso surge em decorrência da crise econômica dos últimos anos, que fez com que muitos abandonassem os planos de saúde e da busca do consumidor por um produto mais específico para suas necessidades e cuidados iniciais.

Aumento da oferta de seguro de carro para Uber

Contratar um seguro auto para carro utilizado em aplicativos era uma difícil tarefa, pois, nem todas as seguradoras oferecem seguro para Uber.

Com o crescimento de pessoas trabalhando com aplicativos de transporte, as empresas precisaram rever o que disponibilizam no mercado e deve crescer o número de seguradoras que aceitam esse tipo de veículo.
Além disso, devem surgir produtos específicos para atender a essa categoria.

Seguro intermitente

Será possível contratar os seguros por um período mais curto do que no modelo tradicional ou “ativar” e “desativar” a proteção quando a pessoa sentir necessidade.

Com o seguro auto isso já acontece, existem seguros que podem ser ativados apenas quando o carro sai da garagem ou quando o usuário sentir necessidade.

Crescimento do setor de seguros

O setor de seguros está consolidado e com as mudanças tecnológicas implementadas e facilidade de contratar os produtos, a venda de seguros deve aumentar.

Seja na área de saúde, auto, previdência privada e vida, residencial e outros a tendência é de haver um aumento na procura. O número de pessoas que contratam a primeira apólice deve aumentar e os que deixaram de usar um seguro devem retornar a contratá-lo.

As tendências para o mercado de seguro são otimistas, o setor prevê um crescimento e aliado a isso deve estar a tecnologia e produtos que permitam uma maior personalização.

 

Por Jeniffer Elaina, do SeguroAuto.org

Fontes:

https://www.textecnologia.com.br/blog/tecnologia/mercado-de-seguros/

https://www.revistaapolice.com.br/2019/12/2020-quais-sao-as-expectativas-do-mercado-segurador/