A importância da utilização de para-raio predial 324

A importância da utilização de para-raio predial

Os para-raios se conectam à terra através de fios comandantes, mostrando um caminho sem resistência para a descarga elétrica atmosférica (raios).

Esse dispositivo é composto por hastes metálicas produzidas com aço, cobre ou alumínio. Essas hastes são inseridas em lugares bem elevados, como por exemplo alto de edifícios e torres, com o objetivo de proteger as estruturas e pessoas de possíveis raios.

Diferente do que dizem sobre a crença, o foco dos para-raios não é atrair os raios, mas sim, ter um caminho para que os raios possam atravessar causando o menor impacto possível em seus efeitos.

Levando em consideração esse e os demais aspectos, preparamos este conteúdo para explicar os tipos de para-raios que existem e porque são importantes para às construções. Confira agora!

Os sistemas dos para-raios

A corrente elétrica transportada por descargas atmosféricas, os cabos elétricos e para-raios devem ser produzidos com metais condutores de baixa resistência elétrica, como por exemplo alumínio, cobre e aço.

Esses materiais, no momento que passam por uma corrente elétrica muito forte, precisam resistir, porque sofrer um forte dano por conta do raio.

Um objeto que tenha passado pelo processo de injeção de plástico, ou uma matéria parecida, vai acabar derretendo logo depois de absorver essa descarga. Por isso, todos os sistemas são compostos por:

Um sistema de captura

Um captor é estabelecido de acordo com a medida específica do edifício. Mas, em diversos casos já existe uma configuração metálica que pode ser utilizada como para-raio predial.

Nessas situações, o responsável precisa conectar esse sistema a outro subsistema de descida e aterramento. No caso de prédios com mais de 10 metros, é necessário um cabo em volta do perímetro para completar o para-raio, isso conforme a definição da norma.

Sistema de Aterramento

Esse subsistema pode ser feito com estrutura de alicerces e colunas no ambiente que o para-raio será colocado. Esse sistema de aterramento se trata de uma viga na terra, que está ligada a um fio que passa a casa para que a descarga contorne a estrutura.

Sistema de descida

Já os sistemas de descida podem ser produzidos por cabos com o material de cobre nú, com um tamanho ideal. São realizados nas suas especificações que possuem até 20 metros de altura.

Mas se o prédio for maior do que isso, o cabo precisa ter um tamanho maior, de acordo com a norma especificada. Os pilares de armações metálicas podem alterar o cobre na descida do para-raio.

Para-raios de Melsens

Com os modelos de para-raio de Melsens, a construção é cercada por uma armadura metálica. No local do telhado é colocada uma malha de fios metálicos com hastes de 50cm. Essas hastes são as responsáveis por receber as descargas elétricas, e devem ser conectadas a cada oito metros.

A conexão com o solo, que é onde a energia dos raios é desvanecida pelas hastes de aterramento, é realizada por um cabo de descida. Através desse cabo pode ser projetado, utilizando a própria estrutura da construção.

Para-raios de Franklin

O modelo de Franklin é um dos mais utilizados, possui uma haste metálica em que o sistema de é sincronizado em um cabo de condução que vai até o solo. Essa energia da descarga elétrica é dissipada através do aterramento.

O cabo condutor, que vai da antena ao solo, necessita ser isolado para não ter nenhum tipo de contato com as paredes da construção. Às probabilidades do raio ser atraído por esse tipo de material é muito alta, por isso é tão

Modelos de para-raios existentes

Existem muitos modelos de para-raios disponíveis no mercado. Os modelos mais comuns no Brasil são Melsens e Franklin.

Como é realizada a instalação dos para-raios

A instalação sempre deve ser feita pensando na questão da segurança de casas, empresas, indústrias e o setor agrícola. Existem regras específicas que indicam a dimensão e regras para a instalação de um para-raio, especificando quais são as regiões de chuva constante, onde a instalação é necessária.

É possível destacar que os locais em que esse sistema precisa ser instalado são: indústrias, casas, edifícios, escolas e hospitais. Esses lugares precisam ser conter uma estrutura de aço, madeira, alvenaria e outras.

A altura de instalação dos captadores (pontas dos para-raios) deve estar alinhado com o nível de proteção calculado para a estrutura, que pode ter algumas variações a partir de  20 metros e máximo de 60.

Proteção do para-raios

Conforme analisamos no decorrer deste conteúdo, os para-raios são fundamentais para proteger construções altas dos raios causados pelas descargas elétricas atmosféricas.

Quando a instalação ocorre em construções ou casas menores que 30 m de altura, podem proteger uma área grande em formato de cone, que o raio é aproximadamente igual à sua altura. Nesse território, às chances de ser atingido por um raio são pequenas.

No caso de construções mais altas, como em prédios e torres, a proteção que combate os raios é eficiente somente até a altura de 30 m a partir do solo. Nesse último caso, a área protegida tem o formato aproximado de um cone com altura e raio semelhantes, de aproximadamente 30 m.

Se os raios caem em campo aberto, existem muitas chances de pessoas e construções serem atingidas por eles. Tendo os para-raios, é possível garantir segurança e proteção desse tipo de descarga, evitando problemas e zelando pela vida das pessoas.

*Esse artigo foi escrito por André de Angelo, Criador de Conteúdo do Soluções Industriais.

Saiba a importância de aprender sobre decoração e invista corretamente 322

Saiba a importância de aprender sobre decoração e invista corretamente

Ao realizar algumas pesquisas na internet é possível encontrar diversos conteúdos sobre decoração, mostrando itens e algumas dicas para deixar o ambiente de acordo com certas tendências do mercado.

No entanto, isso não responde certas dúvidas e, na verdade, é capaz até que levante um ponto muito válido: qual a finalidade da decoração? Por que gastar com isso?

É fato que muitas pessoas possuem dúvidas e em muitos casos não conseguem a informação necessária para concluir a importância de entender sobre decoração.

Considerando isso, separamos este conteúdo com alguns tópicos importantes para que fique clara importância da decoração residencial. Confira!

Entenda o impacto que a decoração causa na sua vida

Podemos dizer que a atitude de enfeitar os cômodos de casa está ligada à estética, tanto quanto com a própria organização do ambiente. Essa prática é considerada a reflexão da sua personalidade posta nos móveis e objetos decorativos da casa.

Por essa influência, decorar a casa têm a capacidade de tornar o ambiente mais agradável, harmonioso e funcional, valorizando assim o imóvel e transmitindo a personalidade dos moradores.

Enfeitar é um passo importante para o bem-estar e aumento na qualidade de vida, servindo como o local de repouso e alívio do estresse. Por conta desses fatores, a decoração é tão importante quanto o próprio conforto dos móveis.

A decoração não apenas modifica os móveis como também facilita certos serviços. Ao utilizar um domus para telhado, por exemplo, além de aumentar até 8x mais que uma janela a iluminação natural, é algo prático.

Pois o item se torna um facilitador de acesso para o telhado. No caso de alguma manutenção na telha, calha ou para raio predial, o acesso é facilitado, dispensando o uso de escadas.

Busque formas para tornar a decoração agradável

Por mais que decorar seja algo extremamente pessoal por se tratar da personalidade dos moradores, os itens que existem no mercado possuem um padrão que, com uma certa adaptação, podem combinar com praticamente qualquer estilo decorativo.

Para a região da sala, por exemplo, quadros, porta-retratos e puffs são itens comumente usados, e podem ser considerados peças “coringa” caso tenha dúvidas a respeito da melhor forma de decorar sua casa.

Esses elementos dão um toque pessoal e aconchegante, fazendo com que os moradores se sintam bem no ambiente e, até mesmo as visitas, passam a ter uma impressão de que a casa é bem cuidada e possui toques pessoais.

Para a região da cozinha, objetos bonitos e úteis podem contribuir. Utilizar um bule, pano de prato bordado, cadinho de porcelana, e etc, colaboram para uma cozinha elegante e sofisticada.

Invista adequadamente em sua decoração

Como vimos ao longo deste conteúdo, os enfeites são parte importante em toda casa, pois além de trazer conforto e aconchego aos moradores, é uma forma de refletir a personalidade deles no ambiente.

Essa organização torna a casa um verdadeiro lar e faz com que seja um espaço de descanso e desestressante, algo possível por meio de alguns itens e objetos.

A harmonia, móveis, luzes e objetos bem escolhidos tornam sua casa um local ideal para se afastar das preocupações do dia a dia, sendo um ótimo local para passar os dias com a pessoa que você gosta.

*Esse artigo foi escrito por André de Angelo, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Sem tempo ou dinheiro? Saiba como arrasar na decoração com baixo custo 330

Sem tempo ou dinheiro? Saiba como arrasar na decoração com baixo custo

Decorar a casa é um gesto importante para todos. Com isso, é possível transformar sua residência em um local aconchegante de acordo com o seu gosto e chamá-lo de lar. Para essa tarefa existem diversos itens a serem utilizados, cada um com sua funcionalidade.

No entanto, quando falamos de itens decorativos e casas, podemos pensar também no meio ambiente e em formas de economizar dinheiro fazendo isso.

A decoração pode ultrapassar a estética e, além de priorizar o conforto dos residentes, é possível tomar ações pensando no meio ambiente sem abrir mão de uma decoração agradável para você.

Pensando nessa e em outras alternativas, separamos algumas dicas para a sua casa, com ideias que impactam positivamente o meio ambiente e ainda deixam sua casa bonita. Acompanhe!

Encontre formas de economizar com eletricidade

O consumo de energia elétrica é uma das grandes preocupações do mundo. É necessário ter em mente que, quanto mais escassos forem os recursos naturais, maiores serão os gastos em sua casa.

A luz do sol é um grande recurso natural! Considerada uma fonte natural inesgotável, a luz do dia pode ser aproveitada ao máximo. Trocar cortinas com tons escuros por claros e tecidos mais grossos por finos, além de darem um novo aspecto decorativo, ajudam a economizar.

Isso faz com que a luz se espalhe pelo ambiente e possa ser aproveitada durante todo o dia, diminuindo o gasto com eletricidade.

Para evitar que a luz forte do sol atrapalhe a luz da TV, por exemplo, ou mesmo para proteger a pele dos raios ultravioleta, é recomendado usar uma película de controle solar nessas janelas.

Além das cortinas, as texturas e objetos também contribuem. Para um ambiente mais iluminado, busque por pinturas ou revestimentos de parede que tenham um tom mais claro.

A claridade ajuda com a propagação da luz natural do sol, além de transmitir uma imagem de amplitude.

Procure por objetos ecológicos

Boa parte dos produtos comprados no mercado são colocados em embalagens que passam por um processo de injeção de plástico. Para evitar que sejam despejados em locais impróprios, elas devem ser devidamente descartados.

A reciclagem de plástico é extremamente importante, e é o correto a fazer, principalmente ao considerar a série de produtos que não se pode comprar sem conter embalagens plásticas.

No entanto, sempre que possível, o ideal é utilizar objetos reutilizáveis. Inclusive, existem itens decorativos, como vasos e outros elementos, que são feitos de papel reutilizado.

Dessa forma, é possível garantir um cuidado com o meio ambiente e ainda assim ter um item de decoração bonito em casa.

Aproveite as ideias de decoração com objetos reutilizados

Existem diversos produtos que servem para fabricar objetos decorativos, e sua composição vem de materiais reutilizados. Por exemplo, para o quintal, vasos de plantas podem ser feitos com pneus de automóveis que foram descartados.

Fora isso, caixas de papelão podem se tornar um belo painel de fotografias para o seu quarto. Basta um pouco dedicação e criatividade. .

Uma outra importante dica é, antes de comprar um item de decoração novo, é interessante confirmar se não é algo que pode ser feito com objetos que você já tem em casa.

Isso porque, uma das melhores formas de manter a casa ecologicamente correta é aproveitar tudo o que você já tem para decorar de acordo com seu gosto.

Seguir esses passos pode ser o empurrão que você precisava para ajudar o meio ambiente, pois isso contribui tanto para um lar mais bonito quanto para a diminuição do impacto ao ecossistema.

*Esse artigo foi escrito por André de Angelo, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Entenda o que é endomarketing e qual sua vantagem para os negócios 332

Entenda o que é endomarketing e qual sua vantagem para os negócios

O endomarketing é uma ação institucional voltada para os funcionários da empresa com a intenção de melhorar a sua imagem internamente. Essa prática, quando bem aplicada, costuma trazer ótimos resultados para as empresas!

Um grande exemplo de endomarketing é o que a empresa Toyota faz com os novos funcionários. Assim que entram, eles recebem um treinamento de cinco meses para aprenderem a cultura Toyota.

Depois são direcionados às fábricas para que conheçam a produção dos carros e entender as necessidades dos clientes. Além disso, a Toyota costuma promover ações de trabalho em equipe, palestras e estimular a criatividade.

Considerando isso, preparamos este conteúdo para falar a respeito do endomarketing e entender suas diferenças do marketing. Confira!

Saiba qual a função do marketing

Entendendo que em essência o marketing trabalha para atender seu público-alvo, é necessário compreender por meio de pesquisas as melhores formas de lidar com esse desejo.

Para isso, o marketing deve perceber as diferenças entre os consumidores para saber de que maneira gerar valor ao produto. Lembrando que valor se refere à representação da marca, não ao valor monetário.

Esse processo de pesquisa é responsável também por identificar e antecipar as ações da empresa, para assim satisfazer as necessidades do cliente.

Entenda como o endomarketing funciona

Tendo em mente que o marketing trabalha com o público externo da empresa, qual é o público alvo no caso do endomarketing? Eu digo, são os Funcionários!

Essa prática que também é chamada de marketing interno tem como objetivo manter os colaboradores motivados, evitando assim uma troca constante no quadro de funcionários.

Para isso a empresa deve investir em ações internas, eventos corporativos, pesquisas de satisfação e inclusão dos colaboradores nos projetos e tomadas de decisões da empresa.

Isso vai refletir tanto dentro quanto fora da empresa, no que diz respeito a imagem da corporação.

Motivos para a empresa investir em endomarketing

Podemos imaginar um bom exemplo disso: pense em você trabalhando em uma empresa dentro da sua área de atuação, independente de qual seja.

Supondo que seja de construção civil, possui um determinado perfil de consumidor e colaborador. Os produtos comercializados vão desde areia, e cimento, até detalhes finais da obra, como janelas e domus para telhado, tinta e chuveiro lava olhos.

Fora isso, sem contar o fato dos materiais, em um ambiente de trabalho agradável as pessoas se sentem parte da equipe, algo que faz com que trabalhem com gosto.

Pois ao ser valorizado o funcionário se sente mais motivado, resultando em um trabalho melhor. Além do colaborador se tornar mais leal à empresa e buscar otimizar sua produtividade.

Impulsione a produtividade do seu negócio

Como vimos ao longo deste conteúdo, no endomarketing a pesquisa é fundamental. Ao programar um evento interno é aconselhável realizar uma pesquisa de satisfação antes e depois, para que se tenha um retorno dos funcionários.

Até mesmo antes de implantar uma nova política interna é importante ouvir os colaboradores, pois é importante ouvir o que eles têm a dizer.

Essas atitudes fazem toda a diferença para a imagem da empresa, que passa a ser vista de maneira positiva pelos funcionários e consequentemente pelas pessoas de fora.

*sse artigo foi escrito por André de Angelo, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Saiba como aumentar a vida útil da sua bateria automotiva 329

Saiba como aumentar a vida útil da sua bateria automotiva

Em diversos automóveis as baterias possuem funções variadas. As principais são alimentar o motor de arranque, luzes do painel e faróis, além de dar energia para o sistema de ignição responsável por acionar o mecanismo de combustão interna.

A bateria automotiva é recarregável, e por ser responsável pelo fornecimento de energia aos veículos, com os constantes avanços tecnológicos nos dispositivos eletrônicos dos carros, sua capacidade é cada vez mais exigida.

Considerando isso, preparamos este conteúdo para entender a fundo o que faz uma bateria automotiva, quais as suas principais necessidades e como funciona para os diferentes componentes de um veículo. Confira!

Saiba como funciona uma bateria automotiva

As baterias automotivas são formadas por placas de chumbo, com os pólos positivo e negativo ligados entre si. Essas placas recebem uma solução composta por ácido sulfúrico.

Dessa forma, quando você liga o carro dando partida a reação cria uma corrente elétrica que funciona junto com o alternador, responsável por transformar a energia elétrica em mecânica.

O que faz o alternador trabalhar é o combustível, e a junção desses dois, alternador e bateria, é o que faz o motor funcionar.

Com isso, a bateria também proporciona o início para que seja dada a ignição no motor, que representa uma faísca inicial que liga o motor. Produzindo assim a energia elétrica, que é convertida em mecânica para o motor funcionar.

Saiba quais as funções das baterias automotivas

Nos dias de hoje, existem carros modernos com inúmeras funcionalidades que dependem da bateria para maior conforto, segurança e usabilidade de todos os acessórios.

Certos componentes que dependem dessa fonte de energia são: GPS, rádio, computador de bordo, piloto automático, regulagem dos faróis, faróis, vidros e travas elétricas, sensor de estacionamento, espelhos retrovisores elétricos, teto solar e qualquer diferencial.

Em meio à tantos elementos pode acontecer de um dia você estacionar o veículo e esquecer o rádio ligado ou os faróis acesos. Caso isso ocorra, é bem provável que a bateria descarregue, algo que popularmente é chamado de “arriar a bateria”.

Para resolver isso, além dos métodos imediatos como recarregar a bateria fazendo uma ligação direta por meio de cabos elétricos conectados à bateria de outro carro.

Conheça os outros tipos de baterias

Nos carros elétricos, a bateria acaba atribuindo mais funções ao seu funcionamento. Diferente dos automóveis convencionais, esse tipo de veículo não precisa de combustíveis para que a parte mecânica funcione.

Ou seja, menos gases poluentes são emitidos, já que ao fim da vida útil da bateria ela apenas é substituída. Além de redução na emissão dos gases, os carros com motores elétricos fazem menos barulho que os convencionais.

Para que o motor desses veículos funcione três coisas são necessárias, e são elas:  um motor elétrico, baterias e um regulador de motor. O regulador também possui energia das baterias e é o responsável por transmitir energia para o motor e para os outros componentes elétricos do veículo.

Fora os automóveis, as baterias estão presentes em diversos lugares. Em geradores, computadores, celulares e brinquedos, aliada à objetos criados por meio da injeção de plástico, a bateria e um circuito são responsáveis por gerar movimentos.

Entenda como aumentar a vida útil da bateria

A vida útil de uma bateria em veículos convencionais costuma ter em média 3,5 anos de duração, no entanto, isso não é uma regra. A duração dela vai depender da utilização do automóvel, seus componentes elétricos e como a bateria é preservada.

O ar condicionado é item que costuma exigir bastante do carro. Para otimizar a sua funcionalidade, é recomendado instalar uma película de controle solar nos vidros. Ela retém parte do calor do sol e mantém o carro mais fresco.

Para ter um ideia, de todos os componentes elétricos, o que menos consome bateria é o motor. Parece loucura, não é? Mas é a realidade! Por isso é recomendado utilizar o rádio ou acionar os vidros sempre com o veículo ligado.  Fazer isso ajuda a prolongar a duração da vida útil da bateria.

Isso porque, o alternador, como vimos no início do texto, é responsável por manter a bateria carregada utilizando o combustível como fonte de energia.

Diferente de outros componentes, como rádio, GPS, faróis, e toda a parte elétrica, que dependem apenas da bateria. Compreender as necessidades e funções da bateria do seu carro é importante para que possa fazer com que ela dure mais.

Por mais que o consumo seja relativo, ao dar a devida atenção à parte elétrica do veículo é possível aumentar a vida útil da bateria, resultando em problemas técnicos menores e trocas menos frequentes.

Por que sua empresa precisa de um gerador de energia? 329

Por que sua empresa precisa de um gerador de energia?

Praticamente todos os negócios dependem de um gerador para funcionar. Nas indústrias, o aparelho necessita de manutenção constante, inclusive, e nas demais empresas, além de aumentar a produtividade, um gerador é uma forma de prevenir quedas de energia.

A fonte de energia é um detalhe extremamente importante para os negócios. Pois imagine estar em um ambiente que eventualmente a corrente elétrica é cortada e os cabos elétricos já não funcionam. O filtro de ar industrial ou o sistema de combate a incêndio podem parar de funcionar sem previsão de retorno.

Pense em uma indústria que trabalha com diversos equipamentos como imã de neodímio, cilindro hidráulico ou até mesmo o chuveiro lava olhos e necessita da energia para trabalhar. Além de uma película de controle solar, é necessário um gerador para garantir que os equipamentos continuam funcionando apesar da queda de energia.

A questão é que os geradores exigem certos cuidados. As manutenções devem ser feitas com profissionais qualificados que trabalham com esse tipo de geradores para que o serviço seja executado da melhor maneira possível.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para falar alguns dos cuidados necessários para manter o ambiente da sua indústria seguro e higienizado. Confira!

Veja alguns modelos de geradores

O principal objetivo do gerador de energia é garantir que a tensão elétrica dure mais tempo sem interromper o funcionamento dos aparelhos conectados à corrente.

Para isso, existem diversos modelos, sendo que o gerador de energia mecânico é o mais comum entre todos. Os modelos existentes podem ser descritos como:

Gerador Mecânico

O gerador de energia mecânico usa energia mecânica e a converte em energia elétrica para o funcionamento dos componentes a ele conectados. Um bom exemplo disso é o alternador dos carros.

Gerador Químico 

Esse modelo de gerador faz uso da energia química, ou potencial, e a converte em energia elétrica. As pilhas, que você provavelmente usa em casa no controle da televisão ou no despertador, são um bom exemplo.

Gerador Térmico

O gerador térmico é um gerador de energia que utiliza a energia térmica e a transforma em energia elétrica, como as turbinas a vapor muito utilizadas na indústria.

Gerador Luminoso

O gerador luminoso converte a energia dos raios luminosos em energia elétrica. Os painéis solares instalados em casas são exemplos do seu funcionamento.

Gerador Eólico

Esse gerador de energia integra um sistema de cata-vento ao gerador elétrico e transforma a energia eólica em energia elétrica. Por exemplo, os aerogeradores usados em grandes campos.

Tenha cuidado com a rede elétrica da sua empresa

Nas instalações elétricas das  empresas a quantidade de energia que controla o sistema é composto principalmente por uma grande fonte ligada a um potente gerador de energia.

Para usar instalações elétricas, é muito importante obter um conjunto de proteções, condutores elétricos, painéis de controle e acessórios instalados conforme as normas técnicas específicas.

Para que tudo corra bem, é indispensável que seja realizado um projeto de instalação elétrica. Com ele, as instalações são mais eficientes e seguras, reduzindo as chances de um possível dano em toda a rede elétrica.

Uma boa instalação reduz os riscos de eventuais problemas, como fios próximos a uma estrutura metálica. O projeto aumenta a segurança e previne coisas inesperadas, como um possível curto-circuito, sobrecarga, sobretensão ou subtensão.

Sua empresa protegida de possíveis acidentes

Ao buscar fornecer um ambiente produtivo e seguro aos colaboradores, as empresas precisam se atentar aos cuidados indispensáveis com energia elétrica.

Isso porque uma indústria exige alta quantidade de energia, e para que tudo funcione corretamente é importante a criação de um projeto de instalação elétrica.

Com esses pontos, sua indústria mantém o ambiente organizado e seguro ao mesmo tempo que contribui com  a produtividade.

Essa atitude reduz os riscos de acidentes e garante que sua linha de produção não seja afetada, mantendo o ritmo de produção sempre ativo.