A evolução do perfil do consumidor de seguro exige uma readequação da aplicação do CDC por parte do Judiciário 1920

Advogado da Agrifoglio Vianna, Marcelo Camargo traz reflexões internacionais sobre o tema

Apesar de tramitar no legislativo há alguns anos um projeto de lei específico para tratar do seguro, o Brasil é um dos poucos países que não tem uma legislação própria sobre seguro. Desta forma, as regras referentes a este tipo de contrato estão apenas no Código Civil, em poucos mas bons artigos.

Conversamos com o advogado do escritório Agrifoglio Vianna, Marcelo Dias Camargo, pós-graduado no MBA de Direito da Economia e da Empresa pela FGV, que recentemente concluiu a Especialização em Direito do Seguro pela Universidade de Salamanca (Espanha), sobre o tema.
O profissional, que também é membro da AIDA – Association Internationale de Droit des Assurances/International Insurance Law Association – Associação Internacional de Direito dos Seguros e da Comissão de Seguros da OAB – RS, comenta que a reflexão a respeito do Código de Seguro brasileiro como solução para as questões referentes ao contrato de seguro e que abarrotam o Judiciário atualmente se faz necessária. Confira:

De que maneira você acredita que as discussões das temáticas abordadas em sua vivência na Universidade de Salamanca, na Espanha, uma instituição que completou 800 anos em 2018, sendo uma das mais antigas da Europa e a mais antiga daquele país, são importantes para a sociedade?

A Universidade em si é extremamente prestigiada no mundo todo, de modo que reúne alunos de graduação, pós graduação, mestrado e doutorado de várias nacionalidades. A cidade é histórica, relativamente pequena, e gira em torno da Universidade. São milhares de alunos circulando. Todo este ambiente favorece o estudo, a imersão, e reúne pessoas com os mesmos objetivos, há uma sintonia por descobertas, por aperfeiçoamento. Então, a Universidade vem promovendo há anos estas Especializações (este ano de 2019 foi a 45ª Edição), não só de Direito do Seguro, mas em Direito Penal, Direito Civil (contratos e danos), Constitucional, entre outros, e todos os cursos são ministrados no mesmo edifício (que é histórico, um antigo mosteiro de 200 anos, preservado, mas dotado de toda uma estrutura fantástica, de alta tecnologia de comunicação, várias salas de aula, um grande auditório, equipamentos para as aulas, internet rápida, etc) e possibilita este intercâmbio com colegas de vários países e em outras matérias diferentes do Seguro. Existem aulas magnas destas outras matérias que são comuns à todas as Especializações, o que dá uma visão ampliada de estudo.

Os professores são extremamente qualificados, no caso do Seguro, faziam parte do corpo docente renomados juristas europeus e latino americanos, como o Professor Abel Veiga Copo, autor de mais de 70 obras, dentre as quais, um Tratado de Direito do Seguro de dois volumes e que está na 6ª Edição. Outros professores também renomados, de vasta produção acadêmica, ministram o curso, tal como os professores Eugenio Llamas Pombo, Carlos Ignacio Jaramillo, Andrea Signorino Barbat, entre vários outros. A qualidade do corpo docente e dos alunos, renomados juristas e profissionais atuantes no mercado de Seguro de toda a América Latina, torna a experiência muito qualificada, são apresentadas e debatidas as questões mais atuais em Direito do Seguro, em diversas matérias específicas, em seguro de danos, de vida, resseguro, transportes, etc, e sob um âmbito internacional, com cotejo de legislações espanholas, europeias, e latino americanas.

Por exemplo, o Brasil é um dos poucos países que não tem uma legislação específica sobre seguro (tramita um projeto de lei há anos no legislativo) de modo que as regras atinentes a este tipo de contrato estão apenas no Código Civil, em poucos mas bons artigos. Os demais países latinos, em geral, tem códigos de seguro, como o Uruguai, que teve a sua lei específica sobre seguros entrando em vigor em 2018. Isto é bom ou ruim para o Brasil? A positivação, o Código de Seguro brasileiro, resolveria as questões tormentosas referente ao contrato de seguro que abarrotam o Judiciário atualmente? Estes questionamentos são importantes, pensar nas respostas é necessário, e o curso contribui muito para isto, para o desenvolvimento de novas perspectivas para o trato do seguro no Brasil. Então, ter acesso a estas questões atuais, bem como, acesso aos professores e suas obras, contribui muito para o fomento deste debate, que deve ser qualificado, pena de o Brasil retroceder e cometer alguns erros que outros países cometem, ou então, de insistirmos em práticas que tanto travam o desenvolvimento do mercado segurador por aqui, e que já não são mais práticas adotadas em países mais avançados no tema.

A especialização e seu trabalho de conclusão tem relação com sua atividade na Agrifoglio Vianna Advogados Associados? Poderia nos explicar como?

Sim, a Especialização dá uma visão bastante ampla do Direito do Seguro, e um dos meus objetivos quando retornei é o de tentar informar melhor sobre o seguro, seja o leigo, seja no âmbito jurídico, que é pouco conhecido e compreendido da forma como deveria. Não se trata de ser a favor ou contra a seguradora, mas de conhecer como exatamente funciona o contrato. É uma necessidade comum. Mas evidente que, o foco do trabalho acaba envolvendo questões do dia a dia da advocacia. Neste sentido, constantemente nos deparamos, no âmbito profissional, com o pouco conhecimento da especificidade do seguro, especialmente pelo Judiciário quando envolve o consumidor, uma relação de consumo. Este é um grande problema, não só para as seguradoras ou segurados, mas para o sistema todo. Não compreender o contrato e seus elementos leva o juiz a cometer erros, que descaracterizam o contrato, alteram riscos, coberturas, e consequentemente violam o mutualismo. No trabalho, especificamente, abordei a necessidade de reforço dos institutos basilares do contrato de seguro, por uma perspectiva de prevalência indissociável da mutualidade e do interesse segurável, diante de uma interpretação demasiadamente favorável ao consumidor individual. Reafirmei a necessária proteção do consumidor, a partir das formas legislativas como o Código de Defesa do Consumidor (CDC), mas demonstrei que, mesmo no CDC, existe dispositivo de orientação a permitir uma aplicação simultânea com o Código Civil. Por exemplo, como não seria de adesão o contrato de seguro? Poderia o segurado debater preço, ampliação e aceitação de riscos impossíveis, se estes são fruto de cálculo matemático atuarial? Então, o fato de ser de adesão não pode ser nenhum demérito ao contrato de seguro e o juiz deve fazer esta correlação de forma equilibrada. Ao final do trabalho, propus a necessidade de implantação de um sistema de interpretação e aplicação das normas com vistas a exigir um dever de maior envolvimento do indivíduo consumidor (que já não é mais o mesmo consumidor de 30 anos atrás, quando o CDC entrou em vigor). Isto tornaria inclusive desnecessária uma maior positivação, uma nova legislação, pois bastaria uma aplicação equilibrada do CDC, simultânea aos elementos fundamentais do contrato, como o interesse segurado, o risco e o mutualismo.

Agora, penso, é necessário exigir uma atitude mais colaborativa, um dever compartilhado (consumidores, seguradoras, Judiciário) de proteção dos institutos e elementos do contrato de seguro, no que seria uma espécie de extrema boa-fé. Ao consumidor de hoje não é mais dado o direito de se abster, de não ler uma proposta com as regras básicas do que está contratando, de contratar desinteressado, sem ler minimamente as informações prestadas pelo fornecedor, pois se assim fizer, estará invariavelmente prejudicando toda a coletividade, como acontece com a mutualidade de segurados quando um indivíduo com apenas 5% de invalidez decorrente de um acidente (amputação de parte mínima de um dedo, por exemplo), recebe a integralidade da cobertura como se estivesse 100% inválido, apenas porque “não sabia” da possibilidade de ser indenizado parcialmente. O Judiciário atualmente sequer analisa esta alegação de que o segurado “não sabia” do funcionamento do seguro, as vezes condena a Seguradora sem que o segurado tivesse sequer alegado este desconhecimento, ou seja, presume que houve falha do dever de informação da seguradora. É evidente que este tipo de decisão viola a mutualidade do seguro, pois o dinheiro que serve para pagar esta indenização vem do fundo comum, ou seja, outros segurados, outros consumidores, é que estão pagando a indenização de 100% de invalidez para aquele indivíduo que teve apenas parte do dedo amputado, e isto não é justo com a coletividade. Então, as teses defendidas no trabalho de conclusão são perfeitamente aplicadas no dia a dia profissional.

Considero importante ressaltar que, desde o início, contei com todo o apoio do escritório Agrifoglio Vianna, de todos da equipe, principalmente da Dra. Laura, a quem agradeço muito. De novidade, acho importante informar que os integrantes do curso estão reunindo esforços para a publicação de um livro conjunto, uma obra em espanhol, organizada por um colega Colombiano, prevista para o próximo ano. Também posso adiantar que temos previsão de publicação de uma obra em português, com os colegas brasileiros, esta até mais adiantada, fruto direto das amizades que se formaram a partir da Especialização. Na verdade, ambos são frutos importantes do curso.

Live do Porto Seguro Moto dá dicas de como frear com segurança 1253

Instrutor Carlos Amaral, referência em treinamento de motociclistas há 20 anos, explica em live o passo a passo da frenagem

Mesmo que exista diferentes tipos de pilotagem de motos, o pensamento deve ser sempre o que privilegie boa conduta e responsabilidade. Por isso, é essencial que o motociclista tenha em mente as melhores maneiras de frear com segurança.

Foi nesse contexto que Carlos Amaral, consultor e instrutor de pilotagem, fez uma live nos canais da Porto Seguro (YouTube e Facebook) para dar dicas de frenagem em motos. “Diferente do que se imagina, frear não é um ato instintivo, mas sim um estilo desenvolvido em treinamento e instrução”, comenta.

Mesmo com as mudanças e melhorias nas tecnologias das motocicletas ano após ano, o conceito de segurança passa, fundamentalmente, pela mentalidade defensiva do piloto. “Frenar é diferente de parar. A ação de frear vai direto para as rodas da motocicleta, na borracha do pneu. Ou seja: o que para uma moto não é freio, mas sim o atrito do pneu com o solo. Em testes pós-acidentes, o freio funcionou, mas o comportamento de análise de risco certamente foi mal ajustado. Dessa maneira, é preciso que o piloto esteja atento a diversos fatores como a pista, a calibragem, imprevisibilidade e a força que dará nos manetes ou pedais no momento de frear”, explica.

Veja as principais dicas para melhor desempenho no freio de motos:

1- Uso combinado dos freios

Para maior eficiência e precisão é preciso sensibilidade e o uso combinado dos três freios existentes na motocicleta: freio da roda dianteira, da roda traseira e o freio do motor. Em casos de frenagens em situações emergenciais, mesmo sendo um ato instintivo, é preciso aprimorar a reação, pois cada situação (tipo de moto, peso, garupa) vai exigir mais ou menos força.

2- Dedos nos manetes

Afinal, quantos dedos devem ser usados no manete para a frenagem? Há algumas opções, mas a melhor de todas é sempre aquela em que o motociclista consiga frear sem acelerar ao mesmo tempo. “Vai depender do tipo de moto que você tem. Em um veículo sem embreagem, por exemplo, é recomendável que a mão toda deslize para a frente da manopla, em movimento de desaceleração e levando os quatro dedos ao manete de freio “, diz Amaral. “Freios mais sensíveis, em motos com embreagem, dois dedos funcionam bem. O importante é fazer com firmeza e sem acelerar”, completa.

3- Frear em curvas

Para frear a moto nas curvas o mais importante é ter o cuidado para não derrapar e não trave as rodas. Se houver necessidade, o ideal é que o motociclista dose a força, de forma leve, no freio traseiro e não acelere ao mesmo tempo.

Por que é importante o seguro para moto e quais são as possibilidades?

Ter uma moto pode ser sinônimo de facilidade, deslocamento rápido e rapidez. Mas há também cuidados. “As pessoas que tem qualquer tipo de patrimônio precisam se preocupar com o bem, pois quando se está dirigindo todos estão sujeitos a um imprevisto”, diz Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto. “Por isso, nos últimos anos, a Porto Seguro criou produtos específicos para levar uma proteção mais customizada para quem ama moto”, completa.

Antes de contratar o seguro da moto, é importante analisar quais são as coberturas básicas e adicionais. As coberturas básicas são as obrigatórias, que o segurado não pode deixar de contratar. Elas compreendem remoção, assistência em caso de pane seca, assistência para continuidade da viagem ou para aguardar a moto ser reparada e, ainda, cobertura para dano integral ou parcial por incêndio, colisão, roubo ou furto. As adicionais podem ser incluídas apenas se ele considerar necessário.

Ao contratar o seguro do Porto Seguro Moto é possível ter acesso a inúmeros benefícios. Entre as vantagens disponíveis estão: assistência 24 horas para a moto e residência e descontos em oficinas especializadas no conserto de motos. Além disso, o Porto Seguro Moto oferece facilidades como desconto em acessórios para a moto – como capacete – dependendo da cobertura contratada. Dentre eles estão coberturas que incluem guinho 24h, táxi, hospedagem, desconto na franquia, parcelamento em até 12x sem juros no cartão Porto Seguro. Veja mais em: https://wwws.portoseguro.com.br/vendaonline/moto/home.ns

Vida e Previdência da SulAmérica 100% online 2132

Companhia passa a vender Seguros de Vida Individual e planos de Previdência somente pelo Portal do Corretor

A partir de 1º de agosto, todas as vendas de seguros de Vida e planos de Previdência da SulAmérica, ambos na categoria individual, serão feitas integralmente online. Com esta mudança, o preenchimento da proposta e a assinatura do contrato poderão ser feitos em menos de 10 minutos no Portal do Corretor.

“A digitalização do processo atende a uma demanda de corretores e clientes para que tivesse mais agilidade. E fizemos isso sem abrir mão da segurança. O corretor pode usar seu tempo para conhecer o cliente, entender seu momento de vida e oferecer a melhor solução de proteção da SulAmérica”, explica André Lauzana, vice-presidente comercial e marketing da SulAmérica.

Bradesco Seguros investe na saúde mental dos funcionários e inclui ações voltadas para o cenário de pandemia 1162

Com iniciativas e projetos voltados à gestão emocional e bem-estar, a seguradora tem apoiado os profissionais dentro e fora do ambiente de trabalho

Investir em bem-estar e saúde são fatores essenciais no ambiente corporativo – quando a organização apoia o funcionário, gera propósito e fortalece a cultura corporativa. No Grupo Bradesco Seguros, o pilar longevidade associado à qualidade de vida é uma premissa indispensável para que as pessoas possam viver mais e melhor, por isso a seguradora passou a oferecer uma série de ações voltados à saúde e bem-estar dos funcionários.

“A intenção é oferecer cada vez mais um ambiente de trabalho agradável, acolhedor e social, para que os times possam interagir e falar das suas vulnerabilidades, promovendo mais aceitação e pertencimento. Na Bradesco Seguros, o capital humano é um valor estratégico essencial para sua missão. Por isso, acreditamos que é importante promover diálogo entre as equipes, inserindo o funcionário em um ambiente acolhedor”, afirma Valdirene Soares – diretora de Recursos Humanos no Grupo Bradesco Seguros.

Confira algumas iniciativas adotadas pela companhia, adaptadas para o meio digital durante o período de pandemia, além de ações desenhadas especialmente para gerenciar as emoções no novo modelo de trabalho em regime home office.

Programa Você em Foco

A Bradesco Seguros conta com o Programa Você em Foco, ciclo de palestras que promovem conscientização a partir de quatro vertentes: autoconhecimento, saúde, qualidade de vida e bem-estar. Percebendo a boa adesão dos funcionários às palestras do programa, a empresa passou a estender o conteúdo desses encontros para os familiares, amigos e parceiros de negócios. Durante o período de isolamento social, as palestras estão sendo realizadas pelas plataformas virtuais abordando temas, como: jornada emocional; gestão de tempo e humanização nas relações à distância; a importância da sensibilidade e atenção aos aspectos humanos e emocionais no momento atual. Alguns treinamentos, palestras e eventos virtuais do programa já foram liderados por nomes como: Pedro Calabrez, Monje Satyanatha, Mariana Ferrão, Natália Leite, Carla Tieppo, e Rossandro Klinjey.

Vídeos semanais do Monge Satyanatha

Os desafios da quarentena, em consequência da pandemia da Covid-19, pedem cuidados especiais com a saúde emocional e física. Para ajudar os times a manter a qualidade de vida durante a quarentena, a seguradora disponibilizou uma série de vídeos de meditação com o Monge Satyanatha produzidos exclusivamente para os funcionários, e parceiros de negócios da Bradesco Seguros. O conteúdo reúne orientações sobre como lidar com sentimentos e emoções no isolamento social, dicas de respiração, entre outras técnicas.

Treinamento de Mindfulness

A companhia também implementou o treinamento de Mindfulness, técnica que traz ótimos benefícios para a saúde física e mental; um treino de concentração focado no presente, que proporciona uma consciência plena de todas as emoções e sensações. Ministrado pela consultoria Lotus Godiva, o programa tem oito semanas, sendo cada sessão com duas horas de duração, aplicada durante o período de trabalho uma vez por semana. Cada sessão conta em média com 30 funcionários que marcam presença na sala de meditação com grupos fixos. Durante o período de pandemia, a iniciativa foi adaptada para o ambiente virtual.

LIG VIVA BEM

Com foco no bem-estar das equipes, a Bradesco Seguros também disponibiliza o ‘LIG Viva Bem’, um serviço de atendimento psicológico profissional confidencial da Organização Bradesco. O programa fornece orientação e aconselhamento para os funcionários e seus dependentes. A iniciativa surgiu com a proposta de resolver problemas pessoais, familiares, legais e financeiros fora do ambiente de trabalho, para assim, diminuir o impacto de determinadas questões do dia a dia.

Programa Você Transforma

O programa Você Transforma promove a inclusão de todos os funcionários da organização na cultura digital, estimulando novas ideias e a conexão entre diferentes áreas, gerações e níveis hierárquicos da empresa. O programa iniciou com o objetivo de construir um ambiente de inovação e colaboração a partir da transformação pessoal das equipes. Como fruto desse Programa lançamos em março de 2020, no início do isolamento social, a versão virtual do “Você Conectado”, ciclo de palestras sobre transformação digital para todos os funcionários, familiares, amigos e parceiros de negócios. Já participaram desse evento, José Cláudio Securato, professor da Saint Paul – Escola de Negócios, Andrea Iorio, Fundador da Metanoia Lab e Martha Gabriel, futurista, autora dos best sellers “Marketing na Era Digital”, “Educar a (R)Evolução Digital na Educação” e “Você, Eu e os Robôs”.

“No último bate-papo, contamos com a participação de Martha Gabriel e Rossandro Klinjey, em uma conversa descontraída e ao mesmo tempo trazendo muita profundidade para o tema das “Relações Humanas e a Transformação Digital”, provocando reflexões e insights nas equipes. Além de evidenciar que o futuro está nesse momento, no nosso presente; e que a hibridização do humano com o tecnológico; o exercício diário da disciplina, pensamento crítico, resiliência e empatia permitirá sermos seres humanos ainda melhores”, detalha Valdirene.

Live para corretores

Pensando em oferecer apoio aos parceiros de negócios, a Bradesco Seguros também vem promovendo lives especiais para as equipes comerciais da companhia e corretores de seguros de todo o Brasil. A última palestra contou com a participação da palestrante, Branca Barão, professora e especialista em Programação Neurolinguística. A live tratou sobre temas comportamentais com foco no indivíduo e nas suas relações no ambiente de trabalho, destacando a necessidade transformação e reinvenção pessoal. Além disso, também abordou temas como gestão emocional, protagonismo e novos caminhos para a oferta de seguros no contexto da pandemia. Pontos importantes para auxiliar o corretor a inovar no cenário atual.

Treinamentos corporativos

A seguradora também ampliou o uso dos treinamentos a distância, por meio da parceria entre UniverSeg e Unibrad, a fim de tornar o trabalho das equipes mais ágeis e intuitivos. Os números demonstram o alto engajamento das áreas: em junho foram 11.522 participações, incluindo funcionários, corretores e parceiros de negócios. “Adaptamos os processos de capacitação, oferecendo conteúdos que atendessem exatamente ao momento que estamos vivendo. Além disso, implementamos diferentes formatos para transmissão como, por exemplo: videoconferências, webinars; entre outros formatos”, explica a diretora de Recursos Humanos.

Filmes ‘Fascinação’ e ‘Décadas’ da Bradesco Saúde ganharam o carinho dos brasileiros ao homenagearem os profissionais de saúde 1670

Homenagem, inspiração, empatia e bem-estar dominam o tom das iniciativas produzidas pela seguradora ao longo do primeiro semestre, conquistando relevantes índices de audiência e engajamento

Os filmes ‘Fascinação’ e ‘Décadas’, criados especialmente para a Bradesco Saúde, empresa do Grupo Bradesco Seguros, ganharam o carinho dos brasileiros ao homenagearem os profissionais da saúde durante o período de isolamento social. De acordo com uma pesquisa de recall realizada em junho pela agência AlmapBBDO, a temática geral dos vídeos teve ainda mais sucesso entre o público feminino (com faixa etária 25-30), alcançando 76% de relevância. Três em cada quatro respondentes consideram atrativo a marca homenagear à área de saúde.

O estudo também apontou que as mensagens levadas pelos filmes foram bem compreendidas pelos entrevistados, que ressaltaram a homenagem pelo seu potencial de inspirar as futuras gerações. ‘Fascinação’ se destacou pela lembrança, simpatia e relevância e foi eleita por jornalistas do trade publicitário como a melhor campanha neste novo cenário do país, provocado pela pandemia da Covid-19. Já o filme ‘Décadas’, ganhou relevância pela proposta diferenciada dentro do tema de homenagens aos profissionais de saúde. Mais de 500 pessoas participaram da pesquisa, distribuídas em São Paulo (Capital e Interior) e Rio de Janeiro (Capital).

“Os filmes foram criados para prestar uma justa e merecida homenagem aos profissionais da saúde, destacando a inspiração que eles promovem principalmente às novas gerações. Durante este período desafiador, também implementamos ações de comunicação que reforçaram a mensagem “Com Você. Sempre”, pilar que levamos em nossa assinatura e que faz parte da missão do Grupo, na busca por participar e oferecer proteção em todos os momentos de vida de nossos segurados”, afirma Alexandre Nogueira – Diretor de Marketing do Grupo Bradesco Seguros.

Os filmes integraram um pacote de iniciativas de comunicação e marketing desenvolvidas pelo Grupo Bradesco Seguros ao longo do primeiro semestre deste ano. Confira abaixo um detalhamento das ações promovidas no calendário semestral da seguradora, conquistando relevantes índices de audiência e engajamento e, somadas, alcançando quase 60 milhões de views no YouTube. Só a Plataforma Com você, uma das ações desenvolvidas, alcançou 88 milhões de impressões no Instagram, 135 milhões no Facebook e 3 milhões no Twitter.

‘Fascinação’

Com o objetivo de homenagear os profissionais de saúde que se arriscam todos os dias na linha de frente do combate à pandemia da covid-19, a Bradesco Saúde lançou o filme ‘Fascinação’ que traz a canção que deu o nome ao título do vídeo, em sua versão original na voz de Elis Regina. O filme remete o lado lúdico da infância e mostra a inspiração e fascinação que os profissionais de saúde exercem sobre todos.

‘Décadas’

O filme ‘Décadas’ traz a imagem de diversas profissões que foram inspirando gerações ao longo dos anos. O vídeo mostra que sempre existiram atividades e carreiras que fascinaram as crianças em determinado momento. E agora, são os médicos e profissionais de saúde que têm cativado e encantado a todos pela coragem, dedicação e importância social.

Plataforma ‘Com Você’

A plataforma ‘Com Você’, lançada pelo IGTV da seguradora (aplicativo de vídeos do Instagram), contou com uma série de conteúdos informativos, além da presença de influenciadores digitais, especialistas em variados temas.

Grupo Bradesco Seguros divulga resultados do segundo trimestre de 2020 1750

Resultado das Operações de Seguros, Previdência e Capitalização cresceu 5,1% em relação a igual período de 2019

O Grupo Bradesco Seguros registrou crescimento de 5,1% no Resultado das Operações de Seguros, Previdência e Capitalização, no segundo trimestre de 2020, em relação ao mesmo período de 2019. Já na comparação com o trimestre imediatamente anterior, o crescimento foi de 28,9%.

O desempenho reflete a boa performance do Resultado Operacional, em função da melhora dos Índices de Sinistralidade e Combinado, influenciados pela redução dos procedimentos eletivos decorrente do distanciamento social, no segmento de Saúde, e pela queda da frequência de avisos, impactada pela diminuição da circulação urbana, no segmento Auto.

Já com relação ao Lucro Líquido, apesar da melhora dos indicadores de desempenho e do crescimento de 17,5% em relação ao primeiro trimestre de 2020, com aumento de 2,1pp no Retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio (ROAE), foi registrada queda de 25,8% na comparação entre segundos trimestres e de 30,9% ante o primeiro semestre de 2019, impactada pelo recuo do Resultado Financeiro, decorrente da queda dos índices IPCA e CDI, e pela constituição de provisões adicionais, como medida prudencial para fazer frente à pandemia da Covid-19.

Outro dado relevante, no comparativo dos últimos 12 meses, foi a evolução de 4,7% na quantidade de Segurados, Participantes em Previdência e Clientes de Capitalização, que superou 29 milhões.

Na área de produtos, o Grupo Segurador apresentou novas soluções em diversos segmentos. Em Previdência Privada, lançou uma família de fundos que reforça o posicionamento da empresa no mercado, em um momento de redução da taxa básica de juros. Os novos produtos, geridos em conjunto com a Bradesco Asset Management (BRAM) e voltados a clientes com diferentes perfis e tolerância a risco, abrem opções para a diversificação de carteira, com potencial de ganhos no médio e longo prazos.

Em Saúde, foi lançada a Plataforma Saúde Digital, reunindo uma série de serviços e facilidades online para os beneficiários da Bradesco Saúde e da Mediservice. A principal novidade é o atendimento de médicos da rede referenciada por vídeo, com diferentes especialidades disponíveis para consultas a distância.

Além disso, pelo aplicativo Bradesco Saúde, o beneficiário pode realizar consultas imediatas, também por vídeo, com equipe médica dedicada. O serviço está disponível 24 horas, sete dias por semana, incluindo feriados.

Também foram adotadas, em Auto e Ramos Elementares, medidas para simplificação de processos, como a implantação de autovistoria e autoinspeção, de forma online, e procedimentos online para contratação de Seguro de Vida.

Com relação aos corretores, o Grupo realizou o programa ‘Com Você Corretor’, série de lives com conteúdo informativo sobre gestão comercial e estratégia de negócios, abordando temas como alta performance de vendas, atuação multicanal e conversas consultivas no novo normal, entre outros assuntos relevantes para aprimorar a atuação desses profissionais. A ação ultrapassou a marca de mais de 9 mil participações em todo o território nacional.