HDI Seguros cria diretoria de Transformação e Inovação 1058

Movimento faz parte do novo ciclo operacional da companhia que inclui investimentos arrojados em tecnologia e negócios conectados com as jornadas das pessoas

A HDI Seguros, quinta maior seguradora de automóvel e sexta de residência no País, acaba de criar a diretoria de Transformação e Inovação, que passa a fazer parte da estrutura da presidência. Daniel Pizarro assume o comando da área com a missão de identificar e estabelecer novos negócios e parcerias alinhados ao momento atual da companhia.

Nos últimos anos, a HDI investiu intensamente em melhorias operacionais e de processos, em relacionamento com clientes e corretores, em modelos de produtos e na própria forma de fazer negócios. Com isso, se transformou em uma seguradora humana, digital e inovadora, capaz de oferecer às pessoas proteção durante suas jornadas.

“A criação da diretoria de Transformação e Inovação surge agora para expandir ainda mais as nossas possibilidades de negócios em um mercado ecossistêmico. Somos uma nova HDI, com objetivos arrojados e desafiantes”, explica Murilo Riedel, presidente da seguradora.

Formado em Engenharia da Computação pela Universidade do Porto (FEUP) – Portugal, Daniel Pizarro tem MBA pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas (INSEAD), na França, e acumula passagens por empresas nos EUA e Europa, como Zurich Insurance Group, ING Group e Accenture.

“Estou muito animado em participar da transformação que a HDI Seguros está vivendo, principalmente porque que acredito que podemos conquistar excelentes resultados para a empresa, parceiros e clientes, além de colaborar com a evolução do universo segurador”, comenta o executivo.

Superintendência de Marketing

Outra mudança na estrutura da presidência diz respeito à liderança da área Marketing, que está agora sob o comando da Superintende Cintia Kim. Seu principal desafio será contribuir para o reposicionamento e crescimento da marca HDI no Brasil.

Cintia Kim é formada em Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie, tem pós-graduação em Marketing e master em Comunicação Digital e Marketing pela ESPM. A profissional possui 17 anos de experiência no setor de seguros e financeiro.

Após mudança na rotina do trabalho, seguradora lança proteção para equipamentos em home office 479

Novidade visa proteger o patrimônio das empresas como notebooks, laptops, desktops, dock stations, monitores, headsets, e muito mais

Tempos de crise podem ser também momentos de oportunidade para novos negócios. Atenta a mudança na rotina de trabalho por conta do coronavírus, uma seguradora aproveitou para lançar um produto exclusivo, voltado para as empresas que disponibilizaram seus equipamentos para as pessoas trabalharem de casa.

Com o nome de Home Office Protegido, a novidade visa proteger o patrimônio das empresas como notebooks, laptops, desktops, dock stations, monitores, headsets, mouses, teclados e demais periféricos, impressoras, scanners, webcans e equipamentos de vídeo conferências.

“Muitas companhias adotaram o regime de home office como uma solução para que não parassem de produzir durante a pandemia. Com isso, tiveram de comprar (alugar) notebooks e afins, ou instalar os desktops e demais itens nas residências de seus colaboradores. Isso fez com que todos esses equipamentos deixassem de ter cobertura nas apólices de Compreensivo Empresarial (Property), que é um seguro já contratado pelas empresas”, explica Daniel Camargo, Underwitter de Consumer Lines, da Argo Seguros.

De acordo com ele, nenhuma outra seguradora do Brasil oferece algo parecido. “São poucas as companhias que têm produto para esse segmento e, de forma geral, garantem o ressarcimento de bens de quem trabalha nesse regime de home office, não dos equipamentos das empresas contratantes”, esclarece.

Entre os riscos mais comuns estão desde o simples derramamento de um copo de água sobre os equipamentos; até a oscilação da energia elétrica, que pode queimar os componentes; ou ainda a queda dos aparelhos causada por conta de um animal doméstico ou mesmo uma criança brincando por perto.

O Home Office Protegido pode ser adquirido por períodos curtos – por 30, 60, 90 ou 120 dias – e oferece cobertura contra roubo e/ou furto qualificado, danos de causa externa (incêndio, queda de raio, queda, dentre outras), danos elétricos e perda e/ou pagamento de aluguel.

Newton Queiroz, CEO e presidente da Argo Seguros, lembra ainda que o seguro é fundamental para proteger o patrimônio de pessoas e empresas. “Quando acontece um sinistro, o custo para reparar ou repor aquela perda pode comprometer toda a operação e atrasar ainda mais o desenvolvimento dos negócios. Por isso, sempre pensamos em novas formas de comercializar produtos tradicionais ou de introduzir novos produtos em nossa indústria, sempre empregando a tecnologia a serviço de nossos clientes”.

Para o corretor que quiser saber mais detalhes sobre o Home Office Protegido, basta enviar um e-mail para pme@argoseguros.com.br.

Sicoob Credicor-SP distribui rendimentos aos cooperados 461

Montante foi distribuído na proporção direta das operações realizadas e obedecendo às fórmulas de cálculo de 40% para empréstimos, 40% para aplicações financeiras e 20% para saldo médio em conta corrente

Conforme aprovado em Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 11 de março, a Sicoob Credicor-SP começou a creditar em conta corrente dos seus associados as sobras (lucros) apuradas no exercício de 2019, proporcionalmente às operações realizadas.

O montante foi distribuído na proporção direta das operações realizadas e obedecendo às fórmulas de cálculo de 40% para empréstimos, 40% para aplicações financeiras e 20% para saldo médio em conta corrente, decididos na Assembleia.

Os cotistas podem optar por reinvestir em cotas o valor creditado em sobras na conta corrente, garantindo bons rendimentos no patrimônio em 2020.

“Estamos recebendo vários contatos com manifestações surpreendentes, pessoas que receberam valores muito bem vindos principalmente nesse momento, diante do cenário de crise pela pandemia que estamos enfrentando”, declara a gerente da Sicoob Credicor-SP, Geny Schimith.

Chegada da LGPD impulsiona contratações 482

Procura pelo seguro cyber dobrou neste primeiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2019

A proximidade da entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), prevista para agosto, está impulsionando a contratação de seguros contra riscos cibernéticos por parte das empresas.

O mercado aposta no potencial desse tipo de proteção não só porque a lei estabelece pesadas multas em caso de vazamentos de dados, mas também porque o crescimento da utilização da tecnologia vem acompanhado do aumento dos riscos de ataques cibernéticos.

“A procura pelo seguro cyber dobrou neste primeiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2019”, diz Marta Schuh, superintendente da Marsh.

Na Zurich, a demanda pelo produto aumentou 50% no ano passado, mas sobre uma base ainda pequena, informa Fernando Saccon, superintendente da seguradora. Na AIG, houve alta de 60% nos fechamentos de seguros cibernéticos (“cyber”) em 2019, segundo o gerente Flavio Sá. Sua expectativa é que neste ano o desempenho seja ainda melhor.

Unimed está entre as 25 melhores empresas para trabalhar no Brasil 479

Maior sistema de cooperativas de saúde do mundo ficou em sexto lugar no ranking feito pelo Indeed, considerado um dos maiores sites de busca de empregos do mundo

A Unimed, está entre as 25 melhores empresas para trabalhar no Brasil em 2020. A instituição foi reconhecida em sexto lugar em um ranking elaborado com base em avaliações feitas nos últimos dois anos por pessoas que trabalham ou trabalharam no Sistema Unimed, formado por 344 cooperativas, em comentários deixados no Indeed – um dos maiores sites de busca de empregos do mundo, com mais de 4 milhões de avaliações.

O bom resultado, divulgado pela revista Forbes, deu-se, principalmente, nos quesitos atrativos de mercado de trabalho, reputação, salários competitivos, bons benefícios e oportunidades de plano de carreira.

Para a definição da lista, foi feita uma análise durante o período de dezembro de 2017 a dezembro de 2019, incluindo um critério de exigência mínima de 100 avaliações de funcionários e ex-funcionários da empresa.

“Este título é um novo reconhecimento da excelência da marca Unimed, uma marca de renome, e mostra o grande impacto positivo de nossas cooperativas na vida das pessoas e no desenvolvimento do País. Demonstra também a importância do planejamento de gestão de pessoas e de ações do Sistema Unimed, em qualificação e clima organizacional, que beneficiam nossos mais de 100 mil colaboradores”, afirma Orestes Pullin, presidente da Unimed do Brasil.

ExperMed lança a primeira plataforma de teleperícias do Brasil 951

Utilização da ferramenta é indicada para o mercado de seguros

A ExperMed lançou este mês, a primeira plataforma de teleperícias do país, que visa facilitar a rotina das pessoas, bem como reduzir custos operacionais. A tecnologia exclusiva é simples e de fácil manuseio, tanto para médicos quanto para periciados e, para ser utilizada, basta que os usuários possuam acesso à internet e câmeras em computadores ou celulares.

Eduardo Della Giustina (de rosa) e os executivos da ExperMed. Arquivo JRS

A plataforma possui funcionamento como em uma perícia presencial, mas com a comodidade de evitar deslocamentos, além das garantias de gravar, tirar fotos e trocar documentos, por exemplo. “O modelo foi inspirado em uma lacuna de mercado, sendo utilizado como referência alguns cases internacionais”, afirma Eduardo Della Giustina, CEO da ExperMed em conversa com a equipe do JRS.

Della Giustina conta que até a implementação da teleperícia, existiam duas hipóteses possíveis: a documental, que possui baixo nível de assertividade e a presencial, com alto nível de assertividade. “Já a teleperícia possibilita uma nova modalidade, também com alto índice de assertividade, porém a plataforma possui outras vantagens em relação ao método convencional, como maior agilidade e segurança para os envolvidos e menor custo operacional”, disse.

Segundo o CEO da ExperMed, a empresa está atenta às necessidades do mercado, e após alguns anos trabalhando com diversas seguradoras, ficou visível que alguns procedimentos seriam facilmente resolvidos como o uso de tecnologias. “Um exemplo disso são as juntas médicas, onde é necessário organizar a agenda de três médicos e o periciado, para o mesmo dia e hora determinada. Com a teleperícia é possível que juntas médicas sejam realizadas no mesmo dia ou em curto prazo, gerando laudo com a assinatura de todos os envolvidos em tempo real”, explica.

Há vantagens na plataforma ser utilizada pelo mercado segurador, já que o serviço conta com mais agilidade, cumprindo os prazos de órgãos reguladores e consumeristas, além de reduzir consideravelmente o custo da operação. “Soma-se a isso a segurança de possuir de maneira organizada a gestão de dados e informações atinentes ao ato pericial”, complementa.

Mesmo com o serviço recém lançado com exclusividade no Brasil, o seviço de teleperícias também é eficiente em casos mais complexos, tornando a perícia menos invasiva. “Além da junta médica, utilizamos a plataforma também para casos de ‘Home Care’, no sentido de informar qual suporte é necessário ao periciado. Pelo fato de o periciado nesta situação estar sempre acompanhado de alguém, a perícia é facilmente conduzida e todos os detalhes captados e gravados”, explica.

Durante a conversa, o CEO lembrou que não há como o mercado regredir com a Telemedicina e a Teleperícia, após a autorização do Governo, mesmo que em caráter temporário, e ressaltou ser inadmissível que uma tecnologia que concebe vantagens para todos, não seja utilizada em larga escala. “Precisamos levantar a bandeira da inovação e não baixar a guarda para barreiras burocráticas e conservadoras.Chegou a era das Teleperícias e todos sairão ganhando”, finaliza.